- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 292

 

 
 
Edição nº 292, de 26  de outubro  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Pirassununga - SP
O site que está bombando na rede
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
26 de outubro de 2010
O Globo
 
Manchete: Erenice se contradiz e agora admite reunião na Casa Civil
Ex-ministra diz que recebeu empresário a pedido do filho, acusado de tráfico de influência

Ao depor ontem na Polícia Federal, a ex-ministra Erenice Guerra, braço-direito da candidata Dilma Rousseff (PT) no governo, entrou em contradição com a versão oficial e admitiu que se reuniu com dois lobistas. Ela disse ter recebido na Casa Civil Rubnei Quícoli, da EDRB, empresa interessada num financiamento do BNDES. E confirmou tais encontros, um na casa dela, com Fabio Bacarat, da MTA - que tentava renovar contratos com os Correios.
Erenice alegou que recebeu Bacarat a pedido do filho Israel e que não desconfiou das intenções do lobista. A PF apura tráfico de influência. (Págs. 1 e 3)

Foto legenda: A ex-ministra Erenice Guerra, com seus advogados, deixa o prédio da PF após depor no inquérito que apura tráfico de influência na Casa Civil. (Pág. 1)

Sigilo: Amaury é indiciado pela PF

Suspeito de encomendar dados fiscais sigilosos de tucanos, o jornalista Amaury Ribeiro Junior foi indiciado por corrupção ativa, violação de sigilo, uso de documentação falsa e suborno. (Págs. 1 e 4)
Lula promete, a partir de 2011, mais casas do que fez até hoje
O presidente Lula entregou no Rio 328 apartamentos do Minha Casa, Minha Vida e anunciou a construção de dois milhões de moradias a partir de 2011. Em vigor há um ano e meio, o programa teve desempenho abaixo do esperado. De um milhão de unidades prometidas, só entregou 181,4 mil. A CEF afirma que financiou 3,7 milhões de unidades em oito anos - mas isto porque contabiliza até reformas. (Págs. 1 e 9)

Merval Pereira

Lula uniu inesperadamente a oposição ao radicalizar o embate eleitoral. (Págs. 1 e 4)

Panorama Político

Esta é a eleição com o maior número de debates: até 6ª, terão sido dez. (Págs. 1 e 2)
Natal terá peru mais caro que bacalhau
Com a queda do dólar e a alta de preços de alimentos no mercado nacional, importados tradicionais estão mais baratos do que similares brasileiros. Entre os produtos estão o queijo francês, o doce de leite argentino e o vinho português, que saem mais em conta que os nacionais. Segundo varejistas, na ceia de Natal, o peru será mais caro que o bacalhau, hoje mais barato que o filé mignon. (Págs. 1 e 27)
Pai é preso acusado de torturar filha
0 técnico judiciário André Rodrigues Marins, pai da menina Joanna Marcenal Marins, foi preso ontem, acusado de torturar e matar a filha de 5 anos. O Ministério Público estadual acusa também a madrasta da menina, cuja prisão já foi pedida. (Págs. 1 e 18)
MPB na sala de aula
Apesar de o ensino médio no estado ter obtido resultados negativos segundo o MEC, alunos dos colégios estaduais começaram a ter aulas de história da Música Popular Brasileira (MPB), para atender à lei federal que obriga o ensino de música. As aulas seguem a metodologia do projeto MPB nas Escolas. (Págs. 1 e 20)
Cunhada de Tony Blair se converte ao Islã
Lauren Booth, irmã da mulher do ex-premier britânico, anunciou ter virado muçulmana durante viagem ao santuário de Qom, no Irã. A decisão da cunhada é um embaraço para Blair, que ainda recebeu críticas sobre sua parcialidade em relação a Israel. (Págs. 1 e 34)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Ao depor, Erenice admite reunião que sempre negou
Escândalo da Casa Civil

Ex-ministra muda versão e diz que recebeu empresários que negociavam com o filho dela

A ex-ministra Erenice Guerra mudou a versão que sustentava até agora e confirmou a Polícia Federal que recebeu na Casa Civil empresários que negociavam contrato com a firma de lobby de seu filho Israel.

Na época, a ministra era Dilma Rousseff, e Erenice, seu braço direito. Em notas oficiais, a assessoria da Casa Civil negou por duas vezes a participação de Erenice na reunião com a empresa EDRB, de Campinas (SP).

