- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 264

 

 
 
Edição nº 264, de 22 de setembro de 2010
 
 
O mundo mágico da Internet
 Pirassununga - SP
 
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
22 de setembro de 2010
O Globo
 
Manchete: Eleições 2010: Após lotear Correios, governo corre contra apagão postal
Intervenção branca busca isolar grupo de Erenice e negociar com franqueados

A três meses do fim do governo, o presidente Lula iniciou uma intervenção branca nos Correios para tentar conter o loteamento político na estatal. O objetivo é isolar o que resta do grupo posto lá pela ex-ministra Erenice Guerra, inclusive o atual presidente, David José de Matos, indicado por ela. Sob o comando do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, a área de Recursos Humanos da estatal fará um diagnóstico dos problemas, inclusive a possibilidade de um apagão postal. Na gestão de Erenice, a negociação com os franqueados emperrou, e há denúncias de licitações viciadas. Com faturamento anual de R$ 13 bilhões, os Correios foram centro de crises políticas graves, inclusive o flagrante do pagamento de propina a um diretor que deu origem à denúncia do mensalão. Na Bahia, Dilma disse que ainda não viu provas contra sua sucessora. E afirmou que Erenice foi escolhida para substituí-la por critério de Lula. (Págs. 1, 3 e 4)

SIP condena ataque de Lula à imprensa

A Sociedade Interamericana de Imprensa criticou o presidente Lula por comparar a mídia a um partido político. Para Alejandro Aguirre, presidente da SIP, o livre fluxo de informação é direito do povo, não do governo, Lula voltou a dizer que a imprensa o ataca injustamente: "Chega a beirar o ódio." (Págs. 1, 9, 10 e editorial "Volta a manipulação do golpismo")

Enquanto isso, na Argentina ...

A presidente Cristina Kirchner apresentou uma denúncia no Juizado Criminal Federal de La Plata, contra os jornais "Clarín" e "La Nación" pela suposta apropriação ilegal da empresa Papel Prensa, vendida pela família Graiver em 1976. (Págs. 1 e 33)
Política fora dos trilhos
Caos no metrô de SP vira munição para briga entre tucanos e petistas

A paralisação da Linha 3 do Metrô de São Paulo por duas horas, com depredação de 17 trens acabou virando combustível eleitoral entre tucanos e petistas. A direção do Metrô alega que houve uma pane provocada quando uma blusa deixada por um usuário impediu o fechamento das portas. A coordenadora da campanha na internet de José Serra (PSDB), Soninha Francine, afirmou que houve sabotagem eleitoral e que os problemas no Metrô se avolumaram com a proximidade das eleições. O PT reagiu e apontou desespero eleitoral de Soninha. O assunto logo virou um dos mais comentados no Twitter no Brasil. Cerca de 200 mil - pessoas foram afetadas pela interrupção do serviço. Muitos passageiros quebraram portas e janelas para sair dos trens e tiveram de caminhar pelos trilhos. (Págs. 1 e 11)
Banco do Vaticano é investigado. De novo
Vinte e oito anos após o escândalo do Banco Ambro­siano, um tribunal de Roma ordenou o confisco de € 23 milhões depositados pelo Banco do Vaticano no Credito Valtellinese. Segundo magistrados, o banco da Santa Sé não respeitou as normas europeias sobre lavagem de dinheiro. Surpreso, o Vaticano declarou confiança em seus executivos. (Págs. 1 e 31)
Déficit externo do país subirá para US$ 60 bi
Com o crescimento das remessas de lucros e dos gastos com viagens internacionais, o BC projeta um déficit externo de US$ 49 bilhões este ano, o maior em 63 anos, e US$ 60 bilhões em 2011. Em dois anos, o rombo subirá 150%. (Págs. 1 e 25)
Serra promete até 13º para o Bolsa Família
O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, que já prometera ampliar o Bolsa Família, afirmou ontem que, se eleito, pagará um décimo terceiro salário aos beneficiados pelo programa. A proposta foi feita durante debate com Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL). (Págs. 1 e 11)
Mais ônibus hoje para o Dia Mundial Sem Carro no Rio (Págs. 1 e 22)


