- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 189

 

 
 
Edição nº 189, de 05 de julho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
05 de julho de 2010
O Globo
 
Manchete: Paes anuncia choque de ordem contra buraco de rua
Prefeitura vai processar empresas que deixarem asfalto em más condições

O prefeito Eduardo Paes se reunirá quarta-feira com representantes das empresas de serviços públicos para exigir que refaçam a pavimentação de forma adequada depois de abrirem buracos para fazer reparos nas redes subterrâneas. Ele anunciará regras mais severas: obras, mesmo as emergenciais, que não forem autorizadas serão embargadas. Um projeto de lei a ser enviado à Câmara elevará o valor das multas. As concessionárias que não se enquadrarem poderão ser processadas por danos ao patrimônio público. Levantamento da prefeitura mostrou em maio que 79 das principais 187 vias do Rio (42.24%) estão em situação crítica. (Págs. 1 e 12)
Média escolar piora em 20% das cidades
Oito estados não conseguiram cumprir metas previstas para ensinos médio e fundamental

Principal indicador de qualidade do ensino brasileiro, o Ideb piorou em 1.146 cidades, 20% do total, no período final do ensino fundamental (do 62 ao 92 ano). Os números do MEC são para 2009. Ao todo, 23% das cidades ficaram abaixo da média prevista no país. Em termos nacionais, as metas foram superadas, mas sem desempenho uniforme. Oito estados não alcançaram as metas dos ensinos médio e fundamental. O Rio não atingiu a meta do ensino médio. (Págs. 1, 10 e 11)
Ibope: Sudeste puxou crescimento de Serra
Pelos novos números do Ibope, José Serra (PSDB) cresceu cinco pontos no Sudeste e chegou a 41%, contra 34% de Dilma Rousseff (PT). O levantamento anterior, de 23 de Junho, apontou 37% para Dilma e 36% para Serra na região. O tucano também subiu no Norte e no Centro-Oeste. Nas três regiões, Dilma caiu. No Sul, os dois cresceram. No resultado geral, o Ibope deu empate de Dilma e Serra em 39%. (Págs. 1 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Escola pública está três anos atrás da particular
Aluno do nível fundamental pago supera jovem em ensino médio estatal

Aluno que estudou pelo menos oito anos no ensino fundamental numa escola privada sabe, em média, mais do que jovem que se forma no ensino médio público, curso que dura três anos a mais, no mínimo.

A conclusão aparece no resultado do Ideb, principal indicador de qualidade de ensino do Ministério da Educação, que será divulgado hoje. Os testes avaliam português e matemática.

Em matemática, a média dos estudantes ao final do ensino fundamental na rede privada foi de 294 pontos numa escala de zero a 500. Na escola pública, ao fim do ensino médio, com três anos a mais de aulas, a média é de apenas 266.

Segundo especialistas, o nível socioeconômico da família do aluno é preponderante no seu desempenho e por isso a rede privada tem as melhores notas. (Págs. 1 e C1)
Lula encontra ditador no último giro pela África
Em sua última viagem a países africanos antes de deixar o Palácio do Planalto, o presidente Lula terá hoje encontro com o ditador da Guiné Equatorial.

Obiang Nguema Mbasogo, há 31 anos no poder, é acusado de enriquecimento e crimes contra os direitos humanos, relata a enviada Ana Flor. A capital do país é vigiada por tanques. (Págs. 1 e A9)
Só 17% levam em conta o vice ao eleger presidente
Pesquisa Datafolha aponta que só 17% dos eleitores afirmam levar em conta o vice ao escolher o seu candidato a presidente. Dizem desconhecer o nome do vice de Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) 94% e 96%, respectivamente. (Págs. 1 e A8)
Serra diz que vai gastar R$180 mi; Dilma, R$ 157 mi
A campanha de José Serra (PSDB) vai declarar gastos de R$ 180 milhões. O valor é 14,65% superior ao de Dilma Rousseff (PT): R$ 157 milhões. Na última eleição, em 2006, o PT afirmou ter gasto R$ 104,3 milhões, e o PSDB, R$ 81,9 milhões. (Págs. 1 e A4)
Editoriais
Leia "Incerteza em alta", sobre riscos de recaída da economia mundial; e "Reforma urbana", acerca da cobrança de IPTU progressivo para imóveis vazios. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Verba extra não melhora escolas com mau resultado
Metade das que receberam ajuda do MEC depois de obterem as piores notas de 2007 não atinge meta

