- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 254

 

 
 
Edição nº 254, de 12 de setembro de 2010
 
 
O mundo mágico da Internet
 Pirassununga - SP
 
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
12 de setembro de 2010
O Globo
 
Manchete: Receita demitiu 81 servidores em 3 anos por irregularidades
Corregedoria do órgão tem outros 340 processos em andamento contra funcionários

Desde 2007 até julho deste ano, a Receita Federal já demitiu 81 servidores por irregularidades. Foram 37 demissões no ano passado e oito este ano. (Pags. 1 e 3)

Um assunto difícil de entender

Mesmo exaustivamente citado no noticiário e nos programas eleitorais gratuitos, o tema da quebra de sigilo de dados fiscais na Receita Federal soa incompreensível para os eleitores, principalmente nos grotões do país. (Pags. 1 e 14)
Aloprados I: sem punição
Quatro anos depois do escândalo dos aloprados em 2006, três personagens do caso ainda estão no PT. Até agora nenhum dos acusados foi denunciado pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso. (Pags. 1 e 4)
Cresce temor de recessão mundial
Dois anos após a crise global estourar com a quebra do Lehman Brothers, economistas agora temem uma segunda recessão mundial. No caso da economia dos EUA, especialistas elevaram de 30% a 75% as chances de nova recessão, que arrastaria o mundo. (Pags. 1, 33 a 35)
Logo página móvel
Reflexões sobre o vazio de ideias que domina a cena eleitoral. (Pags. 1 e 20)
Élio Gaspari
Em 1992, a CPI do Collor usou uma declaração de bens de PC surrupiada da Receita por petistas. (Pag. 1)
João Ubaldo Ribeiro
No país das certidões falsas muitos as receberam, e todo mundo conhece alguém que já as usou. (Pag. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Onda governista puxa mais 3 rumo ao Senado
Datafolha mostra avanço de candidatos pró-Dilma em SP, no RJ e no DF

Em 15 dias, mais três dilmistas declarados passaram a ter chances claras de vitória nas disputas por vagas para o Senado em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal, mostram as pesquisas do Datafolha. (Págs. 1 e Eleições pág.1)
Lobby rendeu R$ 5 mi a filho de braço direito de Dilma, diz revista
Reportagem da revista "Veja" afirma que a empresa do fiho de Erenice Guerra (Casa Civil) recebeu cerca de R$ 5 milhões por intermediar contrato de R$ 84 milhões para fornecimento de aviões para os Correios. (Págs. 1 e Eleições pág.8)
Folha e Rede TV! fazem debate com presidenciáveis
A violação de dados fiscais deve pautar o debate da Folha e Rede TV! entre candidatos à Presidência hoje. Desde o surgimento do caso, esse será o primeiro encontro entre a petista Dilma Rousseff e o tucano José Serra. (Págs. 1 e Eleições pág.6)
Datafolha Governadores
Pesquisa estimulada, em %
São Paulo
Alckmin (PSDB) 49%
Mercadante (PT) 23%
Russomano (PP) 9%
Skaf (PSB) 3%

Rio de Janeiro
Sérgio Cabral (PMDB) 58%
Gabeira (PV) 18%
Brancos e nulos, 8%
Não sabem, 8%

Minas Gerais
Hélio Costa (PMDB) 39%
Anastasia (PSDB) 36%
Brancos e nulos, 5%
Não sabem, 16%
Mercado de arte brasileiro deve faturar R$ 200 mi
Desde o início da década o mercado brasileiro de artes visuais tem apresentado crescimento de 50% ao ano. A estimativa é que o setor movimente R$ 200 milhões em 2010. (Págs. 1 e B1)
De Graciliano para Getúlio
Em carta nunca enviada para Getúlio Vargas, o escritor Graciliano Ramos não poupou ironia ao comentar os 11 meses preso no Rio. No texto de 1938, ele chamou o ditador de "colega de profissão", devido ao lançamento de livro com os discursos de Vargas. (Págs. 1 e A10)
Editoriais
Leia "Debate sem debate", sobre ritualização publicitária das discussões entre candidatos; e "Xenofobia na França", acerca de medidas de Sarkozy. (Págs. 1 e A2)
Boa notícia
Soldados brasileiros no Haiti ajudarão a reflorestar o país. (Págs. 1 e A21)
Grifes desejadas relutam em se instalar no país
Oito marcas, que segundo consultores são as mais buscadas por brasileiros em viagem ao exterior, relutam em abrir filiais no Brasil por causa da carga tributária e da capacidade logística. Entre os emergentes, os asiáticos têm preferência (Págs. 1 e B8)
Para Conceição Tavares, mundo deixou de ter centro e periferia (Págs. 1 e B7)
 
