- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 175

 

 
 
Edição nº 175, de 20 de junho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
20 de junho de 2010
O Globo
 
Manchete: Alemão: tráfico faz feira de drogas a céu aberto.
Área reúne chefes de favelas que foram ocupadas pela PM

Três anos após ser palco da maior operação policial do estado - que resultou em 19 mortos - o complexo de favelas do Alemão, na Zona Norte, concentra hoje o maior número de chefes de quadrilhas de uma só facção criminosa com grande poderio bélico (mais de mil fuzis), revela Ana Cláudia Costa. Eles instalaram no local um verdadeiro shopping de drogas a céu aberto, com tendas e negociações no atacado e no varejo. Migraram para lá os chefes do tráfico de favelas ocupadas pela PM com as UPPs. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, disse que "vai ter trauma, vai ter baixa", mas a ação no Alemão será definitiva. (Págs. 1 e 17)
Hospitais filantrópicos têm dívida de R$ 5,6 bi
Responsáveis por metade das internações do SUS, hospitais filantrópicos acumulam dívida de R$ 5,6 bilhões. A crise ameaça o atendimento, principalmente em cidades pequenas. Entre as causas da crise estão má gestão e defasagem da tabela do SUS. (Págs. 1 e 14)
Desemprego atinge mais as mulheres
O desempregado brasileiro é, na maioria, mulher, tem entre 25 e 49 anos, ensino médio completo e já trabalhou alguma vez, segundo o IBGE. (Págs. 1, 27 e 28)
Merval Pereira
Reviravolta no Rio

A lei da Ficha Limpa pode levar Garotinho a desistir de candidatura e apoiar Fernando Gabeira. (Págs. 1 e 4)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Lula triplica quantidade de carreiras no Executivo
Desde 2003, o governo Lula fez saltar de 31 para 108 o número de carreiras civis litadas na tabela de remuneração de servidores federais, relata Gustavo Patu.

Esse salto é acompanhado pela multiplicação dos tipos de cargos citados na tabela. Passaram de 97 (início da gestão petista) a 317, descendo a detalhes como motorista do IPEA e técnico de laboratório da Agricultura. (Pags. 1 e A11)
BNDES Já exige estádio ´verde´ para Copa-2014
Para conseguir financiamento do banco estatal, as arenas deverão ter coleta seletiva de lixo, reciclar material de demolição e aproveitar água da chuva nos seus banheiros e gramados, entre outros pontos. (Págs 1 e B4)
Discurso Mutante
José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), os candidatos à Presidência que lideram as pesquisas, capricham no regionalismo durante as suas viagens eleitorais.

Serra usou o futebol e até cantou para se aproximar do eleitor do Nordeste. Dilma se definiu como mineira, gaúcha e paulista. (Págs. 1 e A12)
Executivos da China adotam ´cinto apertado´ ao visitar o Brasil (Págs. 1 e B1)
 
Editoriais
Leia “Genoma humano, 10”, sobre a leitura do mapa genético da espécie, há dez anos; e “O futuro do emprego”, que analisa o mercado de trabalho. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Indústria faz Sudeste voltar à liderança do crescimento
Menos dependente de programas de transferência de renda, região desbanca Nordeste como polo de expansão

Um estudo mostra que a retomada da indústria começa a mudar a distribuição geográfica do crescimento no Brasil. Depois de o Nordeste ter sido o astro regional da expansão nos últimos anos, o protagonista agora é o Sudeste. Ao contrário do que vinha ocorrendo, o desenvolvimento será dinamizado pelos investimentos na indústria e serviços e menos por transferências de renda promovidas por programas como o Bolsa Família e aumento do salário mínimo. O levantamento, da MB Associação, projeta para São Paulo um crescimento médio anual de 8,1% até 2015, contra média de 2,9% entre 2003 e 2008, a mais baixa do País. Na visão de Sergio Vale, autor do estudo, a expansão do Sudeste “será mais dinâmica e menos dependente do governo, vindo da própria expansão da economia”.

