- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 225

 

 
 
Edição nº 225, de 12 de agosto  de 2010
 
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
12 de agosto de 2010
O Globo
 
Manchete: Petrobras: plataforma que sofreu explosão vai parar
Ministério do Trabalho aponta 11 situações de perigo na P-33

Após dois dias de denúncias, a Petrobras informou ontem que interromperá; em outubro, as operações, na Bacia de Campos, da plataforma P-33, que sofreu explosão no último dia 14. A parada, para reparos, seria em julho, mas não aconteceu, segundo o auditor fiscal do trabalho José Roberto Aragão. Ontem, O GLOBO divulgou fotos da plataforma com pontos de risco e equipamentos enferrujados. Este ano, já houve nove acidentes de trabalho na P-33. Fiscais do Ministério do Trabalho encontraram 11 situações de perigo e cinco autos de infração foram lavrados. Petroleiros da P-33 relataram que há até tubulações remendadas com massa epóxi. A Marinha divulgou um inicio de incêndio, debelado, na P-35. (Págs. 1, 27 e 28 e editorial "Monopólio amplia riscos na Petrobras")

“Há muitos vazamentos nas tubulações, e grades de proteção deterioradas. Sem bote de resgate, se alguém cair no mar, só há o barco de apoio, a uma (...) de distância, para socorrer o operador”
De um petroleiro desembarcado ontem da P-33 que pede para manter o nome em sigilo
Eleições 2010: Serra poupa Lula, mas ataca saúde, estradas...
Em entrevista ao ‘JN’, candidato tucano diz que próximo presidente não pode ir na garupa

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, poupou o presidente Lula em entrevista ao “Jornal Nacional” e concentrou seus ataques em setores de gestão petista, principalmente a saúde e as rodovias federais. Serra disse que, de cada dez estradas, sete estão esburacadas e que o governo Lula investiu no setor um terço dos recursos arrecadados para melhorar rodovias. O tucano afirmou que faltam hospitais e que o número de cirurgias eletivas caiu. Questionado sobre o apoio que recebeu de partidos como o PTB, envolvido no mensalão, disse que não tem compromissos com erros nem nomeações fisiológicas. Serra demonstrou tranquilidade e – sempre poupando Lula, mas numa alfinetada a Dilma Rousseff – disse que o próximo presidente terá de agir sozinho. “O próximo presidente não pode ir na garupa, tem de ter ideias.” (Págs. 1 e 3)

Collor: ‘Lula melhorou o que eu fiz’

Candidato ao governo de Alagoas, o senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB) elogiou a candidata do PT, Dilma Rousseff, e o agora aliado Lula: "Ele melhorou o que eu fiz." Collor disse que Lula é o melhor presidente que o país já teve. Nas ruas de Maceió, houve tensão entre partidários do ex-presidente e integrantes do movimento "Fora Collor". (Págs. 1 e 13)

Foto legenda: William Bonner, Fátima Bernardes e Serra: sem atacar Lula, críticas às más condições das estradas
No Acre, candidato bom de briga
Uma entrevista na TV sobre eleições acabou em vale-tudo no Acre e virou sucesso no YouTube. Candidato ao Senado, João Sobrinho (PMDB) brigou com o apresentador Demóstenes Nascimento. (Págs. 1 e 13)
Foto legenda: Fuga bíblica
Como centenas de milhares de pessoas fizeram ontem, moradores de uma área inundada fogem do contínuo avanço das águas no Paquistão. (Págs. 1 e 34)
Indenizações para anistiados serão revistas
O TCU decidiu rever todas as indenizações pagas a anistiados políticos pelo governo. Os valores foram considerados muito altos. Alguns pagamentos podem ser suspensos. (Págs. 1 e 16)
Licitação do Enem é suspensa
A Justiça Federal suspendeu a licitação para escolher a empresa que vai imprimir as provas do Enem, a pedido da Gráfica Plural, envolvida no vazamento dos testes em 2009. (Págs. 1 e 16)
Confirmados três casos de dengue 4
O Ministério da Saúde confirmou três casos de dengue 4 - cujo último registro no país foi há 28 anos. A falta de resistência da população pode gerar uma nova epidemia. (Págs. 1 e 36)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Procurador pede apuração que pode contestar pré-sal
Objetivo é averiguar possíveis prejuízos da União na venda de barris de petróleo à Petrobras

A Procuradoria da República no DF abriu procedimento para averiguar se a venda de 5 bilhões de barris de petróleo da União à Petrobras vai trazer prejuízos.

