- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 197

 

 
 
Edição nº 197, de 13 de julho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
13 de julho de 2010
O Globo
 
Manchete: Antes de sair Lula ainda criará a sua 12ª estatal
‘Segurobrás´ terá caráter emergencial e funcionários emprestados

Faltando cerca de quatro meses para deixar o cargo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá assinar, em agosto, em caráter emergencial, uma medida provisória criando a 12ª empresa estatal do seu governo: a Empresa Brasileira de Seguros S.A. (EBS), que já está provocando forte reação do setor privado. A nova companhia, que nascerá vinculada ao Ministério da Fazenda, poderá explorar operações de seguros em várias modalidades, do comércio exterior a projetos de infraestrutura de grande vulto. A EBS será autorizada ainda a criar subsidiárias e até abrir filiais no exterior. Como não há orçamento específico para ela, a "Segurobrás" pode começar a operar com funcionários cedidos ou sob contrato temporário. Os empresários criticam a medida e a qualificam como um "retrocesso", já que o monopólio do setor do resseguros foi quebrado há cerca de dois anos e meio. "Há um claro conflito de interesses, pois o governo vai segurar seus próprios contratos", disse Jorge Hilário Gouvêa Vieira, que preside a confederação do setor. (Págs. 1 e 19)
Pedida impugnação de Jader. E mais 34 no Rio
Na véspera de acabar o prazo para os pedidos de impugnação de candidatura, as procuradorias regionais eleitorais dos estados divulgaram listas de políticos que poderão ser afastados da disputa, com base na Lei da Ficha Limpa. Entre eles, o ex-senador Jader Barbalho (PMDB) e o ex-governador do Maranhão Jackson Lago (PDT). No Rio, a lista inclui o ex-governador Anthony Garotinho e mais 33 políticos, a maioria com condenação por improbidade. (Págs. 1 e 3)
Imóvel, melhor aplicação do semestre
A valorização de imóveis na Zona Sul do Rio chegou a 76,5% no 1º semestre deste ano, de acordo com o Sindicato de Habitação (Secovi Rio). A alta supera o ganho nas aplicações financeiras no período. (Págs. 1 e 21)
Ex-policial do Caso Bruno já sumiu com dois
Suspeito de ter executado a ex-amante de Bruno, o ex-policial Marcos foi denunciado na corregedoria de Minas por envolvimento na morte e desaparecimento de mais dois jovens. (Págs. 1, 13 e Luiz Garcia)
´Jornal do Brasil´ deixará de circular
Após 119 anos de existência, o "JB" deixará de circular no formato impresso e terá apenas versão na Internet. A data em que o jornal mudará de plataforma deve ser anunciada esta semana. (Págs. 1 e 23)
País tem 18 mil quilômetros de ferrovias subutilizadas (Págs. 1 e 20)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Grande varejo dedica 1/3 da expansão às classes CD
Até 2011, maiores redes de supermercado destinam R$ 2 bi em novos negócios a essa faixa da população

Um terço dos R$ 6,3 bilhões de investimentos das três maiores redes varejistas do país até o próximo ano será destinado à expansão dos negócios com as classes C e D, relata Claudia Rolli.

A maior parte desses R$ 2 bilhões será aplicada na abertura de lojas e na reforma de pontos que atendiam clientes com renda familiar de 3 a 10 salários mínimos.

Até o fim do ano, o Walmart vai abrir 50 supermercados TodoDia (varejo) e Maxxi (atacado), suas bandeiras mais populares.

No Grupo Pão de Açúcar, ao menos 30% do R$ 1,6 bilhão anunciado será usado para fazer versões compactas do Extra a partir de 150 lojas CompreBem e Sendas.

O Pão de Açúcar abrirá 18 unidades Assaí, de "atacarejo", e 60 Extra Fácil, de conveniência, no Nordeste e no Centro-Oeste. O Carrefour fará 70 inaugurações até dezembro, parte delas para o público C e D. (Págs. 1 e B1)
Aos 20 anos, ECA pode ser mudado para evitar reclusão
O Estatuto da Criança e do Adolescente, que completa 20 anos hoje, deverá passar por uma reforma para corrigir o que o governo federal considera excesso de privação de liberdade, informa José Benedito da Silva.

