- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 278

 

 
 
Edição nº 278, de 11 de outubro  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Pirassununga,SP
O site que está bombando na rede
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
11 de outubro de 2010
O Globo
 
Manchete: Dilma muda estratégia e parte para o ataque direto a Serra
No primeiro debate do segundo turno, um duelo sobre aborto e privatização

Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) partiram para o ataque no primeiro debate entre os candidatos à Presidência no segundo turno das eleições, realizado ontem à noite na TV Bandeirantes. Já na primeira pergunta, a petista acusou a campanha do tucano de tentar atingi-la com questões religiosas. Serra a acusou de ter dito que era a favor e depois mudado de opinião, e afirmou que ela tem duas caras, repetido por ele várias vezes, no que ela repetia que ele tem mil caras. Os dois também trocaram acusações sobre segurança e, principalmente, privatizações, voltando várias vezes à questão do aborto. O debate foi marcado, do começo ao fim, por troca de acusações, com os dois candidatos chegando a se exaltar em alguns momentos. (págs. 1 e 3)
China prende mulher do Nobel da Paz
A poetisa Liu Xia, mulher de Liu Xiaobo, foi colocada ontem em prisão domiciliar, logo após visitar o marido na penitenciária. Pelo Twitter, ela contou que ele chorou de emoção e dedicou o Prêmio Nobel aos dissidentes chineses. (págs. 1 e 22)
Mineiros brigam para ser o último
Com medo da subida de 700 metros num claustrofóbico tubo e querendo demonstrar solidariedade, os 33 homens presos numa mina no Chile agora disputam o último lugar na fila para a liberdade. O revestimento do duto por onde serão içados termina hoje. (págs. 1 e 21)
MEC gasta R$ 2 bilhões e não alfabetiza
Em seu oitavo ano, o programa Brasil Alfabetizado já gastou R$ 2 bilhões, mas teve impacto pequeno na redução do analfabetismo. O índice de iletrados, na faixa de 15 anos ou mais, só caiu de 11,6%, em 2003, para 9,7%, em 2009. (págs. 1 e 11)
Ex-corregedor vê corrupção no Judiciário
Ao encerrar seu período à frente da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça, o ministro Gilson Dipp se mostra surpreso com o grau de corrupção que descobriu em alguns setores do Judiciário. “Os casos não são tão pontuais quanto eu imaginava”, disse, revelando ter afastado inúmeros juizes por irregularidades. Dipp ressalva, no entanto, que a corrupção não é generalizada. (págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Presidente 40 Eleições 2010: Caso Erenice tirou de Dilma mais votos do que as igrejas
Datafolha revela que 6% dos eleitores trocaram de candidato no final

As acusações que derrubaram Erenice Guerra da Casa Civil e a quebra de sigilo de tucanos tiveram o triplo do peso das questões religiosas na perda de votos que Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, sofreu no primeiro turno.

O dado consta da mais recente pesquisa Datafolha.

Os episódios na reta final da votação fizeram 6% dos eleitores mudarem seu voto, considerando tanto Dilma quanto José Serra (PSDB). (págs. 1 e A4)

Rejeição ao aborto chegou a 71%; é a maior desde 1993, quando o Datafolha iniciou a pesquisa do tema (Págs. 1 e A8)
Serra diz que rival tem duas caras; ela o acusa de espalhar calúnias
Os candidatos à Presidência Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) fizeram ontem à noite, na TV Bandeirantes, o debate mais agressivo da campanha eleitoral.

A troca de ataques envolveu temas como aborto, privatizações e acusações de corrupção na Casa Civil petista e na campanha tucana.

