- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 273

 

 
 
Edição nº 273, de 02 de outubro de 2010
 
 
O mundo mágico da Internet
 Pirassununga – SP
O site que está bombando na rede
 
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
02 de outubro de 2010
O Globo
 
Manchete: Destino dos votos dados a fichas-sujas ainda é incerto
TSE deve desfazer confusão 56 depois das eleições de amanhã

Os brasileiros que votarem amanhã em candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa ficarão sem saber para onde irão seus votos, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda não decidiu o destino deles. É certo que serão considerados nulos até o julgamento final dos recursos dos fichas-sujas, mas ainda há outras polêmicas sem solução. Ficando em suspenso, os votos dados ao deputado Paulo Maluf (PP-SP), por exemplo, serão transferidos para o partido ou coligação para ajudar a eleger seus correligionários, ou simplesmente anulados? A decisão do TSE só deve sair depois da eleição. No caso de Anthony Garotinho, que tenta uma vaga de deputado federal com uma liminar já concedida contra sua inelegibilidade, os votos não são suspensos automaticamente. Mas, se a liminar for derrubada, Garotinho ficara de fora, e também não se sabe o que acontecerá com os candidatos que ele tiver ajudado a eleger. Ontem à noite, o TSE decidiu que os votos em candidatos com registro negado poderão ser divulgados na internet pelos TREs e pelo próprio TSE. No sistema eletrônico de apuração, no entanto, esses candidatos aparecerão com zero voto, pois a votação atribuída a eles é considerada nula. A situação será invertida se, em julgamento definitivo, o registro deles for concedido. A decisão da divulgação na internet foi tomada a pedido do PP, de Maluf. (Págs. 1 e 3)

Jorge Bastos Moreno

Após o debate, Dilma e Cabral ficaram meia hora perdidos de helicóptero na chuva. (Págs. 1 e 3)

Blog do Noblat

Presidência já pediu reforço de segurança para a "festa da vitória de Dilma" amanhã. (Pág. 1)

Carla Rodrigues

Dilma e Marina não se mostram identificadas com as causas feministas. (Págs. 1 e Prosa & Verso)

História

A Revolução de 30, que mudou a República, também foi num 3 de outubro. (Págs. 1 e 42)
Dilma vai à igreja, Marina canta e Serra dança
Um dia após o debate em que evitaram polêmicas, os principais presidenciáveis, proibidos de fazer campanha, investiram na imagem: Dilma (PT) foi ao batizado do neto; Serra (PSDB) chegou a dançar, ao som de seu jingle e Marina (PV) cantou o Hino Nacional ao fim de uma rápida caminhada. (Págs. 1, 10, 15 e 16 e Miriam Leitão)
Gasolina cara reforça capitalização da Petrobras
Se a Petrobras seguisse os preços em vigor hoje no mercado internacional, a gasolina na bomba teria que estar 12% mais barata, segundo estimativas do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). Ainda pelas contas da instituição, ao manter os preços de gasolina, diesel e gás de botijão defasados desde outubro de 2008 -, quando a cotação do barril do petróleo começou a cair no exterior -, a Petrobras conseguiu engordar o caixa em R$ 25,9 bilhões. Esse valor é mais da metade do que a estatal conseguiu com a capitalização da semana passada. A Petrobras alega que a sua política de preços é de longo do prazo. (Págs. 1 e 33)
Equador: golpe ou apenas revolta?
Um dia depois do caos em seu país, o presidente Rafael Correa prometeu punir os culpados pela tentativa de golpe. Mas os equatorianos duvidam de conspiração. (Págs. 1, 39 e editorial "Perigosa armadilha")
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Aliado de líder do governo joga pela janela R$ 100 mil
Voluntário da coligação de Juca diz que PF o ´assustou´; senador nega envolvimento