A ex-ministra confirmou ainda ter se encontrado no início do ano com empresário da MTA Linhas Aéreas, interessada em contrato de transporte com os Correios e que havia contratado a empresa de Israel. (Págs. 1 e Eleições 2010)

Foto legenda: Erenic Guerra e Amaury Ribeira Jr. na PF em Brasília; ambos depuseram ontem. (Pág. 1)
Jornalista e indiciado no caso EJ (Págs. 1 e Eleições, 3)
 
Folha conhecia vencedores do metrô seis meses antes
A Folha soube há seis meses quais seriam os vencedores da licitação dos lotes 3 a 8 da linha 5-lilás do metrô. O anúncio das empreiteiras ocorreu apenas na última quinta.

O jornal já havia registrado o nome dos ganhadores em vídeo - disponível na Folha.com - e no 2º Cartório de Notas nos dias 20 e 23 de abril deste ano, respectivamente. O valor da concorrência ultrapassa os R$ 4 bilhões.

O Metrô disse que vai investigar o caso, Os consórcios negaram irregularidades. A licitação foi aberta quando José Serra (PSDB) era governador do Estado e concluída por seu sucessor, Alberto Goldman. (Págs. 1 e Eleições, 7)
Em debate, Dilma cita Paulo Preto e Serra usa Dirceu
Segundo nas pesquisas, José Serra (PSDB) atacou Dilma Rousseff (PT) em debate na Record citando aliados ligados a denúncias, como Erenice Guerra e José Dirceu. Dilma revidou com Paulo Preto. (Págs. 1 e Eleições, 4)
Déficit externo é o maior desde o fim da gestão FHC (Págs. 1 e B1)
 
Quadrilha faz 25 reféns em prédio de Higienópolis (Págs. 1 e C1)
 
Editoriais
Leia "O Executivo e a lei", acerca do excesso de medidas provisórias; e "Floresta para explorar", sobre o uso econômico de áreas de conservação. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Erenice muda versão e diz à PF que encontrou consultor
Ex-ministra negava ter se reunido com negociador que acusa seus filhos de cobrar por influência

A ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra mudou a versão que vinha sustentando e confessou à Polícia Federal que se reuniu com o consultor Rubnei Quícoli, da EDRB, que negociava um contrato com o BNDES e teria sido pressionado; na ocasião, a pagar comissão a filhos e assessores de Erenice. Há um mês, Erenice, que foi braço direito da candidata presidencial Dilma Rousseff (PT), havia dito que a reunião com Quícoli, em novembro de 2009, fora feita pelo assessor Vinícius Castro. Agora, ela admitiu ter participado - mas só do início. Disse que foram tratados de "aspectos técnicos do projeto" e alegou desconhecer qualquer negociação com o BNDES intermediada por sua pasta. Quícoli, porém, disse que o contrato, para um projeto de energia solar no Nordeste, era orçado em R$ 9 bilhões, e a EDRB pagaria ao lobby dos filhos de Erenice cinco parcelas de R$ 40 mil e taxa de sucesso de 5%. (Págs. 1 e Nacional A4)

Foto legenda: Na polícia. A ex-ministra Erenice Guerra, após prestar depoimento. (Pág. 1)
Jornalista é indiciado por quatro crimes
Ligado ao "grupo de inteligência" da pré-campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência, o jornalista Amaury Ribeiro Jr. foi indiciado ontem, após depoimento de 6 horas à Polícia Federal, por violação de sigilo fiscal, corrupção ativa, uso de documentos falsos e suborno, no caso de quebra de sigilo fiscal de dirigentes do PSDB e da filha do candidato José Serra, Verônica. (Págs. 1 e Nacional A4)
OAB repudia fiscalização da mídia pelos Estados
A Ordem dos Advogados do Brasil repudiou ontem iniciativas, debatidas em ao menos quatro Estados, que visam a criar conselhos estaduais para fiscalizar e monitorar a mídia. Para a entidade, medidas desse gênero são inconstitucionais. A OAB se disse preocupada com os males que esses órgãos possam causar "à livre manifestação de expressão e a liberdade de imprensa, fundamentais para a normalidade do Estado de Direito". 0 presidente da entidade, Ophir Cavalcante, assinalou que a OAB poderá questionar judicialmente a criação dos conselhos. (Págs. 1 e Nacional A13)