Citando dados positivos do governo Lula, Dilma acusou o tucano de lançar “calúnias” e de “tergiversar”. Serra chamou de “tró-ló-ló” falas da petista, disse que ela tem “duas caras” ao tratar do aborto e defendeu privatizações da gestão FHC. Ambos deixaram acusações sem resposta. (págs. 1 e A10)

Fernando Rodrigues: Candidata do PT tomou dianteira no ataque; tática é arriscada. (págs. 1 e A10)
Entrevista da 2ª: Sidnei Nehme: Só se equilibra o câmbio com a redução do gasto público
Para o economista, o dólar continuará em queda no Brasil e no mundo enquanto os EUA não se recuperarem. No front interno, ele aponta que o governo não fez a “lição de casa” e gasta mais do que pode. Nehme afirma ainda que o BC estimula a desvalorização para baratear importações. (págs. 1 e A18)

Em encontro do FMI, investidores sugerem que emergentes se acostumem copm sua moedas fortes. (Págs. 1 e A16)
Editoriais
Leia “Crédito imobiliário”, sobre obstáculos ao crescimento da construção civil; e “Monotrilho no Morumbi”, acerca da ampliação do metrô em SP. (págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: TCU vai investigar contrato superfaturado nos Correios
Para procurador, licitação deveria ter sido anulada depois que vencedor apresentou preço superior ao teto

O contrato superfaturado pelos Correios em R$ 2,8 milhões para favorecer a Total Linhas Aéreas, revelado ontem pelo Estado, será investigado pelo Tribunal de Contas da União. O procurador Marinus Marsico, representante do Ministério Público no tribunal, defendeu a anulação dessa licitação, formalizada em setembro mesmo depois que o vencedor apresentou proposta acima do preço máximo previsto. O processo foi aprovado pelo presidente da estatal, David José de Matos, nomeado pela então ministra Erenice Guerra (Casa Civil). Matos negou haver irregularidade e disse que variações no preço máximo são “comuns”. Para o procurador, porém, “o valor acima do estimado deveria resultar no fracasso da licitação, e não na contratação”. (pág. 1 e Nacional, pág. A4)

Empresa contratada nega irregularidade

A Total Linhas Aéreas argumentou que não há irregularidades na sua recente contratação pelos Correios. Em nota, afirmou que os Correios fixaram um preço de referência e que sua oferta, superior a esse teto, levou em conta “todos custos inerentes à operação” - que, segundo a empresa, não estavam Contemplados na planilha da licitação. (pág. 1 e Nacional, pág. A4)
Túnel para resgate de mineiros fica pronto hoje
Deve ser concluído hoje o revestimento do túnel pelo qual serão resgatados os 33 mineiros presos na mina San José, a 680 metros de profundidade, desde o dia 5 de agosto. “Será como subir em um elevador da base até o topo do Pão de Açúcar”, disse o ministro da Saúde chileno, Jaime Mañalich. (pág. 1 e Internacional, pág. A14)
Taxa sobre investimento asfixia indústria
A elevada carga tributária sobre o investimento produtivo tem asfixiado a indústria nacional. Segundo estudo da Fiesp, um projeto que custaria R$ 75,7 milhões caso não houvesse tributação sobe para R$ 100 milhões. A diferença refere-se a impostos pagos e juros de tributos recuperáveis. (pág. 1 e Economia, pág. B1)
Foto-legenda: Negócios
Nova presidente da GM no Brasil, Denise Johnson fala de sua difícil missão: aumentaras vendas em um mercado atacado pelos asiáticos. (pág. 1)
Belém: 2,2 milhões de fiéis no Círio de Nazaré (pág. 1 e Vida, pág. A18)
 
A. P. Quartim de Moraes: Não é nada engraçado
De consciente o voto em Tiririca pode ter tido, no máximo, a intenção do deboche. No resto, é pura despolitização e ignorância. (pág. 1 e Espaço Aberto, pág. A2)
Visão global: Nobel chinês
Premiação de Liu Xiaobo desafia Ocidente a repensar a ideia de que avanço econômico levaria à abertura democrática, escreve Fang Li-Zhi. (pág. 1 e Internacional, pág. Al6)
Raul Velloso: A pior solução
A manter-se a tradicional inércia da política fiscal, o ajuste do balanço de pagamentos com o exterior se dará via aumento da taxa básica de juros. (pág. 1 e Economia, pág. B2)
Notas & informações: A sucessão sequestrada
A sucessão presidencial foi sequestrada pelo ativismo de grupos conservadores cristãos. (págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Futuro do país fica fora do primeiro debate
Dilma e Serra optam por trocar acusações