Foi pedido que o TCU investigue se o preço estimado de US$ 5 a US$ 7 o barril fará com que a União deixe de ganhar mais do que poderia com esse petróleo.

No primeiro sinal de que o pré-sal tem chance de ir aos tribunais, o procedimento aberto pelo procurador Paulo Roberto de Carvalho pode gerar ações ou inquéritos.

Estudo de consultor da Câmara apontou possível perda de até US$ 120 bilhões para a União, se o barril ficar em US$ 5. O mais apropriado seria acima de US$ 20.

A Petrobras disse que pagará "valores de mercado", informa Rubens Valente. A faixa de preços mencionada pelo mercado foi tachada de "especulação". (Págs. 1 e B9)
Temor de nova crise zera os ganhos do ano em NY
Notícias negativas nos EUA e na Europa levaram os mercados globais a apostar em uma nova onda na crise financeira iniciada em 2008. O pessimismo levou a Bolsa de Nova York a zerar todos os ganhos deste ano.

As Bolsas europeias também retrocederam. Londres caiu 2,44%. No Brasil, a Bovespa recuou 2,13%. O mercado abriu hoje em queda na Ásia. O temor é que os governos não consigam impedir nova recessão. (Págs. 1 e B1)
Foto legenda: Ramadá, dia 1
Mulheres muçulmanas em mesquita de Surubaya, na Indonésia, em prece que marca o início do mês de jejuns e recolhimento espiritual da religião islâmica (Pág. 1)
TCU vai revisar indenizações de vítimas da ditadura militar (Págs. 1 e A17)
 
Presidente 40 Eleições 2010: Costa diz que daria posto a ex-presidente dos Correios
O senador Hélio Costa (PMDB) disse que, se eleito, pode levar para o governo de Minas o ex-presidente dos Correios Carlos Henrique Custódio, recém-demitido por Lula depois de crise que levou a atrasos na entrega de correspondências.

Em sabatina Folha/UOL, Costa disse que Custódio, seu apadrinhado político, é competente. (Págs. 1 e A14)
Deputado quer cargos para corrupção, diz Serra na TV
O candidato José Serra (PSDB) disse em entrevista ao "Jornal Nacional", da Rede Globo, que deputados querem lotear cargos para promover a corrupção. A afirmação foi uma resposta sobre aliança com o PTB de Roberto Jefferson, cassado no mensalão. (Págs.1 e A4)

Análise
Tucano não conseguiu fazer nenhuma crítica a Lula, escreve Josias de Souza. (Págs. 1 e A4)
Boletim usado na campanha do PT distorce dados
Boletim do Ministério da Fazenda usado pela campanha de Dilma Rousseff (PT) distorceu números e conceitos, informa Gustavo Patu.

A evolução do salário mínimo é um exemplo dos artifícios. Em dólares, a queda da moeda dos EUA leva a salto dos valores. A Fazenda reconheceu falhas. (Págs. 1 e A8)
Televisão do Irã exibe suposta entrevista feita com Sakineh (Págs. 1 e A19)
 
Editoriais
Leia "Acesso desigual", sobre o ingresso de alunos da escola pública na USP; e "Santos e Chávez", acerca da relação entre Colômbia e Venezuela. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Indenização a perseguidos na ditadura terá valor reduzido
TCU aceita analisar mais de 9 mil casos, e autor do pedido fala em ´economizar milhões´ com a medida