Contra compra de voto, MP quer limitar saques em RR (Págs. 1 e 13)
 
Colunas
Elio Gaspari

Não dá para acreditar em tudo, mas como desmentir quem diz ter recebido R$ 200 mil? (Págs. 1 e 6)

Merval Pereira

Com os ataques à imprensa, Lula e o PT querem evitar o 2º turno, a qualquer preço. (Págs. 1 e 4)

Míriam Leitão

Caso Erenice mostra que corrupção no governo aumentou: e sem-cerimônia. (Págs. 1 e 24)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Falha para metrô, provoca pânico e prejudica 150 mil
Problema na linha 3-vermelha faz usuários quebrarem vidros para escapar dos vagões; 17 trens são danificados

Paralisação de mais de duas horas da linha 3-vermelha - a mais usada do metrô - acabou em caos, com 17 trens avariados e multidão andando por trilhos. Cerca de 150 mil pessoas foram prejudicadas.

O Metrô disse que uma blusa presa em porta travou um trem, mas pode ter havido falha no equipamento de mudança de trilhos. Em pânico por boatos de incêndio e bomba, passageiros quebraram vidros para escapar.

O governador Alberto Goldman (PSDB) vai abrir investigação para saber se o problema "foi um acidente ou foi motivado". (Págs. 1 e C1)

José Simão

O babado era para deter o avanço da onda vermelha, não da linha vermelha. (Págs. 1 e Esp. 7)

Foto Legenda: Cansados de esperar, passageiros andam ao lado de trilho do metrô do Tatuapé (zona leste)
Presidente 40 Eleições 2010: Dilma nega ter indicado Erenice para Casa Civil
A candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff, negou ter indicado Erenice Guerra, seu braço direito para sucedê-la na Casa Civil e atribuiu a nomeação a um critério do presidente Lula.

"O presidente Lula definiu que a sucessão seria pelos secretários-executivos", disse. Antes, em entrevista na TV, Dilma afirmara não saber de nenhuma "ação inidônea" de Erenice. (Págs. 1 e Esp. 1)
Saúde é a maior preocupação de eleitores; em 2º vem segurança
Caderno especial traz pesquisa Datafolha em que os eleitores brasileiros apontam saúde e segurança como os principais problemas do país. Há sete anos, o desemprego e a fome eram as maiores preocupações.

O Caderno também mapeia dificuldades crônicas de cada região brasileira, em pauta nas eleições estaduais, e mostra que estão longe da solução. (Págs. 1 e Pelo País)
“Não entrei como 2º“, diz Netinho
O ex-pagodeiro Netinho (PCdoB), 40, diz que quer ser senador porque a Casa é "conservadora" e que não entreou "para ser segundo".

Ele disse que a agressão à sua ex-mulher foi superada e negou atrito com Marta Suplicy (PT), com quem está empatado em 1º. (Págs. 1 e Esp. 8)
Procuradoria vai investigar ações de TV do governo (Págs. 1 e Esp. 3)
 
Ex-presa no Irã agradece ao Brasil por envolvimento
Sarah Shorud, americana que ficou 410 dias presa no Irã sob acusação de espionagem, agradeceu ao ministro Celso Amorim (Relações Exteriores) por apelos que o Brasil fez por sua liberatação.

Em Nova York para assembleia da ONU, Amorim disse que não queria "tomar o crédito para si". (Págs. 1 e A10)
Foto legenda: Deu branco
Telhados e carros cobertos de gelo em Guarulhos; temporal de granizo também atingiu as zonas norte e leste da capital, que ficou em estado de atenção. (Págs. 1 e C8)
Caderno Eleições
Leitores aprovam a cobertura da Folha sobre denúncias. (Págs. 1 e 5)

Imprensa "inventa coisas" e "beira o ódio", acusa Lula. (Págs. 1 e 4)

