- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 172

 

 
 
Edição nº 172, de 17 de junho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Sempre em cima do fato
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
17 de junho de 2010
O Globo
 
Manchete: Lula dá novo aumento e faz subir pressão por reajustes
Servidores da Câmara terão até 38%; Senado quer plano de cargos

Junto com o reajuste de 7,7% dos aposentados que ganham acima do mínimo, o presidente Lula sancionou, para servidores da Câmara, aumentos que vão de 15% a 38% e custarão cerca de R$ 500 milhões. Comissões da Casa aprovaram projetos recompondo valor de aposentadorias que, se virarem lei, vão onerar os cofres públicos em R$ 90 bilhões por ano. No Senado, servidores aguardam um novo plano de cargos e salários de mais R$ 380 milhões. Sobre o aumento dos aposentados, o presidente Lula disse que o gasto extra será compensado com o aumento do consumo por esta categoria e negou que sua decisão tenha tido interesse eleitoral. (Págs. 1, 3 e 4 e editorial "Reforma inevitável na Previdência")

Enquanto isso, em Paris...

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi recebida pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, no dia em que o governo dele anunciou um projeto que aumenta a idade da aposentadoria dos franceses de 60 anos para 62 anos. Dilma foi ao encontro no carro da embaixada do Brasil e acompanhada pelo embaixador José Bustani. (Págs. 1 e 9)

Foto legenda: Dilma com Sarkozy: agenda corrida e conversa ´sobre parceria´
Cotas são excluídas de Estatuto da Igualdade
O Senado aprovou o Estatuto da Igualdade Racial e excluiu do texto a criação de cotas em universidades e a reserva de vagas para negros em partidos, que tinham sido aprovadas na Câmara no ano passado. Políticas afirmativas permanecem apenas como possibilidade, sem obrigação. O texto irá para sanção presidencial. (Págs. 1 e 12)
Presa quadrilha que fraudava concursos
A Polícia Federal prendeu em SP 12 pessoas acusadas de fraudar concursos para órgãos como Receita Federal, PF e OAB. Pela prova da Receita, o grupo cobrava R$ 279 mil. Contratações suspeitas de fraude estão sob investigação. (Págs. 1 e 13)
Irã anuncia novos reatores; e EUA, sanções
Em novo duelo de ameaças, o Irã anunciou que vai construir mais quatro reatores para pesquisas médicas. Já os EUA ampliaram suas sanções ao país com mais restrições a indivíduos e empresas. (Págs. 1 e 26)
Vendas fracas derrubam preços de carros em até 9% (Págs. 1 e 19)
 
Achada ossada de Caravaggio, mestre da Renascença (Págs. 1 e 28)
 
Promotora suspeita tira a roupa durante ação da polícia (Págs. 1 e 13)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Exportação em alta trava maior porto do Brasil
Santos quebra recorde no movimento de cargas em maio e demonstra gargalo na infraestrutura do país

O porto de Santos, por onde passam 25% do comércio exterior do país, voltou a ter congestionamentos com a retomada das exportações, informa Agnaldo Brito.

Apenas em maio, movimentou 8,959 milhões de toneladas, o maior volume mensal em seus 118 anos.

A previsão de 89 milhões de toneladas da Codesp para 2010 deve ser superada.

Circulam diariamente pelo cais 14 mil caminhões. A espera para despachar cargas chega a 30 horas. O transporte rodoviário responde por 81% de tudo o que chega ao porto santista.

O trecho sul do Rodoanel elevou o fluxo de veículos pesados na Anchieta, rodovia considerada defasada.

A Codesp investe R$ 457 milhões para reformar via da margem direita do porto. Para diminuir o problema, será necessária obra similar do lado esquerdo. (Págs. 1 e B1)
CBF exclui Morumbi de jogos da Copa-2014
A CBF e o comitê da Copa 2014, presididos por Ricardo Teixeira, excluíram o Morumbi do Mundial. Por enquanto, a cidade de São Paulo está fora do torneio.

Segundo o dirigente, SP não ficará fora, da Copa. Em nota, Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo e desafeto de Teixeira, sugeriu que o corte foi político. (Págs. 1 e D22)
Senado aprova estatuto racial, mas sem cotas
O Senado aprovou o Estatuto da Igualdade Racial, esvaziado dos pontos mais polêmicos, depois de ele tramitar por sete anos no Congresso. O texto vai agora à sanção do presidente Lula.