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: PF filmou funcionários do governo do Amapá recebendo propina
Governador do Estado e outras autoridades foram acusados de corrupção

Na operação Mãos Limpas, que prendeu na sexta-feira o governador do Amapá, Pedro Paulo Dias (PP), o ex-governador Waldez Goés (PDT) e outras 16 pessoas, a Polícia Federal gravou funcionários do governo pegando propina e indo depositar o dinheiro em conta particular, informa Rui Nogueira. (Nacional. Pags. 1 e A4)
União quer estatal para a obra no Rio São Francisco
A menos de quatro meses do final do mandato, o governo Lula quer criar mais uma estatal. Ela deve oprerar a transposição do Rio São Francisco e fazer manutenção de quase 800 quilômetros de canais de concreto no semiárido nordestino - a obra mais cara do PAC. (Nacional/Pags. 1 e A14)
Denúncia de propina atinge filho da ministra da Casa Civil
Reportagem da revista Veja que começou a circular ontem informa que Israel Guerra, filho da ministra Erenice Guerra - considerada braço direito e sucessora de Dilma Rousseff na Casa Civil - teria operado ao menos um bom negócio sob influência da mãe: a conessão de contrato de R$ 84 milhões para empresário do setor aéreo ligado aos Correios. (Nacional/Pags. 1 e A9)
Do corte de cana para a contrução civil
Falta de pedreiros, carpinteiros, pintores e azulegitas faz com que construtoras busquem trabalhadores egressos do corte de cana. (Economia/Pags. 1 e B4)
Um pólo de rejeição ao PT
Em meio à onda petista do país captaneada por Lula, há algumas cidades no interior de São Paulo que nutrem oposição visceral ao PT, relata Lourival Sant´Anna. (Nacional/Pags. 1 e A18)
BNDES já negocia aporte do Tesouro para 2011 (Economia / pags. 1 e B1)
 
Pedro S. Malan
A sexta campanha de Lula

A crise internacional 2007-2009 mostrou que ainda é forte entre nós a ideia de que dois mais dois podem ser cinco - desde que haja vontade política. (Espaço aberto/Pags. 1 e A2)
Dora Kramer: S.O.S. diversidade
Passada a eleição, pessoas, partidos e instituições precisarão fazer frente a uma questão política relevante no Brasil: o papel do contraditório. (Nacinal/Pags. 1 e A8)
Notas e Informações
As mudanças no CNJ

Apesar do balanço positivo, CNJ atravessa período de turbulências que pode até desfigurá-lo. (Pags. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: STF pode dar mais benefício a traficantes
Sessão da próxima quarta-feira tende a permitir concessão da liberdade provisória.

Depois de declarar inconstitucional o dispositico da Lei de Drogas que proibia a conversão da prisão em pena alternativa nos casos de condenação por tráfico, o Supremo Tribunal Federal (STF)tende a derrubar, na sessão plenária da próxima quarta-feira, a norma da mesma lei que impede a concessão de liberdade provisória a traficantes presos em flagrante, ainda que com quantidade irrisória de entorpecente. (Págs. 1 e País 4)
JB Carreiras
O Brasil é recordista mundial em restrições ao uso de internet no trabalho (Págs. 1 e 14)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Crimes virtuais atingem 19 pessoas por dia no DF
De janeiro a agosto deste ano, a Polícia Federal registrou 4,6 mil queixas de brasilienses lesados por fraudes eletrônicas, um índice 26% maior do que em 2009. Saiba como se proteger. (Págs. 1 e 33)
Eleições - STF dividido em relação à Ficha Limpa
Recurso de Joaquim Roriz contra decisão do TSE que negou o registro de candidatura do ex-governador deve ser analisado no Supremo antes de 3 de outubro. Decisão pode virar parâmetro para outros julgamentos. Veja como os ministros devem se posicionar. (Págs. 1 e 27)
Congresso - Campanha regada a verba oficial
Na tentativa de reeleição, deputados federais têm contado com uma ajuda financeira extra: a cota recebida para o "exercício da atividade parlamentar". Com o dinheiro da Câmara, são fretados jatinhos, contratados institutos de pesquisa e agências de comunicação. (Págs. 1 e 2)
Como comprar ações da Petrobras (págs. 1, 18 e 19)
 