Após mais de dois anos de debate, o Tribunal de Contas da União aprovou, por 5 votos a 3, a revisão do valor das indenizações a perseguidos políticos durante a ditadura militar. Ao todo, serão analisadas 9.371 reparações, já pagas ou aprovadas, num total de R$ 4 bilhões. A decisão só livra de eventual redução as indenizações pagas em parcela única de até R$ 100 mil, que são menos de 5% do total. Marinus Marsico, procurador do Ministério Público no TCU e autor do pedido de revisão, disse que a ideia é "economizar milhões para os cofres públicos, começando pelos casos mais flagrantemente irregulares". Ele afirmou que vai pedir a suspensão do pagamento dos valores retroativos mais elevados, com parcelas ainda não liberadas, até que a análise do TCU sobre esses casos seja concluída. (Págs. 1 e Nacional A4)

Lula também é beneficiário

O presidente Lula recebe R$ 5 mil mensais de indenização, acima da média dos pagamentos nos últimos anos, de R$ 3 mil. (Págs. 1 e Nacional A4)
Indicadores de China e EUA derrubam mercado global
O temor de que a economia mundial atravesse novo período de baixa expansão, com base em dados de desaceleração na China e de recuperação modesta nos EUA, afetou os mercados ontem. A Bolsa de Nova York caiu 2,49%, a de Londres recuou 2,44% e a de São Paulo teve queda de 2,13%. Para os americanos, foi um dia “amargo". (Págs. 1 e Economia B1)
Governo acerta agenda para ajudar Dilma
Nos últimos meses, o presidente Lula e ministros têm tomado decisões e realizado ações de governo de olho nos movimentos de Dilma Rousseff (PT). Com a campanha na rua, a agenda de eventos da candidata passou a "coincidir" com a do presidente. "Não falar também (de ações de governo) não seria uso eleitoral?", indaga Dilma. (Págs. 1 e Nacional A8)
Foto legenda: Tragédia na Ásia
Garrafas d´água são distribuídas a sobreviventes das enchentes que já mataram 1.200 e desabrigaram 1,8 milhão de paquistaneses. (Págs. 1 e Internacional A20)
Ação vê desvio e omissão em Paraitinga
A Defensoria Pública de São Paulo processou o Estado e São Luís do Paraitinga, cidade histórica quase destruída pelas chuvas de janeiro. A acusação é de omissão em relação a desabrigados e à prevenção de enchentes. Além disso, a prefeitura é acusada de desviar dinheiro doado. A administração nega. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)

Cidade vive com medo e falta de informação

Os desabrigados em São Luis do Paraitinga não sabem o que fazer. Alguns voltaram para áreas de risco, como José Veloso, de 68 anos: "Claro que temos medo, mas o que eu posso fazer?". (Págs. 1 e Cidades C3)

Foto legenda: Destruição. Escombros de casa em São Luís do Paraitinga
Kassab diz que ainda quer o Morumbi para a Copa (Págs. 1 e Esportes E4)
 
Pulseira eletrônica em recém-nascido agora é lei (Págs. 1 e Cidades C5)
 
Notas & Informações: A paz de Santa Marta
Chávez faz o que diz. E o que ele disse, ao reatar com a Colômbia, indica que largará as Farc à própria sorte. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: China e EUA derrubam bolsas
Mercados estão inseguros quanto à recuperação americana e à desaceleração chinesa

Bolsas de valores do mundo inteiro tiveram ontem um dia de forte queda, refletindo pessimismo quanto à força da recuperação americana - o Federal Reserve confirmou que a economia do país pisou no freio - e à temida desaceleração da economia chinesa. A Bovespa fechou com a maior queda em seis semanas, em baixa de 2,13%, pelo quarto pregão seguido. (Págs. 1 e Economia A18)
Foto legenda: A chuva que mata no Oriente
Assolado por chuvas torrenciais, o noroeste da China já contabiliza mais de 1.100 mortos, vítimas de deslizamentos e desmoronamentos. Na província de Gansu, equipes de resgate buscam cerca de 600 desaparecidos. (Pág. 1)
Expansão do doutorado é boa notícia na educação
O número de profissionais com doutorado teve aumento de 278% no Brasil em 12 anos. O maior crescimento deu-se no Nordeste, com aumento de 2.487% no mesmo período, segundo estudo apresentado ontem. (Págs. 1 e País A2)
Dilma, nega maquiagem de números
A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, rebateu ontem acusações da oposição de ter maquiado números sobre o investimento do governo Lula em saneamento. (Págs. 1 e País A3)
Hezbollah tem parque temático (Págs. 1 e Internacional A22)
 