Ficaram de fora cotas para candidaturas e incentivos a empresas que contratassem negros, entre outros pontos. Segundo o governo, o texto servirá de base a medidas afirmativas. (Págs. 1 e 3)
Maria Cristina Frias: Anatel restringe venda de aparelho móvel da Nextel (Págs. 1 e Mercado Aberto, B2)
 
Mônica Bergamo: Dilma prevê gasto de até R$160 mi em sua campanha (Págs. 1 e E2)
 
Embaixada dá ´tratamento VIP´ a dirigente do PT
Dirigente do PT sem cargo no governo, Valter Pomar cumpriu agenda partidária em Paris com carro oficial, relata Matheus Leitão. Ele diz que avisou o Itamaraty por segurança. Segundo a embaixada, é praxe. (Págs. 1 e A4)
Foto legenda: Sabatina
Com anel com a inscrição Jesus, Marina Silva (PV) fala em evento da Folha e do UOL; ela disse que Lula precisa de sucessor, não de continuador (Págs. 1 e A12)
Lula sanciona projeto sobre a tornozeleira eletrônica
O presidente Lula sancionou o projeto aprovado no Congresso que permite implantar sistemas de vigilância eletrônica de presos por pulseiras ou tornozeleiras.

O texto prevê o uso somente em presos do regime semiaberto, naqueles em saída temporária - como no Dia das Mães e no Natal - e para detidos em prisão domiciliar. A lei ainda precisa ser regulamentada. (Págs. 1 e C8)
Boa notícia: Projeto prevê o parcelamento de multa de trânsito (Págs. 1 e C4)
 
Editoriais
Leia "Conluio demagógico", sobre aumento para aposentados; e
"Direitos dos passageiros", acerca do descumprimento de regras da Anac. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Projetos na Câmara elevam gastos em mais de R$ 85 bi
Textos em tramitação corrigem aposentadorias para manter poder de compra e aumentam salários no Judiciário

Dois projetos de lei aprovados em comissões da Câmara implicam aumento superior a R$ 85 bilhões nos gastos públicos. Um deles, do senador Paulo Paim (PT-RS), diz que aposentados que ganham acima de um salário mínimo não podem perder o poder de compra que tinham no momento da aposentadoria. Essa correção nos benefícios representa despesa extra de R$ 80 bilhões. Já aprovada no Senado, a proposta irá agora ao plenário da Câmara. O outro projeto estabelece reajuste médio de 56% para servidores do Judiciário. O benefício deve atingir 100 mil funcionários, incluindo aposentados e pensionistas, e resultará em gastos adicionais de R$ 6.4 bilhões. Essa proposta ainda depende de avaliação de outras comissões. (Págs. 1 e Economia B4 e B7)

Aposentado receberá diferença em agosto

O governo deverá liberar, até agosto, RS 800 milhões aos aposentados que recebem mais do que um salário mínimo. O valor corresponde à diferença entre o reajuste de 6,14% que vinha sendo pago desde janeiro e o aumento de 7,72% sancionado pelo presidente Lula. A folha de benefícios de julho já será rodada com o reajuste aprovado pelo Congresso. (Págs. 1 e Economia B5)
Governo agora assume o controle total de Belo Monte
Às vésperas de firmar os últimos contratos para a hidrelétrica de Belo Monte, o governo assumiu o controle total do empreendimento, relatam os repórteres Reneé Pereira e David Friedlander. O comando da operação está com Valter Cardeal, diretor da Eletrobrás e homem de confiança da presidenciável Dilma Rousseff (PT), e Adhemar Palocci, diretor da Eletronorte e irmão do ex-ministro Antônio Palocci. Eles articulam a formação final da empresa que vai explorar a hidrelétrica. (Págs. 1 e Economia B1)
Fifa anuncia exclusão do Morumbi
Sem garantias para financiar a reforma, estádio está fora da Copa de 2014, conforme o ´Estado´ antecipou

A Fifa anunciou a exclusão do Morumbi da Copa do Mundo de 2014, informação que o Estado antecipou no dia 13 de abril. A entidade percebeu que o Comitê Paulista não daria garantia financeira para a reforma do estádio, avaliada em R$ 630 milhões. A Fifa e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, acreditam que a cidade de São Paulo encontrará uma solução - que deve ser a construção de um novo estádio estatal, ao custo de R$ 700 milhões. Para o São Paulo, o Morumbi foi "boicotado" por causa de "interesses privados”. (Págs. 1 e Esportes E1 a E3)