Além de medir a qualidade do ensino, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2009, divulgado na semana passada pelo Ministério da Educação, revela o tamanho do desafio que é mudar a situação de escolas e cidades com desempenho muito ruim. No foco do MEC encontram-se 1.822 municípios com notas inferiores a 4,2 em 2007 e mais 28 mil escolas com notas até 3,8 no mesmo ano. Desde então, mais de R$ 400 milhões foram liberados para as escolas. Mesmo recebendo dinheiro e suporte técnico, pouco mais da metade dos piores municípios no ranidng melhorou o indicador no intervalo de dois anos, entre as duas últimas edições do Ideb (2007 e 2009), a ponto de superar suas respectivas metas. (Págs. 1 e Vida A12 a A19)

Esforço. As seis escolas municipais de Cajuru (SP) estão entre as mais bem avaliadas. (Págs. 1 e Vida A14)
Mbasogo, 31 anos no poder, recebe Lula
O presidente Lula foi recebido ontem na Guiné Equatorial pelo ditador Teodoro Mbasogo. No poder desde 1979, Mbasogo tenta tirar seu país do isolamento. "A gente tem de ser pragmático", disse Norton Rapesta, do departamento de Comércio do Itamaraty. (Págs. 1 e Nacional A4)
Serra e Dilma definem planos de governo
Os presidenciáveis já definiram as linhas de seus programas de governo. O PSDB vai dar ênfase à política econômica, apresentando José Serra como o "presidente da produção". Dilma Rousseff (PT) destacará a manutenção dos programas sociais do presidente Lula. (Págs. 1 e Nacional A4)
Setor de carga aérea também sofre com infraestrutura ruim
Depois do estrangulamento do setor portuário, agora é a vez de os aeroportos sentirem os efeitos da falta de infraestrutura para o transporte de cargas. Faltam áreas de armazenagem, instalações para produtos especiais e mão de obra suficiente para liberar as mercadorias. Há casos em que a mercadoria demora mais para ser liberada em território nacional do que para sair do país de origem, como a China, e chegar ao Brasil. (Págs. 1 e Economia B1 a B3)
Violência e intimidação marcam eleição mexicana (Págs. 1 e Internacional A8)
 
SP vai monitorar 4,8 mil presos com tornozeleiras (Págs. 1 e Cidades C1)
 
Carlos Alberto Sardenberg: Contribuições ao crescimento
Reduzir a meta de inflação, a dívida pública e o peso do Estado na economia brasileira seriam medidas positivas na agenda das próximas eleições. (Págs. 1 e Economia B2)
Notas & Informações: Em defesa do TCU
Em boa hora, parlamentares querem impedir que o governo reduza as atribuições do tribunal. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Aplausos na volta ao Brasil
Dunga está fora, mas é bem recebido no Sul

O agora ex-técnico da seleção Brasileira Dunga foi recebido com aplausos ontem, ao desembarcar em Porto Alegre. No Rio, parte da comissão técnica e jogadores unificaram o discurso, enaltecendo o trabalho e lamentando o segundo tempo contra a Holanda. (Págs. 1 e Esportes D2 a D5)
Lula quer Petrobras em Cabo Verde
Em visita à África, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu-se ontem com chefes de Estado em Cabo Verde, onde anunciou a intenção de cooperar na exploração de petróleo em águas profundas naquele país. No caso, a Petrobras, contribuiria com transferência de tecnologia. O presidente cabo-verdiano saudou a ideia. (Págs. 1 e Economia A12)
Índio da Costa não ajuda pobres
Notícia divulgada ontem de que o deputado Índio da Costa (DEM), vice na chapa presidencial de José Serra (PSDB), é o autor de projeto que criminaliza a esmola resultou em ferrenhas críticas de governistas. Texto previa multa a quem desse dinheiro aos pobres. (Págs. 1 e País A6)
Afeganistão sob novo comando
O primeiro dia de trabalho do general David Petraeus como chefe das tropas da Otan e das forças dos EUA no Afeganistão foi marcado pela morte de 63 rebeldes, ao fim de uma operação na província de Helmand. (Págs. 1 e Internacional A15)
Foto legenda: Enfim, o direito à janela
Tranqüilidade – Quem mora nos arredores do Morro do Borel, na Zona Norte do Rio, lembra, sem saudades, dos tempos em que não se podia chegar perto da janela de casa por causa do risco de bala perdida. Hoje, com a chegada da UPP, a situação é outra. (Págs. 1 e Tema do Dia A2 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Distritais vão trabalhar só um dia por semana
Após o recesso, já na nova e pomposa sede da Câmara Legistativa, os deputados terão o expediente limitado a uma sessão semanal. Essa é a proposta que deve ser oficializada na próxima quarta-feira, quando a Mesa Diretora se reúne para decidir o cronograma do segundo semestre.
Apesar dos mais de 800 projetos que aguardam análise, a meta é dedicação quase exclusiva à campanha eleitoral. (Págs. 1 e 19)
Registro de candidaturas, hoje, vai confirmar oito nomes para disputar o governo do DF (Págs. 1 e 20)
 
