- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 229

 

 
Edição nº 229, de 17 de agosto  de 2010
 
O Dizimista – Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
17 de agosto de 2010
O Globo
 
Manchete: Transporte: 37 milhões não têm dinheiro da passagem
Viagem longa e bilhetes caros obrigam muitos brasileiros a dormir na rua

Toda semana, pelo menos 37 milhões de brasileiros ficam sem o dinheiro da passagem para voltar para casa. Os números são da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos. Diante dos bilhetes caros e do orçamento apertado, são comuns histórias de quem tem de buscar abrigo na rua, enfrentando frio e insegurança. Para a população de baixa renda, uma passagem diária: de R$ 5,50 pode inviabilizar as contas do mês. Especialistas cobram investimentos no setor. O transporte público é responsável pelo deslocamento diário de 59 milhões de pessoas. Os ônibus respondem por 92% da demanda e movimentam R$ 25 bilhões por ano. (Págs. 1 e 3)
No Ibope, Dilma já vence no 1º turno
A pesquisa do Ibope divulgada ontem mostra a candidata do PT, Dilma Rousseff, com 43% das intenções de voto, 11 pontos à frente do tucano José Serra. Considerando-se só os votos válidos, ela poderia vencer no primeiro turno, com 51%. Hoje começa o horário eleitoral no rádio e na TV. (Págs. 1, 4 e 11)
Em São Paulo, Feldmann prega tolerância zero com invasões (Págs. 1 e 14)
 
Cabral opera joelho e, de muletas, reduz campanha (Págs. 1 e 12)
 
Foto legenda: A um triz da tragédia
Os destroços do Boeing 737 que se partiu em três ao cair na aterrissagem na ilha Colombiana de San Andrés. Das 127 pessoas a bordo, entre elas quatro brasileiros, só uma morreu (de infarto), e 114 ficaram feridas. (Págs. 1 e 31)
Ahmadinejad diz que pedido de Lula é inútil
Em rejeição à oferta brasileira de asilo, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse que a iraniana Sakineh Ashtiani, condenada à morte, não será enviada ao Brasil. Para ele, não "há necessidade de criar mais confusão para Lula". A Embaixada do Irã questiona se o asilo a Sakineh não faria do Brasil um lugar de criminosos internacionais. (Págs. 1 e 30)

Enquanto isso, no Marco Zero...

A construção de uma mesquita próximo ao local dos atentados de 11 de setembro virou tema de campanha nos EUA. A oposição já explora as declarações do presidente Barack Obama, que defendeu o projeto. (Págs. 1 e 31)
Tudo pela ciência
Neurologistas acampam para testar cérebro sem tecnologia

Cinco dos mais renomados neurocientistas americanos deixaram celulares e computadores para trás e foram acampar no meio do mato. A trabalho. O objetivo era verificar como o cérebro reage à falta de tecnologia. Alguns estudos mostram que o excesso de estímulos torna as pessoas cada vez mais desatentas. (Págs. 1 e 32)

Foto legenda: Art Kramer, da Universidade de Illinois, durante estudo científico
Capitalização da Petrobras a dois dias das eleições
O governo bateu o martelo sobre a capitalização da Petrobras: será feita em 30 de setembro, a dois dias das eleições. Os recursos permitirão à estatal reduzir seu endividamento e investir. Diante de indefinições, a Petrobras vinha perdendo valor de mercado e deixou de ser a principal ação do Ibovespa. O presidente da empresa admitiu problemas na conservação das plataformas. (Págs. 1, 23 e 27)
PIB chinês já e maior que o japonês
Agora é oficial: o Japão divulgou que sua economia cresceu só 0,4% no segundo trimestre, ficando em US$ 1,28 tri. Já a China registrou PIB de US$ 1,33 tri, passando a ser a segunda economia mundial. (Págs. 1, 27 e editorial "Mundo aguarda o consumo da China")
Pãozinho e massas devem subir 20%
Com a quebra de safra, a Rússia deverá suspender exportações de trigo e está pressionando os preços no mercado mundial. Como o Brasil é grande importador, a previsão é que o consumidor pagará cerca de 20% mais caro por pães e massas. (Págs. 1 e 25)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Planos de saúde pagam só 2% das multas originais
Autuações de R$ 773 milhões caem para R$ 70 milhões após recursos, mas só R$ 15 milhões são pagos entre 2005 e 2009

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), responsável pelos planos de saúde, não recebe as multas aplicadas contra empresas punidas por irregularidades, como negar cirurgias ou aumentar de forma abusiva as mensalidades.

