- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 223

 

 
 
Edição nº 223, de 10 de agosto  de 2010
 
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
10 de agosto de 2010
O Globo
 
Manchete: Eleições 2010: Após 7 anos, Dilma diz que país cresce pouco por culpa de FH
Candidata do PT à Presidência cita Lula oito vezes em doze minutos

Após sete anos e meio de governo Lula, a candidata do PT, Dilma Rousseff, culpou o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pelo baixo crescimento econômico do país. Em 12 minutos de entrevista ao "Jornal Nacional", confrontada com o crescimento de outros países, como Bolívia e China, disse que a situação foi mais difícil no Brasil, por causa da crise da dívida e do governo do antecessor. Ela citou oito vezes o presidente Lula. Apesar de suar muito, demonstrando seu nervosismo, e de cometer algumas gafes, como localizar a Baixada Santista no Rio de Janeiro, Dilma teve bom desempenho em sua primeira grande entrevista na campanha eleitoral. (Págs. 1, 3, Merval Pereira, Luiz Garcia e Marco Antonio Villa)

Foto legenda: Os apresentadores do JN e Dilma Rousseff: candidata teve bom desempenho, apesar do nervosismo e de uma gafe sobre o Rio
Plataforma da Petrobras é investigada
Depois de explosão na P-33, estatal obtém liminar para manter equipamentos ligados apesar do risco de novos acidentes

A Agência Nacional do Petróleo vai inspecionar a plataforma P-33, da Petrobras, na Bacia de Campos, que sofreu explosão dia 14. Relatório de fiscais do Ministério do Trabalho e denúncias do Sindicato dos Petroleiros apontam falhas na P-33. Os fiscais pediram a interdição de equipamentos, mas a estatal obteve liminar e os aparelhos continuam funcionando, apesar do risco de novos acidentes. A P-33 tem capacidade para 63 mil barris de petróleo/dia, mas está produzindo só 20 mil. (Págs. 1 e 23)

Foto legenda: Partículas de óleo aparecem na Praia das Dunas em Cabo Frio: limpeza irregular em tanque de navio pode ter poluído a Região dos Lagos

Óleo pode ser de navio

A Capitania dos Portos do Rio investiga a possibilidade de o óleo que atingiu as praias da Região dos Lagos no fim de semana ter saído de algum. navio, possivelmente devido a limpeza irregular de tanques. Um instituto de pesquisas da Marinha vai determinar, ainda nesta semana, o tipo desse óleo. A multa poderá chegar a R$ 50 milhões. (Págs. 1 e 22)
Enchentes submergem o Paquistão
A ONU disse ontem que as inundações que já afetam 14 milhões de pessoas no Paquistão são uma catástrofe maior que a tsunami de 2004 na Ásia e os terremotos da Cachemira e do Haiti juntos. (Págs. 1 e 30)
Desmatamento na Amazônia cai 49%
Entre agosto de 2009 e junho de 2010, o desmatamento na Amazônia caiu 49%. O governo alerta agora para o desmatamento em pequenas propriedades, que respondem por 66% do problema. (Págs. 1 e 16)
Lei da sacola plástica começa a ter multas hoje (Págs. 1 e 20)
 
Meninas estão desenvolvendo seios aos 7 anos, diz estudo (Págs. 1 e 32)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Para ANP, governo deve ficar ´mais dono´ da Petrobras
Diretor-geral da agência defende que fatia estatal seja ampliada de 32% para mais de 40% na capitalização

A capitalização da Petrobras traz a chance de o governo sair "mais dono" da empresa. O diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Haroldo Lima, espera que a participação estatal aumente dos atuais 320/0 para "40% e tanto".

Lima, que é filiado ao PC do B, defende também, em entrevista a Valdo Cruz, que o preço do barril das reservas do pré-sal que a União cederá à Petrobras seja o "mais alto possível"; Especialistas apontam valor entre US$ 5 e US$ 6.

Para Lima, esse número é baixo. A consultoria contratada para avaliar o preço dos 5 bilhões de barris prometeu entregar o laudo no fim deste mês. Lima admite que a eleição é um "complicador" para a capitalização, em setembro. (Págs. 1, B1 e B4)
Cheias na Ásia deixam mais desabrigados que tsunami
Com 13,8 milhões de pessoas prejudicadas e 1.500 mortos, as enchentes no Paquistão deixaram mais desabrigados que a soma do tsunami de 2004, do terremoto na Caxemira em 2005 e do tremor no Haiti neste ano, de acordo com a ONU.

