- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 170

 

 
 
Edição nº 170, de 15 de junho de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Sempre em cima do fato
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
15 de junho de 2010
O Globo
Manchete: Área econômica e aliados duelam sobre aposentados
Sob pressão, Lula deve buscar agradar aos dois, sem prejudicar Dilma

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anuncia hoje se mantém ou veta o reajuste de 7,7% para os aposentados que ganham acima do salário mínimo, em meio a uma forte pressão que rachou o governo e aliados. Parlamentares e ministros da área social temem que o veto ao aumento aprovado pelo Congresso prejudique a campanha da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Mas a área econômica está unida contra o aumento, que representa uma despesa anual de R$ 1,6 bilhão, além do que o governo previra no Orçamento com o reajuste de 6,14%, já autorizado. A tendência é a de que o presidente adote uma solução intermediária e decida por um reajuste de 7%. Ontem, ele disse que não vai estragar sua "relação com aposentados", mas que não fará extravagâncias em ano eleitoral. (Págs. 1 e 3)
Simon beneficiou municípios gaúchos
O senador Pedro Simon (PMDB-RS), com sua emenda que redistribui a riqueza do petróleo, favoreceu vários municípios que têm embarque e desembarque de petróleo e gás. Entre eles, estão 20 dos 24 municípios em seu estado natal, o Rio Grande do Sul, que hoje recebem receita do petróleo. O Rio, maior estado produtor, só tem 11 cidades beneficiadas. (Págs. 1, 20 e editorial "Fantasia")
Insegura, Dilma evita debates e entrevistas
Tradicionais rodadas de entrevistas em eleições não terão a presença de Dilma Rousseff. Temendo gafes, sua assessoria não confirmou ida ao "Roda Viva" (IV Cultura) e ao "Espaço Aberto" (GloboNews). (Págs. 1 e 9)
Tuminha volta das férias e é demitido
Após um mês de férias forçadas, Romeu Tuma Júnior voltou ao trabalho e foi demitido da Secretaria Nacional de Justiça pelo Planalto. Tuma é suspeito de envolvimento com um contrabandista. (Págs. 1 e 11)
´Gatonet´ de policial tinha 30 mil clientes
A Polícia Federal fechou ontem, em Nova Iguaçu, a maior central clandestina de TV a cabo da Baixada, com 30 mil assinantes. O serviço era de um policial civil e de um ex-agente penitenciário. (Págs. 1 e 17)
Consumidor obtém novos direitos em viagens aéreas
Já estão em vigor as novas regras da Anac que beneficiam passageiros. Em casos de voos cancelados, o passageiro tem direito a pedir reembolso imediatamente. Se o voo atrasar mais de duas horas, o consumidor já tem direito a alimentação. (Págs. 1 e 19)
Vazamento de óleo é o 11 de Setembro ambiental, diz Obama (Págs. 1 e 26)
 
Israel restringe ação de observadores internacionais (Págs. 1 e 24)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Estuprador se beneficia de legislação mais dura
Juízes diminuem punição ao interpretarem crimes sexuais como um só delito

A nova legislação sobre crimes sexuais, que pretendia ser mais rígida e definiu o atentado violento ao pudor também como estupro, tomou mais brandas as penas contra criminosos, informa Rogério Pagnan.

Antes, havia condenação pelos dois crimes simultaneamente, o que poderia levar a um período de 12 a 20 anos de detenção. Com o entendimento de haver um só delito, as punições podem cair para 6 a 10 anos.

Houve situações como essa em quatro Estados. No DF, a Promotoria apurou pelo menos 25 casos. Segundo o juiz Ulysses Gonçalves Júnior, a intenção pode ter sido boa, mas a redação deu margem à discussão.

A deputada Maria do Rosárío (PT-RS), relatora da lei, diz que a interpretação está equivocada. (Págs. 1 e C1)