Transplantes em alta
O Correio inicia uma série sobre a doação de órgãos, ato capaz de salvar vidas, que, no primeiro semestre, bateu recorde histórico no Brasil. (Págs. 1 e 10)
Trabalho e formação profissional - Gesto promissor
Com o crescente acesso dos surdos ao mercado de trabalho, aumenta a procura por intérpretes de Libras. (Págs. 1 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: A disputa pelo voto na reta final
Antonio Anastasia (PSDB) e Hélio Costa (PMDB) montam as estratégias para as últimas três semanas da campanha para o governo de Minas, a mais acirrada desde 1998. (pags. 1, 3 e 4)
Verba Extra
Cota da Câmara é usada na reeleição

Deputados federais gastam mais de R$ 3 milhões nos dois primeiros meses de campanha com fretamento de aviões, aluguel de carros e contratação de consultorias. (pags. 1 e 9)
Boca a Boca
Vovôs contam como eram as campanhas

Para eleitores com mais de 70 anos, havia mais contato pessoal e propaganda boca a boca. João Moreira (foto) lembra que candidatos ofereciam até almoços para tentar ganhar votos. (pags. 1 e 12)
Bem Viver
Otimistas com a saúde

Em pesquisa sobre o bem-estar do brasileiro, 71% dos entrevistados se dizem satisfeitos. Cláudio Bax (foto) vai à academia todos os dias. (pag. 1)
Patrimônio
Peças sacras que MP quer retomar serão periciadas

Justiça manda colecionador paulista e herdeiros de empresário mineiro entregarem 28 peças. Para o Ministério Público, objetos foram retirados de igrejas do estado. (pags. 1, 29, 32 e 33)
Turismo
Uberaba pode virar ´terra dos dinossauros´

Projeto de R$ 3 milhões quer valorizar patrimônio pré-histórico da cidade do Triângulo, que reúne tipos de fósseis do período Cretáceo não encontrados em nenhuma parte do mundo. (pags. 1 e 36)
O Redescobrimento do Brasil
Associação que promove vinhos portugueses investe 900 mil euros para conquistar apreciadores no Brasil. Fã dos produtos lusitanos, Alexander Pedrosa (foto) programou até viagem para Portugal. (pags. 1 e 21)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Sobram vagas do peão ao engenheiro (pág.1)
 
TV Jornal reúne presidenciáveis para falar do Nordeste (pág.1)
 
Comércio aposta no melhor Natal dos últimos tempos (pág.1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Veja
 
Manchete: Exclusivo: O polvo no poder
Empresário conta como obteve contratos de 84 milhões de reais no governo graças à intermediação do filho de Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil, que foi o braço direito de Dilma Rousseff.
------------------------------------------------------------------------------------
Época
 
Manchete: R$ 520 por uma vida
A história absurda do menino que morreu aos 14 anos porque as autoridades médicas recusaram - mesmo com ordem da Justiça - a fornecer um aparelho para ajudá-lo a respirar (Pag. Capa)
O PT de Mauá
Por dentro do reduto das violações de sigilo (Pag. Capa)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ
 
Manchete: Como ser sócio da gigante do patróleo
A maior opresção de lançamento de ações da história agita os investidores brasileiros e pode render até US$ 132 bilhões à Patrobras. Saiba como aproveitar essa oportunidade de comprar papéis que na última década valorizaram mais de 700% e os cuidados a tomar na hora de investir. (Pags. 1)
Eleição
Por que os ataques de Serra não tiram votos de Dilma (pag. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro
 
