- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 179

 

 
 
Edição nº 179, de 24 de junho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
Sinopses anteriores:
24 de junho de 2010
O Globo
 
Manchete: Transporte já pesa no bolso o mesmo que alimentação
Renda sobe, mas 75% dos brasileiros não fecham as contas no fim do mês

O brasileiro está ganhando mais e a desigualdade entre pobres e ricos continua caindo, mas 75% não fecham as contas no fim do mês, aponta a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), do IBGE. Além disso, o transporte está consumindo praticamente o mesmo que a alimentação no orçamento dos brasileiros. A pesquisa mostra ainda que, para 35% dos entrevistados, o dinheiro ainda não é suficiente para comprar a quantidade de comida que gostariam. Os dados foram levantados em quase 60 mil domicílios em 2008-2009 e comparados com 2002-2003. Cresceram gastos com habitação, planos de saúde e remédios. Na cesta de compras das famílias, também apareceram pela primeira vez produtos light, diet e orgânicos. Segundo levantamentos do economista Marcelo Neri, do Centro de Políticas Sociais da FGV, feitos com base na POF, a renda familiar per capita cresceu 21,5% desde 2003, descontada a inflação. (Págs. 1 e 23 a 27)
Células-tronco curam cegueira
Pela primeira vez, médicos curaram completamente com implante de células-tronco pessoas cegas por queimaduras. Num estudo que durou dez anos, 77% dos 112 pacientes tratados na Itália voltaram a enxergar. Um deles é um homem de 80 anos, que havia ficado cego em 1948. (Págs. 1 e 34)
Ibope: Dilma passa Serra pela 1ª vez
Pesquisa Ibope divulgada ontem mostra que, pela primeira vez, a petista Dilma Rousseff assumiu a dianteira na disputa presidencial. Ela teria hoje 40% dos votos, contra 35% do adversário tucano, José Serra, e 9% de Marina Silva, do PV. A aprovação ao presidente Lula atingiu 85%. (Págs. 1 e 3)
STF pode flexibilizar nepotismo
O presidente do STF, Cezar Peluso, propôs aos demais ministros do tribunal a revisão da decisão que proíbe o nepotismo, para amenizá-la. Segundo Peluso, parentes podem trabalhar juntos, desde que não tenham relação de subordinação. O ministro emprega um casal. (Págs. 1 e 4)
Senado dá 25% de aumento para seus próprios servidores (Págs. 1 e 9)
 
General que zombou de Barack Obama perde o comando (Págs. 1 e 32)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: 17 cidades destruídas já sofreram com as cheias
Enchente se repete em 30% dos municípios afetados pela chuva em AL e PE

Levantamento da Folha mostra que 30% das cidades prejudicadas pela chuva em Alagoas e Pernambuco enfrentaram as cheias ao menos uma vez desde 2003. Os 17 municípios constam dos dados da Defesa Civil, informa Eduardo Geraque.

Para especialista, medidas simples, como regular a vazão dos rios e recompor a vegetação das suas margens, evitariam o problema.

De 2003 a junho deste ano, o governo Lula liberou R$ 5,8 bilhões para ajuda pós-tragédia e apenas R$ 1,1 bilhão para prevenção.

O total de mortos chegou a 45; o ministro Nelson Jobim comparou a situação ao terremoto do Haiti. (Págs. 1 e C1)

Janio de Freitas

Da verba liberada para prevenir catástrofes climáticas, 57% foram só para a Bahia, Estado do ex-ministro Geddel Vieira Lima. (Págs. 1 e A8)

Foto legenda: Wesley Dias procura objetos em rua do município de Bareiros, no interior de Pernambuco, destruída após forte chuva
Dilma ultrapassa Serra, afirma Ibope
Pesquisa do Ibope mostra Dilma Rousseff, candidata do PT ao Planalto, com 40% das intenções de voto contra 35% para seu adversário José Serra (PSDB). A margem de erro é de dois pontos.

