- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 174

 

 
 
Edição nº 174, de 19 de junho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
19 de junho de 2010
O Globo
 
Manchete: A partida do Nobel português
Morre José Saramago, que fez da vida e da literatura instrumentos de indignação

O escritor José Saramago, único Nobel de Literatura da língua portuguesa, morreu ontem, aos 87 anos, na ilha de Lanzarote, Espanha, onde morava desde 1992, quando rompeu com Portugal por causa da censura ao romance "O Evangelho segundo Jesus Cristo". Apesar das divergências, o escritor, que fez da crítica social um dos motores de sua obra, será velado e cremado em Lisboa. (Págs. 1 e 22 a 24)
Acidente no Golfo aumenta rigor no Brasil
A Agência Nacional do Petróleo informou que poderá adotar novas regras para evitar acidentes como o da BP, nos EUA. (Págs. 1 e 27)
Rio é estado onde Lei Seca teve mais efeito
Redução de mortes foi 5 vezes maior do que a média nacional

Um balanço divulgado ontem pelo Ministério da Saúde mostra que o número de mortes em acidentes caiu 32% no Estado do Rio nos últimos 12 meses após a regulamentação da Lei Seca. A redução chega a ser o dobro de alguns estados e cinco vezes maior do que a média nacional, que ficam em 6,2%. No Rio foram poupadas 694 vidas, contra 2.302 no país inteiro. O ministro José Gomes Temporão disse que o Twitter que informa os locais das blitzes "não adianta nada". (Págs. 1 e 16)
Charge Chico
Entreouvido em Paris

- Te cuida, Carla Bruni!
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Saramago, vencedor do Nobel, morre aos 87
Corpo do escritor, que tinha leucemia, será cremado amanhã; Portugal decreta luto

José Saramago, único escritor de língua portuguesa a receber o Nobel de Literatura, morreu aos 87 anos na ilha espanhola de Lanzarote, para onde se mudara em 1993, relata Ranier Bragon, enviado especial a Lisboa.

Segundo comunicado, o português, que tinha leucemia, morreu “em conseqüência de múltipla falha orgânica”. Seu corpo chega hoje a Lisboa e será cremado amanhã. Portugal decreta luto oficial de dois dias. (Págs. 1 e Caderno Especial)
Dado de dossiê contra tucano saiu do fisco
Documento aos quais a Folha teve acesso comprovam que os dados fiscais utilizados no dossiê contra o vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, saíram da Receita.

O formato dos documentos é exclusivo da Receita, informa Leonardo Souza.

Procurada desde o início da semana, a Receita Federal não se manifestou. (Págs. 1 e A12)
Justiça veta inserções do PSDB com Serra
O ministro do Tribunal Superior Eleitoral Aldir Passarinho Júnior suspendeu inserções do PSDB que seriam transmitidas neste mês com o candidato do partido à Presidência, José Serra, como destaque. O partido havia sido feito pelo PT.

O PSDB vai substituir as inserções. O ministro do TSE permitiu a troa desde que os anúncios se limitem à proposta política tucana.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral Aldir Passarinho Júnior suspendeu inserções do PSDB que seria transmitidas neste mês com o candidato do partido à Presidência, José Serra como destaque. O partido havia sido feito pelo PT.

Advogado afirmou que a sigla vai se defender da acusação de propaganda antecipada. (Págs. 1 e A10)
Boa notícia
Total de mortes no trânsito cai 6% com lei seca

Nos 12 meses seguintes à implantação da lei seca, em 2008, o número de morte em acidentes de trânsito caiu 6,2%, mostrou balanço do Ministério da Saúde. O Sudeste teve a maior queda (10,6%). Destaque para o Rio (32%). (Págs. 1 e Cotidiano 2)
Cláudio Weber Abramo
Falta de atenção ao Legislativo gera círculo vicioso

A atenção à eleição presidencial tende a fazer o eleitor descuidar da votação para o Legislativo. Essa falta de cuidado contribui para a baixa qualidade das Casas, o que alimenta a baixa estima da população e reforça o desinteresse. (Págs. 1 e A14)
Editoriais
Leia "Jogo travado", acerca dos debates entre candidatos à Presidência; e "Clima nas cidades", sobre os efeitos das mudanças ambientais. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Língua portuguesa perde uma de suas vozes universais
Saramago, que não gostava de ponto final, teve existência mareada pela revisão constante de suas posições políticas, inquietação que se refletiu em sua obra. (Pág. 1)
Oi pede a Lula ´blindagem´ contra investida estrangeira
Parte da ´supertele´ brasileira, empresa agora quer ajuda para impedir que Portugal Telecom adquira seu controle