Bactéria resistente assusta cientistas
Turistas que foram ao sul da Ásia para fazer cirurgias estéticas levaram para a Grã-Bretanha um novo tipo de bactéria, resistente a poderosos antibióticos. Cientistas temem que o problema se alastre pelo mundo. (Págs. 1 e Vida, Saúde & Ciência A16)
Na Flórida, cerco aos imigrantes
O estado americano da Flórida vai endurecer suas leis de controle de imigração, dando à polícia novos instrumentos legais para a detenção e averiguação de suspeitos. Uma lei similar foi aprovada recentemente no Arizona. (Págs. 1 e Internacional A19)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Máfia aplicou golpe com lotes da Codhab
A Polícia Civil e o Ministério Público investigam um esquema de venda de lotes enraizado na política habitacional do GDF, com participação de servidores públicos, líderes de associações habitacionais, donos de construtoras e deputados distritais. Como parte da operação Elfein, policiais e promotores apreenderam ontem contratos, mídias e computadores na sede da Companhia Habitacional do DF (Codhab). Os investigadores rastreiam a ação da quadrilha ramificada em cidades com graves problemas de moradia. A polícia reuniu relatos de famílias que pagaram até R$ 15 mil por um lote na periferia do Distrito Federal, mas não receberam qualquer imóvel ou terreno. Há casos de emissão de falsos certificados da Codhab e venda até de lotes fantasmas. Em nota, o governador Rogério Rosso determinou a “cooperação irrestrita de todos os diretores e servidores da Codhab”. (Págs. 1 e 34)
Ficha suja tira distritais das urnas
TRE-DF nega o registro das candidaturas de Benício Tavares (PMDB) e Cristiano Araújo (PTB) com base na lei da Ficha Limpa. Os dois tentariam a reeleição (Págs. 1 e 31)
Bactéria põe cientistas em alerta
Resistente a antibióticos, a NDM-1 se desenvolve no intestino e foi descoberta na Índia. Há o temor de uma pandemia. (Págs. 1 e Saúde 29)
Consumidor: Nota Legal atraiu mais de 900 mil brasilienses
O programa criado pela Secretaria de Fazenda para diminuir a sonegação no comércio acumulou R$ 33,4 milhões em créditos, apesar das falhas no sistema. Contribuintes terão abatimento no IPVA ou no IPTU. (Págs. 1 e 43)
Inferno nuclear: Incêndios na Rússia rondam Chernobyl
O fogo nas florestas se aproxima da fronteira com a Ucrânia, região atingida pelo vazamento da usina, em 1986. O temor dos especialistas é que partículas radioativas contaminem a atmosfera. (Págs. 1 e 27)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manhete: BNDES já repassou R$ 115 bi do Tesouro
Dos R$ 180 bilhões concedidos pelo Tesouro ao BNDES e emprestados pelo banco a juros subsidiados, R$ 115,84 bilhões foram desembolsados entre janeiro de 2009 e o início de julho. Eles se destinaram, na maior parte, às grandes empresas, que receberam 72% do total ou R$ 83,45 bilhões. Até agora, 29% do dinheiro foi encaminhado para projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ou R$ 33,2 bilhões. Os números indicam que esses projetos não só estão sendo financiados com emissão de dívida e bancados com subsídios, como também que as grandes companhias se sentiram atraídas por juros inferiores aos de mercado para participarem de negócios lucrativos - os do governo ou os próprios.