A Polícia Federal de Boa Vista (RR) apreendeu R$ 100 mil em espécie jogados de um carro que acabara de sair do escritório de Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado e candidato à reeleição. O dinheiro estava com o empresário Amarildo da Rocha Freitas.
Freitas, voluntário da coligação de Jucá e irmão do deputado Urzeni Rocha (PSDB), disse a PF que recebeu um envelope do senador logo antes da chegada da polícia, sem saber o que ele continha -"assustado" pela abordagem, jogou o envelope para fora do carro.
Jucá, que já foi líder do governo Fernando Henrique Cardoso e ministro da Previdência de Lula, negou qualquer vínculo com o dinheiro. Segundo ele, a PF fez fiscalização de rotina, "motivada por denúncias infundadas da oposição", e não achou nada. (Págs. 1 e Esp. 1)
Marina ataca tucano e diz que ele recorre a ´vale-tudo´
Em seu mais duro ataque ao presidenciável José Serra (PSDB), a candidata do PV ao Planalto, Marina Silva, disse que o tucano desconstruiu sua imagem na campanha e vai "perder perdendo". Serra não respondeu.
"Ele tinha essa imagem de pessoa que prima pela gestão pública e descambou para o vale-tudo eleitoral", afirmou Marina, em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. (Págs. 1 e Esp. 6)
Chefe de estatal pede a servidor que vote em Dilma
Fernando Tolentino, diretor-geral da Imprensa Nacional, órgão ligado à Casa Civil, distribuiu a servidores carta pedindo votos em Dilma Rousseff (PT), o que é proibido por lei. Tolentino confirma a autoria, mas nega a divulgação. (Págs. 1 e Esp. 10)
PF faz busca no gabinete de governador petista no Acre
A PF cumpriu mandados de apreensão no gabinete do governo do Acre, em órgãos estaduais e na Prefeitura de Rio Branco. A operação apura uso da máquina administrativa na campanha de Tião Viana (PT).
Foram recolhidos computadores e documentos. "A oposição esta descarregando denúncias", afirmou o governador Binho Marques (PT). Viana negou haver uso da máquina. (Págs. 1 e Esp. 3)
Leia os perfis dos três principais candidatos a vice-presidente (Págs. 1, Esp. 12 e Esp. 13)
 
Blogs favoráveis à família Sarney tentam intimidar repórter da Folha (Págs. 1 e Esp. 4)
 
Presidente do Equador diz que vai ´depurar´ a Polícia Nacional
O presidente Rafael Correa retomou o controle do Equador, reafirmou ter sido alvo de uma tentativa de golpe e prometeu uma "profunda depuração na Polícia Nacional", informa Flávia Marreiro, enviada a Quito.
Apontado como mentor dos distúrbios causados por policiais contrários a medidas de Correa, o ex-presidente Lucio Gutierrez negou envolvimento. (Págs. 1 e A14)
Poder
Ibama quer que urubus deixem instalação da Bienal de SP. (Págs. 1 e A11)
Foto legenda
Porto Alegre,RS
Dilma Rousseff (PT) durante o batizado do seu neto, Gabriel. (Pág. 1)

Osasco, SP
Alckmin e Serra fazem dança do ´Pânico´. (Pág. 1)

S.Paulo, SP
Marina (PV) anda pelo viaduto do Chá. (Pág. 1)
Mônica Bergamo
Se houver 2º turno, PSDB quer intervir na campanha de Serra. (Págs. 1 e E2)
Editoriais
Leia "Continuar crescendo", que discute desafios econômicos do país e propõe diretrizes para as ações do futuro presidente da República na área. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Indefinição jurídica atinge 1.248 candidatos na eleição
Casos não se limitam a fichas-sujas, e votos podem ser desconsiderados, criando situação de insegurança