Chuvas também causaram destruição na China. Soterramento em Zhouqu matou 337 pessoas. (Págs. 1 e A14)

Foto legenda: Vítimas das cheias em Pannu Aqil, na Província paquistanesa de Sindh, aguardam entrega de provisões pelo Exército; número de mortos chegou a 1.500

Foto legenda: Deslizamento de lama em Zhouqu, no centro-norte da China
Presidente 40: Eleições 2010: Dilma defende alianças de seu partido com Sarney e Collor
A candidata Dilma Rousseff disse ter experiência suficiente para governar e defendeu, em entrevista ao "Jornal Nacional", da Rede Globo, as alianças do PT com políticos como os ex-presidentes José Sarney e Fernando Collor. (Págs. 1 e A4)

Análise: Posta contra a parede, Dilma recorreu às tergiversações, escreve Josias de Souza (Págs. 1 e A4)
Liquidez eleitoral
Uma brincadeira de investidores transformou os candidatos em
"produtos financeiros". Na Bovap (Bolsa de Valores Políticos), os
"negociadores" compram e vendem "ações" dos políticos, cujos preços variam de acordo com fatos e humores da campanha. (Págs. 1 e A10)

Marcos Nobre
O dar de ombros da política atual é generalizado (Págs. 1 e A2)

A seu pedido, Marcos Nobre interrompe sua coluna a partir de hoje.
Uso recorde de térmica deve elevar conta de luz
A baixa nos reservatórios das hidrelétricas levou à geração recorde diária de energia gerada por meio de termoelétricas no sábado, com 6.118 MW (megawatts).

Quanto mais essas usinas são acionadas para suprir a demanda energética do país, maior é o reajuste anual na tarifa paga pelos consumidores. (Págs. 1 e B9)
Boa Notícia: Desmate será um dos menores da história em 2010
O desmate na Amazônia em 2010, pelo segundo ano seguido, deve ser um dos menores da história. O governo prevê queda recorde. Segundo ONG, haverá alta discreta ante 2009, até agora o melhor ano. (Págs. 1 e A16)
Juiz da Infância dá o veredito e interna menor primo de Bruno (Págs. 1 e C7)
 
Editoriais
Leia "Impasse ambiental", sobre o governo e o novo Código Florestal; e "Eleitor infantilizado", acerca das normas que regulam o processo eleitoral. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Petrobras quer reduzir fatia nacional no pré-sal
Indústria do País não teria como atender à demanda da estatal, que precisa fazer caixa; ANP protesta

A Petrobras defende redução de 65% para 35% na média de contratação de equipamentos nacionais para a exploração das reservas que serão repassadas pela União à estatal, em sua capitalização. Embora seja o principal instrumento do governo para fortalecer a indústria nacional de fornecedores, a Petrobras precisa fazer caixa rapidamente para investir no pré-sal. "É inadmissível", reagiu Haroldo Lima, diretor da Agência Nacional do Petróleo (ANP). "Toda a questão do governo Lula está fundamentada nesse aumento do porcentual do conteúdo nacional. Como é que isso mudaria dessa maneira?" Lima concorda, porém, que a indústria nacional não tem condições de atender à demanda da Petrobras num prazo tão curto. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Haroldo Lima
Diretor-geral da ANP

"Na média da participação da indústria nacional (na exploração de reservas) não se mexe"
Governo alerta sobre entrada no País do vírus 4 da dengue
O Ministério da Saúde alertou as secretarias estaduais sobre fortes evidências do retorno ao Brasil do vírus DEN-4 da dengue, o que traz risco de casos graves da doença. Amostras positivas foram colhidas de quatro pacientes de Boa Vista (RR). Também a OMS foi notificada sobre a suspeita do governo. Há 28 anos o País não registra a presença do agente infeccioso e a maioria da população nunca teve contato com esse sorotipo. (Págs. 1 e Vida A20)
Marina e Dilma já arrecadam online
As candidatas à Presidência Marina Silva (PV) e Dilma Rousseff (PT) começaram a arrecadar contribuições online de pessoas físicas. Para Marina, é uma maneira de romper o "velho sistema" em que as doações são "um grande mistério". Já o tucano José Serra não pretende usar esse modelo. (Págs. 1 e Nacional A4)
Foto legenda: Moscou derrete
Turistas enfrentam calor próximo dos 40 graus na capital russa, o mais intenso em mil anos, usando máscaras para evitar a fumaça dos incêndios; a média diária de mortes na cidade dobrou, subindo para 700. (Págs. 1 e Internacional A18)
BB se une ao Bradesco para atuar na África
Banco do Brasil, Bradesco e Banco Espírito Santo, de Portugal, acertaram parceria para atuar na África. A associação atende a pedido do presidente Lula, que defende a internacionalização do BB. (Págs. 1 e Economia B13)
Presidente da Colômbia recebe Chávez hoje (Págs. 1 e Internacional A16)
 