Ricardo Teixeira
Presidente da CBF
"Não existe risco (de São Paulo ficar fora). A abertura tem de ser lá"
Presa quadrilha que fraudava concursos
A Polícia Federal desmantelou ontem uma quadrilha que fraudava concursos públicos havia pelo menos 16 anos. Os exames mais visados envolviam carreiras estratégicas, como auditor da Receita, policial federal e oficial da Abin. Doze pessoas foram presas. O governo quer mudar os concursos. (Págs. 1 e Vida A17 e A18)
Assembleia amplia poder de Chávez sobre a terra (Págs, 1 e Internacional A11)
 
Senado aprova Estatuto da Igualdade Racial sem cotas (Págs. 1 e Nacional A8)
 
Notas & Informações: A extravagância acolhida
A decisão de Lula de não vetar o reajuste dos aposentados foi ato de irrepreensível coerência. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Operação tormenta: PF liquida 16 anos de fraude
A Polícia Federal desbaratou uma quadrilha que agia em todo o país na fraude de concursos públicos há 16 anos. Doze pessoas foram presas na Operação Tormenta, a maioria em São Paulo e no Rio. Entre os detidos estão o dono de uma universidade em São Paulo e um agente da Polícia Rodoviária Federal. O grupo operava tanto vendendo provas antecipadamente quanto fornecendo ponto eletrônico para que candidatos recebessem o gabarito. As fraudes incluíram provas para a OAB e para a própria PF, que eram vendidas a preços que iam de R$ 50 mil a R$ 264 mil. (Págs. 1 e País A4)
Dilma visita Sarkozy, e Marina é sabatinada
O presidente da França, Nicolas Sarkozy, recebeu ontem, em Paris, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Em São Paulo, Marina Silva, do PV, foi sabatinada. (Págs. 1 e País A6)
Acionista veta troca de ações da BrTelecom
Acionistas minoritários da Brasil Telecom (BrT) rejeitaram ontem proposta da Oi para a troca de ações após a fusão com a Telemar. O processo de reorganização parou. (Págs. 1 e Economia A13)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Máfia fraudou provas do Cespe e da Esaf
Uma investigação voltada inicialmente para identificar criminosos infiltrados na seleção de agentes levou a Polícia Federal a desbaratar uma das maiores quadrilhas fraudadoras de concurso público do país. A Operação Tormenta prendeu 12 pessoas em São Paulo e no Rio de Janeiro e cumpriu 34 mandados de busca e apreensão. Os investigadores confirmaram fraudes no processo seletivo da Polícia Federal e no da OAB, ambos organizados pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), e nas provas para a Receita Federal, aplicadas pela Escola Superior de Administração Fazendária (Esaf). Também há indícios de irregularidades nos exames dos seguintes órgãos de autoria do Cespe: Abin, Aneel, AGU, INSS e Defensoria Pública. O diretor de Inteligência da PF, Marcos David Salém, por enquanto afasta o envolvimento das instituições. “Ainda não identificamos qualquer ligação dos acontecimentos com as empresas contratadas para fazer e aplicar as provas”, afirma. (Págs. 1, 14 e 15)
Concurseiros pagam a conta
Para bancar o reajuste de 7,7% aos aposentados, governo vai cortar gastos e adiar a contratação dos aprovados em concursos, além de atrasar seleções de órgãos públicos. (Págs. 1 e 2)
IPI reduzido até dezembro
Governo prorroga alíquota menor do imposto para veículos pesados como caminhões, caminhões-tratores, reboques, picapes e caminhonetes comerciais. (Págs. 1 e 17)
Câmara quer anular o PDV
Comissão aprova projeto que anula programas de desligamento voluntário da década de 1990. Pelo menos 10 mil pessoas podem voltar ao serviço público. (Págs. 1 e 16)
Violência: Professora é presa por amarrar e maltratar criança
A docente, de 49 anos, foi denunciada por servidoras da Escola Classe Jardim Botânico. Na delegacia, a acusada admitiu ter prendido o menino de 6 anos com fios na cadeira e passado fita adesiva em sua boca para dar “um corretivo”. Detida em flagrante, ela pode pegar quatro anos de prisão. (Págs. 1 e 35)
Ensino superior: Pesquisa comprova a eficiência das cotas na UnB
Os alunos negros aprovados na Universidade de Brasília pelo sistema têm rendimento bem próximo ao dos demais estudantes. Os especialistas que realizaram o levantamento afirmam que o programa, adotado em 2004, atingiu seus objetivos. Ontem, o Senado aprovou o Estatuto da Igualdade Racial. (Págs. 1, 12 e 37)
Lei seca com tolerância zero
Projeto de lei acaba com índice mínimo de álcool no sangue para caracterizar conduta criminosa e autoriza agentes de trânsito a comunicar flagrante à polícia. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Reestruturação é rejeitada e cria impasse para Oi
A Oi sofreu ontem o terceiro revés na tentativa de reorganizar a estrutura societária do grupo. A proposta de incorporação da Brasil Telecom pela Telemar Norte Leste (TMAR), por meio de uma troca de ações, foi rejeitada pelos minoritários em assembleia.