Para quem gosta de picuinhas e farpas, o primeiro debate na TV entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) foi proveitoso. Mas se a ideia era tratar do país que vai emergir das urnas após o segundo turno presidencial, foi um grande desperdício. A petista assumiu a postura de vítima de campanha difamatória – em questões religiosas – e acusou o rival de ser privatista. Já o tucano colocou na pauta o tema aborto e insistiu em citar a ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, cujos filhos são acusados de corrupção. (pág. 1 e País, pág. 2)
Mineiros do Chile já têm até seus ´dissidentes´ (pág. 1 e Internacional, pág. 11)
 
Tiririca e o circo do plenário (pág. 1 e Informe JB, pág. 3)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: As metas de governo superfaturadas
FHC e Lula prometeram. Não fizeram. Serra e Dilma prometem tudo de novo

Serra

- Garante adotar política econômica capaz de gerar 20 milhões de empregos. O governo FHC criou cerca de 7 milhões.

- Afirma que irá abrir um milhão de vagas em escolas técnicas. O governo tucano não atingiu a meta de 500 mil.

- Jura que no primeiro ano de governo reajusta em 17,6% o salário mínimo. Na era FHC, o reajuste, nos oito anos, chegou a 19%.

Dilma

- Diz que fará 2 milhões de casas em quatro anos. Lula construiu 1 milhão de habitações em dois mandatos.

- Sustenta que vai erguer 6 mil creches em quatro anos. O governo Lula levantou 1.750.

- Assegura que vai formar 220 mil mestres e doutores. O atual governo diplomou cerca de 104 mil.

Foto Legenda: No ringue. Os dois candidatos participaram ontem de debate na Band: A despeito da orientação do marqueteiros, ambos foram para o ataque
Salário mínimo de R$ 600 abriria rombo de R$ 12 bilhões. (págs. 1, 2 a 4 e 8 a 10)
 
Chile: O drama está perto do fim
A ansiedade toma conta das mais de 2,5 mil pessoas — entre operários, bombeiros e familiares — que estão no Acampamento Esperanza à espera dos 33 mineiros soterrados. Parentes falam ao Correio sobre o clima do local e os planos para a vida após o resgate, previsto para acontecer em até dois dias. (págs. 1 e 14)
Dengue: Doença avança em seis cidades do Entorno
Situação é mais alarmante em Luziânia, onde 1.485 casos foram registrados desde janeiro. Município ainda enfrenta a falta de agentes comunitários de saúde. (págs. 1 e 23)
Consumidor: Ações contra o governo viram jogo de empurra
A atuação dos Juizados Especiais tem batido de frente com a Vara da Fazenda. O conflito de competências dificulta o acesso à Justiça para resolver causas contra estatais. (págs. 1 e 28)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: CVM nega acordo e vai julgar executivos de Sadia e Aracruz
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) recusou a proposta de termo de compromisso apresentada pelos administradores da Aracruz e da Sadia nos processos que apuram a responsabilidade pelas operações com derivativos que, em 2008, levaram as companhias a sérias dificuldades. A empresa de alimentos perdeu R$ 2,6 bilhões com contratos cambiais de alto risco e a de papel e celulose, R$ 4,5 bilhões.

O colegiado da CVM, instância máxima do órgão regulador do mercado de capitais, optou por levar os casos a julgamento. O da Aracruz já tem data: 7 de dezembro. O da Sadia ainda não está marcado. A assinatura de um termo de compromisso significaria o final dos processos contra os administradores sem a presunção de culpa dos acusados. (págs. 1 e D1)
Produtividade atenua pressão dos salários
Nos primeiros oito meses do ano, a produtividade da indústria aumentou 9,5% em relação ao mesmo período de 2009. Esse ganho de eficiência foi obtido porque a indústria conseguiu produzir 14% a mais com um volume. de horas extras apenas 4,1 % maior até agosto. Na mesma comparação, o salário médio real pago aos trabalhadores do setor subiu 2,8%, indicando que os salários, até agora, ainda não são uma fonte de pressão de custos no setor industrial.