A Oi pediu ajuda ao governo ante uma possível investida da Portugal Telecom para obter o controle da companhia. Em reunião que durou duas horas e meia, anteontem, o presidente da Oi, Luiz Eduardo Palco, e os sócios privados controladores da operadora, Sérgio Andrade, dono da Andrade Gutierrez, e Carlos Jereissati, dona da La Fonte Telecom, fizeram uma exposição detalhada dos números da empresa ao presidente Lula para ter o apoio estatal. Há 18 meses, a Oi recebeu aval do governo para adquirir a Brasil Telecom (BrT) e criar a "supertele" brasileira, que agora pode ser alvo da operadora portuguesa. O foco da reunião com Lula foi justamente o fortalecimento da Oi/BrT como empresa brasileira, e o presidente teria sido receptivo. (Pág. 1 e Economia, págs. B1 e B4)

Banda larga móvel já é a mais usada no País

Levantamento mostra que já há mais usuários de banda larga móvel (11,9 milhões) que de banda larga fixa (11,8 milhões) no Brasil. O avanço foi impulsionado pelos celulares 3G, que saltaram de 1,5 milhão no primeiro trimestre de 2009 para 8,7 milhões neste ano. O número de conexões com modems 3G dobrou no período, chegando a 3,2 milhões. (Pág. 1 e Economia, pág. B14)
Planejamento tira do ar site com críticas ao governo
Após reclamações de ministros, o Ministério do Planejamento resolveu tirar do ar ontem o recém-lançado Portal do Planejamento, criado para auxiliar a formulação de políticas públicas. O alvo da polêmica é a seção "reflexões críticas", que apontava a falta de resultados em programas do governo. Segundo o ministro Paulo Bernardo, seus colegas alegaram que não tinham sido chamados a discutir as críticas. (Pág. 1 e Nacional, pág. A17)
Ficha Limpa embaralha alianças
A decisão do Tribunal Superior Eleitoral de vetar a candidatura de condenados antes da Lei da Ficha Limpa embaralhou a montagem dos palanques. No Rio, Anthony Garotinho (PR) deve desistir de candidatura ao governo. No DF, o governador Rogério Rosso (PMDB) decidiu se lançar, já que a candidatura de Joaquim Roriz corre risco. (Pág. 1 e Nacional, pág. A4)
Visão global
Alívio insuficiente

A resposta internacional à decisão de Israel de abrandar o cerco a Gaza foi fria, escreve Ian Black. (Pág. 1 e Internacional, pág. A22)
Claudio J. D. Sales: Royalties do setor elétrico
Todos os setores são onerados pelo peso morto gerado pelo excesso de impostos, mas no elétrico o fenômeno adquire graus inacreditáveis. (Pág. 1 e Economia, pág. B2)
Notas e informações
A ´anistia´ revogada

Com o Ficha Limpa, a posse de mandato já não protegerá criminosos de colarinho branco. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Dengue: Rio em alerta
Tipo 1 da doença reapareceu, mas estado está preparado

O reaparecimento do tipo 1 da doença no estado do Rio foi confirmado ontem pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão. A variante da doença estaria erradicada desde 1990, mas foi reintroduzida na região, de acordo com o ministro. O risco de disseminação, no entanto, ainda é reduzido. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o governo está atento ao problema e preparado para atacá-lo. (Págs. 1 e Cidade A7)
Morre, aos 87 anos, José Saramago
O mundo chora a perda do escritor português José Saramago, ganhador do Prêmio Nobel em 1998, que morreu ontem após sofrer com leucemia. (Págs. 1 e Tema do dia A2 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: PMDB veta Rosso. Roriz por um fio
Executiva do partido rejeita a chapa do governador do DF para disputar a corrida ao Buriti. Procurador impugnará a candidatura de Roriz, com base na Lei do Ficha Limpa, assim que ele se registrar na Justiça Eleitoral. (Págs. 1 e 33 a 35)
Álcool é a maior causa de morte no trânsito
Após dois anos em vigor, a lei seca diminuiu em 17% o número de mortes no trânsito do Distrito Federal. Índice de consumo de álcool é alto entre as vítimas. Em mais da metade dos acidentes fatais, os motoristas estavam embriagados. Pedestres e motociclistas registram taxas semelhantes. (Págs. 1 e 39)
Camisinha vira artigo raro no SUS
Problemas na compra e falta de planejamento na distribuição dificultam acesso a preservativos gratuitos no país. (Págs. 1 e 12)
Governo discute medidas contra as fraudes
Na semana em que a Polícia Federal desmontou uma quadrilha que agia em seleções federais, o Ministério do Planejamento decidiu reforçar a segurança nos processos. Foi criado um grupo para debater métodos de combate à ação de criminosos em todas as etapas, da elaboração à aplicação das provas. (Págs. 1 e 21)
José Saramago
"Todos sabemos que cada dia que nasce é o primeiro para uns e será o último para outros e que, para a maioria, é só um dia mais.” (Págs. 1, 29, Diversão&Arte, Capa e Pensar especial, págs. 5 a 8)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Um em cada cinco motoristas dirige depois de beber
A Lei Seca completa dois anos amanhã, mas é ignorada por um quinto dos motoristas em Minas. Pesquisa usando bafômetro com 2 mil deles em 10 cidades-polo constatou que 22% dirigiam sob efeito de álcool. O percentual corresponde a 1,13 milhão dos 5,16 milhões de habilitados no estado. Em BH, o índice foi de 17% de condutores alcoolizados, ou 185 mil de um total de 1,04 milhão. Desde que a lei entrou em vigor, 4.108 motoristas mineiros foram presos em flagrante por embriaguez ao volante. (Págs. 1, 21 e 22)
"A única condição para a vida existir é a morte"
José Saramago