Diplomata diz que Irã vai enforcar condenada (Págs. 1 e Internacional A17)
 
Dora Kramer: Agenda Interditada
De modo geral, os candidatos, por alguma razão, resolveram não incluir na agenda eleitoral a tão falada corrupção, que rendeu tantas CPIs. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações: Incompetência gerencial
Lula deixará R$ 90 bilhões a pagar por incapacidade de investir verbas autorizadas no Orçamento. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Até nas eleições cartões têm lucro
Operadora pode abrir mão da taxa como doação

As doações de campanha pela internet por pessoas físicas já estão a pleno vapor na corrida ao Planalto. A primeira a aderir foi Marina Silva (PV). No site da candidata do PT, Dilma Rousseff, a primeira doação foi da primeira-dama, dona Marisa Letícia. As operadoras de cartões vão lucrar com as taxas, e também podem fazê-lo abrindo mão delas como doação para um candidato. (Págs. 1 e País A2)
Foto legenda: Mãos aos céus por ajuda
Paquistaneses buscam mantimentos jogados de helicóptero. Mais de 13 milhões de pessoas sofrem os efeitos das fortes chuvas no país. (Págs. 1 e Internacional A14)
Na África, a nova aposta dos bancos
O cenário favorável é um estímulo para que bancos brasileiros expandam sua atuação para o exterior, disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante assinatura de parceria entre BB, Bradesco e o português Banco Espírito Santo, para atuação na África. (Págs. 1 e Economia A12)
Talibã executa viúva grávida
Insurgentes do talibã açoitaram publicamente e mataram com tiros na cabeça uma viúva grávida no Afeganistão. Bibi Sanubar, 35 anos, teria cometido adultério numa província rural no oeste do país. (Págs. 1 e Internacional A14)
Desmate menor na Amazônia
A um mês da divulgação oficial do desmatamento no país, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) confirma a queda de 49% na ação das motosserras na Amazônia, em comparação com o ano passado. (Págs. 1 e Vida, Saúde & Ciência A15)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Gastança milionária para ser distrital
Candidatos a uma vaga na Câmara Legislativa torraram R$ 2,2 milhões somente em julho — 56% de todas as despesas de campanha encaminhadas à Justiça Eleitoral. Eliana Pedrosa (DEM) e Cristiano Araújo (PTB) estão entre os cinco políticos que mais despejaram recursos, à frente de candidatos como Agnelo Queiroz e todos os concorrentes a senador. Celina Leão, ex-chefe de gabinete de Jaqueline Roriz, é recordista de arrecadação rumo ao Legislativo e só perde para o ex-governador condenado pelo TRE. (Págs. 1 e 25)
Foto legenda: Presos na inocência
O sistema carcerário no Brasil se vê diante de mais um dilema: por quanto tempo um bebê que nasceu no presídio pode ficar com a mãe que cumpre pena? Especialistas divergem em relação ao tema e as mães que precisam se separar das crianças lamentam: “Queria que meu filho ficasse comigo até o último dia de cadeia”, diz Luana. (Págs. 1, 8 e 9)
Violência: Criança de 11 anos é baleada nas costas por PM
O menino está em estado grave. Segundo testemunhas, ele conversava com dois amigos na Fercal, no domingo à noite, e correu ao ser abordado por uma patrulha. O policial militar que atirou foi afastado das ruas. (Págs. 1 e 32)
Drogas: Acusados de tráfico vendiam LSD para Asa Norte
Na maior apreensão de drogas do DF, um casal foi detido com mais de 2 mil microsselos de LSD, 200 comprimidos e quantidades de haxixe e cocaína. Eles atuavam na Asa Norte e frequentavam festas rave. (Págs. 1 e 31)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Quatro grandes auditorias detêm 99% da receita total
O mercado de auditoria de grandes empresas no Brasil é mais concentrado do que sugerem os dados disponíveis até o ano passado. Levantamento feito pelo Valor com as 200 maiores empresas abertas por ativos mostra que as quatro grandes do setor - PricewaterhouseCoopers, Deloitte, Ernst & Young e KPMG - tinham 81% dos clientes e receberam 96% do total gasto pelas empresas com serviços de auditoria em 2009, no valor de R$ 382 milhões.