Os dados, obtidos a partir do cruzamento de duas pesquisas do IBGE, ainda não refletem os acordos dos metalúrgicos em São Paulo, Curitiba e Camaçari (BA), que garantiram aumentos reais acima de 5% em algumas regiões. E também não refletem o peso dos salários quando convertidos em dólar. Em série do Banco Central, o custo unitário do salário em dólar está em um pico histórico, 12% acima do registrado em 2009. (págs. 1 e A3)
Consumo de frango é recorde
O consumo per capita de frango neste ano deve ser recorde no Brasil. Uma das principais razões para isso é a elevação dos preços da carne bovina, que chegou a 40% no atacado desde o início do ano em São Paulo, segundo a Scot Consultoria.

No primeiro semestre, o Brasil produziu 5,8 milhões de toneladas de carne de frango, 12,77% mais do que no mesmo período de 2009. O país exportou 1,8 milhão de toneladas, praticamente a mesma quantidade de um ano antes. Com isso, ficaram no mercado doméstico 4 milhões de toneladas, 19,7% mais do que em igual semestre de 2009. A Conab estima disponibilidade - produção menos exportação - de 41,5 quilos per capita em 2010. No caso da carne bovina, a previsão da estatal é de 35,4 quilos per capita. (págs. 1 e B12)
Foto-legenda: Sem trégua
Zhou Xiaochuan, do BC da China, discute com o direlor-gerente do Fundo Monetário Internacional, Strauss-Kahn, em reunião que terminou sem acordo de ação contra desequilíbrios cambiais. (págs. 1 e C8)
Israel sob o domínio de 20 famílias
A economia de Israel é dominada por cerca de 20 famílias que controlam bancos, supermercados, telecomunicações, imóveis, postos de gasolina e concessionárias de serviços públicos. Segundo relatório do Banco de Israel, essas famílias detêm 25% das companhias registradas em bolsa e 50% do total de participação de mercado na Bolsa de Tel Aviv.

Essa participação é “grande demais” e pode minar o crescimento do país por enfraquecer a concorrência e representa um “risco sistêmico” para o sistema financeiro, segundo Stanley Fischer, economista renomado que está na presidência do banco central de Israel há cinco anos. (págs. 1 e A9)
Eleição também chancela clãs de esquerda
O PT e partidos de esquerda usualmente aliados a ele não conseguiram escapar de uma tradição brasileira e começam a também protagonizar a eleição de parentes de políticos. Um mapa do Diap, ainda preliminar, mostra as teias familiares dos congressistas eleitos e reeleitos nas e1eições de 3 de outubro.

No total são 80 deputados com vínculos familiares entre si ou com
“outros nomes que já figuraram na elite política nacional”. No Senado, o Diap encontrou pelo menos 13 “laços familiares confirmados entre os políticos”. O PMDB, com 18 deputados, é o partido com o maior número de presenças na lista. O DEM vem a seguir, com 12 deputados. Considerando-se PT (4), PSB (5), PDT (4) e PCdoB (1), os depurados à esquerda com laços familiares com outros políticos devem somar 14 na próxima legislatura. (págs. 1 e A6)
Fox News emprega cinco presidenciáveis nos EUA e lidera marcha à direita (págs. 1 e A9)
 
