- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 257

 

 
 
Edição nº 257, de 15 de setembro de 2010
 
 
O mundo mágico da Internet
 Pirassununga - SP
 
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
15 de setembro de 2010
O Globo
 
Manchete: Dirceu: PT terá mais poder com Dilma do que com Lula
Ex-ministro da Casa Civil critica mídia e fala em abuso do poder de informar

O deputado cassado José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, disse que, para o PT, a eventual eleição da candidata à Presidência Dilma Rousseff será mais importante do que a de Lula. Segundo Dirceu, Dilma representa o projeto petista, enquanto Lula "é duas vezes maior que o PT".

Ele fez a afirmação a petroleiros, em Salvador, sem perceber a presença da imprensa. Dirceu disse que a oposição tem apoio da mídia para tentar influenciar a opinião pública. E criticou o que chamou de abuso do poder de informar. O ex-ministro disse que a aliança com o PMDB será decisiva para a vitória de Dilma.

Em debate na internet, o ex-presidente Fernando Henrique criticou Lula por interferir na eleição: "Vejo um presidente que virou militante, chefe de uma facção. Extrapola o limite do estado de direito democrático" (Págs. 1, 3 e 12)

"A eleição de Dilma é mais importante do que a do Lula, porque é a eleição do projeto político"
José Dirceu

Elio Gaspari
A história da famflia de Erenice: da saga de um nordestino valente ao mingau de clientelismo explícito. (Págs. 1 e 6)

Roberto DaMatta
A distinção entre fraudes e fraldas é o projeto mais básico no nosso momento polítíco-eleitoral. (Págs. 1 e 7)

Zuenir Ventura
Marina já é a grande novidade da eleição, qualquer que seja o resultado. (Págs. 1 e 7)
PF investigará filho, mas poupa Erenice
A PF investigará Israel Guerra pelas denúncias de tráfico de influência, mas poupará sua mãe, a chefe da Casa Civil, Erenice Guerra. O discurso oficial, decidido em reunião com Lula, é, tratar o caso como disputa eleitoral. Erenice, em nota, acusou o tucano José Serra de ser "aético". (Págs. 1, 4 e editorial "Os prejuízos dos desvios éticos")
Apex, cabide de aloprados do PT
Parentes de Osvaldo Bargas e Jorge Lorenzetti, dois personagens -chave do escândalo dos alopra - dos petistas, estão empregados na Apex, agência de promoção das exportações. (Págs. 1 e 11)
Lula vai à TV com ficha-suja de AL
O presidente Lula foi ao horário eleitoral em Alagoas pedir votos para o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), que teve a candidatura barrada pelo TRE com base na Lei da Ficha Limpa. (Págs. 1 e 15)
Dólar cai pelo 10º dia e encosta em R$ 1,70
O dólar caiu pelo 10º dia consecutivo e fechou a R$ 1,708, menor cotação desde novembro de 2009. A entrada de investidores estrangeiros para participar da capitalização da Petrobras tem derrubado as cotações. No mundo, o dólar também recuou frente ao euro e ao iene. (Págs. 1 e 25)
Cuba: transição terá até criador de coelhos
De acordo com documento do Partido Comunista Cubano, os 500 mil servidores que serão demitidos poderão atuar em 124 áreas: da criação de coelhos à condução de balsas. (Págs. 1, 31 e editorial "Acelera-se o relógio da ruína cubana")
França veta véu e sofre alertas de bomba
No mesmo dia em que o Senado aprovou o projeto de lei que proíbe o véu integral na França, a polícia recebeu duas ameaças de bomba. Turistas foram retirados da Torre Eilfel, e a estação de metrô em Saint-Michel foi fechada. (Págs. 1 e 32)
Juiz manda SPU devolver casa a parque
O juiz José Carlos Zebulum, da 27ª Vara Federal do Rio, decidiu que a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) será obrigada, desta vez, a cumprir a reintegração de posse de casa ocupada irregularmente no Jardim Botânico. (Págs. 1 e 17)
Ciro Garcia, candidato do PSTU ao governo, defende descumprir a Lei Fiscal (Págs. 1 e 14)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Caso Erenice põe o governo na ofensiva e partidos batem boca
Presidente 40 Eleições 2010

Ministra chama Serra de ´candidato aético e derrotado´; para FHC, Lula age como ´chefe de facção´

O novo escândalo provocado pelas acusações de lobby contra a ministra Erenice Guerra (Casa Civil) e integrantes de sua família elevou o tom da campanha ao nível mais forte até agora.