Com a compra da Terco pela Ernst & Young, anunciada na semana passada, a concentração deve aumentar ainda mais. Sobe para 88% no total dos 200 clientes e atinge 99% do faturamento total obtido com eles. Apesar de ter 10% dos clientes dessa amostra, a BDO, quinta firma do mercado, fica com apenas 1% da receita. (Págs. 1, D1 e D4)
País importa mais derivados de petróleo
Pela primeira vez, pelo menos desde 2000, o Brasil está gastando mais com a importação de derivados de petróleo do que com a compra do óleo bruto. No primeiro semestre, o país gastou US$ 6,1 bilhões com a importação de nafta petroquímica, óleo diesel, gás liquefeito e gasolina, entre outros derivados, valor 17% superior aos US$ 5,2 bilhões dispendidos com petróleo. O aumento das compras de derivados decorre do aumento da demanda interna e da incapacidade de fornecimento local de alguns combustíveis.

O crescimento das compras externas de derivados dilui, em parte, o superávit expressivo que o país já acumula no comércio exclusivo de petróleo. De janeiro a junho, o país exportou US$ 8 bilhões em óleos brutos, valor 54% maior que a importação do mesmo bem. (Págs. 1 e A3)
Submarinos terão partes nacionalizadas
Indústrias brasileiras que produzem máquinas e equipamentos, motores, sistemas de propulsão elétrica e outros bens vão participar do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), acertado em 2008 entre Brasil e França, orçado em € 6,7 bilhões. A nacionalização de partes e peças das embarcações está prevista em contrato, assim como a exigência de transferência de tecnologia da França para o Brasil. Um exemplo de parceria nessa área é o da Saturnia Sistemas de Energia, que assinou acordo com o governo francês para produzir as baterias dos submarinos para a Marinha brasileira. (Págs. 1 e B1)
Foto legenda: Dois bancos, duas estratégias
Lazaro Brandão, do Bradesco, durante o anúncio de parceria com Banco do Brasil e Caixa no cartão Elo: banco também criou holding para atuar na África junto com o BB e o Banco Espírito Santo, seguindo estratégia diferente da do rival Itaú, que busca internacionalização sozinho. (Págs. 1 e C1)
Um boom na construção de hospitais privados
São Paulo e Rio, os maiores mercados para o setor de saúde no país, vivem uma corrida de investimentos para construção de hospitais privados. Nos próximos anos, cinco empreendimentos de grande porte e alta complexidade, com dois mil leitos, serão construídos no Rio, com investimentos estimados em cerca de R$ 500 milhões. Em São Paulo, os recursos ultrapassam os R$ 2 bilhões, sendo a maior parte para levantar unidades de oncologia, cardiologia, neurologia, ortopedia e hospitais-dia, onde o paciente é atendido e vai para casa no mesmo dia.

A expansão deve-se, em parte, ao fato de a população estar envelhecendo e de haver aumento no número de pessoas com planos de saúde. (Págs. 1 e B4)
Armazém Paraíba pinta o sucesso
Os políticos da cidade pernambucana de Itambé, assim como de outros municípios do Nordeste, estão tendo que disputar espaço com a rede Armazém Paraíba para divulgar seus nomes. Muros, fachadas de casas e de pequenas empresas e até barracas de ambulantes foram pintados de vermelho e amarelo com a logomarca do grupo varejista, comandado pela família Claudino, bastante influente no Piauí. Em quase todos os casos, a pintura acompanha a mensagem: "Fiado só no Armazém Paraíba".

Essa é uma estratégia do Armazém Paraíba para divulgar rapidamente seu nome nas cidades onde se instala pela primeira vez. Candidata ao posto de maior rede varejista do Nordeste, a empresa foi fundada em 1958 no município de Bacabal, no Maranhão. A rede conta hoje com 369 pontos de venda, quase todos na região. Apesar do nome, não existem unidades na Paraíba. As lojas estão espalhadas por Bahia, Pernambuco, Ceará, Tocantins, Piauí e Maranhão, os dois últimos com uma concentração maior de pontos. (Págs. 1 e B4)
Empresas brasileiras têm operações de captação de US$ 5 bi em andamento (Págs. 1 e C8)
 
Fed deve revisar para baixo expectativa de expansão dos EUA (Págs. 1 e A13)
 