De 2005 a 2009, as autuações feitas pela agência somaram R$ 773 milhões. As seguradoras entraram com recursos na própria ANS e conseguiram reduzir o valor para R$ 70 milhões. Até agora, porém, foram pagos apenas R$ 15 milhões (2%).

De acordo com especialistas do setor, o recuo no valor das multas provoca sensação de impunidade das empresas, que preferem esperar pela anulação ou o adiamento da punição. A ANS não revelou as companhias mais autuadas. (Págs. 1, C1 e C3)
Presidente 40 Eleições 2010: Dilma vai falar na TV da prisão nos anos 70
No primeiro dia do programa eleitoral gratuito na TV, hoje, a campanha do PT vai tratar de forma amena o período em que Dilma Rousseff ficou presa nos anos 70.

A estratégia serve como "vacina" contra ataques da oposição sobre sua atuação na clandestinidade no combate à ditadura militar, relata Ana Flor. (Págs. 1 e A4 a A8)
Serra deixa críticas ácidas à petista fora do primeiro dia
Um jingle de rádio e um comercial de TV produzidos pela campanha de José Serra trarão críticas pesadas à petista Dilma Rousseff.

Em ritmo de forró, a mensagem cita o mensalão e diz que o governo Lula vai acabar e Dilma trará José Dirceu de volta. No comercial, a capacidade administrativa da petista é posta em dúvida.

As peças devem ser lançadas até a semana que vem, mas não irão ao programa de estreia de Serra no horário eleitoral. (Págs. 1 e A8)

Nenhuma eleição presidencial mudou com programa (Págs. 1 e A6)

Folha e UOL fazem debate sobre Estado de SP às 10h30 (Págs. 1 e Al1)
Foto legenda: Dia de São Paulo
Névoa seca encobre o horizonte usualmente limpo de Brasília; queimadas deixaram nível de poluição na cidade similar ao da capital paulista (Págs. 1 e C7)
Presidente do Irã descarta enviar Sakineh para o Brasil
O presidente Mahmoud Ahmadinejad afirmou a uma emissora de TV oficial iraniana que não vai permitir o asilo no Brasil de Sakineh Ashtiani, condenada à morte por apedrejamento.

Ahmadinejad disse que o chefe do Judiciário "também não concorda" com a saída de Sakineh do país. "Acho que não há necessidade de criar problema para o presidente Lula." (Págs. 1 e A13)

Ganha corpo nos EUA debate sobre um ataque militar para frear o programa nuclear do Irã. (Págs. 1 e A13)
Foto legenda: Raio letal
Oficiais da Marinha vistoriam Boeing da empresa colombiana Aires que transportava 131 passageiros (5 brasileiros) e foi atingido por raio ao pousar na ilha de San Andrés; uma mulher morreu de ataque cardíaco (Págs. 1 e A15)
Boa Notícia: Ministérios vão atestar trabalho de diarista e pintor (Págs. 1 e B9)
 
Editoriais
Leia "Mesmice paulista", sobre a sucessão estadual; e "Mudar o futuro", acerca das previsões para a economia brasileira daqui a duas décadas. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Aumenta chance de Dilma vencer no 1º turno, diz Ibope
Petista chega a 43% das intenções de voto, contra 41% dos adversários somados; Serra só lidera no Sul

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, entra no horário eleitoral pela TV com 11 pontos de vantagem sobre o tucano José Serra. Com 43% das intenções de voto, ela poderia vencer no primeiro turno se a eleição fosse realizada hoje, segundo pesquisa do Ibope encomendada pelo Estado e pela TV Globo. Serra tem 32%, e Marina Silva (PV), 8%. Juntos, outros candidatos chegam a 1%. Ou seja, a petista (43%) e os adversários somados (41%) estão empatados dentro da margem de erro, de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. A pesquisa, concluída às vésperas do início do horário eleitoral, é a primeira a captar os efeitos das entrevistas do Jornal Nacional com os candidatos, entre 9 e 11 de agosto. No dia 5, data do levantamento anterior do Ibope, a petista tinha 39%, e o tucano, 34%. Dilma deve a liderança ao eleitorado mais pobre. Entre os que têm renda familiar de até um salário mínimo, a vantagem sobre Serra chega a 22 pontos (48% a 26%). Na divisão por regiões, Serra só se mantem à frente no Sul (44% a 35%). (Págs. 1 e Nacional A4)