Em nota timbrada da Presidência, a ministra se disse vítima de uma "impressionante campanha de difamação" em favor de um "candidato aético e já derrotado", referindo-se, sem citar nome, ao tucano José Serra.

O teor político da nota reflete o adotado pelo presidente Lula em reuniões. Seu tom, porém, desagradou à campanha de Dilma Rousseff (PT); para assessores, ela dá a ideia de que o governo vê a eleição como ganha.

Em entrevista na internet, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou a campanha de Serra e disse que Lula está agindo como
"chefe de facção", não como presidente. (Págs. 1 e Eleições 2010)
Auditoria acusa irmão de ministra de desvio
José Euricélio de Carvalho, irmão da ministra Erenive Guerra, foi apontado por uma auditoria do governo como responsável pelo desvio de R$ 5,8 milhões da editora da UnB em contratos fantasmas com 529 pessoas, informam Filipe Coutinho e Andreza Matais.

Pagamentos suspeitos incluem ao menos R$ 134 mil para o próprio Euricélio e para israel Guerra, filho de Erenice, quando ela era subordinada à então ministra Dilma Rousseff. (Págs. 1 e Esp. 4)

Elio Gaspari
Família de Erenice poderia ser saga do nordestino, não mingau de clientelismo. (Págs. 1 e A6)
Receita lança pacote para evitar vazamento de dados (Págs. 1 e Esp. 5)
 
Por dez anos, polícia de SP violou sigilos para Petrobras
De 2000 a 2009, a Polícia Civil paulista entergou à Petrobras fichas criminais de milhares de pessoas que tentaram emprego na estatal, relatam André Caramante e Rogério Pagnan.

Para a Corregedoria da polícia, a prática é ilegal. As informações são públicas, diz a Petrobras. (Págs. 1, C1 e C3)
UE ataca França por expulsão de ciganos; Senado veta uso do véu
A comissária de Justiça da Comissão Europeia, Viviane Reding, pedirá abertura de processo contra a França pela expulsão de ciganos, que champou de "desgraça".

O Senado do país aprovou projeto que proíbe o véu islâmico em lugares públicos. Ele ainda irá ao Conselho Constitucional. (Págs. 1 e A8)
Alzheimer pode ser ´diabetes cerebral´, diz estudo da UFRJ
Dados obtidos por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro reforçam a ideia de que há relação íntima entre diabetes e mal de Alzheimer, doença degentativa do cérebro.

Estudos com cobaias indicam que remédios para diabetes podem ser úteis contra o Alzheimer, que ainda não tem cura. (Págs. 1 e A14)
Fovest: Institutos vão preencher 70% das vagas com sistema do Enem (Págs. 1 e 4 a 6)
 
Editoriais
Leia "Males a extirpar", sobre reação de Dilma Rousseff a denúncias contra Erenice Guerra; e "É preciso punir", acerca da corrupção no Amapá. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Lula comanda reação do govemo para blindar Erenice
Estratégia é responsabilizar Serra pelo escândalo em torno da denúncia de tráfico de influência na Casa Civil

Coube ao presidente Lula o comando da contraofensiva do governo e da coordenação da campanha de Dilma Rousseff (PT) para inocentar a ministra Erenice Guerra. A intenção é jogar no candidato tucano José Serra a culpa pela repercussão das denúncias de envolvimento de Erenice, de um filho e de familiares dela em tráfico de influência na Casa Civil. Erenice, que sempre atuou como braço direito de Dilma, animou-se com o apoio do presidente. Imediatamente, ao saber que ficaria no governo, divulgou uma nota à imprensa, com ataques a Serra, qualificando-o de "aético e já derrotado". Lula e o comando da campanha de Dilma mostravam multa preocupação com a possibilidade de as denúncias contra Erenice tirarem votos da petista. Por isso, decidiram pela rápida reação. Logo pela manhã, o presidente chamou os ministros mais próximos para uma conversa. Concluíram que o melhor seria anunciar a entrada da Polícia Federal e da Controladoria-Geral da União no caso. (Págs. 1 e Nacional A4)