Análise
Decisão é técnica, mas não há técnico apolítico. (Págs. 1 e C3)
Demitido após férias, Tuma Jr. se diz vítima de ´covardia´
O secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr., foi demitido após os 30 dias que tirou para rebater acusações de ligação com Paulo Li, preso por contrabando. Ele se disse vítima de "covardia política". A colegas, culpou Luiz Fernando Corrêa, diretor da PF. (Págs. 1 e A4)
Estudos redimem gordura saturada do papel de ´vilã´
Pesquisa não vê relação direta do consumo com risco de infarto ou derrame; para médicos, alimentação desequilibrada e o modo como a gordura é substituída são o problema. (Págs. 1 e C11)
Governo Chávez intervém no Banco Federal
O governo da Venezuela alegou indícios de irregularidades e interveio no Banco Federal, que tem como presidente um dos acionistas da TV Globovisión, crítica de Hugo Chávez. (Págs. 1 e A14)
Boa notícia: Viajar à Europa passa a ser até 26% mais barato
Com a crise econômica e a desvalorização do euro, os preços dos pacotes de viagem à Europa ficaram até 26% menores. O gasto médio diário dos turistas caiu para € 60 (R$132). (Págs. 1 e B6)
Após alta do PIB, mercado prevê que país cresça até 8,1%
O crescimento da economia brasileira pode chegar a 8,1% neste ano, segundo os economistas ouvidos pelo Banco Central no levantamento semanal Focus.

A pesquisa foi feita após a divulgação dos dados do PIB no primeiro trimestre, com expansão de 9%. Na média, o mercado estima alta de 7% em 2010. (Págs. 1 e B3)
Editoriais
Leia "Nova fase", sobre o lançamento oficial das candidaturas presidenciais; e "Decolagem atrasada", acerca de investimentos em aeroportos. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Punição por atraso de voo já vigora
Passageiro afetado por demora, cancelamento ou overbooking pode exigir lugar em outro avião ou reembolso integral e imediato da passagem

A nova resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que assegura direitos a passageiros que tiveram problemas em voos já está em vigor. Agora, quem for afetado por atraso, cancelamento ou overbooking terá prioridade na reacomodação em voos da mesma companhia e poderá exigir reembolso integral e imediato da passagem quando seu voo tiver sido cancelado ou estiver lotado. As regras valem também para o passageiro que perder conexão por causa de atraso em voo anterior. Além disso, os passageiros deverão ter acesso a telefone e e-mail após uma hora de atraso, a alimentação adequada após duas horas e a acomodação em hotéis se o atraso superar quatro horas. A multa em caso de descumprimento varia de R$ 4 mil a R$ 10 mil. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

Informação

Após atraso, Irisângela Teixeira pediu ontem à TAM reacomodação em voo da Gol. “Só consegui quando mostrei que estava informada." (Págs. 1 e Cidades C3)

Empreiteiras se unem por aeroporto em SP

A Camargo Corrêa, cuja subsidiária Aporte administra aeroportos no Chile, na Colômbia, em Honduras e em Curaçao, se associou à construtora Andrade Gutierrez para construir e operar um novo aeroporto Internacional em São Paulo. O projeto já está pronto, mas depende de marco regulatório do governo federal para que possa ser tocado pela iniciativa privada. (Págs. 1, B8 e Economia)
Tuma Jr. cai e diz que ‘fatos vão surgir’
Acusado de envolvimento com um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo, o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, foi demitido ontem pelo ministro Luiz Paulo Barreto (Justiça). O caso foi revelado pelo Estado em maio. Tuma Júnior disse que Barreto agiu com “covardia política" e ameaçou: ´´Vão surgir fatos que vocês vão se arrepiar, aguardem". (Págs. 1 e Nacional A4)

Foto legenda: Atirando. Tuma Júnior dá entrevista depois de ter sido demitido
Remessa de lucro à Europa cresce 76%
As remessas de lucros e dividendos de empresas europeias instaladas no Brasil para suas matrizes atingiram US$ 4,4 bilhões de janeiro a abril, contra US$ 2,5 bilhões em igual período de 2009 - uma alta de 76%. O motivo foi a necessidade de compensar as perdas provocadas pela crise na Europa. Já o investimento das empresas de capital europeu no Brasil caiu 29%. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)
Visão Global: Voz emergente
Países como Brasil e China são os "caras novos no pedaço", escreve Celso Amorim. (Págs. 1 e Internacional A14)
Xico Graziano: Triste peleja
Nada positiva essa encrenca sobre o Código Florestal. De ambos os lados, partem argumentos esdrúxulos. Virou um besteirol rurambiental. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações: O criador e a criatura
Para Lula, a dignidade de Dilma, para não falar em sua autonomia, é o que menos importa. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Veto à vista
Presidente deve barrar reajuste maior para os aposentados