Estudo encomendado pelo governo revela que, em 2009, 86% dos cerca de 18 mil jovens que cumpriam medidas socioeducativas estavam reclusos. (Págs. 1 e C1)
Peso estatal se aproxima de 80% em Belo Monte
Com os fundos de pensão ligados a empresas federais, como adiantou a Folha, o peso do Estado na construção da usina hidrelétrica de Belo Monte (PA) chegará a 77,5% do investimento total de até R$ 25 bilhões, informa Leila Coimbra. (Págs. 1 e B3)
Esporte: Faltam aeroporto, estádio, estrada e hotel para Copa no Brasil, diz Fifa (Págs. 1 e D16)
 
Nizan Guanaes: 2014 ´para turista ver´ é jogar fora chance de ouro de ´vender´ o país (Págs. 1 e Mercado, B10)
 
Afinidades eletivas: Quando o PT e o PMDB se casam
Aliadas na disputa pelo Planalto, as siglas se atacaram por mais de dez anos. Nos anos 80, o PMDB acusava o PT de dividir a oposição e "fazer o jogo" da ditadura; para o PT, o PMDB era um partido
"burguês". (Págs. 1 e A8)

Nova seção em Poder, sem periodicidade fixa, aborda alianças na política; caderno lança também o blog Presidente 40.
Editoriais
Leia "Abuso publicitário", sobre gastos de governos com propaganda; e
"Ciência adulterada", acerca da manipulação do índice de produção científica. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Fifa diz que ´falta tudo´ para a Copa de 2014
Tribunal de Contas da União também vê riscos e avalia que as obras estão ´impressionantemente atrasadas´

Um dia após afinal da Copa da África do Sul, a Fifa advertiu que falta tudo para o Brasil ter condições de ser sede do Mundial de 2014. A entidade deixou claro que pressionará o País para acelerar obras e anunciou que vai abrir escritório no Rio. “Precisamos construir estádios, estradas, o sistema de telecomunicações, aeroportos e ver se há mesmo capacidade suficiente em hotéis", disse o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke. Há preocupação, no entanto, não só na Fifa. Relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) confirma que as providências estão "impressionantemente atrasadas" e teme que se repita a experiência do Pan de 2007, no Rio, cujo orçamento inicial de R$ 520 milhões virou obra de R$ 4 bilhões - o governo federal teve de assumir gastos a título de socorro emergencial. O TCU também vê risco de alguns estádios virarem "elefantes brancos". (Págs. 1 e Esportes El e E2)

Entidade quer mudar preparação dos atletas

Para evitar que os craques cheguem exaustos ao Brasil, como aconteceu nesta Copa, a Fifa quer o término de todos os torneios um mês antes do Mundial. Folgas seriam obrigatórias. (Págs. 1 e E3)
Cresce o número de professores sem diploma
No ensino básico, todos deveriam ter curso superior

Entre 2007 e 2009, o número de professores que lecionam no ensino básico sem diploma de curso superior cresceu de 594 mil para 636 mil no Brasil (32% do total), segundo o Censo Escolar do MEC. O crescimento vai na contramão das políticas públicas adotadas nos últimos anos pelo governo federal, Estados e municípios para melhorar a formação docente no País. Pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação, todos os professores de ensino fundamental e médio no Brasil deveriam ter curso superior. (Págs. 1 e Vida A16)
Governo vai criar estatal de seguros
O Ministério da Fazenda já enviou para a Casa Civil o texto da medida provisória que cria a Empresa Brasileira de Seguros. O objetivo é dar garantia a grandes obras de infraestrutura, como as do Programa de Aceleração do Crescimento. Para seguradoras privadas, a iniciativa é uma intervenção estatal. (Págs. 1 e Economia B5)
371 já tiveram candidaturas questionadas
Ao menos 371 políticos que pretendem concorrer a cargos públicos nas eleições deste ano tiveram as suas candidaturas contestadas na Justiça Eleitoral. Grande parte é acusada de ter ficha suja. A lista ainda deve crescer. Entre os nomes já questionados estão o do deputado Jader Barbalho e o do ex-governador Joaquim Roriz. (Págs. 1 e Nacional A4)
Projeto proíbe pais de darem palmadas (Págs. 1 e Cidades C1)
 
Somalis matam 74 que viam a Copa em Uganda (Págs. 1 e Internacional A14)
 
OAS entra na construção da Usina de Belo Monte (Págs. 1 e Economia B1)
 