Receita terá ´sigilo VIP´

Em meio ao escândalo da quebra de sigilo fiscal de tucanos, o ministro Guido Mantega (Fazenda) anunciou ontem a criação de uma lista com nomes de "pessoas politicamente expostas”. Elas terão seus dados cadastrais na Receita Federal mais protegidos que os dos demais contribuintes. (Págs. 1 e Nacional A9)

Foto legenda: Reação. Para Erenice, Serra está ´desesperado´ para criar ´fato novo´ (Pág. 1)
Polícia quebrou sigilo de 400 mil a pedido da Petrobras
Policiais de São Paulo quebraram ilegal­mente o sigilo das fichas criminais de estimadas 400 mil pessoas de 2000 a 2009 a pedido da Petrobrás, informa o repórter Marcelo Godoy. A conclusão está em inquérito da Corregedoria da Polícia Civil que aponta delegados e fun­cionários da Divisão de Capturas como responsáveis pela violação do sigilo fun­cional, crime punido com até seis anos de prisão. Três funcionários da Petro­brás confessaram, ao depor, que pediam de 800 a 1.000 pesquisas de ante­cedentes criminais por semana. (Págs. 1 e Nacional A12)

Estatal nega irregularidade
A Petrobrás disse que levantar antece­dentes criminais é "prática corrente no meio corporativo". (Págs. 1 e Nacional A12)
Lula age na campanha como chefe de facção, diz FHC
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse a portal do PSDB na internet que o presidente Lula tem agido como “militante e chefe de facção" na campanha e pregou que o STF atue para impedir excessos. FHC chegou a comparar Lula ao ex-primeiro-ministro italiano Benito Mussolini: "Faltou quem freasse Mussolini. Claro que o Lula não tem nada a ver com Mussolini, mas o estilo ´eu sou tudo e quero o poder total´ não pode. Ele tem de parar." (Págs. 1 e Nacional A7)
Para Dirceu, há excesso de liberdade de imprensa
O ex-ministro da Casa Civil e deputado do PT cassado José Dirceu disse, em palestra a sindicalistas, que "o problema do Brasil é o monopólio das grandes mídias, o excesso de liberdade e do direito de expressão e da imprensa". Por causa disso, afirmou, o primeiro ano do eventual governo de Dilma Rousseff "será marcado pela política". Dirceu admitiu também que o presidente Lula é "duas vezes maior" que o PT. (Págs. 1 e Nacional A9)
Mundo tem menos famintos, diz ONU
A ONU informou que o total de famintos no mundo caiu de 1,02 bilhão para 925 milhões entre 2009 e 2010. Para a entidade, porém, o número segue "inaceitável". (Págs. 1 e Economia B9)
Estoque alto deixa carro mais barato
Modelos 2011 de diversas marcas estão sendo ofertados com preços até 5% menores que os praticados no mesmo período de 2009, quando vigorava o corte parcial do IPI. (Págs. 1 e Economia B1)
EUA pedem que Israel suspenda colonização (Págs. 1 e Internacional A13)
 
34% dos cursos de pós são ruins ou regulares (Págs. 1 e Vida A18)
 
André Meloni Nassar
Nosso modelo agrícola é melhor

O Brasil é um dos poucos países em desenvolvimento com agricultura de país desenvolvido. Com a diferença de que subsidia pouco o agricultor. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações
A encenação de sempre

Um assessor da Casa Civil foi o bo­de expiatório encontrado pelo gover­no no caso Erenice Guerra. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Diferentes nas ideias, iguais nos ataques
Os quatro principais candidatos ao Governo do Distrito Federal participaram ontem do debate promovido pelos Diários Associados, com transmissão pela TV Brasília e pelos sites do Correio e do Correioweb, e pelo Twitter. Além de temas como saúde, segurança e transporte, Agnelo Queiroz, Joaquim Roriz, Toninho do PSol e Eduardo Brandão tiveram que se posicionar sobre alianças políticas, Lei da Ficha Limpa, Operação Caixa de Pandora e denúncias de irregularidades. Os quatro também trocaram acusações. Líder nas pesquisas de intenção de voto, Agnelo foi o principal alvo dos concorrentes. Para se defender dos ataques dos três adversários, o ex-ministro do Esporte teve concedidos dois direitos de resposta. Em alguns momentos, Roriz e Toninho se uniram nas críticas ao petista.