Marina lidera entre alunos e Serra entre docentes da USP. (Págs. 1 e 5)

Prazo para pedir 2ª via de título eleitoral acaba no dia 30. (Págs. 1 e 6)
Editoriais
Leia "Enxurrada de dólares", acerca de grande fluxo de entrada da moeda; e "Reforma na USP", sobre revisão de cursos na universidade. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: TV de Lula contrata empresa que emprega filho de Franklin
Firma venceu licitação da EBC em projeto de R$ 6,2 milhões tido como “prioridade zero“ pelo ministro

A Empresa Brasil de Comunicaão, do governo federal, contratou por R$ 6,2 milhoes uma firma que tem como representante comercial Claudio Martins, filho do ministro Franklin Martins (Comunicação Social), presidente do Conselho de Administração da estatal. A Tecnet venceu licitação feita às pressas, em 2009, para cuidar dos arquivos digitais da EBC, conhecida como "TV Lula". 0 processo foi nebuloso: um diretor do único concorrente da Tecnet, a Media Portal, disse que participou da elaboração do edital. E-mails da estatal obtidos pelo Estado mostram que Franklin pediu “prioridade zero" para o assunto, embora pareceres alertassem para a falta de recursos. (Págs. 1 e Nacional A4)

Ministro nega irregularidade

Franklin Martins afirmou que seu filho não teve influência no resultado da licitação. (Págs. 1 e Nacional A4)
Lula diz que imprensa não pode “inventar“
O presidente Lula voltou a atacar a imprensa brasileira ontem. Ele afirmou que a liberdade de imprensa é "sagrada para fortalecer a democracia", mas “não significa que se deva inventar". 0 PT convocou militantes a participar de protesto de ONG crítica "mídia tradicional", amanhã, no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, contra o que ela chama de "golpe midiático" a favor do candidato José Serra. (Págs. 1 e Nacional A8)
Rombo externo vai a US$ 60 bi em 2011, diz BC
O Banco Central prevê que o déficit em conta corrente - que registra todas as transações de bens e serviços com o exterior - vai atingir US$ 60 bilhões em 2011, ante US$ 49 bilhões esperados para este ano. Se confirmado, a rombo de 2011, em valores, será a maior da história. 0 aumento das remessas de lucros e a explosão de gastos em viagens internacionais são as maiores pressões sobre essa conta. (Págs. 1 e Economia B1)
Blusa para Metrô de SP e afeta 250 mil
Sistema foi paralisado entre 7h50 e 10h15, horário de pico na manhã; 17 trens foram depredados por passageiros

Causada, oficialmente, por uma blusa, uma falha no fechamento de porta de trem provocou efeito cascata que parou por mais de duas horas a Linha 3 - Vermelha, a de maior movimento do Metrô de São Paulo. Após cerca de 30 minutos de espera e sem ventilação nos vagões, um dos passageiros acionou o botão de emergência para a abertura das portas e alguns deles desceram para os trilhos. Por medida de segurança, a energia elétrica da linha foi desligada. O sistema ficou paralisado entre 7h50 e 10h15. Nesse período, as 18 estações do ramal Itaquera - Barra Funda pararam de operar e cerca de 250 mil usuários foram afetados. Dezessete trens foram depredados. (Págs. 1 e Cidades Cl, C3 e C4)

Foto legenda: Nos trilhos. Usuários do Metrô deixaram os trnes e seguiram a pé

Caso vira político

Coordenadora da campanha de Jose Serra (PSDB) na internet, Soninha Francine disse no Twitter que o caos na Linha 3, no dia da abertura da Estação Tamanduatel, seria "sabotagem". Para Aloizio Mercadante (PT), "tentar usar politicamente um episódio desse é sinal de desespero". (Págs. 1 e Nacional Al0)

Foto legenda: Caos. Sem metrô, passageiros disputam vaga em ônibus na zona leste
Engenharia deverá ter menos cursos
Revisão dos cursos de graduação feita pelo MEC deve reduzir a menos da metade a variedade de cursos de Engenharia nas universidades e faculdades do País. Hoje, há mais de 200 nomes diferentes de cursos. (Págs. 1 e Vida Al8)
Summers deixa governo Obama e volta a Harvard (Págs. 1 e Economia B8)
 