54,6% é o porcentual de recursos que o BNDES destinou ao Sudeste até abril

(Págs. 1 e Economia B1)
80 mil mortes por ano no país têm ´causa desconhecida´
Em 2008, 80 mil mortes no País, do total de pouco mais de 1 milhão, não tiveram causa identificada, segundo dados do Ministério da Saúde. “Motivos ignorados” ou “indefinidos” são a quinta maior causa de óbitos no Brasil. Em várzea da Roça (BA), o dado oficial mais recente registra 73% das mortes nessa categoria, informa a enviada especial Marta Salomon. (Págs. 1 e Vida A21)
Alianças regionais não garantem espaços na TV
Por incongruências entre a coligação nacional e as regionais, Dilma Rousseff pode ficar sem espaço na TV em 10 dos previstos 48 palanques físicos. E José Serra não está garantido em 6 dos seus 23 palanques. (Págs. 1 e Nacional A4)
Celso Lafer – Erros da política externa
No governo Lula, a diplomacia brasileira está optando pelo inefável do prestígio em detrimento da realidade dos resultados. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & informações
Franqueza durou um dia

O primeiro e único balanço honesto oferecido ao público num site oficial saiu logo do ar. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Dia de espantar a zebra africana
Vitória sobre Costa do Marfim classifica Brasil

Em copa do Mundo não há muito espaço para meio termo. Hoje, às 15h30 (de Brasília), o Brasil se encaixa na definição. Se vencer, garante vaga nas oitavas. Mas, se empatar ou perder, fica em situação muito delicada, dependendo do saldo de gols e da calculadora. (Págs 1 e Esportes D4 e D5)
A coerência na esquerda
O ex-ministro e o apartheid social

Fernando Lyra é um nome conhecido na política brasileira. O ex-ministro da Justiça no governo Sarney conta a Mauro Santayana como acompanhou, entre outros fatos históricos, de dentro do antigo MDB, a conspiração para articular a candidatura do “conservador” Tancredo Neves, que o escolhera. Homem de esquerda critica o apartheid social no país, apesar da melhor distribuição de renda. (Págs. 1 e Tema do dia A2 a A4)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Em guerra, PMDB fecha com Agnelo
Em convenção tumultuada, que teve pancadaria entre militantes, o partido aprova, com 97 votos a favor e 22 contrários, a coligação com o candidato do PT ao GDF . Mas peemedebistas saem rachados da disputa. PDT e PSB confirma Cristovam e Rollemberg ao Senado, enquanto o PSOL lança Toninho ao Buriti. (Págs. 1, 27 e 28)

Bullying – Brasília lidera casos
Levantamento do IBGE mostra que o DF é o líder do ranking nacional dos caso de humilhação nas escolas. Provocações são mais comuns entre os garotos, mas as meninas também passaram a ser alvo desse tipo de situação. (Págs 1, 30 e 31)
Pisando na bola: Escolinha dribla a lei
Organização Internacional do Trabalho (OIT) e Ministério Público se unem para evitar a exploração de crianças e adolescentes que treinam futebol em clubes do DF. Os responsáveis pelas aulas, muitas vezes são acusados de desrespeitar a legislação. (Págs. 1 e 14)


------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Vale a vaga, Brasil (Pág. 1)
 
Chuvas espalham destruição no Estado (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Veja
 
"Cala boca Galvão"
O fenômeno planetário que engolfou o locutor da Globo na Copa mostra a fúria do Twitter. (Pág. 82)
Câncer
Como o "efeito celebridade" ajuda no tratamento. (Pág. 102)
Entrevista - José Serra (Pág. 19)
O candidato do PSDB à Presidência da República diz que o loteamento de cargos no governo do PT turbinou a corrupção e dá sua receita de governabilidade sem clientelismo.
Blogosfera (Pág 54)
Lula confirma em palanque: Dilma não existe.

O tom das campanhas.
Datas (Pág. 58)
Exonerado do cargo de Secretário Nacional de Justiça Romeu Tuma Júnior, acusado de envolvimento com o chinês Paulo Li, chefe de uma quadrilha de contrabandistas em São Paulo.
Holofote (Pág. 62)
Os dois PPs.

120.000 ricos.

Companheiro no tribunal.

O Ceará dispensou um estaleiro.
Radar (Pág. 66)
O vice de Serra.

E o DEM?

Divórcio nas bodas de prata.

Estilo trator.

Duda em Minas.

Dilema para Patrus.

O braço direito.