Debate dos vices

Michel Temer (PMDB), Índio da Costa (DEM) e Guilherme Leal (PV), candidatos a vice-presidente, vão debater hoje, às 10 horas, no Grupo Estado. O evento será transmitido pela TV Estadão. (Págs. 1 e Nacional A9)
Horário eleitoral abre hoje nova fase na campanha
Começa hoje o horário eleitoral gratuito, a principal ferramenta da campanha à Presidência. Serão dois blocos de 50 minutos, às terças, quintas e sábados, até 30 de setembro. Na TV, o programa será exibido às 13 horas e às 20h30. A candidata Dilma Rousseff (PT) vai apostar na emoção e na presença do presidente Lula; já José Serra (PSDB) tentará desqualificar a petista. (Págs. 1 e Nacional A8)
Plataforma está ´feia´, admite Gabrielli
O presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, admitiu que algumas plataformas na Bacia de Campos "realmente estavam feias, com problemas de conservação". Mas ele negou que houvesse risco para os trabalhadores. Como diz sindicato do setor. Ontem, funcionários em plataformas iniciaram operação padrão para exigir o cumprimento das normas de segurança. (Págs. 1 e Economia B1)

Capitalização será em setembro, anuncia empresa

O processo para capitalizar a Petrobras será em setembro, disse seu presidente, José Sérgio Gabrielli. Para ele, o mercado está pronto. (Págs. 1 e Economia B3)
Crédito oficial atrasa e aluno paga a conta
Problemas burocráticos do Financiamento Estudantil (Fies) estão obrigando alunos de faculdades privadas que integram o programa a pagar as mensalidades. Já houve atraso de quatro meses. O governo diz que os casos são pontuais. (Págs. 1 e Vida A14)
Foto legenda: Acidente raro
Boeing colombiano atingido por um raio; uma passageira morreu. (Págs. 1 e Internacional A12)
Caixa eleva reserva contra risco de calote
A Caixa Econômica Federal elevou a provisão de recursos contra o risco de calote no primeiro semestre. A reserva para casos de inadimplência subiu 24,8% e atingiu R$ 1,9 bilhão. De acordo com o banco, o aumento reflete o forte crescimento do crédito. (Págs. 1 e Economia B5)
Notas & Informações: Duelo à sombra de Lula
A cartada de Serra para o horário eleitoral se assemelha à proverbial quadratura do círculo. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: PIB chinês rumo ao segundo lugar
País deverá consolidar a vantagem diante do Japão até o fim do ano