Transporte ferroviário
Novo marco regulatório do setor ferroviário permitirá ao governo, por meio da estatal Valec, negociar o direito de uso da malha não utilizada pelos atuais concessionários. (Págs. 1 e A2)
Atraso histórico
O governo federal acredita que pode concluir até o fim de 2012 quatro rodovias da Região Norte do país que tiveram obras iniciadas nas décadas de 60 e 70. (Págs. 1 e A16)
MRV vai investir galpões
A MRV, maior construtora de casas populares do país, vai entrar no segmento de imóveis industriais e comerciais por meio da MRV LOG. A abertura de capital da subsidiária é uma das possibilidades. (Págs. 1 e B10)
Produção local
Empresas químicas e petroquímicas instaladas no Brasil voltam a estudar a fabricação de ácido acrílico no país. O insumo, 100% importado, destina-se à produção de tintas e fraldas descartáveis. (Págs. 1 e B10)
Pescadores de SC em greve
Cerca de 1,2 mil pescadores de Santa Catarina estão em greve há mais de uma semana para forçar a indústria a elevar o preço pago pela sardinha. As importações do pescado em conserva dispararam neste ano. (Págs. 1 e B13)
Itaú na Suíça
O Itaú Unibanco está perto de obter a licença do governo suíço para se instalar no país, onde irá atuar no segmento de gestão de fortunas. (Págs. 1 e C5)
Economia aquecida
Crescimento das vendas no primeiro semestre leva a Randon, fabricante de implementos rodoviários, ferroviários e autopeças, a projetar receita recorde de R$ 3,4 bilhões para este ano. (Págs. 1 e D11)
Ideias
Antonio Delfim Netto

Se Obama não reconstruir a confiança do setor real da economia, não há esforço público que restabeleça o nível de emprego. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Yoshiaki Nakano

A redução lenta e gradual das dívidas parece ser a saída que será adotada nos EUA e Europa e poderá levar mais de uma década. (Págs. 1 e A15)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Caso bruno: Foi assassinato
Juiz considera haver provas suficientes de que Eliza foi sequestrada, torturada e morta com requintes de crueldade e pune adolescente de 17 anos como máximo rigor permitido pela lei. Decisão contraria tese de que não há crime sem corpo e abre caminho para que Bruno seja julgado por homicídio, mesmo sem restos mortais da ex-namorada terem sido encontrados. (Págs. 1 e 25)
Um novo retrato de Minas
Pesquisa inédita revela que 78,5% dos mineiros dizem não praticar exercícios físicos e que um quinto da população acima de 15 anos é analfabeta. Radiografia expõe desigualdades. (Págs. 1, 23 e 24)
Shoppings vão abrir 8,5 mil vagas
Estabelecimentos de Belo Horizonte começam a receber currículos para contratar, a partir de setembro, temporários de fim de ano. No país, o total de empregos deve chegar a 140 mil. (Págs. 1 e 15)
Eleições: Dilma planeja ter assessores estratégicos
Inspirada nos EUA, campanha petista estuda reformular a Presidência para criar cargos em áreas como segurança e economia. Candidata faz comício hoje em BH acompanhada do presidente Lula. (Págs. 1 e 3)
Serra culpa o sotaque e foge de perguntas
Candidato tucano escapa de perguntas em Minas, Goiás e Pernambuco, alegando não compreender a pronúncia local. “Essa fala mineira de vocês, eu não entendo”, disse em BH, na última semana. (Págs. 1 e 7)
Caos no ar: Estudo mostra riscos de um novo apagão aéreo no Brasil. (Págs. 1 e 12)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Samu ganha reforço
Corpo de Bombeiros formou, ontem, 414 soldados. O grupo, equipado com 20 ambulâncias, 10 motos e um helicóptero vai complementar o serviço do Samu no atendimento pré-hospitalar das vítimas de crimes violentos e acidentes. (Pág. 1)
Menos burocracia no socorro às vítimas da chuva
BNDES promete mudar sistemática dos bancos e reduzir o tempo de liberação de empréstimos para quem precisa reerguer seus negócios na Mata Sul. (Pág. 1)
Enem bate recorde com 4,6 milhões de estudantes inscritos (Pág. 1)
 
Outro marinheiro da explosão em barco morre no hospital (Pág. 1)
 
Caso Bruno (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Polícia devassa Câmaras de vereadores turistas
Documentos e diplomas foram recolhidos em três municípios citados por reportagem que revelou uso de dinheiro público em cursos de fachada.

Eleitor reelegeu políticos flagrados em 2006 (Págs. 1, 4 a 6, Rosane de Oliveira (10) e editorial (18))
Efeito pesquisa: PDT tenta ligar Fogaça a Dilma
Trabalhistas não querem que Tarso seja o único nome ligado à candidata de Lula no RS. (Págs. 1 e 8)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.