Yoani Sánchez: Os verdadeiros protagonistas
Cidadãos como as Damas de Branco e pessoas simples como Fariñas conseguiram que Raúl Castro começasse a destrancar as celas. (Págs. 1 e Internacional A13)
Notas & Informações: Tesouro e BNDES, ligações perigosas
Mais que fomentador, o BNDES é hoje poderosa arma política. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
CNJ põe ordem nos cartórios
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) declarou vagas as titularidades de 5.561 dos 14.964 cartórios de notas e registros no país, incluindo 153 que considera "fantasmas". Concurso público específico vai determinar os novos donos desses cartórios. Os atuais responsáveis não concursados (depois da promulgação da Constituição de 1988), ficam na função até chegarem os substitutos. (Págs. 1 e País A4)
O début do comitê de Dilma
Com 1.200 m² distribuídos por três andares de um edifício em Brasília, o comitê central da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, será inaugurado hoje. A presença de Lula é uma incógnita. (Págs. 1 e País A6)
Pacotes de surpresa no celular
Quem contrata pacotes de minutos em operadoras de telefonia móvel costuma ter surpresas desagradáveis ao receber as contas, já que as empresas não costumam informar o consumo. O bloqueio automático está em discussão. (Págs. 1 e Economia A17)
Somalis matam 74 em Uganda
Rebeldes da Somália assumiram o duplo atentado que matou 74 pessoas na noite de domingo, em Campala, capital de Uganda. O grupo de insurgentes somalis é ligado à Al Qaeda. (Págs. 1 e Internacional A21)
Arma contra a diabetes
Por meio de manipulação genética em ratos, cientistas americanos estimularam a produção de urna enzima capaz de reduzir os níveis de glicose. (Págs. 1 e Vida, Saúde & Ciência A24)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Clínicas estéticas no DF operam sem UTI
A beleza esconde armadilhas em Brasília. Nenhuma das 17 clínicas de cirurgia plástica registradas no Distrito Federal oferece Unidade de terapia Intensiva (UTI). Esses locais dispõem de equipamentos indicados a situações de emergência, mas não contam com uma estrutura adequada para dar sobrevida ao paciente. Há quatro meses, o Ministério Público elabora um protocolo de segurança em clínicas e hospitais, mas só ontem o promotor Diaulas Ribeiro foi procurado pelo Conselho Regional de Medicina. O CRM se mobilizou dois dias após a morte de Marinalda Ribeiro, que sofreu uma parada respiratória na mesa de cirurgia em uma clínica na Asa Norte. Os peritos do IML não encontraram sinais de hemorragia no corpo da paciente. Eles aguardam os resultados dos exames de sangue e das vísceras para identificar o motivo da morte. A família de Marinalda considera o caso uma fatalidade e não pretende processar a clínica onde ocorreu a tragédia. (Pág. 1)
Foto legenda: Escaparam de morrer
Rapaz e namorada levam tiro na cabeça em assalto na 706 norte, mas sofrem apenas ferimentos leves. Petrônio Oliveira mostra a radiografia do filho. Nos dois casos, as balas ficaram alojadas no crânio e não atingiram o cérebro. Polícia suspeita de menor. (Págs. 1 e 29)
Foto legenda: Esplanada indígena
Os 100 índios acampados entre o Itamaraty e o Ministério da Justiça aguardam mais 200 no protesto contra a política do governo. Os manifestantes exigem revogação do decreto que reestrutura a fundação, a nomeação de um representante de etnias no comando da entidade e a criação do Conselho Nacional dos Direitos Indígenas. Os acampados ocupam há 159 dias o gramado na região central de Brasília, apesar da tentativa de remoção pela polícia. (Págs. 1 e 34)
Mais de 5,5 mil cartórios ficarão sem donos
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) declarou aberta a titularidade dessas repartições, por todo o país. A partir de agora, as vagas de tabeliães serão ocupadas somente por aprovados em concursos públicos. (Págs. 1 e 14)
Justiça ameaça políticos por todo o país
Até ontem, 1.342 candidatos tiveram suas candidaturas sob contestação em 17 estados e no Distrito Federal – em Brasília são 24. Os motivos vão desde erros na documentação a restrições do Ficha Limpa. (Pág. 1)
Goleiro conheceu Eliza em 2008, diz advogdo
A modelo teria organizado a orgia que acabou numa briga e em agressões no sítio do jogador. A informação desmente a versão dada por Bruno, que afirma ter conhecido a ex-amante no ano passado. (Pág. 1)
Mais saúde, menos brigas
A ANS, agência que regula os planos de saúde, ganhará poderes para intervir na disputa entre as empresas e os clientes. A medida evitará o acúmulo de processos na Justiça. (Págs. 1 e 32)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Venda de açúcar cria ´fila´ de navios e congestiona portos
Único país no mundo a ofertar açúcar no momento, o Brasil vem recebendo nas últimas semanas um "mar de navios" para embarcar o produto. São importadores da Rússia e de países asiáticos que aproveitam os preços 40% mais baixos que no início do ano para repor seus estoques, hoje em níveis críticos. No porto de Santos, o principal canal de saída da commodity, a fila chegava ontem a 46 embarcações e outras 12 estavam a caminho, segundo a consultoria Kingsman do Brasil. No porto de Paranaguá (PR), havia outros 28 navios.