Itália confisca US$ 30 mi do Banco do Vaticano (Págs. 1 e Internacional A16)
 
Roberto da Matta
Uma eleição sem regras

O que está em cena hoje no Brasil é o fantasma de uma total ausência de limites, porque o Poder Executivo virou um entusiasmado cabo eleitoral. (Págs. 1, D14 e Caderno 2)

Dora Kramer
Autocombustão

Pelo que se vê dos atos do presidente, o mais importante é a disputa da hora. Por isso não leva em conta o passado nem os efeitos futuros. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações
O Fundo Soberano e o dólar

Uma das consequências das compras de moeda estrangeira será o aumento da dívida federal. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: TV Bandeirantes sob risco de falência
Sem ativo da TV Cidade, que deve R$ 680 milhões, Band está ameaçada

A origem dos ataques de difamação, calúnia e injúria feitos pela Rede Bandeirantes de Televisão contra organizações empresariais concorrentes é um calote multimilionário do grupo comandado por João Carlos Saad, também conhecido pela alcunha de Johnny. As dívidas da TV Cidade, apenas uma subsidiária da rede, são estimadas em R$ 680 milhões. São seus credores os governos federal e estaduais, fornecedores e ex-funcionários. Efetivado o leilão judicial, a emissora perderá seu único ativo – a rede de fibras óticas, que comprou e não pagou – e ficará sem condições de fazer frente às suas obrigações com credores, colocando em risco de falência a própria TV Bandeirantes. (Págs. 1, País, 7, e Editorial, 13)
Caos no metrô de São Paulo
Passageiro força abertura de porta, e 17 trens param

Uma camisa presa na porta de uma composição do metrô paulistano provocou a paralisação de 17 trens e um tumulto que deixou quatro pessoas feridas e atrasou milhares para o trabalho pela manhã. (Págs. 1 e País, 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Aumento garantido só para servidor da União
Com o Orçamento de 2011 sob análise no Congresso Nacional, diversas categorias do funcionalismo público se mobilizam para reforçar o contracheque no próximo ano. Nas contas do governo, estão confirmados apenas os reajustes para os servidores do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (PGPE) e de carreira da Previdência, da Saúde e do Trabalho. O pagamento extra a esse contingente faz parte do acordo firmado em 2008, que estabeleceu um aumento escalonado. Apesar de não estarem formalmente incluídos na previsão orçamentária, funcionários do Judiciário e do Ministério Público da União têm boas chances de serem contemplados por meio de projetos de lei protocolados no Legislativo. Em situação indefinida, há ainda o terceiro pelotão na corrida por reajuste, formado por categorias como Polícia Federal e Receita Federal. Esse grupo conta somente com promessas verbais do Ministério do Planejamento. (Págs. 1 e 11)
Roriz na espada do STF
Supremo define hoje se o ex-governador concorre ao Buriti. (Págs. 1 e 23)

Confiança

Na véspera do julgamento mais importante da carreira política, Roriz se encontrou com taxistas perto do Aeroporto Internacional de Brasília. “Tenho certeza absoluta do sucesso. Não é julgamento político, é julgamento jurídico”, disse. (Págs. 1, 24 e 25)