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu a entender que vetará hoje o reajuste proposto pelo Congresso para o mínimo, que afeta diretamente os aposentados. "Não vou fazer nenhuma extravagância", afirmou, preocupado com o impacto do reajuste nas contas da Previdência e rejeitando concessões eleitorais. O presidente afirmou também já ter uma avaliação sobre a emenda que reduz o repasse de royalties dos estados produtores. Mas, apesar disso, só deverá pronunciar-se após a decisão da Câmara. (Págs. 1 e País A5)
País para no ‘clássico da fechadura’
Hoje, às 15h30 (de Brasília), o Brasil começa sua luta pelo hexa contra a frágil Coreia do Norte, em Joanesburgo. (Págs. 1 e Esportes D3 a D6, D2 e D8)
Formação, um escudo antidrogas
Com um diploma nas mãos, jovens formados ontem em oito cursos profissionalizantes do Degase têm nova chance de se livrarem dos crimes e das drogas. (Págs. 1 e Cidade A6)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Na batida do hexa
Seleção começa hoje, às 15h30, contra a Coreia do Norte, a epopeia na África do Sul em busca do sexto título mundial. O time de Dunga está longe da unanimidade e deve reproduzir em campo o espírito aguerrido do treinador. Mas é a mística da camisa amarela que fará a nação, mais uma vez, manifestar a insuperável paixão pelo futebol. Kaká, Lucio, Robinho e outros têm a missão de expressar nas quatro linhas o sentimento de 190 milhões de brasileiros. (Págs. 1 e Super Esportes, 4 e 5)
Polícia entra em casa de promotora
Agentes da PF recolhem documentos de Deborah Guerner, suspeita de favorecer empresas de coleta de lixo segundo a operação Pandora (Págs. 1 e 34)
Lula deve vetar hoje os 7,7%
O presidente se reunirá com a área econômica antes de anunciar a decisão sobre o reajuste para aposentados. Governo prepara abono. (Págs. 1 e 3)
Caçada ao jogo do bicho
Após denúncia do Correio, quatro pontos de apostas no Plano Piloto foram estourados, com três apontadores detidos. (Págs.1 e 32)
Foto legenda: Caos nos ônibus mesmo sem greve
Divididos, rodoviários não se entendem quanto à catraca livre e atrapalham a vida dos passageiros. Houve protesto dos usuários no Plano Piloto. (Págs. 1, 29 e 30)
Justiça condena Pedro Passos
O ex-deputado distrital pegou quatro anos de prisão, em regime semiaberto, por grilagem de áreas da Terracap no Lago Sul. (Págs. 1 e 35)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Vetos reduzem o festival de benefícios da MP 472
Com 140 artigos e 31 vetos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Medida Provisória 472 - convertida na Lei nº 12.249 - e conteve parte do festival de benefícios anteriormente concedidos às empresas, principalmente em relação ao "Refis da Crise" e ao crédito-prêmio do IPI. Foram vetados, por exemplo, todos os dispositivos que permitiam o parcelamento do benefício, com descontos de até 100% nas multas e juros para contribuintes devedores. No ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o crédito-prêmio deixou de existir em 1990. Muitas empresas que usaram o benefício em período posterior foram autuadas pela Receita e aguardavam uma solução para o problema.

Em outro veto, foi derrubada a possibilidade de as empresas poderem participar de licitações mesmo com limites de endividamento acima do permitido. Além disso, o presidente Lula barrou a possibilidade de os participantes do Refis usarem precatórios próprios ou de terceiros para amortizar os débitos inscritos no programa de parcelamento, como previa a MP. (Págs. 1 e E1)
Margem de produção se estreita
Em abril (últimos dados disponíveis), oito de dez importantes setores para a oferta interna de bens e serviços operavam no mesmo nível de produção do pré-crise ou com uma folga inferior a 5%. Ao mesmo tempo, a importação desses setores aumentou e a exportação encolheu. Os dados mostram que há exceções, mas a "corda" está esticando para a maioria da indústria.

De nove setores, três deles - alimentos, calçados e químicos - produziram em abril mais do que no auge do pré-crise, com um menor contingente de funcionários, indicando ganhos de produtividade. Para analistas, o aumento das importações é o fator mais relevante para conter eventuais pressões inflacionárias. (Págs. 1, A3 e A4)
Debêntures atraem sócios para a saúde
Impedidos pela Constituição de explorar a atividade hospitalar e de clínicas de saúde como acionistas, investidores estrangeiros começam a entrar nesse setor com a compra de debêntures. O BTG Pactual, com investidores do exterior, fechou em maio parceria com a rede de hospitais D´Or por meio da compra desses títulos. Antes, a GP já havia aplicado na rede de clínicas odontológicas Imbra e um grupo de estrangeiros entrou no grupo Vita, que tem quatro hospitais. Embora sejam uma operação de crédito, essas debêntures podem conferir direitos parecidos com os de um acionista e até ser convertidas em ações. (Págs. 1 e C1)
Foto legenda: Plantio em alta
Cresce o número de agricultores, como Francisco Cândido da Silva, que plantam eucalipto, uma das culturas mais dinâmicas do Estado de São Paulo, com rentabilidade igual ou superior à da cana-de-açúcar. Em Salesópolis, os eucaliptais ocupam cerca de 80% das áreas produtivas. (Págs. 1 e B14)
Aparecida faz a Cidade do Romeiro
Mais profissionalizada que muitas empresas, a administração do Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida decidiu investir em seu maior ativo, os romeiros que visitam a cidade para venerar a padroeira do Brasil. Para esse público, que neste ano deve superar 10 milhões de pessoas, o Santuário vai construir a Cidade do Romeiro, com investimento de R$ 60 milhões.