Pela programação dos portos, os embarques de açúcar devem atingir 2,84 milhões de toneladas em julho, 75% mais que no mesmo período de 2009, quando atingiram o recorde de 1,6 milhão de toneladas.

A explosiva demanda desafiará novamente a restrição logística dos portos brasileiros. Até hoje, o máximo que se embarcou em um único mês em todos os terminais açucareiros do país foram 2,5 milhões de toneladas, segundo dados da JOB Consultoria e Planejamento. "Neste ano, o setor se esforça para chegar a 3 milhões de toneladas embarcadas por mês", diz Julio Maria Borges, diretor da JOB.

Com a fila de navios em Santos, o tempo de espera no porto, normalmente de 12 a 15 dias, está chegando a 30 dias, segundo Luiz Carlos dos Santos Júnior, diretor da Kingsman. O custo da
"demurrage" (multa para a sobreestadia de navios) deve recair sobre os bolsos das tradings de açúcar, que contratam os navios.

Os preços atuais do açúcar estão convidativos para os importadores. Nos primeiros dias de fevereiro, a libra-peso na bolsa de Nova York esteve acima de 28 centavos de dólar, recorde em quase três décadas. No entanto, as cotações elevadas levaram compradores a se retrair e a consumir estoques, e os preços chegaram a cair pela metade, atingindo em maio 14 centavos de dólar.

"Os estoques mundiais estão, no entanto, reduzidos a níveis críticos e por isso os mercados agora aproveitam os preços mais baixos para recompô-los", diz Plínio Nastari, presidente da Datagro.

Em 2009, o Brasil exportou 24,2 milhões de toneladas de açúcar ou US$ 8,3 bilhões. Em 2010, há potencial para exportar 3 milhões de toneladas a mais. (Pág. 1)

Foto legenda: No Porto de Santos, 46 navios aguardam o momento de atracar para receber carga de açúcar. A espera no porto já chega a 30 dias.
Novas fontes para o crédito imobiliário
Pelo menos R$ 100 bilhões adicionais aos recursos da poupança terão de ser captados pelos bancos em 2013 para dar conta da expansão do crédito imobiliário. A previsão da associação que representa o setor, a Abecip, é de que o dinheiro da caderneta, hoje em R$ 265 bilhões, só atenda à demanda até 2012. Em 2013, quando o saldo dos financiamentos deve chegar a R$ 400 bilhões, as instituições vão ter de se virar para levantar recursos extras, afirma o presidente da entidade, Luiz Antonio França. "A poupança não vai mais conseguir gerar novos financiamentos." É a partir daí que os instrumentos alternativos, como a securitização e os títulos de base imobiliária, ganharão relevância. Esse estoque hoje chega a R$ 47 bilhões, enquanto o crédito com recurso da caderneta soma R$ 111,5 bilhões (aquisição e incorporação). Ou seja, os ativos alternativos já equivalem a 40% do funding fornecido pela caderneta de poupança. (Págs. 1, Cl e C3)
Cinco mil cartórios estão irregulares
Mais de um terço dos 14.964 cartórios do país estão em situação irregular. Titulares de 5.561 cartórios - responsáveis pelo registro de imóveis, de notas e documentos - ocupam essas vagas sem ter realizado concurso público, como exige a Constituição Federal de 1998. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), responsável pelo levantamento, determinou que todas as serventias, como são chamados oficialmente, sejam "desocupadas" e assumidas por aprovados em concurso público. As provas deverão ser aplicadas pelos Tribunais de Justiça dos Estados.