A pouco mais de cem dias do primeiro turno, em 3 de outubro, é a primeira vez que Dilma aparece à frente de Serra em uma pesquisa eleitoral. Marina Silva, candidata do PV, está com 9%.

Pesquisas anteriores davam igualdade ou vantagem para Dilma dentro da margem de erro (empate técnico). No segundo turno, a petista bateria o tucano por 45% a 38%. (Págs. 1 e A4)

Análise
A pesquisa é péssima para a oposição, menos pelos números e mais pelo que projeta. A TV não teve a eficácia que Serra deseja, avalia Fernando Rodrigues. (Págs. 1 e A4)
Estado amplia seu peso na renda familiar, aponta IBGE
Pesquisa do IBGE revela que, de 2003 a 2009, o peso do Estado brasileiro na renda das famílias do país foi de 15% para 18,5%, graças ao pagamento de benefícios sociais e aposentadorias.

Nesse período, os rendimentos vindos do Estado subiram 36%; os ganhos com o trabalho, 9%. (Págs. 1 e B1)
Boa Notícia: Retificação de declaração do IR fica mais simples
Contribuintes que caíram na malha fina do Imposto de Renda deste ano podem corrigir eventuais erros diretamente na página da Receita Federal na internet, sem a necessidade de baixar programa adicional. (Págs. 1 e B8)
Obama demite chefe militar que lhe fez críticas
O presidente dos EUA, Barack Obama, derrubou o general Stanley McChrystal da chefia das forças no Afeganistão; David Petraeus ocupará o cargo. Em reportagem, McChrystal e auxiliares chamaram Obama de "despreparado". (Págs. 1 e A14)
Saúde: Hepatite C está ligada a número de parceiros sexuais, diz estudo (Págs. 1 e C5)
 
Editoriais
Leia "Salada eleitoral", sobre alianças partidárias nos Estados; e
"Ameaça invisível", acerca da exigência de receita médica na venda de antibióticos. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Ibope mostra Dilma à frente de Serra pela primeira vez
Petista cresce principalmente no Sudeste e aparece com 40% das intenções de voto, contra 35% do tucano

A candidata Dilma Rousseff (PT) ultrapassou José Serra (PSDB) e agora lidera a corrida presidencial por 40% a 35% segundo pesquisa Ibope/Confederação Nacional da Indústria. A dianteira está fora da margem de erro, de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Num eventual segundo turno, Dilma venceria por 45% a 38%. Em relação à pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, no início de junho, Dilma subiu três pontos porcentuais e Serra teve oscilação negativa de dois pontos, mesmo com a propaganda partidária na TV a favor do tucano no período. O principal avanço da petista ocorreu no Sudeste, onde passou de uma desvantagem de nove pontos para um empate técnico (37% para Dilma e 36% para Serra). (Págs. 1 e Nacional A4)
NE já tem 44 mortos pela chuva
Estudo mostra que devastação de cidades por desastres naturais bate recorde no País

O número de mortos pelas chuvas que atingiram Pernambuco e Alagoas chegou ontem a 44, sendo 29 em Alagoas. Há mais de 600 desaparecidos. Nos dois Estados, 58 municípios decretaram estado de emergência ou calamidade. Em 2010, 1.635 cidades brasileiras relataram situação crítica causada por chuva ou seca, um recorde. Balanço da Confederação Nacional de Municípios mostra que o total de desastres climáticos relatados até 16 de julho é 17% maior do que o registrado em todo o ano passado (1.389). Segundo o levantamento, o país registra mais casos de secas do que de catástrofes por excesso de chuvas, embora essas sejam mais devastadoras. (Págs. 1 e Cidades C1)

Foto legenda: Rastro. Cinco dos seis tanques de álcool de usina de União dos Palmares (AL) foram levados pela enxurrada

