- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 202

 

 
 
Edição nº 202, de 18 de julho  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
18 de julho de 2010
O Globo
 
Manchete- Cem milhões de brasileiros vivem com dinheiro público
Estudo mostra que, em 2009, esse gasto chegou a R$ 570 bilhões

Cerca de cem milhões de brasileiros, ou metade da população do país, dependem hoje de recursos repassados pelo governo federal e obtidos com a arrecadação de impostos. São servidores públicos, pensionistas e pessoas beneficiadas pelo seguro-desemprego, pela Lei Orgânica da Assistência Social e pelo Bolsa Família, entre outros programas sociais, segundo estudo do economista Raul Velloso, especialista em contas públicas. O Cálculo inclui não só os 48,8 milhões que recebem esse dinheiro, mas suas famílias, levando-se em conta um núcleo familiar básico de duas pessoas, revela Gilberto Scofield Jr. No Orçamento de 2009, essas despesas consumiram R$ 570 bilhões, ou 77% dos gastos não financeiros do governo. Especialistas divergem sobre o impacto dessas políticas públicas e da recomposição salarial no processo eleitoral, embora admitam que elas possam influenciar o voto. (Págs 1 e 3)

Foto-legenda: Arco metropolitano em marcha lenta
Trecho do arco metropolitano do Rio, em Nova Iguaçu, ainda longe de ser concluído, apesar da previsão de que a obra, que integra o PAC e é uma parceria dos governos federal e estadual, fosse entregue este ano. Dos 70 quilômetros a cargo do estado, só 15% foram feitos. (Págs 1 e 12)

Rio: verba era desviada para ONGS fantasmas
A Polícia Federal do Rio descobriu um esquema ilegal que desviava dinheiro de precatórios do governo federal para ONGs fantasmas ou de fachada. Um dos acusados afirmou à polícia que o esquema havia sido montado por um suposto assessor do presidente da Assembléia Legislativa, Jorge Picciani, que negou qualquer envolvimento com a fraude. (Págs 1 e 18)

Internet não reduz tarifas de bancos
Embora a maior parte das operações bancárias no país já seja pela internet, com custo de até 1% em relação ao das agências, algumas tarifas aumentaram. Nos últimos dois anos, pacotes bancários subiram até 65%, revela pesquisa do Idec. (Págs 1 e 29)

Médicos apóiam fim das palmadas
Psicólogos e pediatras defendem projeto de lei que proíbe qualquer tipo de castigo físico em crianças, e dizem que palmadas ou beliscões atrapalham o desenvolvimento mental, acabam com a autoestima e não servem como medida para educar os filhos. (Págs 1 e 39)
Capobianco
O neto de cafeicultor e filho de empreiteiro que é braço direito de Marina Silva. (Págs 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete- Dobra número de motos no país
Em cinco anos, frota cresce 105%, revela mapeamento; há mais motocicletas do que carros em 46% das cidades

Mapeamento feito a partir de dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) mostra que a frota de motocicletas no Brasil registrou um crescimento de 105% nos últimos cinco anos, relatam Alencar Izidoro e Eduardo Geraque.
Além disso, em 46% das cidades brasileiras as motocicletas superaram os carros; o índice era de 26% no início da década. Embora esse domínio se concentre em municípios pequenos e médios, duas capitais, Boa Vista (RR) e Rio Branco (AC), já têm mais motos que carros.
No país, devido às grandes capitais, ainda há mais carros (35,4 milhões) do que motos (15,3 milhões); a frota de veículos de quatro rodas cresceu 40% em cinco anos.
O preço baixo é a principal razão do avanço das motos, que também foi estimulado por medidas como corte de impostos e legalização dos serviços de mototáxis.
Para especialistas, porém, as motos poluem mais e são mais vulneráveis – o total de motociclistas mortos no país saltou de 725 em 1996 para estimativas acima de 8.000 em 2009. (Págs 1 e C1)
Fortuna de 20 candidatos pode pagar 12 eleições
Os 20 candidatos mais ricos do país têm fortuna de R$ 4,1 bilhões, 12 vezes o gasto de candidatos à Presidência nas eleições de 2006.
Guilherme Leal, um dos controladores da Natura e candidato a vice na chapa de Marina silva (PV), lidera a lista, com um patrimônio de R$ 1,2 bilhão. (Págs 1 e A12)