Apelo

Com o apoio de 40 entidades, o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, entregou manifesto ao ministro Carlos Ayres Britto, do STF, em favor da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa. Maioria dos eleitores é favorável à aplicação imediata da nova regra. (Págs. 1, 2 e 3)
Erenice cai de novo
Denúncias de tráfico de influência levam a ex-ministra a deixar o conselho da Eletrobras. A função rendia R$ 5.122 extras, por mês, à ex-chefe da Casa Civil. (Págs. 1 e 4)
Vale tudo: Promessas de Serra custarão R$ 50 bi ao governo
Na tentativa de reverter a situação nas pesquisas da corrida à Presidência da República, o candidato do PSDB anunciou propostas como salário mínimo de R$ 600 e 13º do Bolsa Família. Mas o tucano ainda não detalhou de onde virão os recursos para os projetos. (Págs. 1 e 6)
Força a Dilma: Planalto mobiliza prefeituras e exibe o PAC 2
Representantes de 729 municípios estiveram em Brasília para aprender a solicitar verbas do programa carro-chefe da campanha de Dilma Rousseff. O governo afirmou que a reunião tinha caráter técnico, mas os próprios participantes confirmaram a motivação eleitoral. (Págs. 1 e 8)
Transporte: Metrô vai circular de graça durante todo o dia
Para incentivar o brasiliense a deixar o automóvel na garagem, no Dia Mundial sem Carro, o GDF liberou o pagamento das passagens nos trens. A segurança nas estações será reforçada. Cerca de 160 mil passageiros usam o metrô diariamente em Brasília. (Págs. 1 e 32)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Autuações fiscais causam polêmica
No início do ano, uma indústria de alimentos de São Paulo recebeu a visita de um fiscal da Receita e, para atender suas exigências, contratou e encheu um pequeno caminhão com o que foi pedido: toda a documentação fiscal de 2005 e 2006. Os papeis sequer foram analisados. 0 veículo foi mandado de volta com uma multa de R$ 30 milhões. A Receita entendeu que o contribuinte estava dificultando a fiscalização, ainda que o pedido tenha partido do próprio órgão.

Situações como essa, segundo especialistas, tem efeitos imediatos nos negócios das empresas: dificultam a obtenção de empréstimos e levam a despesas extras com a defesa administrativa e muitas vezes judicial, além de provocar incertezas quanto ao desfecho do caso, que muitas vezes exige o provisionamento dos valores nos balanços das empresas de capital aberto. (Págs. 1 e E1)
“Operação Influenza“ cai na Justiça
O estigma da “0peração Influenza” realizada pela Polícia Federal em junho de 2008, ficou para trás para os três acionistas da Agrenco, acusados de crimes como sonegação fiscal e fraude de balanço. Por decisão unânime, a 7ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região trancou o processo ao confirmar decisão de primeira instância que rejeitou a denúncia contra todos os 31 acusados, sob a alegação de que as provas obtidas por interceptação telefônica eram nulas.
"0 episódio quase destruiu uma empresa brasileira com presença fisica em 11 países", disse Antonio Iafelice, fundador e um dos principals acionistas da Agrenco. Ele lembra que o pedido de recuperação da empresa foi reflexo da operação da PF e sugeriu que a decisão judicial abre espaço para discussões nessa frente.(Págs. 1 e D9)
Foto legenda: A batalha do café
Pela primeira vez nos últimos dez anos, vai haver disputa pela liderança no mercado intemo de café. A 3Corações, sob o comando de Pedro Lima. Cresceu em média 13,6% ao ano desde 2005 e já ameaça a posição da americana Sara Lee, primeira no ranking desde 2000. (Págs. 1 e B14)

Messianismo dá o tom da campanha em Tocantins
Criado pela Constituição de 1988, o Tocantins é o único Estado com apenas dois candidatos a governador, em disputa muito parelha. Pesquisa Ibope registra empate técnico, se considerada a margem de erro. José Wilson Siqueira Campos (PSDB), três vezes governador do Estado, concorre com o atual ocupante do cargo, Carlos Henrique Gaguim (PMDB).
Considerado o "criador do Tocantins", por ser o parlamentar que mais insistiu em sua formação, Siqueira Campos, de 82 anos, explicou em palanque na cidade que luta pelo quarto mandato: "Tudo que construímos está indo por água abaixo. Eu voltei para cuidar de vocês". Ele rebate as críticas de que está velho demais para governar: "Eles dizem isso porque não conhecem a história. Não sabem que (Winston) Churchill reconstruiu Londres, destruída pelo nazismo, com quase 90 anos".