Servidor: Justiça freia criação de novas vagas
O Judiciário aplicou um “choque de realidade” nos candidatos a carreiras do setor público. Para reduzir gastos, o Conselho Nacional de Justiça decidiu adotar critérios mais rigorosos para a abertura de novas vagas destinadas a magistrados e outros servidores. (Págs. 1 e 8)
Eleições 2010: Os privilégios dos políticos suspeitos
Levantamento realizado pela Procuradoria Regional da República, a pedido do Correio, revela uma onda de impunidade: 384 ex-deputados, prefeitos e secretários que foram acusados de crimes federais usam o recurso do foro privilegiado para retardar as investigações. (Págs. 1, 2 e 3)
Foto legenda: Cem alunos de escolas públicas brasileiras passarão uma semana imersos na cultura americana, a convite da Embaixada dos EUA. (Págs. 1 e 26)
 
DF avança no Ensino Básico e cai no Médio (Págs. 1 e 6)
 
Educação influi no risco de câncer (Págs. 1 e 17)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Blitz da Receita fiscaliza câmbio e faz autuações
Empresas e corretoras estão caindo de bruços em caixas de papel e ressuscitando "arquivos mortos" para confirmar operações cambiais e recolhimentos de tributos a partir de 2006. Nesse ano, a fiscalização sobre algumas operações de câmbio foi transferida do Banco Central para a Receita Federal.

Estão sendo fiscalizadas não só instituições financeiras como também empresas que contrataram câmbio. A ideia é verificar se os contratos de câmbio condizem com as operações concretas e com os tributos recolhidos. A Receita tem fiscalizado ingressos de moeda estrangeira em operações de comércio exterior e também remessas para pagamento de mútuo e compra de ativos, por exemplo. (Págs. 1 e A2)
Alta de crédito direcionado pressiona juro
Prioridade do governo nos últimos dois anos, o aumento do chamado crédito direcionado, principalmente dos empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), obriga o Banco Central (BC) a trabalhar com uma taxa básica de juros (Selic) mais alta. "É plausível pensar que possa demandar uma Selic um pouco maior", reconhece o presidente do BC, Henrique Meirelles. "O governo entende que alocar uma parte dos recursos, por exemplo, para o investimento na atividade industrial e na agricultura compensa o que pode ser um maior custo da Selic para a sociedade", ponderou. "Essa não é uma decisão do Banco Central". (Págs. 1 e C8)
Imóvel comercial lidera ganho
A disparada nos preços dos imóveis nas principais capitais do país é fruto da melhora na renda e acesso maior ao crédito, mas também do apetite dos investidores. Muito lembrada em momentos de incerteza, a aplicação no setor imobiliário ganhou força com a crise internacional, quando muitas pessoas venderam ações e foram em busca de proteção e diversificação do patrimônio em apostas consideradas mais seguras.

A revista "ValorInveste" ouviu aplicadores e comparou dados para encontrar quem ganhou mais dinheiro nesse segmento. A conclusão é de que a maior rentabilidade nos últimos anos foi obtida por quem comprou empreendimentos comerciais em São Paulo. (Págs. 1 e Valor Investe)
Foto legenda: A expansão ds hortaliças
Nelson Mallmann, do grupo Malmann, um dos maiores produtores de tomates do país, dentro de estufa gigante que ocupa um hectare em Mogi-Guaçu: busca por produtos diferenciados entre os agricultores é sinal de que o mercado de hortaliças passa por processo de mudança. (Págs. 1 e B14)
Infraestrutura atrai nova geração de fundos private
Uma nova geração de fundos de investimento começa a surgir para financiar obras de infraestrutura no Brasil. Entre as novidades estão seu porte bilionário, a participação de investidores estrangeiros e a possibilidade de comprarem títulos de dívida, como debêntures.

Neste ano, esses fundos estão levantando pelo menos R$ 5 bilhões. É o caso do P2 Brasil, gerido por uma parceria entre o Pátria Investimentos e a Promon, que deve alcançar quase R$ 2 bilhões. A maior parte da captação já foi feita entre investidores no exterior, apurou o Valor . Seu alvo é a compra de posições de controle em empresas de infraestrutura.