Desde 2006, quando tentou migrar para o Novo Mercado, o grupo tenta unificar as empresas numa só companhia aberta. Depois da compra da Brasil Telecom, em 2008, são três empresas listadas na BM&FBovespa, somando Tele Norte Leste Participações e Telemar Norte Leste. Entretanto, nenhuma das tentativas alcançou o objetivo almejado.

Na assembleia de ontem, 76% dos acionistas da Brasil Telecom que votaram foram contra a proposta e 24%, a favor. Participaram do encontro cerca de 60% dos minoritários, mas parte deles se absteve. (Págs. 1, D1 e D2)
Foto legenda: Conta salgada
Carl Svanberg, presidente, e Tony Hayward, CEO da BP, chegam à Casa Branca, onde aceitaram criar fundo de US$ 20 bilhões para cobrir danos do vazamento de petróleo no Golfo do México. (Págs. 1 e B10)
´Jeitinho´ dribla aperto monetário
Já chega a R$ 606 bilhões o volume de crédito contratado a taxas de juros inferiores à Selic, sendo R$ 487 bilhões em financiamentos direcionados e R$ 119 bilhões em consignados. Essas operações, que superam 40% dos empréstimos totais, são uma das alavancas do crescimento do país e fazem contraponto ao aperto monetário. Outras alavancas são as reservas internacionais fortes, os projetos sociais e a política de reajuste do salário mínimo, com seu impacto sobre os benefícios previdenciários. Juntas, elas dão nova conotação ao
"jeitinho brasileiro".

Esse "jeitinho", que ajuda a explicar a arrancada do PIB e alerta para custos fiscais, evitará que a economia brasileira desça na banguela. O freio da política monetária reduzirá a expansão em um terço de 2010 para 2011, mas o PIB ainda estará rondando os 4%. (Págs. 1 e A14)
Drogas ainda são 1,5% do PIB da Colômbia
O negócio da cocaína diminuiu muito na Colômbia, quarta maior economia da América do Sul, mas o país continua sendo o maior produtor da droga no mundo. Segundo avaliação da ONU divulgada no início do ano, produziu 430 toneladas da droga em 2008. As transações com cocaína, dizem economistas colombianos, seriam responsáveis por até 1,5% do Produto Interno Bruto. Nos anos 80, calcula-se que a participação da droga chegava a 6% ou 7% do PIB.

Ainda são relativamente comuns casos de ofertas de injeção de capital em empresas vindas de investidores que, na verdade, procuram uma forma de lavar o dinheiro do tráfico. Parte dos recursos entra na empresa "por fora", diz a diretora do órgão ligado ao Ministério Público encarregado do combate ao narcotráfico, Ana Margarita Durán.
"Grandes empresários muitas vezes se sentem tentados, porque as ofertas de recursos para negócios estabelecidos e legais são muito atrativas". (Págs. 1 e A10)
Projeto de Serra deve propor política industrial mais ativa
A política industrial deve ocupar um papel central no programa de governo do ex-governador José Serra (PSDB). É o que afirma o responsável pelo núcleo encarregado de redigir o documento, Francisco Graziano. Questionado sobre qual será o papel do BNDES e como o PSDB vê a atuação do banco na formação dos grandes conglomerados nacionais, Graziano responde: "O que vai mudar é que, na cabeça do Serra, tem de ser uma política ativa do Estado para a indústria, e o BNDES vai ter de operar essa política".

"Você tem de ter uma política de comércio externo, tem que saber qual setor você vai fortalecer. Toda a orientação será nesse sentido: tem de ter ativismo do Estado. O Serra está à esquerda do Lula", diz Graziano. (Págs. 1 e A7)
Mais incentivos à produção familiar
O novo plano do governo para a agricultura familiar, que será anunciado hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reduz juros, cria nova modalidade de seguro rural, amplia os limites individuais de crédito e eleva a renda bruta anual dos produtores de R$ 160 mil para R$ 220 mil. O governo destinará R$ 16 bilhões em crédito para assentados da reforma agrária e produtores familiares. (Págs. 1 e B11)
Apesar da crise na Europa, captações externas crescem 27% no semestre (Págs. 1 e C1)
 