Com discurso messiânico e tom emocional, Gaguim (o apelido no lugar do sobrenome Amorim), de 49 anos, era praticarnente desconhecido da maior parte da população do Estado até pouco mais de um ano e busca apresentar-se como um empreendedor moderno, preocupado com investimentos. Ao Valor, afirmou que fará "uma cidade chinesa no Tocantins", onde as empresas daquele país vão construir os prédios. (Págs. 1 e Al4)
Eletrobras vê oportunidades nos EUA
A Eletrobras avalia "três ou quatro possibilidades de parceria" com empresas americanas para entrar no mercado de distribuição de energia elétrica dos EUA, informou ao Valor o assessor de tecnologia da empresa, Djamil de Holanda Barbosa. Em julho, a empresa havia anunciado que iria comprar participação de 5% em empreendimento americano. Agora, pretende ser mais ousada e assumir parcela relevante ou até majoritária em alguma companhia do país. (Págs. 1 e B11)
Dobra giro diário dos eurobônus
O giro médio diário dos títulos, de dívida externa de empresas brasileiras quase dobrou este ano em relação a 2009 e atinge US$ 1,2 bilhão em dias de pico. Por causa disso, bancos estão lançando fundos especializados; que pretendem obter ganhos com a compra e venda dos eurobônus corporativos. Tradicionalmente, somente os títulos da dívida externa do governo brasileiro tinham um volume relevante de negócios no mercado secundário. (Págs. 1 e C1)
RIM, fabricante do BlackBerry, tem tudo pronto para entrar na guerra dos tablets (Págs. 1 e B4)
 
P&G busca parceria na inovação
A Procter & Gamble lançou a versão em português de seu programa de inovação aberta, um site onde empresas locais podem oferecer novas tecnologias a serem adquiridas e patenteadas pela multinational. (Págs. 1 e B2)


Contrapropaganda mira o álcool
Proposta da Tailândia de adotar alertas agressivos sobre a consumo de álcool nos rótulos das garrafas - semelhante ao que é feito com os cigarros - preocupa os grandes fabricantes mundiais de bebidas. (Págs. 1 e B5)
Papel ampliado
A rede de papelarias Papel Craft, hoje com 15 lojas no Rio, São Paulo e Porto Alegre, passa a produzir canetas na China, estuda convites para abrir franquias na Itália e em Portugal e planeja abrir dez lojas por ano a partir de 2011, diz a empresária Maria Eliza Araújo. (Págs. 1 e B8)
Finlandesas de olho no Brasil
Com o pré-sal, as boas perspectivas para a indústria do petróleo no Brasil atraem o interesse de companhias finlandesas de engenharia e equipamentos. (Págs. 1 e B9)
KC-390 atrai fornecedores
Mais de 50 empresas estrangeiras reuniram-se ontem, em São José dos Campos (SP), com representantes da Embraer para se candidatar a partitipação no projeto do novo cargueiro militar KC-390. (Págs. 1 e B9)
A plena carga
Líder no mercado nacional de baterias automotivas, tanto para montadoras quanto para reposição, a Johnson Controls investe para aumentar a produção na fábrica de Sorocaba (SP). (Págs. 1 e B10)
Aço importado bate recorde
Com importação de 562 mil toneladas de aço em agosto, recorde para o mês, distribuidores continuam com estoques elevados e reduzem encomendas. (Págs. 1 e B10)
Umoe eleva apostas na cana
Com duas usinas de cana no oeste do Estado de São Paulo, o grupo norueguês Umoe vai investir mais R$ 300 milhões para ampliar uma das unidades e iniciar a cogeração de energia a partir do bagaço. (Págs. 1 e B14)
Lavagem de dinheiro no Vaticano
Autoridades italianas investigam o presidente do Banco do Vaticano, Ettore Gotti Tedeschi, e o diretor-geral da instituição, Paolo Cipriani, por suspeitas de lavagem de dinheiro. (Pàgs. 1 e C5)
Apostas centenárias
Os juros em níveis históricos de baixa e os temores de uma nova recessão têm empurrado alguns investidores, como companhias de seguros e fundos de pensão, para títulos com vencimento em cem anos. (Págs. 1 e C8)
Ações da Petrobras
Termina hoje o prazo para os investidores de varejo reservarem ações na oferta da Petrobras, que poderá ultrapassar os R$ 130 bilhões. A participação das pessoas físicas deverá ser recorde. (Págs. 1 e Dl a D3)
Ideias
Rosângela Bittar