A decisão do conselho deve extinguir os resquícios da hereditariedade dos cartórios no Brasil, passados de pai para filho desde o Império, e que ainda resistiam em alguns locais, mesmo com a previsão constitucional contrária. A lista era aguardada desde junho do ano passado, quando o CNJ, por meio de uma resolução, determinou a extinção dos cargos ocupados por notários e tabeliães não concursados. A discussão, porém, não deve ser encerrada. Espera-se uma enxurrada de ações no Supremo Tribunal Federal contra a decisão. (Págs. 1 e E1)
Controvérsia sobre linha do etanol no BNDES
A recém-criada linha do BNDES para financiar a formação de estoques nas empresas que produzem e vendem etanol criou controvérsia dentro do próprio banco. Três dias após publicar aviso definindo que o crédito se restringia às empresas de controle nacional, um novo aviso comunicou "a suspensão" do anterior, que excluiria grandes grupos estrangeiros ativos no setor. (Págs. 1 e B12)
Locação de máquinas atrai fundos de private equity
As perspectivas positivas para o segmento de locação de máquinas e equipamentos, graças a grandes projetos de infraestrutura e às obras para a Copa, colocaram as empresas de aluguel na mira de fundos de private equity. Ontem, a GG Investimentos, que tem como sócio o ex-ministro Antonio Kandir, oficializou um aporte de R$ 55 milhões na Geradora Aluguel de Máquinas, focada no aluguel de equipamentos para construção.

As empresas aproveitam o crescimento superior a 15% do segmento para se expandir. A Tracbel, companhia de origem mineira e hoje a principal distribuidora da divisão de construção pesada da Volvo, teve no primeiro semestre um aumento da receita de 110%. Já a Solaris, uma das maiores empresas do país na área de locação de máquinas, investiu, desde o início do ano, US$ 50 milhões na aquisição de compressores de ar, plataformas aéreas, equipamentos para movimentação de terra e manipuladores de carga. (Págs. 1, B1 e B7)
Civita vence a disputa pelo Anglo
A Abril Educação adquiriu 100% do Anglo, conhecido pelos seus sistemas de ensino e curso pré-vestibular, deixando para trás concorrentes como o grupo inglês Pearson e o espanhol Santillana. A compra foi feita pela família Civita e não pela Abril S.A. Em janeiro, a Abril Educação foi separada do grupo. O valor da transação não foi divulgado. (Págs. 1 e B4)
Com revés eleitoral do governo, Japão corre risco de nova paralisia parlamentar (Págs. 1 e A7)
 
Barings começa a buscar o investidor do Brasil, diz Harvey (Págs. 1 e D2)
 
Negociação com Europa
A cúpula Brasil-União Europeia, que se inicia amanhã, tratará, de forma reservada, das preocupações europeias quanto à Argentina, Honduras, Cuba e Venezuela. (Págs. 1 e A2)
Corrupção na China
Promotores americanos, autorizados pela Lei de Práticas de Corrupção no Exterior, têm ampliado as atividades na China, onde a tradição de presentear muitas vezes degenera em corrupção grave. (Págs. 1 e A7)
Tecnologia mais cara
Montar uma casa digital com os principais equipamentos ficou mais caro. No primeiro semestre, o consumidor teve que desembolsar 57,1% a mais. (Págs. 1 e B3)
Novos voos
A Anac divulgou dois acordos que vão ampliar a quantidade de voos internacionais a partir do Brasil. Quatro negociações foram realizadas com novos mercados. (Págs. 1 e B4)
Depois da greve
A Vale conseguiu uniformizar suas relações com os mineiros da Inco, no Canadá, compatibilizando-as com o tratamento dado a trabalhadores em outros locais, avalia o diretor Tito Martins. (Págs. 1 e B8)
Desaceleração em veículos?
A produção de veículos fechou a primeira metade do ano com crescimento de 19,1%. Daqui para a frente, porém, a tendência será a redução desse índice. (Págs. 1 e B8)
Cresce demanda por leite
Pesquisa global sobre consumo feita pela Tetra Pak revê para cima a estimativa de consumo mundial de produtos lácteos, que teria sido de 264 bilhões de litros em 2009, 1,8% a mais. (Págs. 1 e B12)
Reação das seguradoras
Lideranças da área de seguros vão levar esta semana a Brasília proposta que autoriza o uso de fundos garantidores do governo federal para assegurar projetos. (Págs. 1 e C8)
Em busca de transparência
As novas regras da CVM para regular a atividade dos analistas de valores mobiliários deverão trazer mais clareza para que o investidor consiga identificar os possíveis conflitos de interesse. (Págs. 1 e D1)
Balanços em alta
Com os dados da economia doméstica positivos, não há como esperar algo diferente para a temporada de balanços do segundo trimestre a não ser bons números. (Págs. 1 e D4)
Ideias
Antonio Delfim Netto