Cinco dias após derrubar as bolsas no mundo, diante de sinais de desaceleração de sua economia, a China divulgou números vigorosos. No segundo bimestre deste ano, o PIB do país superou o do Japão (US$ 1,337 trilhão contra US$ 1,288 trilhão). E, segundo analistas, deverá fechar 2010 na frente dos japoneses, consolidando-se como a segunda economia do mundo, superada apenas pelos EUA. (Págs. 1 e Economia A13)
Foto legenda: Rio começa a afinar as guitarras
O Parque Olímpico da Cidade do Rock, na Barra, cuja criação foi anunciada ontem pelo prefeito Eduardo Paes e pelo produtor Roberto Medina, custará R$ 40 milhões à prefeitura e será palco de mega eventos a partir de 23 de setembro de 2011 – data de abertura do novo Rock in Rio. (Págs. 1 e Cidade A6)
Ibope: Dilma aumenta a vantagem
Nova pesquisa do Ibope mostra que Dilma Rousseff (PT) aumentou a diferença frente a José Serra (PSDB). Com 51% dos votos válidos, contra 38% de Serra e 10% de Marina Silva, Dilma seria eleita no 1º turno, caso a eleição fosse hoje. (Págs. 1 e País A2)
Capitalização da Petrobras em setembro
O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, confirmou a capitalização da empresa para setembro e negou que seja feita para sanar problemas de curto prazo, ou que haja dificuldade de caixa. (Págs. 1 e Economia A12)
Foto legenda: Boeing em pedaços
Um Boeing 737 com 131 pessoas a bordo partiu-se em três após cair, ontem, a 80 metros da cabeceira da pista do aeroporto da ilha de San Andrés, na Colômbia. Uma pessoa morreu e 114 saíram feridas do avião, que levava quatro brasileiros. Autoridades investigam se um raio teria desestabilizado a aeronave. (Págs. 1 e Internacional A14)
Debutantes no horário gratuito
Hoje, na estreia do horário político na TV, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) usarão fotos antigas para lembrar suas trajetórias. Jingle dirá que Serra é presidente de A a Z, e Dilma garantirá que não vai errar. (Págs. 1 e Informe JB A4)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Concursos do DF terão novas regras
O Distrito Federal terá uma legislação própria para seleções públicas para órgãos do governo local. O projeto de lei, segundo a Secretaria de Planejamento do DF, deve ser aprovado em 15 dias na Câmara Legislativa. A minuta da proposta foi encaminhada ontem pelo governador Rogério Rosso. As principais mudanças são: prazo mínimo entre o fim das inscrições e a data da prova; taxas de inscrição de no máximo 3% do salário referente ao cargo em disputa; suspensão do concurso e processo administrativo contra envolvidos em caso de irregularidades; e gravação das provas orais. A secretária adjunta de Planejamento do DF, Jozélia Medeiros, está otimista. “O projeto já passou por amplas discussões entre o governo e representantes do setor, além de ter sido lapidado após audiência pública. Estou certa de que será aprovado antes das eleições.” (Págs. 1 e 13)
Um voo suspeito
Comissão de Valores Imobiliários apura vazamento de informações na fusão da TAM com a LAN. Na sexta-feira, ações da empresa brasileira subiram 30% (Págs. 1 e 12)
A vez dos bancos
Por determinação do governo, instituições financeiras começam a devolver aos clientes tarifas cobradas indevidamente. Saiba quais são os direitos (Págs. 1 e 10)
Mesada para fazer greve
Sindicato de servidores da UnB paga R$ 25 por dia de ajuda de custo aos líderes da paralisação, que dura cinco meses. O jeton já custou R$ 80 mil. (Págs. 1 e 32)
Foto legenda: Quatro brasileiros estão entre os 126 sobreviventes da queda de um avião na Colômbia. (Págs. 1 e 19)
 
Execução de iraniana é iminente
Ahmadinejad recusa publicamente a oferta de Lula para abrigar a viúva condenada à morte e promete solução “em breve”. (Págs. 1 e 18)
Aluguel para hemodiálise é investigado
Após denúncia do Correio, a Secretaria de Saúde pode suspender o contrato de 12 máquinas no valor de R$ 29 milhões. (Págs. 1 e 27)
Agnelo, Roriz e o diabo na corrida ao Buriti
Candidato petista vai interpelar na Justiça o adversário, que disse ser o vermelho “a cor do Satanás”. (Págs. 1 e 23)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Mercado externo se fecha para as montadoras
O crescimento acelerado, a dois dígitos, da exportação de tratores, máquinas agrícolas e carros esconde uma fraqueza: a indústria brasileira já não é tão competitiva quanto antes. Nas vendas de máquinas agrícolas, o Brasil perdeu a exclusividade no abastecimento dos países da região e agora disputa mercados com produtos vindos da Índia, México e Turquia. Se não fossem os consumidores argentinos, as exportações de veículos brasileiros seriam quase nulas.

"Nos últimos dois anos, apareceram fontes mais competitivas que o Brasil e já percebemos uma migração dos importadores para elas. Na América do Sul o volume ainda não é representativo, mas é uma tendência no médio e longo prazo que precisa ser mais bem estudada", afirma Fábio Piltcher, diretor da americana AGCO, líder nas exportações do país e dona das marcas Massey Ferguson e Valtra. Em recente entrevista ao Valor, André Carioba, vice-presidente sênior da AGCO para a América do Sul, disse que a empresa já havia importado tratores da Índia e que adotaria a mesma estratégia para outros países. (Págs. 1, B7 e B12)
Foto legenda: Parada estratégica
Benjamin Steinbruch, presidente da Fiesp, defende que o Brasil siga o exemplo da China e breque as importações por um certo prazo para que se possa desenvolver tecnologia própria. (Págs. 1 e A12)
Breve pressão altista nos alimentos
Após dois meses consecutivos de índices muito baixos, próximos a zero, a inflação brasileira pode ser contagiada, em setembro e outubro, pela alta internacional dos preços de algumas commodities agrícolas, em especial do trigo, severamente afetado pela seca persistente na Europa. O principal índice de preços das commodities com base nas negociações na bolsa de Chicago (CRB), que caiu para 255 pontos em junho, voltou a subir e fechou julho com média de 261,6 pontos.