Escutas no parlatório.
Ordem para espionar
Delegado da Polícia Federal depõe no Congresso e confirma que foi convidado por pessoas contratadas pelo PT para montar um grupo de espionagem ilegal contra adversários e inimigos internos. (Pág. 74)
Governo - A responsabilidade fiscal
Quanto valem 54 reais? (Pág. 78)
------------------------------------------------------------------------------------
Época
 
Como vai a nossa saúde
Uma pesquisa exclusiva mostra que o brasileiro está comendo pior, bebendo mais e fazendo menos exercícios. Como você pode fugir desse padrão e evitar doenças no futuro (Págs. 1 e Época Debate 82)
Fala, Brasil
Como será o RIC, o substituto do RG (Pág. 21)
Vamos combinar
O otimismo de Lula (Pág. 39)
Eleições
Os problemas da campanha de Serra (Pág. 44)

Lula ganha com o reajuste para aposentados (Pág. 48)

A greve de fome do fundador do PT (Pág. 50)
Investigação
Pistas de corrupção no quintal de procuradora (Pág. 52)
Congresso
O Estatuto da Igualdade Racial sem cotas (Pág. 54)
Meio ambiente
O desafio do Congresso com as florestas (Pág. 60)
Nossa política
Guilherme Fiuza e a fraude na política (Pág. 55)
Nossas ideias
Paulo Nogueira e o poder dos políticos (Pág. 93)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ
 
Serra por Serra
Numa semana decisiva para sua campanha, o candidato do PSDB, em entrevista exclusiva, ataca o governo Lula, responde ao dossiê, defende a militarização da fronteira e anuncia mudanças na política de câmbio e juros.
Semana (Pág. 33)
Aviação - Novas regras beneficiam passageiros.
Brasil Confidencial (Pág. 38)
Barreto aperta o cerco

O Ministério da Justiça instaurou sindicância para investigar os atos do ex-secretário Nacional de Justiça Romeu Tuma Júnior.
Ricardo Boechat
Bolada

Só em agosto o BC receberá as primeiras cédulas de R$ 50 e R$ 100 da família do Real. A previsão era abril. Tudo em razão de atrasos na montagem de impressoras importadas pela Casa da Moeda. (Pág. 42)
Leonardo Attuch
Essa terra é deles

O PT de ontem faz greve do fome. O de hoje está com a família Sarney. Qual é o seu? (Pág. 65)
Dilma Rousseff
Como foi a vida da candidata do PT à Presidência em colégio católico. (Pág 58)
Educação
Conheça os institutos de ensino que atendem crianças superdotadas de baixa renda. (Pág. 88)
Ficha Suja
Ronaldo Lessa acumula mais de 30 processos na Justiça e ainda quer governar Alagoas. (Pág. 80)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro
 
A carne do brasileiro Marfrig invade o Big Mac
Patrocinador global da Copa, o frigorífico brasileiro conquistou o mundo. Coma a compra da Keystone por R$ 1,2 bilhão, a empresa fornecerá toda a carne dos hambúrgeres do McDonald’s e do Subway no planeta. Saiba como essa jogada foi construída.

Marcos Molina, presidente do Marfrig: Investimento de US$ milhões nas Copas de 2010 e 2014 (Págs. 1 e 56)
Entrevista: Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil
“Se o Estado tiver de intervir, ele o fará”

A ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, tem mantado popular para defender o interesse público e não deve ter receio de ser acusado de intervencionista ao fazê-lo. “Se há necessidade de intervir um pouco mais, nós o faremos”, afirmou, citando. (Pág 32)
Poder
Mantega na torcida por juros menores

Sempre otimista, agora o ministro Guido Mantega quer ficar na lnterninha das previsões e fingir que a economia brasileira não está está assim tão aquecida, para não reforçar os argumentos do Banco Central sobreo aumento de juros. A previsão oficial do Ministério ainda é de 5,5% e só sera revisada em julho. No mercado, a previsão já subiu para 7%, em alta há 13 semanas consecutivas. (Pág 18)
Sustentabilidade
Rios do Nordeste em perigo

Apesar de o Brasil contar com cerca de 12% da reseva de água doce do planeta, o país corre o risco de enfrentar graves problemas de abastecimento nos próximos anos. Isso tem relação direta com as mudanças causadas , principalmente, pela emissão de dióxido de carbono (CO²). O alerta consta do Economia da Mudança do Clima no Brasil: custos e oportunidades. (Pág. 24)
Líderes
A francesa Sephora desembarca no Brasil

A Sephora, maior rede de cosméticos e perfumaria do mundo, deve pousar em definitivo no Brasil, no primeiro semestre de 2011.
O empresário Carlos André Montenegro, filho do presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, poderá ser o parceiro local da Sephora, que pertence ao grupo LVMH, o maior conglomerado do luxo do mundo. (Pág. 26)
Agricultura: Como o agronegócio está mudando a face do Cerrado Baiano
Um outro (e tão valioso) pré-sal