Tragédia
Nelson Jobim - Ministro da Defesa
"Só vi situação semelhante no Haiti, após o terremoto de janeiro. Houve uma precipitação de água inacreditável”
Renda cresce, mas País se alimenta mal
O rendimento das famílias brasileiras cresceu 10,8% entre 2003 e 2009, acima dos 6% de elevação dos gastos domiciliares no período, informa o IBGE. Apesar disso, mais de um terço das famílias (35,5%) vive com "insuficiência da quantidade de alimentos consumidos". (Págs. 1 e Economia B6)
Obama muda comando no Afeganistão
O presidente Barack Obama demitiu o comandante dos EUA no Afeganistão, general Stanley McChrystal, que o ridicularizara numa entrevista. O substituto será David Petraeus, chefe do Comando Central, que deve manter a atual estratégia para o Afeganistão. (Págs. 1 e Internacional A16)
Prefeitura decide fazer estádio em Pirituba
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, informou à Fifa que fechou o projeto e a equação financeira para construir um estádio em Pirituba, informa Sonia Racy, de Johannesburgo. A arena deverá ter pelo menos 60 mil assentos. (Págs. 1 e Caderno 2 D2)
Agência de risco pode rebaixar a Petrobras (Págs. 1 e Economia B1)
 
Pimentão lidera em uso de agrotóxicos (Págs. 1 e Vida A20)
 
Celso Ming: Gritaria crescente
O descontentamento com a forma de capitalização da Petrobras já demonstrado por um grupo de acionistas tem tudo para ser multiplicado. (Págs. 1 e Economia B2)
Notas & Informações: Direto da Ilha da Fantasia
Não há limites para a irresponsabilidade fiscal do Judiciário. É a celebração do marajanato. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Dilma abre 5 pontos sobre Serra
A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, abriu 5 pontos (40% a 35%) sobre o rival, José Serra, do PSDB, na sondagem Ibope/CNI divulgada ontem. Para analistas, a vantagem é uma indicação de transferência de votos do presidente Lula para o Dilma. Marina Silva, do PV, tem 9%. (Págs. 1 e País A4)
Foto legenda: Nordeste com cara de Haiti
Chuvas – O presidente Lula vai sobrevoar hoje cidades que lembram o Haiti após o terremoto. Em Branquinho, Alagoas, a força das águas foi tamanha que destruiu até a linha do trem. (Págs. 1 e Tema do dia A2 e A3)
Aumenta o consumo de drogas sintéticas
Relatório da ONU constatou aumento do consumo de drogas sintéticas e a proliferação das drogas em geral nos países em desenvolvimento. No Brasil, pesquisa revelou que 49% dos universitários já usaram drogas ilícitas. (Págs. 1 e Internacional A21 e País A6)
Copa no Brasil injetará R$ 142 bi na economia (Págs. 1 e Economia A17)
 