Mais inchaço: Roriz, que legalizou invasões, agora quer aumentar território do DF.

Fora vans: Agnelo garante, pela primeira vez, ser contra transporte alternativo.

Saco de gatos: Toninho, que patina nas pesquisas, condena coligações do PT.

De olho no futuro: Brandão admite fazer parte de qualquer governo eleito.

TV, Twitter, videochat e rádio: participação ativa do eleitor. (Págs. 1 e suplemento especial)
Erenice escapa de investigação
PF apura denúncia de tráfico de influência, mas a chefe da Casa Civil não será ouvida. Família da ministra tem muitos negócios. (Págs. 1, 2 e 3)
Pós da UnB têm boas notas
Cinco cursos foram avaliados com os maiores conceitos (6 e 7) pelo MEC. No país, aumentou o número de reprovações. (Págs. 1 e 7)
Regionais terão mais dinheiro
Projeto de lei do GDF cria um fundo que ampliará a autonomia das administrações, com mais aporte de verbas para obras. (Págs. 1 e 23)
Menos fome no mundo
ONU aponta queda no número de famintos pela primeira vez em 15 anos. Mas ainda há 925 milhões sem comida. (Págs. 1 e 17)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Fundo Soberano pode ser 2º maior acionista da Petrobras
O governo federal autorizou, na semana passada, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Caixa Econômica Federal (CEF), a permutarem ou venderem 217,3 milhões de ações ordinárias da Petrobras ao Fundo Fiscal de Investimentos e Estabilização (FFIE), um instrumento do Fundo Soberano do Brasil (FSB). Se o FFIE adquirir todas essas ações, ele passará a deter 4,29% do atual capital votante da Petrobras, passando a ser o maior acionista com direito a voto na estatal do petróleo, depois do próprio Tesouro Nacional.

Na semana passada, a Caixa vendeu para o FFIE as ações ordinárias da Petrobras que detinha. Segundo infor­mou a assessoria da CEF, o banco não possui mais posição própria em ações da Petrobras em sua tesouraria. No dia 26 de agosto, por meio de decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Tesouro Nacional foi autorizado a capitalizar a Caixa por meio da transferência de 77,6 milhões de ações ordinárias da petroleira estatal, que, portanto, já foram alienadas ao FFIE. (Págs. 1 e C3)
Grandes já vendem 67% do etanol
Sete grandes grupos de usinas já dominam 67% da comercialização de etanol no Brasil. A concentração avançou rapidamente no setor nos ú1timos anos - era de 25% em 2000 -, sustentada por fusões e aquisições e estimulada por ganhos de produtividade. Estima­-se que as usinas que vendem etanol em grupo têm custos logísticos de 10% a 20% mais competitivos que as unidades que atuam isoladamente. Há vantagens na contratação de frete e no compartilhamento de infraestrutura logística.

A aglutinação da oferta ocorre de duas formas. A primeira é o modelo Copersucar: várias usinas associam e delegam à cooperativa a decisão da melhor estratégia de venda. A segunda, mais comum, é a das empresas de comercialização, que fazem as vendas para médias e grandes usinas. (Págs. 1 e B14)
Foto legenda: Forças contrárias
Otimista, a ponto de anunciar a intenção de fechar um acordo entre o Mercosul e a União Europeia até meados de 2011, o comissário europeu para o Comércio, Karel De Gucht, recebeu ontem, em São Paulo, recado de industriais brasileiros, que querem os acordos comerciais. (Págs. 1 e B3)
Gol e TAM lideram em cargas
Sem aviões cargueiros, as duas maiores compainhas aéreas do país, Gol e a TAM, passaram a liderar também o transporte aéreo de cargas juntamente com a Absa (controlada pela LanChile). As duas empresas brasileiras aproveitam o compartimento de carga dos aviões. A capacidade total para embarcar encomendas ao lado das bagagens, portanto, depende da taxa de ocupação das aeronaves. Mesmo assim, Gol e TAM estão investindo em mais capacidade de armazenagem e manuseio de cargas nos terminais. O transporte de carga na TAM já responde por 10% do faturamento. Na Gol, a área tem o maior peso dentro da receita de serviços auxiliares, que corresponde a 11,3% das vendas da companhia. (Págs. 1 e B9)
TI age para aliviar a tensão entre clientes e call centers
Empresas de software lançaram no Brasil algumas soluções para suavizar as nem sempre cordiais relações entre os consumidores e os call centers. As opções vão de "detectores de estresse" a sistemas que tentam "adivinhar" o problema do cliente antes que ele fale com o operador.