Vozes do radicalismo logram êxito na reta final da campanha que reúne em chapa as duas maiores legendas do país. (Pàgs. 1 e A8)
Ideias
Martin Wolf

A economia chinesa daqui a 20 anos terá de ser muito menos impulsionada pelos investimentos do que a atual. (Págs. 1 e Al3)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Anastasia abre sete pontos sobre Hélio
Nova rodada de pesquisa do Instituto EM Data mostra que o governador Antonio Anastasia (PSDB) subiu de 32% para 40% das intenções devoto e seria reeleito no primeiro turno. Hélio Costa (PMDB) caiu de 39% para 33%. José Fernando Aparecido (PV) e Vanessa Portugal (PSTU) tiveram 1% cada um. Os demais candidatos não pontuaram. O percentual de indecisos é de 16%, e 7% não responderam. Foram ouvidos 1,1 mil eleitores.A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos. (Págs. 1 e 3)

Um apaixonado por livros

A biblioteca do Palácio das Mangabeiras é onde o governador Antonio Anastasia (PSDB) fica à vontade, como mostra a segunda entrevista da série com os principais candidatos ao governo de Minas. (Págs. 1 e 5)

Hora H para Ficha Limpa

Supremo Tribunal Federal decide hoje se lei que barra candidatura de condenados vale para estas eleições. (Págs. 1 e 9)

Cadê o dinheiro das promessas?

Dilma seduz prefeitos com obras do PAC 2, e Serra adota discurso de bondades. Falta dizer onde vão arranjar tanto dinheiro. (Págs. 1, 6 e 9)
Receita vai investigar grandes fortunas em Minas (Págs. 1 e 15)
 
Vestibular da UFMG
Curso de medicina tem 54 candidatos para cada vaga. (Págs. 1 e 26)
Escândalo no Vaticano
Executivos são suspeitos de lavar dinheiro de banco. (Págs. 1 e 18)
Ambiente preservado
Centrífuga criada por federal de Itajubá separa água de óleo. (Págs. 1 e 20)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Apreensão gigante de remédios irregulares
Operação da PF, com Anvisa e Apevisa, recolheu 21 mil caixas de medicamentos controlados, vendidos ilegalmente em Serra Talhada e Ouricuri, em Pernambuco, e Penaforte, no Ceará. Foi a maior apreensão do País em três anos. (Pág. 1)
Mais duas fábricas são anunciadas para Pernambuco (Pág. 1)
 
Debate da TV Jornal quebra recorde de acessos na internet (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Eleições 2010: 30% das candidatas só completam lista e não fazem campanha
Levantamento de ZH consultou 232 das 255 mulheres na disputa à Câmara e à Assembleia e constatou que 77 servem para preencher a cota feminina exigida pela Lei Eleitoral. (Págs. 1, 4, 5 e Rosane de Oliveira, 10)
Foto legenda: Piratini se descortina
Fase principal da restauração do palácio, apresentada ontem, incluiu o salão Negrinho do Pastoreio e o gabinete. (Págs. 1 e 8)
Abalo na Igreja: Escândalo atinge Banco do Vaticano
Itália levanta suspeita sobre a movimentação de dinheiro obscuro em contas anônimas. (Págs. 1 e 30)
-
22.09 - PIRASSUNUNGA - Enfermeira acusa prefeito de tentar beijá-la em seu gabinete
 
Prefeito de Pirassununga é acusado de tentar beijar enfermeira
Acesse o link abaixo:
Clique com o botão direito do mouse e em seguida clique em “Open Hyperlink”:
 
 
 
 
Repasse. Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.