Telefônica retira sua oferta para comprar Vivo. (Págs 1 e B7)
 
Voto corajoso na ONU faz do Brasil referência global
Com seu voto corajoso contra sanções ao Irã, o Brasil se torna referência na nova ordem mundial. (Págs 1 e A3)

Editorial
Leia “Liberar ou não”, que discute a legalização das drogas; e “Segurança no pré-sal”, acerca da prevenção de acidentes na exploração do petróleo. (Pág A2)

------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete - Pais, filhos e irmãos reforçam safra de suplentes ao Senado
Candidatos escolhem parentes que, sem nenhum voto, podem acabar substituindo os parlamentares

Pais, filhos, irmãos e cônjuges, além de milionários financiadores de campanha, engrossam a safra dos suplentes de candidatos ao Senado deste ano. A lei faculta ao candidato indicar dois suplentes, que, em caso de morte ou renúncia do titular, assumem todos os benefícios do cargo, apesar de não terem sido votados. O ex-governador Eduardo Braga (PMDB-AM), por exemplo, escolheu a mulher, Sandra. O ex-governador Marcelo Miranda (PMDB-TO) indicou o pai, Brito Miranda. O senador Mão Santa (PSC-PI) trocou a atual suplente, sua mulher, Adalgisa, pela filha Cassandra. O senador Gilvam Borges (PMDB-AP) trocou o irmão Geovani por outro irmão, Geová. (Págs 1 e A4)

Mudança engavetada
Uma emenda que veta a indicação de parentes para suplência está parada desde 2008. (Págs 1 e A4)
Incêndios em reservas crescem 124%
A Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins já perdeu uma área equivalente a São Bernardo do Campo em queimadas neste ano. Desde janeiro, foram 4.045 focos de incêndio em áreas protegidas, uma alta de 124,3% na comparação com igual período de 2009, mostra o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. No Brasil todo, o aumento foi de 28% (passou de 9.279 focos em 2009 para 11.918 em 2010). (Pág. A20)

Guerra fiscal vira subsídio a importados
Os Estados de Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, Pernambuco, Goiás e Alagoas estão oferecendo benefícios fiscais que incentivam as importações. A ideia é elevar a arrecadação e desenvolver portos locais, mas serve como subsídio aos importados. No primeiro semestre, as importações de Santa Catarina Pernambuco e Goiás cresceram 70% ante igual período de 2009. A média no País foi de 45%. (Págs B1, B4 e Economia)

Vice de Marina ganha influência na campanha. (Págs A10 e Nacional)
 
Presidente do BNDES nega descontrole fiscal. (Págs B6 e Economia)
 
Dora Kramer - Dois pesos, uma medida
É notável a facilidade com que se carimba de “golpista” quem invoca a lei e a dificuldade para reconhecer o imperativo da legalidade. (Pág. A6)

De Brasília para o mundo
Lula dá cada vez mais sinais de que a perspectiva de apear do poder o deixa angustiado. (Pág A3)

------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete -Mutirão libertou 4 mil das prisões
Os mutirões carcerários promovidos pelo Conselho Nacional de Justiça tiraram das penitenciárias de oito estados e do DF mais de 4 mil presos só no primeiro semestre. Cerca de 45 mil processos de presos provisórias e condenados - muitos com penas vencidas – foram revistos. Com isso, foram concedidos mais de 8 mil benefícios incluindo progressão de penas, visitas periódicas ao lar e trabalho externo. (pág 1 e A4)
Por um triz, outra tragédia
A quase colisão entre um A320 e um Bandeirantes, na aproximação de Congonhas, há quinze dias, foi um incidente gravíssimo. Segundo pilotos, o comandante da TAM evitou o choque por 15 segundos. (Pág. 1 e A6)

Benefícios indiretos da Copa. (Págs E4 e E5 e Economia)
 
Um Brasil que desmata menos. (Págs A22, Vida, Saúde & Ciência)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete - Votos do entorno elegem 5 distritais
120 mil eleitores moram em municípios goianos, mas votam no Distrito Federal. Esse contingente pode ser decisivo na disputa para o Executivo e o Legislativo brasilienses.