Um programa da Teleperformance monitora o nível de tensão entre o cliente e o atendente por decibéis, graduados nas luzes verde, amarela e vermelha. Quando a luz vermelha aparece tela do computador, o gerente assume a ligação e intervém no atendimento. Muitas empresas preferem apostar em sistemas de atendimento sem intervenção humana. Um "robô" da Directalk, por exemplo, é capaz de atender quem procura a empre­sa por telefone ou webchat (Págs. 1 e B3)
Pesquisas indicam segundo turno em somente 5 estados
Poucos brasi1eiros deverão voltar às urnas em 31 de outubro para o segundo turno, não só na corrida presidencial, em que a candidata Dilma Rousseff (PT) caminha para um resultado favorável no primeiro turno, mas também nos Estados. Se confirmadas às pesquisas de intenção de voto mais recentes, apenas 5 das 27 unidades da Federação o governador não será eleito em 3 de outubro: Alagoas, Amapá, Piauí, Santa Catarina e Rondônia.

Isso significa que apenas 7,4% dos eleitores terão segundo turno, o menor índice desde a adoção do sistema de eleições em duas fases criado pela Constituição de 1988. Há quatro anos, 41% dos eleitores, em dez Estados, foram ao segundo turno. (Págs. 1 e Al6)
Forte ingresso de capitais surpreende Suíça e Japão e moedas se valorizam (Págs. 1 e C2)
 
FGV concluirá sede 66 anos depois
A Fundação Getúlio Vargas vai completar a construção de sua sede, na praia de Botafogo, com o segundo prédio previsto, em 1944, no projeto criado por Niemeyer. Parte do edifício será vendido ou alugado. (Págs. 1 e A2)
Commodities/Especial
Barreiras sanitárias, burocráticas e políticas nos EUA, Europa, Rússia e Irã podem causar uma perda de US$ 2 bilhões aos exportadores brasileiros de carne bovina. Mesmo assim, a expectativa é encerrar o ano com receita superior a US$ 5 bilhões, diz Otávio Cançado, Abiec. (Págs. 1 e B3)
Santillana pode abrir capital no país
A Prisa, maior empresa de mídia da Espanha e controladorada Santillana, estuda abrir o capital da unidade brasileira da editora no próximo ano. O Brasil é o maior mercado da empresa, dona da editora Moderna. (Págs. 1 e B7)
Schulz fornecerá tubos ao Comperj
A Schulz América Latina fechou contrato com a Alusa, responsável pelas obras do Comperj, para fornecer tubos de aço inoxidável para a unidade de destilação atmosférica da primeira refinaria do complexo. (Págs. 1 e B10)
Barra do Furado pode sair do papel
Odebrecht, OAS e Queiróz Galvão fecharam contrato para dragagem do futuro complexo industrial e portuário de Barra do Furado (RJ), que deverá receber operações de apoio à exploração de petróleo. (Págs. 1 e B10)
Cisão da Fiat
Os acionistas da Fiat decidem amanhã se aprovam a proposta de cisão da empresa, entre as áreas de automóveis e motores e de caminhões e equipamentos pesados. (Págs. 1 e B11)
Pfizer na genética bovina
Depois da Merial, em 2007, e mais recentemente a InterVet, em parceria com a brasileira Genoa, a Pfizer estreia no setor de marcadores genéticos no Brasil, destinados a animais da raça nelore. (Págs. 1 e Bl3)
Baixar manual estrangeiro paga IR
Receita Federal entende que download de manuais de equipamentos importados, que serão impressos no Brasil, devem pagar 25% de IR a título de importação de serviços. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Rosângela Bittar