Em um terreno de 177,6 mil m2 comprado pela Igreja serão construídos dois hotéis, centro de convenções, lojas e restaurantes. Com o projeto equacionado, o Santuário estuda novas formas de elevar a receita. "Temos de gerar recursos que permitam não só manter a atual estrutura, mas que possibilitem o crescimento. O Espírito Santo nos ajuda, mas temos de fazer nossa parte", diz o padre Darci José Nicioli, reitor do Santuário. (Págs. 1 e B6)
Fundo vai investir só em vinhos
Uma nova gestora de recursos está abrindo as portas com propostas de fundos inéditos no país. O primeiro produto é um fundo de investimento em vinhos da região de Bordeaux. "Será classificado como um fundo multimercado, que aplicará 100% dos recursos no exterior, em títulos representativos de grandes vinhos Bordeaux", afirma Alexandre Zákia, ex-diretor da gestora Itaú Unibanco, que está abrindo a Cultinvest Asset Management, em São Paulo, associado à também estreante butique de investimentos RB Banco de Negócios.

A ideia é atrair investidores de altíssima renda, com aplicação mínima de R$ 1 milhão. Os investidores poderão optar por receber o rendimento dos títulos correspondentes aos "investment grade wines", como num fundo de investimento normal, ou optar pelo resgate físico das garrafas. Para isso, a Cultinvest está fazendo uma parceria com a importadora Wine Stock, especializada em vinhos franceses. O lançamento deve ocorrer em agosto. (Págs. 1 e D2)
Crescente militância trabalhista chinesa inquieta múltis (Págs. 1 e B12)
 
Países emergentes ampliam o número de investigações contra dumping (Págs. 1 e A12)
 
Implacável e eficiente, Mauro Ricardo é o braço direito de Serra (Págs. 1 e A16)
 
Imposto inflacionário
O aumento de preços neste ano, em relação a 2009, proporcionou à Receita Federal uma arrecadação extra de tributos no valor de R$ 1,9 bilhão no primeiro quadrimestre. (Págs. 1 e A2)
Eleição colombiana
Representantes de um dos setores da economia colombiana mais prejudicado pelas Farc, os empresários do agronegócio temem um retrocesso e cerram fileiras com o candidato governista, Juan Manuel Santos. (Págs. 1 e A11)
Preços de ocasião
A China mira investimentos de vários bilhões de euros na Grécia, principalmente nas áreas de logística, aeroportos e indústria naval. Uma missão chefiada pelo vice-premiê, Zhang Dejiang, chega hoje ao país. (Págs. 1 e A12)
Produção local
A americana Genzyme, uma das maiores farmacêuticas do mundo na área de biotecnologia, avalia a instalação de uma fábrica no Brasil. A definição deve acontecer até o fim do ano. (Págs. 1 e B9)
FAO prevê avanço do frango
Relatório da FAO prevê que exigências ambientais e padrões sanitários mais rígidos vão elevar os custos da produção de carne bovina na próxima década e favorecer o consumo de carne de frango. (Págs. 1 e B11)
Bolsa tenta atrair empresas
Em cinco anos, a BM&FBovespa pretende conquistar mais 200 empresas abertas. A expectativa é que pelo menos metade das novatas ingressem no Bovespa Mais, que hoje conta com uma só companhia. (Págs. 1 e D4)
Ideias
Delfim Netto
A inexistência de regulação, que permitiu as espantosas alavancagens no sistema financeiro, produziu a crise. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Dani Rodrik
Recusa da Alemanha em elevar a demanda doméstica e reduzir o superávit externo debilita chances da recuperação europeia. (Págs. 1 e A15)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: É o dia do cara
Dunga impôs seu ritmo à seleção sem se deixar levar pelas críticas. Hoje, na estreia contra a Coreia do Norte, é hora de mostrar que sempre teve razão. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.