Manchete: Exclusivo: Os negócios do fenômeno
O craque Ronaldo revela detalhes de sua parceria com a gigante da publicidade WPP para atuar no marketing esportivo da Copa de 2014 e fala pela primeira vez de sua relação com o dinheiro, trazendo lições para todos os investidores:

Como multiplicar uma fortuna de US$ 250 milhões
As ações preferidas e seu perfil investidor
A equipe de 20 profissionais que cuida de seu patrimônio
O plano de negócios para administrar carreiras de outros atletas
Economia
Empresas se ajustam para o PIB recorde. (Capa)
------------------------------------------------------------------------------------
CartaCapital
 
Manchete: Quem bisbilhota quem
Brasília 2010: as omissões da Receita e a dificuldade do PT em explicar as digitais na quebra do sigilo da turma de Serra

Porto Alegre 2010: "As ordens partiam de Yeda Crusius" diz ex-ouvidor do governo sobre a espionagem de adversários

Miami 2001: o ano em que a Decidir.com, extinta empresa de Verônica Serra, promoveu uma imensa quebra de sigilo bancário
Especial pequenas empresas
A falta de crédito é o maior problema. (capa)
Eike vs. Landim
Uma briga de 670 milhões de reais. (capa)
Zero Hora
 
Manchete: Na mesa com os candidatos ao Senado
Na primeira reportagem da série que revela facetas de uma das mais acirradas disputas, Ana Amélia fala como encara a guinada em sua vida. (Págs. 1 e 4 a 15)
Dinheiro: Turismo no RS oferecerá na Copa "um Brasil diferente"
Diversidade norteará estratégia do setor no Estado, que já contabiliza 1,7 mil leitos reservados pela Fifa na Serra. (pág. 1)
 
 
 
11/09/2010 - 09h25
Conheça a lista top ten dos ´fichas-sujas´ da eleição
A aplicação da Lei da Ficha Limpa pelos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) dos Estados está revelando muitos casos de políticos que não foram condenados em última instância pela Justiça, mas possuem um vasto currículo de punições por tribunais estaduais ou de contas.
A Folha selecionou os históricos de dez candidatos considerados "fichas-sujas" que chamam a atenção pelo número de processos em que eles figuram como acusados ou pela gravidade dos crimes pelos quais foram punidos.
A Lei da Ficha Limpa entrou em vigor em junho e criou 14 novas hipóteses de inelegibilidade para os políticos, a maioria relacionada a punições por órgãos colegiados do Judiciário, como os TJs (Tribunais de Justiça) dos Estados, ou tribunais de contas, como o TCU (Tribunal de Contas da União).
Levantamento feito pela Folha mostra que 38% dos políticos barrados como "fichas-sujas" pelos TREs tiveram contas rejeitadas por tribunais de fiscalização de finanças públicas.
Em seguida, no ranking dos motivos de enquadramento na lei, aparecem as condenações por improbidade administrativa: 20% dos candidatos já foram punidos por esse tipo de crime.
Cerca de 14% dos candidatos com inscrição eleitoral negada pelos TREs já foram condenados por compra de votos ou abuso do poder político ou econômico.
No grupo dos considerados "fichas-sujas", o percentual de punidos em ações criminais é de 13%.
Esses políticos recorreram ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mas nenhum dos casos já foi julgado em definitivo pela corte.
De acordo com o levantamento realizado pela Folha em todos os TREs do país, 215 candidatos foram barrados com base na nova lei.
Porém, a tendência é que o número de candidaturas indeferidas aumente no TSE, uma vez que a corte superior mostrou ter um entendimento mais rigoroso sobre a aplicação da lei que muitos TREs dos Estados.
Os políticos eventualmente derrotados no TSE ainda poderão apresentar recursos ao STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar a liberação de suas candidaturas. E é no Supremo que a Lei da Ficha Limpa poderá sofrer maiores restrições, pois os ministros do tribunal estão divididos quanto à constitucionalidade de alguns pontos da nova legislação.
 
 
 
Colaboraram ALINE PELLEGRINI, ELIDA OLIVEIRA, FILIPE MOTTA e FLÁVIO FERREIRA
 
 
Repasse. Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.