Ausente das pesquisas de opiniões, o eleitorado disperso por pelo menos oito cidades de Goiás é formado por pessoas carentes de serviços básicos – como saúde, segurança e educação – e que apostam nas políticas públicas do GDF. Esse contingente já representa 7% dos votantes que vão definir o novo governador do Distrito Federal e os deputados integrantes da Câmara Legislativa. Pesquisas usadas na campanha de Joaquim Roriz indicam o candidato como favorito na região, da qual fazem parte cidades como Formosa, Luziânia, Cidade Ocidental e Novo Gama. (Págs 1, 25 e 25)

Presidente do TSE aposta no Ficha Limpa. (Págs 6 e 7)
 
O patrimônio de Brasília aos 50 anos
Muito a fazer até 2014

Infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014 tem de estar pronta em janeiro de 2013, mas no DF as obras mal começaram. A demolição do Estádio Mané Garrincha iniciou em maio. No entanto, desde junho a construção aguarda a retomada definitiva dos trabalhos. (Págs 1, 12 e 13)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Pernambuco importa mão de obra (Pág. 1)
 
Mulheres pouco empolgadas para a disputa parlamentar (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Veja
 
Mas nem uma palmadinha?
Vai ser lei, mas a educação e a felicidade deles ainda dependem do pulso dos pais. (Pág. 87)

Lula e as Leis
As conseqüências do mau exemplo de um presidente em conflito com a legalidade. (Pág. 66)
------------------------------------------------------------------------------------
Época
 
Manchete - A riqueza dos políticos
Quem mais enriqueceu durante o último mandato

Os candidatos com as maiores fortunas

Por que tantos dizem guardar dinheiro embaixo do colchão. (Pág. 36)

Educação
Quatro idéias para o próximo governo. (Pág. 1)

------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ
 
-Manchete - O reinado do filho único
O Brasil já é um país de crianças sem irmãos. Especialistas explicam que isso pode ser bom e ensinam como criá-las sem que sejam solitárias, egoístas e mimadas. (Pág. 1)
Escândalo
Como dados sigilosos da Receita Federal foram parar na campanha política. (Pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro
 
Manchete - A era do pleno emprego
Em apenas seis meses de 2010, o Brasil criou 1,5 milhão de vagas e derrubou o desemprego ao menor índice da história – uma situação inédita que reduziu a pobreza pela metade e abre grandes oportunidades na economia. O que isso significa para sua empresa. (Pág. 1)

Pedágio: Um setor sob ataque nas eleições. (Pág. 1)
 
Encol: O dono fala da maior falência imobiliária do país. (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
CartaCapital
 
E quem vigia Teixeira?
Com o apoio da Fifa, o presidente da CBF age como um imperador: impõe normas, desafia autoridades públicas e só presta contas a ele mesmo.

Quem vai impor limites?

Os interesses da Fifa e de Ricardo Teixeira não são necessariamente os mesmos do país (Pág. 24)
Capitalismo nativo: a Oi está longe de ser uma "supertele"
Cadê a supertele?

Dois anos após o anúncio da fusão entre a Oi e a Brasil Telecom, a empresa perde valor na bolsa e não acompanha o ritmo das concorrentes (Pág. 40)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Chuva gelada
Umidade e frio compõem fim de semana no Estado

Temporal e vento forte a partir deste domingo

Veranistas do frio

Como ocorre no verão com a corrida às praias, o lazer serrano se tornou tradição (Págs. 1, 18 a 22)
Radiografia revela a agonia dos aeroportos
Levantamento do ZH dimensiona a saturação no Salgado Filho e em terminais das outras sedes da Copa (Págs. 1 e Dinheiro)
Ensino privado gaúcho estaciona
Ranking nacional evidencia a estagnação nas escolas particulares. (Págs. 1, 26 e 28)
Colapso nas prisões
Déficit nas cadeias triplica em 5 anos

População de presos no RS explode, enquanto criação de vagas avança a ritmo lento. Págs. 1, 28 e 29)
------------------------------------------------------------------------------------
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.