No repasse de pelo menos R$ 100 bilhões de aporte do Tesouro, que emite títulos pagando a taxa Selic, o custo médio total para o tomador final do empréstimo do BNDES foi de 7,95% ao ano. A remuneração média do BNDES foi de 2,25% (inclui remuneração básica, taxa de risco de crédito e taxa de intermediação financeira). (Págs. 1 e A14)
Decisão do Fed atrai dólares para o país
A decisão do Banco Central americano (Fed) de voltar a comprar títulos do Tesouro traz maior interesse em investimentos de renda fixa em reais no mercado interno brasileiro. Isso vai pressionar o câmbio para valorizar o real, tornando mais difícil a tarefa do governo de manter dólar acima de R$ 1,75. Com a redução dos juros de longo prazo nos EUA - ontem os títulos de dez anos caíram quase um ponto percentual, para 2,685% ao ano, variação impressionante para um único dia -, o investidor externo se vê ainda mais estimulado a fazer operações de "carry trade" com a moeda brasileira. Ou seja, captar dólares lá fora com juros baixos, trocá-los por reais e investir no Brasil com juros elevados. (Págs. 1 e C1 a C3)
Foto legenda: Das autopeças para a energia
Uma atuação mais vigorosa nas áreas de energia e hidráulica é a principal meta do fabricante de autopeças Eaton no Brasil, informa o presidente na América do Sul, Patrick Randrianarison: infraestrutura e construção civil abrem boas oportunidades de negócios. (Págs. 1 e B8)
Emissões de ações podem chegar a R$ 80 bi este ano
O grupo de origem francesa Dreyfus deve captar brevemente US$ 1 bilhão no mercado de capitais ao levar ao Novo Mercado seu negócio de açúcar e álcool. Com outros projetos na fila, especialistas de bancos de investimentos calculam que há pelo menos US$ 10 bilhões em operações para serem feitas ainda este ano, depois que a capitalização da Petrobras destravar o mercado - sem contar aquelas anunciadas no primeiro semestre. A estatal sinaliza que deve fechar sua oferta em 15 de setembro.

Confirmadas essas estimativas e somando-se a capitalização da Petrobras, que será de no mínimo US$ 25 bilhões, 2010 será o melhor ano para o mercado de capitais brasileiro desde sua revitalização, há seis anos. Até agora, companhias abertas e novatas movimentaram R$ 22,5 bilhões em emissões de ações. Se o segundo semestre atender às expectativas, as ofertas deste ano poderão chegar perto dos R$ 80 bilhões. (Págs. 1 e D5)
Cresce temor de deflação nos países ricos
A deflação parece ser hoje uma preocupação mais legítima e generalizada nos países desenvolvidos do que em qualquer outro período desde 1930, diz o Instituto Internacional de Finanças (IIF), que representa os maiores bancos do mundo. O temor é de uma repetição em larga escala do que ocorreu no Japão nos últimos anos: deflação e estagnação. (Págs. 1 e A10)
Dependência do Brasil incomoda os argentinos
A indústria da Argentina vive uma "Brasil dependência"? Esse é o debate que cresce em Buenos Aires. Vincula-se a expansão da indústria (12,4% no primeiro semestre) ao aquecimento do consumo brasileiro. A participação do Brasil nas exportações de produtos industriais deverá alcançar 50% neste ano. Nunca antes houve tanta dependência da demanda brasileira. (Págs. 1 e A4)
Petroleiras dos EUA reagem à divulgação de pagamentos a países estrangeiros (Págs. 1 e B10)
 
Governo estuda apoiar fusões para socorrer frigoríficos médios (Págs. 1 e B12)
 