Como os alimentos representam quase metade da inflação brasileira, nos cálculos do economista-chefe para América Latina do BNP Paribas, Marcelo Carvalho, o impacto altista poderá ser rapidamente sentido.
"A inflação hoje está calmíssima. Mas se a alta no CRB persistir, teremos um reflexo instantâneo nos preços entre setembro e outubro", diz Carvalho.

A RC Consultores, que faz modelos próprios de estimativa para o índice, avalia que o CRB pode saltar mais 21 pontos até setembro, atingindo o nível mais alto desde o pré-crise. (Págs. 1 e A3)
3G deve levar Nextel a dobrar investimentos
A Nextel pretende usar os serviços de terceira geração da telefonia celular (3G) para disputar assinantes no mercado de telefonia móvel. A companhia definiu, mas não revela, a estratégia para tentar vencer o leilão da faixa de radiofrequência da banda H, previsto para ser realizado até o fim do ano. Sérgio Chaia, presidente, adianta que a proposta, se for a vencedora, exigirá investimentos superiores a R$ 5,3 bilhões, mais do que a Nextel aplicou no Brasil nos últimos dez anos. Uma parcela dos recursos seria investida pela holding que controla a empresa, outra seria financiada por bancos e a companhia usaria parte de seu caixa. (Págs. 1 e B3)
Na oposição, Tasso encara disputa mais difícil no CE
Em março, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) esteve na cidade de Sobral ao lado do governador do Estado, Cid Gomes (PSB), que na oportunidade chamou-o de "o maior político vivo do Ceará". Na época, o governador era pré-candidato à reeleição sem adversários e tinha a expectativa de contar com apoio de Tasso. Em troca, lançaria apenas um candidato a senador em sua chapa, facilitando a reeleição do tucano. De lá para cá, muita coisa mudou. O presidente Lula atuou, Cid demorou a confirmar o compromisso e Tasso, sentindo-se traído, rompeu com o governo e lançou candidato a governador pelo PSDB, disputa que ele classifica como a eleição mais difícil de sua vida.

Embora conte com 63% das intenções de voto para senador e tenha o apoio de 160 dos 184 prefeitos do Estado, Tasso está lutando pela primeira vez contra as máquinas federal, estadual e, no caso da disputa para o governo do Estado, a maioria das municipais. Seu candidato é Marcos Cals, filho do ex-governador, ex-ministro e ex-senador César Cals, um dos "coronéis" que comandaram a política do Ceará durante os anos do regime militar e que foram derrotados por Tasso em 1986. (Págs. 1 e A4)
Contrato por hora está em crise
O modelo de cobrança preferido dos médios e grandes escritórios de advocacia está em xeque. Prática comum nas décadas de 80 e 90, o pagamento por hora de trabalho já não é aceito com tanta facilidade pelos clientes, que negociam alternativas como preço fechado ou por êxito. Uma pesquisa da consultoria britânica LexisNexis Martindale-Hubbell, em parceria com a brasileira Gonçalves e Gonçalves Marketing Jurídico, mostra que apenas 12% dos diretores jurídicos de 112 empresas de médio e grande portes entrevistados aceitam essa modalidade de remuneração. (Págs. 1 e E1)
Bancos dos EUA reduzem exigências na concessão de crédito (Págs. 1 e C8)
 
Empresas japonesas vão às compras com o iene forte (Págs. 1 e B9)
 
Nova família brasileira
Com apenas duas semanas de coleta de dados para o Censo em todo o país, o IBGE já observa diminuição no ritmo de crescimento da população e no número de moradores por residência. (Págs. 1 e A3)
Propaganda em clima de Copa
O mercado publicitário já se movimenta para a Copa de 2014. Tanto a Fifa quanto a CBF já estão abertas a novos patrocinadores e mais empresas estudam a possibilidade de assumir cotas. (Págs. 1 e B4)
Transporte marítimo
O transporte de contêineres retornou aos volumes pré-crise, mas os fretes ainda estão depreciados. Na importação, porém, os preços são ascendentes, reflexo do aumento das compras externas do país. (Págs. 1 e B6)
Otimismo no campo
A instabilidade das commodities no mercado externo e o futuro político do país não estão afetando o otimismo para a próxima safra. O Índice de Confiança do Agronegócio subiu de 45% em 2009 para 50%. (Págs. 1 e B12)
Sem crise
Os resultados dos cinco maiores bancos do país no primeiro semestre superaram os números pré-crise de 2008. A soma do lucro líquido do BB, Itaú Unibanco, Bradesco, CEF e Santander chegou a R$19,8 bilhões. (Págs. 1 e C1)
Energia alternativa
O grupo sucroalcooleiro São Martinho vai investir R$ 173 milhões em sua principal usina, de Pradópolis (SP), para a primeira fase do projeto de cogeração de energia da unidade. (Págs. 1 e D6)
Ideias
Antonio Delfim Netto