É o agronegócio, que, assim como o pretróleo, pode trazer bilhões em divisas e também gerar energia nas fronteiras agrícolas do País – desde que exista infraestrutura. (Pág. 75)
Artigo
O Estatuto da Igualdade Racial

O senador Demóstenes Torres, relator do projeto do Estatuto da Igualdade Racial no Senado, disse que substituiu a palavra “raça” por “etnia”, “para combater a falsa ideia de que existe outra raça além da humana”. Demóstenes tem razão. Está cego quem diz que não existe preconceito racial no Brasil. Brancos podem dizer isso, por desconhecimento, mas é só. (Pág. 114)
Dinheiro da Redação
Reajuste eleitoreiro (Pág. 06)
------------------------------------------------------------------------------------
CartaCapital
 
O Irã por dentro
Uma visita à terra dos aiatolás revela a vida sob o véu da repressão

Sob o véu da censura

A crescente repressão leva os iranianos a uma vida dupla: desconfiada nas ruas, descontraída e ocidentalizada entre quatro paredes (Pág. 54)
A ganância vitima o Morumbi
A exclusão do estádio deixa são Paulo à mercê de projetos nebulosos (Pág. 28)
O pecado da carne
Maior "vilã" do clima, a pecuária busca de crescer sem desmatar e com menos emissão de gases que causam o efeito estufa (Pág. 34)
O Brasil no radar bélico
Com a promessa de investimento de 100 bilhões de dólares nos próximos 30 anos, a indústria da defesa sonha em voltar aos áureos tempos dos anos 1980 (Pág. 40)
O efeito inércia
Os problemas são conhecidos, as soluções também. Por que então é quase impossível melhorar o trânsito nas grandes cidades? (Pág. 43)
Delfim Netto faz a análise crítica da economia em Sextante (Pág. 37)
 
Rosa dos ventos - Maurício Dias
A imprensa tenta oxigenar a candidatura de Marina Silva (PV), que patina em torno dos 10% em todas as pesquisas mais recentes de intenção de voto.

Cresce a convicção, no meio político, de que, sem ela no páreo, Dilma Rousseff (PT) poderia ganhar a eleição presidencial de José Serra (PSDB) ainda no primeiro turno. (Pág. 18)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Robinho encara o “Elefante” Drogba (Pág. 1)
 
Cresce pressão por concursos mais seguros contra fraudes
Esquema desmontado pela Polícia Federal desperta debate sobre a fiscalização das seleções. (Pág. 1)

Peso da eleição: Como Lula decidiu conceder os 7,7%
Presidente cobrou de ministros que viabilizassem aumento para os aposentados. (Pág. 1 e 11)
------------------------------------------------------------------------------------
 
Mercadante promete renegociar pedágios de rodovias paulistas
Alex Rodrigues
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O candidato ao governo de São Paulo pelo PT, Aloizio Mercadante, prometeu que, se eleito, irá renegociar com as empresas concessionárias o valor das tarifas cobradas nos pedágios paulistas. Para Mercadante, o valor cobrado dos motoristas é "abusivo" e tem contribuído para inviabilizar investimentos econômicos em algumas regiões do estado.

"Temos que rever isso. Algumas cidades estão perdendo competitividade. Os pequenos agricultores, por exemplo, não conseguem fazer seus produtos chegarem nos grandes centros [com preços competitivos]", disse o senador ao chegar à convenção do PCdoB, em São Paulo.

Mercadante criticou o PSDB, alegando que o partido privatizou estradas e abandonou a malha ferroviária estadual. Ele disse que, se eleito, precisará de apenas dois anos para dobrar a capacidade dos trens, além de realizar obras para melhorar o acesso de caminhões ao Porto de Santos e ao Polo Industrial de Cubatão, ambos na Baixada Santista.
 
"Nos meus dois primeiros anos de governo eu me comprometo a dar qualidade ao metrô e dobrar a oferta de vagas nos 260 quilômetros da CPTM na grande São Paulo", afirmou o candidato, que disse ainda não estar descartada a possibilidade do senador petista Eduardo Suplicy assumir a vaga de candidato a vice-governador em sua chapa.

"Vamos dialogar com os doze partidos coligados, especialmente com o PDT, com quem assumimos o compromisso de procurarmos um nome de comum acordo. Até o próximo sábado deveremos decidir qual será o nome", concluiu Mercadante.
 
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.