No asfalto, o medo em alta
Bandidos de segundo escalão expulsos das favelas com UPPs vêm aumentando as estatísticas de pequenos assaltos contra pedestres e motoristas. A polícia lamenta que poucas vítimas registram os crimes nas delegacias. (Págs. 1 e Cidade A7)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: A greve da chantagem
Uma estratégia insidiosa dos empresários de transporte coletivo agrava a falta de ônibus que atormenta a população do DF. Para pressionar o governo a aumentar a tarifa, os permissionários praticam o locaute, procedimento que consiste em manter a frota nas garagens. Segundo relato de rodoviários, os patrões dificultam o transporte especial até as empresas, impedindo os ônibus de circular. Em mais um dia de muito barulho, o metrô operou super lotado. No fim da tarde, as estações chegaram a ser fechadas. Até o fechamento da edição, o governador Rogério Rosso intermediava uma saída negociada, com reajuste de 8% aos rodoviários. (Págs. 1, 40 e 41)
“Tsunami” nordestino deixa 110 mil desabrigados
Mais de 80 cidades de Pernambuco e Alagoas estão arrasadas por causa das enchentes. Após o desespero provocado pelas águas, vem a agonia por ajuda. Em Branquinha, moradores se apressam na corrida por mantimentos. A situação em União dos Palmares é desoladora, apesar do socorro emergencial. (Págs. 1, 10 a 23 e Visão do Correio, 26)
Pesquisa IBGE: Renda sobe e muda consumo
Os ganhos mensais das famílias brasileiras cresceram 10,8% entre 2003 e 2009, para R$ 2.763,47. O Df tem a maior despesa média do país: R$ 3.963,99. Em seis anos, a população passou a ter acesso a produtos e serviços, como carro e celular. Mas 39% têm dificuldades de comprar comida. (Págs. 1 e 16 a 21)
Intervenção em pauta
O STF deve votar quarta-feira, na última sessão do semestre, o pedido de interferência federal no GDF e na pauta dos distritais. (Págs. 1 e 35)
Eleição no DF: Roriz atrai PSDB e quer PP e DEM
Os tucanos fecharam ontem uma aliança com o pré-candidato ao Palácio do Buriti pelo PSC e devem indicar Maria de Lourdes Abadia ao Senado. O ex-governador busca o apoio do Partido Progressista e tenta demover o Democratas de lançar Alberto Fraga ao GDF. (Págs. 1 e 35)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Produtividade sobe mais que salários na indústria
Os salários estão subindo, mas a produtividade na indústria cresceu muito mais. Nos 12 meses encerrados em abril, a indústria de transformação ampliou sua produtividade em 4,7%, enquanto o custo salarial médio por trabalhador aumentou 1,9% no mesmo período. Na avaliação de economistas ouvidos pelo Valor, o crescimento mais intenso da produtividade em relação ao custo da folha de pagamentos cria uma folga para que a indústria acomode reajustes sem pressionar a inflação.

No primeiro semestre, algumas categorias importantes já negociaram acordos salariais com reajuste real superior a 2%, como os 2,4% dos trabalhadores da construção civil de São Paulo e os 3,2% dos operários da mesma categoria no Rio. Outros sindicatos menos representativos, como os trabalhadores nas indústrias de suco, negociaram ganhos reais de 2,5% para o piso salarial e 1,6% para os demais empregados. (Págs. 1 e A3)
Sabesp capta R$ 500 mi do FGTS
A Sabesp, companhia de saneamento do Estado de São Paulo, está captando R$ 500 milhões por meio da venda de debêntures para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os recursos vão ser liberados em três parcelas semestrais, sendo que R$ 170 milhões já entraram no caixa da empresa. O dinheiro vai ajudar a custear o plano de investimentos de R$ 1,7 bilhão.

Ontem, a Sabesp garantiu a manutenção de sua principal fonte de receitas ao assinar contrato para operar o sistema de água e esgoto da cidade de São Paulo por mais 30 anos. Apesar de a empresa atuar na cidade desde 1976, nunca houve um contrato de concessão que formalizasse a prestação dos serviços. (Págs. 1, B9 e C5)
Estratégia do PSDB tropeça no Ibope
O resultado da pesquisa Ibope divulgada ontem - Dilma Rousseff à frente, com 38,2% das intenções de voto, e José Serra com 32,3% - contraria todos os prognósticos da campanha presidencial do PSDB, põe em xeque a estratégia dos tucanos para a sucessão e deve levar a um endurecimento no discurso de Serra em relação ao presidente da República, o governo, o PT e sua candidata.

A avaliação no PSDB era que Serra entraria em julho com cerca de 6 pontos percentuais à frente de Dilma. Os mais otimistas falavam em 12. Mas a campanha tucana, em junho, esteve permeada de assuntos negativos. A demora na escolha do candidato a vice na chapa do PSDB, por exemplo, indica insegurança e dificuldades internas para a definição. A pesquisa também atrapalha as últimas conversas sobre o vice e a montagem dos palanques regionais. O PSDB encontra dificuldade na formatação do discurso para enfrentar um governo que administra crescimento econômico, desemprego em queda e inflação estável. (Págs. 1 e A6)
Foto legenda: A nova luz do Facebook
Mark Zuckerberg, 26, fundador e CEO do Facebook, diz que o site está "muito próximo" de ter um serviço de localização geográfica. Objetivo: permitir envio de anúncios personalizados. (Págs. 1 e B6)
Greve pode mudar plano da Honda na China
As greves que paralisaram a produção da Honda na China e a forçaram a aumentar salários em 24% podem ter pelo menos um impacto duradouro na estratégia da montadora: forçá-la a repensar sua meta de longo prazo de utilizar o país como uma base de exportações de baixo custo.