Valor Setorial/Indústria Naval
A indústria naval brasileira, que chegou a ser uma das mais importantes do mundo nos anos 70, teve de esperar décadas para retomar o impulso. Marco desse novo momento, em maio foi lançado ao mar o João Cândido, primeiro petroleiro fabricado no país em 13 anos. (Pág. 1)
Produção nacional
As brasileiras Sygma e Solentech uniram-se na Ion Telecomunicações para produzir antenas digitais para transmissão de voz e dados na faixa de 1,5 a 4,5 gigahertz, segmento, dominado por empresas estrangeiras. (Págs. 1 e B2)
Motor emergente
As vendas da Nestlé no Brasil aumentaram 11,5% no primeiro semestre, alcançando R$ 4,5 bilhões. Os mercados emergentes foram os principais responsáveis pela alta de 5,7% nas vendas globais da multinacional. (Págs. 1 e B4)
Franqueados dos Correios reagem
Os franqueados dos Correios no Estado de São Paulo já discutem uma possível paralisação contra decisão da estatal de excluir essas unidades do negócio de remessa de encomendas, o mais lucrativo da atividade. (Págs. 1 e B6)
Celulose mais barata
Pressionada por concorrentes no Brasil e no exterior, a Suzano Papel e Celulose decidiu acompanhar o movimento de redução dos preços da celulose. (Págs. 1 e B7)
Usinas nordestinas no radar
Depois do movimento de consolidação do setor sucroalcooleiro no Sudeste e da onda de construção de usinas no Centro-Oeste, investidores agora buscam oportunidades de negócios no Nordeste. (Págs. 1 e B14)
STJ pede ´avaliação´ de precatórios
A 1ª Turma do STJ decidiu que precatórios oferecidos como garantia em ações fiscais não podem ser considerados pelo valor de face e devem ser ‘avaliados´ por sua cotação no mercado. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Ribamar Oliveira

Sem reforma tributária, a regressividade dos impostos, que pune os mais pobres, não diminuiu no governo Lula. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Maria Inês Nassif

O sistema político brasileiro mostra-se incapaz de se renovar e atrair valores novos da sociedade civil. (Págs. 1 e A8)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Tempo seco castiga Minas
Foram registrados 3.119 focos de incêndio no estado em 2010, 136% a mais que em 2009. Estiagem prolongada e inverno com temperatura acima da média provocam situação mais crítica dos últimos três anos. (Págs. 1, 33 e 34)

Foto legenda: BH cinzenta: a cidade, que segunda-feira teve o dia mais seco do ano, sofre com a baixa umidade relativa do ar
Eleições: Aécio e Hélio trocam farpas na campanha
Candidato peemedebista ao governo do estado, Hélio Costa afirmou que Aécio seria hoje o nome apoiado por Lula para presidente se tivesse tido a “coragem” de trocar o PSDB pelo PMDB. Aécio foi duro na resposta. “Sempre repudiei com veemência o oportunismo político”, disse. (Págs. 1 e 3)
Abu Dhabi: Brasileira de 14 anos é punida por fazer sexo
Justiça de Abu Dhabi, onde sexo fora do casamento é ilegal, condena a seis meses de prisão jovem que teria mantido relação consentida com um adulto no país. A família vai recorrer da decisão. (Págs. 1 e 31)
Ciência: Bactéria do mal
Surgido na Ásia, micro-organismo resiste a todos os antibióticos.

Bactéria do bem
Estudo constata que salmonela pode ajudar a combater tumores.
(Págs. 1 e 32)
Correios: Concurso adiado será em 28 de novembro (Págs. 1 e 26)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Construtoras cobram agilidade da Caixa
Projetos do Minha Casa, minha vida estão a todo vapor em alguns Estados, mas em Pernambuco o programa anda a passos lentos, segundo a Ademi. Diretores da Caixa estarão no Recife, amanhã, para tentar acelerar financiamentos. (Pág. 1)
Estado fecha cerco à dengue tipo 4
Secretaria de Saúde de Pernambuco reforça ações contra a doença. Três casos foram confirmados em Roraima. (Pág. 1)
Licitação da impressão do Enem é suspensa por liminar da Justiça (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Investigada compra ilegal de terra com verba pública
Ministério Público Federal apura indícios da negociação de lotes da reforma agrária na Fazenda Annoni, no norte do Estado, detectados pelo Incra. (Págs. 1 e 43)
Em expansão: Lucro do Banrisul cresce 44,7%
Com ajuda do corte de despesas, banco lucrou R$ 305 milhões no primeiro semestre. (Págs. 1 e 20)
Inverno intenso: Temporal traz nova onda de frio
Meteorologistas cogitam da possibilidade de neve amanhã na Serra. (Pág. 1)
Energia nova: União avalia se RS pode ter usina nuclear
Pesquisa abrange nove Estados, informa a colunista Maria Isabel Hammes. (Págs. 1 e Informe Econômico (22)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.