O próximo presidente da República vai navegar em mar muito mais difícil e menos grau de liberdade para manobrar. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Dani Rodrik

Conduzir a economia com base nos ditames da volúvel confiança de mercado é uma perda de tempo. (Págs. 1 e A9)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Voto para governador vai custar quatro vezes mais
Cálculo com base nos R$ 86 milhões que candidatos pretendem investir na campanha e no número total de eleitores mostra que concorrentes ao Palácio da Liberdade vão gastar R$ 6,01 por voto, 300% a mais que em 2006. A disputa polarizada deste ano entre Hélio Costa (PMDB) e Antonio Anastasia (PSDB) é apontada como fator para o aumento. Ontem, os dois fizeram campanha. O peemedebista esteve em Vespasiano. Já Anastasia foi à Savassi e depois caminhou por Venda Nova ao lado de Serra e Aécio. (Págs. 1, 3,4, 5 e 7)
Caso Bruno: Um crime que não quer calar
De um lado, o cerco da polícia se fecha. Do outro, o silêncio ensurdecedor. Com medo de que Bruno e os demais acusados de matar Eliza Samudio falem e se compliquem ainda mais, advogados de defesa têm orientado cada um deles a manter a boca fechada. Ontem, foi a vez do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, de 47 anos, conhecido como Neném ou Bola. Principal suspeito de esquartejar Eliza, ele não respondeu às perguntas dos delegados. Em novo depoimento, menor se contradiz e piora situação para Bruno. (Págs. 1 e 21 a 23)

Menor, peça-chave nas investigações, virá para BH

Ex-amante teria organizado festa no sítio em 2008
Natal gordo: TCE libera 13º para prefeitos e vereadores
Tribunal de Contas do Estado contraria posição do Ministério Público e aprova pagamento do benefício a políticos mineiros. Decisão final será do Supremo. (Págs. 1 e 9)
Direitos humanos: Libertados em Cuba chegam hoje à Espanha
Primeiros 11 ex-prisioneiros cubanos desembarcam em Madri e mais três dissidentes são libertados pelo governo. Até agora, 20 foram soltos. (Págs. 1 e 19)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Recomeça a guerra de Náutico e Sport
Série B volta após quase 40 dias. Náutico recebe o ASA-AL e quer seguir entre os líderes. Sport joga contra o Ipatinga, em Minas, e tenta manter embalo de antes da Copa. Atraso nas obras do Brasil preocupa Fifa. Na Espanha, festa para os campeões. (Pág. 1)
Escolas técnicas abrem 3.094 vagas
Inscrições para 26 cursos ficarão abertas até o próximo dia 30. Interessados devem se cadastrar pela internet e aulas começam em agosto. (Pág. 1)
Crianças serão vacinadas outra vez (Pág. 1)
Enxurrada da Mata Sul levou cartões de controle e os pequenos terão que ser imunizados novamente. Banco de dados eletrônico só será implantado em agosto. Trabalhadores atingidos começaram a sacar o FGTS em Barreiros. (Pág. 1)
Suspeitos da morte da ex-amante de Bruno em silêncio (Pág. 1)
 
Cuba liberta (Pág. 1)
 
Avião na França (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Brasil negocia com Europa menos restrições à carne
Em Bruxelas, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, vê disposição dos europeus de reduzir as barreiras que fizeram despencar exportações para o continente. (Págs. 1 e 16)
Pedágios: União estuda retomar estradas no RS
Após 11 meses de embate com o governo Yeda, ministério analisa reassumir rodovias. (Págs. 1 e 27)
Eleições pelo país: Governo do RS é o mais concorrido
Até ontem à noite, 164 políticos haviam registrado candidatura ao Executivo dos Estados e do DF. (Págs. 1 e 8)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.