Ontem, a Honda interrompeu a produção de duas outras linhas de montagem em Cantão, no sul da China, em razão de greve que paralisou a entrega de peças por um fornecedor. Outras empresas japonesas foram afetadas. A Honda é a maior exportadora de veículos entre as montadoras multinacionais na China e enviou para o exterior 29 mil carros chineses no último ano fiscal. (Págs. 1 e B10)
Anunciantes preparam tecnologia contra empresas que violam privacidade na rede (Págs. 1 e B2)
 
Indicadores apontam recuperação em risco na Europa e EUA (Págs. 1 e A13)
 
Bilhões da Copa
Estudo da Ernst & Young mostra que, até 2014, serão injetados na economia brasileira R$ 142,39 bilhões adicionais para fazer frente às demandas da próxima Copa. (Págs. 1 e A2)
TCU define tarifas de usinas
O Tribunal de Contas da União divulgou os preços-teto da energia de três minas que irão a leilão neste ano: Ferreira Gomes, Colíder e Garibaldi, que somam 730 MW. (Págs. 1 e A4)
Corrida à competitividade
Pesquisa mostra que competitividade dos emergentes deve crescer à custa dos países ricos, com atração de mão de obra qualificada. Na indústria, competitividade brasileira deve superar a dos EUA em cinco anos. (Págs. 1 e A13)
Alemanha na berlinda no G-20
Discussão sobre a recusa das autoridades alemãs em estimular sua economia para combater a crise na Europa deve dominar o encontro do G-20, neste fim de semana, no Canadá. (Págs. 1 e A16)
BRF muda o leite fermentado
A BRF Foods vai reposicionar o Batavito, sua marca de leite fermentado, mercado liderado pela Nestlé (Chamito) e Yakult. Em vez das crianças, o alvo serão os adolescentes e as tradicionais garrafinhas plásticas serão substituídas por caixinhas longa vida. (Págs. 1 e B4)
Automatização aérea
Pesquisa mostra que 90% das companhias aéreas do mundo vão aumentar ou ao menos manter os investimentos em tecnologia da informação. O alvo é a redução de custos por meio da automatização dos serviços. (Págs. 1 e B4)
Acordo Petrobras-Manguinhos
A Petrobras e a refinaria de Manguinhos assinaram um protocolo de intenções para parcerias na área de refino de petróleo. O acordo pode ser um primeiro passo para entrada da estatal no capital da empresa. (Págs. 1 e B8)
Risco com defensivos
Levantamento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária mostra que quase 30% dos alimentos consumidos pelos brasileiros têm algum tipo de irregularidade do ponto de vista do uso de defensivos químicos. (Págs. 1 e B12)
Desestímulo ao trigo
Redução de 10% no preço mínimo do trigo, anunciada pelo Ministério da Agricultura, desanimou ainda mais os produtores, que deverão reduzir o uso de defensivos e fertilizantes e até diminuir a área plantada. (Págs. 1 e B12)
Risco da inclusão
O maior endividamento das classes emergentes no Brasil traz novos riscos para o sistema financeiro, diz Celina Vansetti, analista-chefe de rating de bancos da Moody’s para América Latina. “A classe D ainda não foi testada como tomadora de crédito". (Págs. 1 e C3)
O brilho da construção
A indústria de fundos tem R$ 6,6 bilhões investidos em ações do setor de construção civil, quase 60% do valor aplicado no setor bancário, segmento muito mais maduro e consolidado no mercado brasileiro. (Págs. 1, D1 e D2)
Ideias
José Roberto Campos

O redirecionamento do sistema cambial, ainda que relevante, é apenas uma peça do complexo quebra-cabeça chinês. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Maria Inês Nassif