Política econômica de Obama não conseguiu cooptar o setor privado para correr o risco de voltar a investir e exportar. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Raymundo Costa

PT cobiça eleitores de Marina Silva (PV) e defende voto útil para vencer a eleição já no primeiro turno. (Págs. 1 e A4)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Só cinco cidades históricas de Minas têm bombeiros
O incêndio que domingo destruiu duas construções do século 18 em Congonhas, bem ao lado do santuário dos profetas, expôs a ameaça que ronda patrimônios tombados no estado. O fogo teve de ser combatido por bombeiros de Conselheiro Lafaiete, distante 20 quilômetros, que teriam levado 45 minutos para chegar. De 32 municípios do interior com núcleos históricos relacionados na Constituição Mineira, apenas cinco têm Corpo de Bombeiros. (Págs. 1 e 21)
Foto legenda: Um raio, 114 feridos, um morto
“Só via o fogo e pensava: isso aqui vai explodir”, contou Ramiro Lobo, um dos quatro brasileiros que estavam no Boeing 737. O avião se partiu em três ao aterrissar na ilha colombiana de San Andrés, no Caribe. Havia 127 pessoas a bordo. Ramiro foi o primeiro a pular fora após o acidente. “Tudo o que você tem é o instinto de sobrevivência”, disse. Uma mulher morreu de infarto. (Págs. 1 e 19)
Pimentel quer ser o ‘senador das cidades’
Na primeira de uma série de entrevistas com os principais candidatos ao Senado, Fernando Pimentel (PT) promete atenção especial a municípios e diz apostar na TV para sair do 3º lugar nas pesquisas. (Págs. 1 e 6)
Direitos Humanos: Ahmadinejad se recusa a salvar vida de Sakineh
“Estamos ansiosos para exportar tecnologia para o Brasil, não esse tipo de pessoa”, disse o iraniano, sobre a oferta de asilo do Brasil para mulher condenada à morte. O Irã anunciou a construção da 1ª de mais 10 usinas nucleares. (Págs. 1 e 18)
Isso, sim, que é emprego!
Resort no litoral baiano abre vaga para “hóspede-embaixador”, com salário de R$ 3 mil, para representá-lo nas redes sociais. (Págs. 1 e 14)
R$ 500 mil para agredida
Justiça do Rio condena cinco jovens que espancaram doméstica a indenizá-la por danos morais. Os acusados ainda podem recorrer. (Págs. 1 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Assalto e morte na porta do banco
Cinco homens fortemente armados executaram vigilante que saía de um carro-forte para abastecer agência do Banco Real, em Piedade, ontem pela manhã. Outro segurança foi ferido no ombro. Bandidos conseguiram fugir com R$ 38 mil. (Pág. 1)
Lula visita obra atrasada no Sertão (Pág. 1)
 
Ibope mostra que Dilma pode vencer no primeiro turno (Pág. 1)
 
Acidente aéreo (Pág. 1)
 
Inscrição para cursos grátis de capacitação vai ser aberta hoje (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Anulação afeta 78 mil inscritos em concurso
Seleção para oficial de Justiça é a quarta entre as grandes a terem transtornos em menos de dois anos, reforçando debate sobre os concursos públicos. (Págs. 1 e 18)
Foto legenda: Milagre na Colômbia
Entre os 130 sobreviventes do desastre aéreo em San Andrés, há um casal gaúcho, o militar Tiago Cavalcanti, de Bagé, e a porto-alegrense Caroline, que está grávida.

“A reação foi de desespero”, relata sobrevivente gaúcho (Págs. 1, 4 e 5)
Novos vigias: Estado adota tornozeleiras eletrônicas
Após sete anos de testes e promessas, monitoramento eletrônico de apenados sairá do papel. (Págs. 1 e 41)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.