Os números do Tribunal Superior Eleitoral mostram que, até a tarde de ontem, 1.248 dos 22.555 candidatos, considerando todos os cargos em disputa na eleição de amanhã, tiveram o registro negado e terão o voto neles registrado, mas podem ficar sem diplomação. Nem todos foram barrados pela Lei Ficha Limpa. Estão incluídos, por exemplo, casos de prestação de contas rejeitadas pelos tribunais. Até hoje, o TSE poderá analisar algumas situações pendentes. Entre os 172 candidatos a governador nos Estados, 15 estão em situação indefinida. Anteontem, o tribunal deu o seu aval a candidatura de Jackson Lago (PDT-MA) ao governo do Maranhão e a de Ronaldo Lessa (PDT-AL) ao governo de Alagoas, - que passaram a campanha toda classificados como "fichas-sujas". "O País está vivendo uma enorme insegurança jurídica", afirmou o deputado Arnaldo Madeira (PSDB-SP). (Págs. 1 e Nacional A4)
Não haverá perdão a rebelados, diz Rafael Correa
Um dia apos conflito que terminou com três mortos e 80 feridos, o presidente do Equador, Rafael Correa, disse em rede nacional de rádio e TV que "não haverá perdão nem esquecimento" aos setores da polícia e da Aeronáutica que se rebelaram, informa o enviado especial Ariel Palacios. Longe de um discurso conciliador, Correa disse haver muitos infiltrados de partidos políticos bem conhecidos". O comandante da polícia renunciou. (Págs. 1 e Internacional A33)
Próximo presidente terá um "abacaxi" fiscal, dizem analistas
O principal problema do próximo governo na área econômica será o equilíbrio das contas públicas, em meio as promessas de aumento de gastos, informa Patrícia Campos Mello. O cenário compromete a capacidade de investimento para a Copa em 2014 e a Olimpíada em 2016. (Págs. 1 e Nacional A18)

135,6%

foi o quanto cresceu o gasto público entre 1997 e 2010. (Pág. 1)

36% do PIB brasileiro é o peso da atual carga tributaria. (Pág. 1)
Dilma perde votos entre evangélicos
Em meio à polêmica sobre sua posição a respeito do aborto, a candidata do PT perdeu 7 pontos porcentuais em duas semanas entre os evangélicos, diz o Ibope. (Págs. 1 e Nacional A15)
Foto legenda: Av. Paulista
Geraldo Alckmin (PSDB) cumprimenta eleitores; em Osasco, com Serra, dançou na rua. (Págs. 1 e Nacional A10).

Foto legenda: Praça da Sé

Aloizio Mercadante (PT) faz caminhada com a mulher, Maria Regina. Hoje, vai ao ABC. (Págs. 1 e Nacional A10)
Miguel Reale Júnior
´Nos somos a opinião pública’

Longe do Planalto, Lula poderá, talvez, confrontar-se com Dilma presidente. O risco de um autoritarismo populista remanesce duplicado. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Celso Ming
A grande ausência

A política econômica foi o maior cabo eleitoral do governo nestas eleições, mas foi a principal ausência dos debates entre os candidatos. (Págs. 1 e Economia B2)
Notas & Informações
Motim no Equador

Ficou claro que a malta fardada quis derrubar não o chefe do governo, mas decreto do Executivo. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Natal antecipado preocupa a indústria
Importações quebram um recorde histórico
Forte aquecimento da economia brasileira, dólar em baixa e a antecipação das encomendas para o Natal levaram o Brasil a bater recorde histórico de importações em setembro – US$ 17,74 bilhões, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Foi o maior valor desde a criação do índice, em 2003, o que já provoca preocupação em setores da indústria nacional. Em relação ao mesmo período de 2009, o aumento foi de 35,9%. (Págs 1 e Economia, 13)
Candidatos gastam últimas energias antes da grande decisão
A menos de 48 horas para a eleição, os três candidatos à Presidência mais bem colocados nas pesquisas jogaram as últimas fichas na busca pelo apoio dos eleitores. Marina Silva criticou José Serra, que, por sua vez, atacou o PT. Já Dilma Rousseff se disse tranquila até para encarar um segundo turno. (Págs. 1 e País, 4)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: TRE decide hoje se Weslian é candidata
Os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral realizam neste sábado uma sessão decisiva para as eleições do Distrito Federal. Às 9h, eles definem se o registro da candidatura de Weslian Roriz é válido ou não. O Ministério Público sustenta que a mulher do ex-governador é inelegível porque foi alçada à condição de candidata fora do prazo estabelecido por lei. O presidente do TRE, João Mariosi, explicou ontem como a legislação trata esses casos. Se o registro de Weslian for negado, o tribunal proclamará em caráter provisório Agnelo Queiroz, líder nas pesquisas, governador do Distrito Federal. Os votos da candidata do PSC seriam retirados da contagem, de forma a conceder ao petista a vitória no primeiro turno. Weslian Roriz poderia ainda recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral. (Págs. 1 e 29)
Indefinição nas urnas
Pesquisa do CB Data aponta Agnelo Queiroz na liderança, com 41% dos votos válidos, mas não é possível assegurar vitória no primeiro turno. Cristovam e Rollemberg seguem à frente para o Senado. (Págs. 1, 30 e 31)
Crime da 113 sul: Adriana Villela responderá por morte dos pais
A Justiça acatou ontem denúncia do Ministério Público e a arquiteta será ré no processo que investiga o triplo homicídio ocorrido em 2009. A filha do casal assassinado — a empregada da família foi a outra vítima — terá de apresentar defesa, mas continuará em liberdade. (Págs. 1 e 39)
Crise no Equador: Correa culpa a oposição pelos tumultos
Depois de demitir o chefe da Polícia Nacional por causa do motim da corporação, o presidente equatoriano acusou os oposicionistas de apoiarem o levante para tentar um golpe de Estado. Duas pessoas morreram e 193 ficaram feridas nos confrontos. (Págs. 1, 24 e Visão do Correio, 22)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Vantagem de Anastasia sobe para 12 pontos
Nova pesquisa do Instituto EMData mostra o governador Antonio Anastasia (PSDB) com 43% das intenções de voto, contra 31% de Hélio Costa (PMDB). O tucano ganhou três pontos em relação à sondagem anterior, em 19 e 20 de setembro, e seria reeleito amanhã, com 55% dos votos válidos. O peemedebista oscilou negativamente dois pontos. Para o Senado, Aécio Neves (PSDB), com 65%, e Itamar Franco (PPS), com 40%, lideram. Fernando Pimentel (PT) tem 32%.