A moda na campanha eleitoral do PSDB, agora, é falar muito mal de Serra e atribuir a ele a culpa pelas dificuldades. (Págs. 1 e A10)
Ideias
Martin Wolf

Mundo precisa de um setor bancário menor e mais seguro, e o defeito das novas regras é que elas não farão isso. (Págs. 1 e Al5)
Estado de Minas
Manchete: Minas tem 62 cursos de pós-graduação de nível internacional
Estado oferece 11,6% dos melhores cursos de pós-graduação do país, conforme levantamento do MEC. Apenas um deles é de instituição particular. Os outros 61 são ministrados por universidades públicas. O total de pós-graduações em Minas cresceu 27% entre 2007 e 2009, chegando a 405. No país, a expansão foi menor no período, 21%, somando 4.099 cursos no ano passado. (Págs. 1 e 23)
Eleições 2010: Hélio afirma que estado só terá obra se for eleito
Candidato do PMDB ao governo de Minas dá comocerta a eleição de Dilma à Presidência da República e diz que só a afinação entre o próximo governador e o Palácio do Planalto fará sair do papel projetos importantes para o estado, como a expansão do metrô e o rodoanel. A declaração foi feita em sabatina com estudantes promovida pelo Estado de Minas, revista Ragga e Ragga Drops. (Págs. 1, 10, 11 e Editorial, 8)

Tucano aposta em prefeitos

Aliados de Anastasia atribuem boa parte da subida nas pesquisas ao apoio de políticos nos municípios. (Págs. 1 e 7)

PF investigará filho de Erenice

Israel Guerra, filho da ministra, é suspeito de cobrar propina para garantir contratos com o governo. (Págs. 1, 3 e 4)
PIB: Brasil sobe ao pódio do crescimento
Projeção feita combase em dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) indica que o país fechará o ano em terceiro lugar no ranking mundial de crescimento, com expansão de 7,4%. Deverá ficar atrás só de China (10%) e Índia (8,8%). (Págs. 1 e 14)
Defesa: Brasil faz acordo com Reino Unido
Marinha pode comprar até 30 embarcações britânicas. (Págs. 1 e 19)
Ciência: Biotecnologia na indústria têxtil
Uso de enzimas melhora tecido e economiza água. (Págs. 1 e 22)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Menos famintos pelo Mundo
Pela primeira vez em 15 anos, houve uma queda real no número de pessoas com fome no planeta, de 1,02 bilhão em 2009 para 925 milhões em 2010. Um número ainda inaceitável, segundo a ONU. (Pág. 1)
A internet é das mulheres (Pág. 1)
 
Governo lança contra-ataque para esfriar as denúncias (Pág. 1)
Obra do aeroporto é adiada por causa de erro de cálculo (Pág. 1)
Zero Hora
Manchete: Maior apreensão de cocaína em 17 anos atinge tráfico no RS
Operação da Polícia Civil, que recolheu 201 quilos de coca em Mariana Pimentel, e ação da PF, que tirou de circulação mais de meia tonelada em Rio Grande, barram avanço dos cartéis.

Por que o Estado é usado como rota de drogas. (Págs. 1, 50 e 51)
Tranca de ferro: Vazamento leva Fazenda a mudar regras
Mantega anuncia ações como o alerta para acesso de dados de pessoas “politicamente expostas”. (Págs. 1, 6 e Rosane de Oliveira, 10)
Polêmica: Cota leva apreensão a autoescolas
Exigência de que 60% passem no teste da carteira de motorista gera incerteza. (Págs. 1, 4 e 5)
Espionagem: Como opera o polêmico sistema de consultas
Veja o tipo de dados e quem acessa ferramenta que derrubou a cúpula da Casa Militar. (Págs. 1, 16 e 18)
 
INFORMATIVO PÚBLICO  DE AMEAÇA
Atenção autoridades de Pirassununga
 
Buya está sendo vigiado e acompanhado por servidor de cargo de confiança do Prefeito. Esta pessoa já foi vista várias vezes, rodeando e visualizando a placa do veículo do Buya, bem como comportando-se de maneira ameaçadora.
Caso algo aconteça ao Buya, o povo sabe quem foi o autor e os mandatários.
 
BUYA NELES!!!
 
Repasse este email. Buya está correndo risco e o povo precisa saber.
 
 
 
Repasse. Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.