Morreu aos 87 anos de falência múltipla de órgãos o português José Saramago, único escritor em nosso idioma a ganhar o Nobel de Literatura. Autor de livros como "Ensaio sobre a cegueira" e o polêmico "Evangelho segundo Jesus Cristo", o romancista, dono de um estilo personalíssimo, manteve sempre ideias políticas de esquerda e postura crítica em relação à Igreja e à sociedade. (Págs. 1 e Cultura)
Ficha limpa
Lei já barra 45 políticos de Minas este ano

A nova legislação, que proíbe a candidatura de condenados por decisão colegiada (mais de um juiz), não atingirá nenhum dos atuais deputados e senadores mineiros nas eleições de outubro. Mas 45 prefeitos e ex-prefeitos ficam impedidos de concorrer. (Págs. 1, 3 a 5 e 20)
Mata seca
MP vai acionar Supremo contra desmatamento. (Págs. 1 e 23)
Economia
Pré-pago é sucesso no Brasil

Gastos com telefonia e outros serviços somarão R$ 89 bi este ano. País só fica atrás dos EUA e Japão. (Págs. 1 e 12)
Mercado
BB começa a negociar ações

Prazo para interessados em novos papéis do banco se decidirem pela compra começa na 2ª feira. (Págs. 1 e 14)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Drama por toda parte
Bombeiro carrega corpo de bebê, em Dois Unidos. Histórias chocantes se repetem e até ontem havia nove mortes no Estado. (Pág. 1)
Inscrição do Enem começa segunda-feira (Pág. 1)
 
Mundo perde as palavras de Saramago (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
População pode usar internet para ajudar a solucionar crimes
Inspirado em estratégia do FBI, site criado pela Delegacia de Roubos da Polícia Civil gaúcha expõe imagens de assaltos em busca de dicas. (Págs. 1 e 40)

Língua portuguesa perde o Nobel
Como Saramago se tornou um fenômeno.

Cultura Especial

Editor do autor no Brasil descreve o impacto da morte (Págs. 1, 4 e 5)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
sexta-feira, 18 de junho de 2010 | 19:28
O advogado Julio de Miranda Bastos Filho entrou com recurso no Supremo para obrigar os partidos a divulgarem, em 10 dias, a lista dos ficha-sujas filiados. O ministro Dias Toffoli é o relator do processo. Até o momento, não chegou ao STF qualquer ação questionando a validade ou o alcance da Lei da Ficha Limpa.
 
 
"Mundo ficou mais burro e cego hoje", diz Fernando Meirelles sobre morte de Saramago
Da Redação
O cineasta Fernando Meirelles lamentou nesta sexta-feira (18) a morte do escritor português José Saramago. Leia abaixo o comunicado oficial de Meirelles, que adaptou a obra "Ensaio Sobre a Cegueira" para os cinemas em 2008 e cuja produtora, a O2 Filmes, está co-produzindo documentário, atualmente em fase de finalização, sobre os últimos anos de Saramago e sua mulher, Pilar Del Río.
Fernando Meirelles (e) e José Saramago (d) durante apresentação do filme "Ensaio Sobre a Cegueira" em Lisboa, Portugal (27/10/2008)
"A última vez que me encontrei com Saramago foi em Penafiel, em Portugal, em novembro passado, onde ele foi homenageado, mas na verdade tenho convivido muito com ele ultimamente pois a O2 Filmes está co-produzindo um documentário chamado ´José e Pilar´, dirigido pelo português Miguel Mendes, sobre os últimos anos do Saramago e sua mulher. O filme é comovente de cortar os pulsos, vemos ali um homem brilhante que sabe que seu tempo está acabando e tem muita pena de morrer. O dia no qual ele pensava constantemente e que tentou adiar, chegou.
Saramago era um homem lógico, dizia que a morte é simplesmente a diferença entre o estar aqui e já não mais estar. Combatia as religiões com fúria, dizia que elas nos embaçam nossa visão, mesmo assim não consigo deixar de pensar que adoraria que neste momento ele estivesse tendo que dar o braço a torcer ao ser surpreendido por algum outro tipo de vida depois desta que teve por aqui.
A lucidez naquele grau é um privilégio de poucos, não consigo escapar do clichê mas definitivamente o mundo ficou ainda mais burro e ainda mais cego hoje.
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.