Upgrade na imagem
A Cromus, fabricante de antenas parabólicas e receptores via satélite, passa a produzir conversores de TV digital. Apesar do avanço dos aparelhos com conversor integrado, a empresa avalia que a demanda pelo equipamento nos mercados emergentes, como o Brasil, será ascendente por no mínimo cinco anos, prevê Reinaldo Romo. (págs. 1 e B5)
Crédito sim, mas só com garantia
Apesar do avanço dos grandes bancos no “middle market”, o acesso ao crédito pelas pequenas e médias empresas ainda tem grande dependência da apresentação de garantias. (págs. 1 e C1)
Mercado tenta restringir IOF
Entidades dos mercados financeiro e de capitais se mobilizam para tentar livrar alguns tipos de investimento da nova alíquota de 4% do IOF. (págs. 1 e C1)
Afluxo a ações emergentes
Busca por rendimento faz fundos de ações de mercados emergentes captarem US$ 6 bilhões na primeira semana de outubro, maior valor desde o fim de 2007 e o segundo mais alto na série da consultaria EPFR. (págs. 1 e D2)
Arbitragem na Santos Brasil
Um tribunal arbitral de São Paulo vai decidir o conflito societário entre o Opporttunity e a Multi STS, controladores da Santos Brasil, maior terminal de contêineres do país. (págs. 1 e D3)
Ideias
Mario Cordeiro de Carvalho Jr.

Conter especulação cambial exigirá mudar garantia de margem, elevar IR e instituir IOF nas operações do mercado futuro. (págs. 1 e A10)
Ideias
Dani Rodrik

Se o centro de gravidade da economia mundial mudar bastante para o lado dos países emergentes, o processo não será suave. (págs. 1 e A11)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Os heróis que salvam a memória da capital
Cercados por edifícios, proprietários de casas antigas de BH resistem ao avanço da especulação imobiliária, recusando ofertas milionárias pelos imóveis, que contam parte da história da cidade. A falta de terrenos para novas construções aumentaapressão sobre esses casarões. Especialistas cobram melhor política de preservação dos bensede incentivo a quem os mantém. (págs. 1, 17 e 18)
Urnas têm pacote de cobranças
O candidato à Presidência que sair vitorioso dia 31 vai carregar nos ombros a missão de cumprir promessas não executadas pelos governos FHC e Lula, que foram travadas por manobras políticas ou por falta de verbas.

Dilma e Serra vêm buscar votos em MG

Petista virá pelo menos duas vezes ao estado nos próximos 15 dias. Tucano desembarca na capital quinta-feira e participa de encontro com prefeitos. (págs. 1 e 3 a 5)
Anistia dá indenização a cinco mineiros (págs. 1 e 6)
 
Consumidor: Greve de bancários aumenta transações e risco na internet. (págs. 1, 12 e 13)
 
Chile: Túnel é revestido e resgate de mineiros será na quarta (págs. 1 e 14)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Candidatos na ofensiva promovem debate tenso
Vítimas da Ditadura cobram posição do futuro presidente. (pág. 1)
Tragédia na praia
Universitária de 20 anos morreu atropelada por um buggy, sábado à noite, em Maracuípe. Ela estava sentada na areia, conversando com amigos. Testemunhas contam que o motorista vinha em alta velocidade, de luzes apagadas e fugiu após o acidente. (pág. 1)
Concurso tem número de vagas ampliado (pág. 1)
 
Círio de Nazaré quebra todos os recordes (pág. 1)
 
Mineiros (pág. 1)
 
Prêmio Nobel (pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Novo governo questiona modelo de presídio privado
Inicialmente contrário a que parcerias público-privadas administrem cadeias, Tarso pretende reexaminar contrato de penitenciária de Canoas. (págs. 1, 4, 5 e 10)
Debate na TV: Dilma e Serra optam pelo ataque
Confronto na Band foi marcado por agressividade dos candidatos. (págs. 1 e )6
Na selva: Tajna, uma holandesa nas Farc
Garota de 32 anos seria integrante da cúpula da guerrilha. (págs. 1 e 21)
Prevenção: Tarso vai criar sistema anticorrupção. (págs. 1 e 12)
 
Morre ex-ministro Nestor Jost
Natural de Candelária, político tinha 93 anos. (págs. 1 e 13)
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.