França eleva imposto dos ricos e idade para a aposentadoria (Págs. 1 e A10)
 
´Soluço´ no varejo
Para analistas, recuo de 3% nas vendas do varejo entre março e abril, maior queda da série histórica iniciada em 2000, é "ponto fora da curva" e atividade continua acelerada. (Págs. 1 e A4)
Disputa pelo ´Le Monde´
A France Télécom e o grupo de mídia SFA, dono da revista de esquerda "Le Nouvel Observateur", preparam oferta de € 80 milhões por 65% do jornal "Le Monde", que enfrenta grave crise financeira. (Págs. 1 e B2)
Tabagismo ameaça Indonésia
Crianças de 5 a 9 anos são 1,8% dos 60 milhões de fumantes da Indonésia, terceira maior consumidora de tabaco, atrás de China e Índia. As mortes relacionadas ao fumo chegam a 400 mil por ano no país. (Págs. 1 e B4)
Nova marca da Natura
A Natura anuncia hoje a criação de uma nova marca para integrar o portfólio de perfumaria da empresa. A linha de produtos Amó (diversidade em tupi-guarani) terá inicialmente quatro itens. (Págs. 1 e B5)
Jatinhos na berlinda
Governo tentará incluir no novo Código Brasileiro de Aeronáutica a restrição a aviões particulares nos grandes aeroportos. Objetivo seria viabilizar um aeródromo privado exclusivo para esses aviões em São Paulo. (Págs. 1 e B8)
Questão ambiental barra OSX
O Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade, do governo federal, deu parecer contrário ao estaleiro da OSX em Biguaçu (SC). O empreendimento colocaria em risco áreas de conservação. (Págs. 1 e B9)
Aumento de produção
Otimista com o crescimento da construção civil, a indústria cerâmica investe para aumentar a capacidade de produção, que deve crescer 8% neste ano, segundo estimativas do setor. (Págs. 1 e B9)
Expansão da Copersucar
A Copersucar anunciou ontem a associação do grupo Clealco, sua 39ª usina, que adicionará mais nove milhões de toneladas de cana processada. No total, serão 114 milhões nesta safra. (Págs. 1 e B11)
Negócios sustentáveis
O Grupo Orsa vai aumentar a área com madeira certificada no Pará de 545 mil hectares para 800 mil até 2013 e dobrar a capacidade da fábrica de celulose em Laranjal do Jari, diz o presidente da empresa, Sérgio Amoroso. (Págs. 1 e Caderno Especial)
Marfrig mira a Ásia
Com a aquisição da Keystone, com cinco fábricas na China, Tailândia, Coreia do Sul e Malásia, a brasileira Marfrig concentra esforços no mercado asiático, estratégico para o setor de carnes. (Págs. 1 e B12)
Ideias
Maria Inês Nassif
Tendência do PSDB nos Estados, exceto São Paulo, é perder bancada quando vai à eleição como oposição ao governo federal (Págs. 1 e A8)
Ideias
Daniel Rittner
Hoje, na Argentina, ponderar sobre o sucesso do Brasil é quase tão malvisto quanto dizer que Pelé foi melhor que Maradona. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Dengue sem controle
Número de casos subiu 321% este ano em Pernambuco, na comparação com o ano passado. Já são 19.623 registros da doença em 2010. Foram notificadas 24 mortes suspeitas, uma confirmada. Casos de hemorrágica também aumentaram. (Pág. 1)
Irã anuncia construção de novo reator (Pág. 1)
 
Justiça autoriza desconto em medicamentos (Pág. 1)
 
Operação desarticula quadrilha que fraudava concursos públicos (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
Enviado por Ricardo Noblat -
16.6.2010
|
19h09m
De OGlobo:
O Ministério Público Eleitoral (MPE) ajuizou ação contra a Google Brasil Internet Limitada, alegando que no site ´euqueroserra.blogspot.com´, hospedado pela empresa, há propaganda eleitoral antecipada em favor de José Serra, candidato do PSDB ao Planalto.
O MPE alega que o blog tem a imagem de Serra e os dizeres "Quero José Serra Presidente 45: Campanha online", e que também deixa claro qual o propósito do site ao exibir o título "Movimento eu quero Serra" e dizer que "trabalha exclusivamente pela candidatura de Serra a Presidente".
A propaganda eleitoral na internet é permitida após o dia 5 de julho deste ano. Em liminar, o MPE pede que o site seja retirado imediatamente do ar e que o Google informe quem são os responsáveis pelo conteúdo.
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.