Outro caso é um fundo de R$ 2 bilhões da Vinci Partners, que pretende atuar como uma alternativa de financiamento para o setor, comprando, por exemplo, papéis de dívida das empresas. Os gestores dessa nova geração de fundos estão atentos ao fato de que as obras vão precisar de outras fontes de financiamento além dos bancos estatais. (Págs. 1 e C1)
Estados deixam problemas da dívida para trás
A dívida consolidada líquida de R$ 345,8 bilhões dos Estados com a União deixou de ser um problema orçamentário e um entrave ao investimento. Com as contas saneadas e arrecadação em alta com a expansão da economia, os governos estaduais exibem bons níveis de solvência e pleno enquadramento aos parâmetros de endividamento da Lei de Responsabilidade Fiscal. (Págs. 1 e A3)
Gávea e TPG são os novos sócios da Rumo
Os fundos de investimento Gávea e Texas Pacific Group (TPG) tornaram-se sócios da Rumo Logística, empresa de transporte ferroviário de açúcar controlada pela Cosan. Eles investiram, juntos, R$ 400 milhões e vão ficar, cada um, com 12,5% do negócio, calculado em R$ 1,6 bilhão. A Rumo deverá ir à bolsa quando as condições se tornarem favoráveis, diz Marcos Lutz, CEO da Cosan. (Págs. 1 e B1)
Derrota antecipada da seleção deixa comércio popular com estoque encalhado (Págs. 1 e A4)
 
O "senador das princesas" busca o voto da periferia (Págs. 1 e A12)
 
Lufthansa quer receber logo jatos da Embraer, diz Gemkow (Págs. 1 e B1)
 
Localização além-fronteiras
A brasileira LBS Local, dona dos sites Apontador e MapLink, estreou no início do mês seu serviço de localização de ruas em Buenos Aires. Nos próximos meses, chega ao México e, até 2012, ao Chile e Colômbia. (Págs. 1 e B3)
Sabão mais sustentável
Em dez dias, a Unilever inicia campanha para divulgar várias mudanças em suas linhas de sabão em pó - Omo, Brilhante e Surf. A principal delas é retirada do fosfato de sódio da composição, por razões ambientais. (Págs. 1 e B4)
Gargalo portuário
Movimentação de contêineres nos portos brasileiros deve superar os números de 2008, anteriores à crise, mas deficiências de infraestrutura impedem uso de navios maiores, o que reduz a eficiência. (Págs. 1 e B10)
Centro de pesquisas da GE
Belo Horizonte, Rio, São Paulo, Campinas e São José dos Campos disputam a instalação do quinto centro de pesquisas da General Electric no mundo, o primeiro no Brasil, um investimento de US$ 150 milhões. (Págs. 1 e B11)
Foco no pré-sal
A americana FMC, maior fornecedora de equipamentos para produção de petróleo do mundo, é a terceira grande empresa estrangeira a se instalar no Parque Tecnológico da UFRJ. (Págs. 1 e B11)
Retomada nas ofertas de ações
A oferta de ações do Banco do Brasil contribuiu para levar o volume de operações registradas na CVM no primeiro semestre a R$ 24,1 bilhões, mais que o dobro do total no mesmo penado de 2009. (Págs. 1 e D9)
SDE confirma restrição à BRF
Parecer da Secretaria de Direito Econômico, do Ministério da Justiça, repete as recomendações da Fazenda para aprovação da fusão entre Sadia e Perdigão - entre elas, o licenciamento de uma das duas marcas. (Págs. 1 e D9)
Emprego dos sonhos
Liberalidade e descontração no ambiente de trabalho levam o Google, pela primeira vez, ao topo do ranking na pesquisa Empresa dos Sonhos dos Jovens, da Cia. de Talentos. (Págs. 1 e D10)
Ideias
Sergio Leo

Autoconfiança de Brasil e Argentina pode levar ambos os países a cometer erros de avaliação, não só sobre futebol. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Luiz Carlos Mendonça de Barros

Há uma aterrorizante semelhança entre a conta-movimento do BB na ditadura e a forma como vem operando o BNDES. (Págs. 1 e A11)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Brasil discute a demissão de Dunga (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Procura-se um técnico (Pág. 1)
 
Estado avança pouco no índice de Educação Básica
Desempenho dos estudantes pernambucanos continua bem baixo das notas nos países desenvolvidos. (Pág. 1)
Bancos e ministérios terão reunião sobre ajuda a flagelados (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Prisão de barão da droga no Paraguai abala tráfico no RS
Foragido havia 14 anos, o gaúcho Erineu Soligo, o Pingo, comandava rede de produção e distribuição de entorpecentes que abastecia todo o país. (Págs. 1, 4 e 5)
O X da educação: Ensino Médio do RS avança em ranking
Escolas gaúchas pulam da sétima para a terceira posição no Índice de Educação Básica do MEC.

Veja as notas de 5ª a 8ª por município
(Págs. 1, 20, 21 e Editorial (12))
Eleições 2010: Ibope aponta empate entre Dilma e Serra
Após inversão de posições em pesquisa anterior do instituto, petista e tucano obtêm 39%. (Págs. 1, 6 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.