PT neutraliza movimentos sociais ao dar apoio nos Estados a candidatos da elite que mantém a miséria. (Págs. 1 e A6)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: A vida melhorou, mas o salário ainda é curto para o mês
O rendimento mensal médio das famílias brasileiras cresceu 10,8% em seis anos e chegou a R$ 2.763,47, mas três em cada quatro delas (75%) têm dificuldade de pagar todas as despesas. É o que mostra a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008/2009, divulgada pelo IBGE. De acordo com a sondagem, 9,2% não comem o suficiente para levar uma vida normal e 35,5% são atingidos de alguma maneira pela fome, índice que na POF 2002/2003 era de 46,7%. (Págs. 1, 13 e leia o editorial ‘Retrato de Família’, 10)
Eleições: Pesquisa aponta Dilma com 40% e Serra com 35%
Petista aparece na frente do tucano pela primeira vez na sondagem feita pelo Ibope para a Confederação Nacional da Indústria. Marina Silva (PV) tem 9% das intenções de voto. Dilma também venceria no segundo turno por 45% a 38%. (Págs. 1 e 3)
A novela dos vices
Alberto Pinto Coelho (PP) é o favorito para compor a chapa do governador Anastasia (PSDB). Já certo como vice de Hélio Costa (PMDB), Patrus Ananias (PT), depois da bênção da mãe, vai hoje ao arcebispo emérito de Bocaiúva, dom Geraldo Majela Castro. (Págs. 1, 5 e 6)
Nordeste: Chuva deixa municípios devastados
O número de mortes em Alagoas e Pernambuco subiu para 45 e há centenas de desaparecidos. Nas cidades mais atingidas o cenário é de guerra, com o Exército ocupando ruas e estradas e helicópteros distribuindo cestas básicas. (Págs. 1 e 9)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Armados contra saques
Vizinhos se dividem em patrulhas com facas, em área de Barreiros, para defender o que restou de suas casas (Pág. 1)

Mais demolições Desaparecidos
Pesquisa (Pág. 1)
 
Investimento (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Reajuste do mínimo regional será de 6,9%
Em reviravolta na Assembleia, proposta de 7,7% é rejeitada, e os valores para o salário vão variar de R$ 546,57 a R$ 594,42, retroativos a 1º de maio. (Págs. 1 e 18)
Eleições 2010: Dilma lidera pesquisa CNI/Ibope
Com 40% das intenções de voto contra 35% de Serra, petista assume a ponta pela primeira vez. (Págs. 1, 10 e 12)
Nordeste devastado: Cresce o drama dos flagelados
Chuva volta a atormentar a região de Alagoas e Pernambuco onde mais de 40 pessoas morreram. (Págs. 1, 44, 45 e Editorial 16)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
Comissão da Câmara aprova prazos para atendimento no SUS
Da Agência Câmara
·      
A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (23) projeto que estabelece prazos para os atendimentos realizados por intermédio do SUS (Sistema Único de Saúde)– 15 dias para exames médicos, 30 dias para consultas e 60 dias para cirurgias, a contar do agendamento.
A proposta estabelece ainda que, se o usuário for criança com menos de 10 anos ou for portador de doença grave, os prazos previstos serão reduzidos em 1/3 (ficando em 10 dias, 20 dias e 40 dias, respectivamente). Para os idosos, portadores de necessidades especiais ou gestantes, o prazo máximo para a realização de consultas será de três dias, quando não for o caso de internação imediata.
O relator da proposta, deputado Edson Aparecido (PSDB-SP), recomendou a aprovação. "A garantia à saúde implica o pronto atendimento, ou, pelo menos, aquele realizado em prazo razoável. Submeter as pessoas a longos períodos de espera pode significar o mesmo que negar a elas o que prescreve o texto constitucional", afirmou.
O projeto estabelece que o não cumprimento dos prazos previstos implicará a abertura de processo administrativo pelo órgão competente para apuração da responsabilidade.
O projeto, que tramita em caráter conclusivo e precisará ser votado pelo plenário, depois de ser analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.