Benesses desafiam a lei

Inauguração de obras, repasses de verba e até troca de geladeiras velhas por novas. Candidatos a governador abusam de práticas ilegais país afora, usando a máquina pública para conquistar votos, apesar dos riscos jurídicos. (Págs. 1, 3, 5, 6 e 7)
Equador: Correa diz que não negocia com rebeldes
Rebelião deixou oito mortos. Presidente destituiu o chefe da Polícia Nacional. País continuará quatro dias em estado de exceção. (Págs. 1, 19 e Editorial 12)
Aeroportos
Webjet volta a operar voos normalmente (Págs. 1 e 15)

Foto legenda: Dor e homenagens
Uma multidão acompanhou ontem em Sardoá, no Vale do Rio Doce, a chegada do corpo de Hermínio Cardoso Soares. Ele e Juliard Aires Fernandes foram assassinados por narcotraficantes no México quando tentavam entrar clandestinamente nos EUA. O corpo de Juliard foi levado para Santa Efigênia, outra cidade da região. O enterro dos dois está marcado para hoje. (Págs. 1 e 24)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Sem controle
Foi registrada, em Igarassu, a 25ª investida do ano contra caixas eletrônicos no Estado. Foi o sétimo caso com uso de explosivos. Teto do BB desabou e a parede da igreja vizinha rachou. No Recife, em Casa Forte, agência do Itaú foi assaltada. (Pág.1)
PF apreende carga de remédios tarja preta que iria para detentos (Pág. 1)
 
Dia calmo no Equador após revolta militar e ataque ao presidente (Pág. 1)
 
Corpos de brasileiros mortos no México chegam ao Brasil (Pág. 1)
 
Campanha deixa um rastro de promessas (Pág.1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: As últimas cenas antes da urna
Dilma no batizado do neto ontem na Capital.

Serra em caminhada em Osasco (SP).(Págs. 1 e Jornal da Eleição)

Ibope indica Tarso no 1º turno
Ana Amélia e Paim empatados.

A lista dos candidatos do RS. (Págs. 1 e Jornal da Eleição)
Tropas tentam pacificar Equador após rebelião
Enviado de Zero Hora descreve a tensão em Quito no dia seguinte ao confronto que atingiu Rafael Correa. (Págs. 1 e 22)
Real valorizado: O impacto da queda do dólar
Moeda americana chega à menor cotação desde o início da crise global de 2008. (Págs. 1 e 12)
------------------------------------------------------------------------------------
SESSÃO DE CÂMARA MUNICIPAL – Convite
Segunda-feira, dia 04, às 20:00H ,será votado pelos vereadores a abertura de Comissão Processante contra o Prefeito Municipal.
Não vamos nos dispersar. Compareçam! Povo unido jamais será vencido!
 
Repasse. Se nos anos de 1940 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.