Ricardo Pedreira,
Diretor Executivo da ANJ

“É preocupante imaginar que possa haver instâncias controladas pelo Poder Executivo capazes de avaliar o que é conveniente para ser veiculado pelos meios de comunicação" (Pág. 1)
Foto legenda: O incrível leito seco do Rio Negro
Barco no leito do rio seco em frente a Manaus, onde o Rio Negro marcou anteontem seu nível mais baixo desde a estiagem de 1963. O Exército vai ajudar na distribuição de kits de higiene, remédios e alimentos a seis comunidades isoladas em Tefé, Alvarães e Uarini, todas na região do Médio Solimões. (Págs. 1 e Vida A18)
União Europeia acusa Brasil de protecionismo
A União Europeia acusou o Brasil de criar, em julho, o seu “Buy Brazilian", analogia do "Buy American", lançado pelos EUA para incentivar a indústria americana na crise. Segundo a UE, o Brasil adota políticas discriminatórias de incentivo a empresas nacionais em licitações, que representam um mercado anual de € 7 bilhões. (Págs. 1 e Economia B1)
Anac estuda flexibilizar peso de bagagem em voo (Págs. 1 e Cidades C1)
 
Prescrição de prótese não terá nome comercial (Págs. 1 e Vida A18)
 
Dora Kramer: Exceção à regra
Há excelência na política, mas o que vale é a gritaria de um presidente transgressor e a palavra dos marqueteiros e seus truques repetitivos. (Págs. 1 e Nacional A6)
Rubens Barbosa: Uma nova política externa
Relevante é recuperar a ideia de defesa do interesse nacional. O Itamaraty deve executar uma política de Estado, e não de um partido. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações
Um avanço do G-20

Os ministros comprometeram-se a evitar - ou a reduzir - a manipulação cambial. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Brasileiro esbanja dólares
Gasto com viagens de turismo fora do país chega a US$ 42 milhões por dia. Contas externas têm rombo. (Págs. 1, 13 e 14)
Dilma e Serra batem pesado
Presidenciáveis partem para o confronto direto e trocam acusações na Record. Projetos para o Nordeste e privatização da Petrobras dominam as discussões. Dilma expôs contradições em relação ao MST, Serra hesitou em apresentar propostas para criação de empregos. (Págs. 1 e 5)
Agnelo e Weslian na batalha das ruas
Candidato cancela participação em comício no Riacho Fundo, cidade que registrou confrontos no primeiro turno. Segundo o PT, rorizistas planejavam um ataque. Weslian Roriz, por sua vez, concentra a campanha em Ceilândia, onde foi derrotada em quatro zonas eleitorais. (Págs. 1 e 26)
Superbactéria: Hospitais privados também estão em alerta
Das 18 mortes provocadas pela KPC no DF, duas foram em centros particulares. Os motivos para a contaminação são os mesmos da rede pública: o excesso de antibióticos e a higiene precária.

Especialistas dizem que os médicos agravam o problema ao receitar muitos remédios. (Págs. 1 e 29)
Concursos: Em 2011, GDF pode convocar 10,3 mil servidores
Este ano, 9.730 pessoas aprovadas em seleções do governo local foram nomeadas para cargos públicos, número bem acima do que estava previsto. A Secretaria de Planejamento acredita que haverá necessidade de uma quantidade maior de contratações a partir de janeiro. (Págs. 1 e 30)
Formosa (GO): Polícia investiga o motivo do triplo assassinato
Uma testemunha pode desvendar as causas das brutais mortes de uma dona de casa e de seus dois filhos. Segundo a denúncia, o crime seria uma vingança de Raimundo da Silva, marido da vítima e pai das crianças, por uma suposta traição. Ele e outro homem acusado de ser cúmplice estão presos. (Págs. 1 e 32)
Afeganistão: Irã dá mesada à cúpula do governo de Cabul
O presidente afegão, Hamid Karzai, confirmou receber ajuda do governo de Teerã para custear despesas de seu gabinete. O dinheiro, entregue em malas e sacos, seria para a defesa dos interesses iranianos no país, além de dar estabilidade na luta contra o grupo Talibã. (Págs. 1 e 20)
Valor Econômico
Manchete: ´Estarrecido´com baixarias, TSE quer mudar campanhas
Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral(TSE) estão "estarrecidos" com o baixo nível da campanha presidencial no segundo turno. Para eles, as coligações de Dilma Rousseff e de José Serra promovem um "show de horrores", com troca de acusações constantes em vez de discussão sobre propostas de governo.

"O que estamos vendo não é mais horário eleitoral, é um tiroteio eleitoral", disse o ministro Aldyr Passarinho Junior. Ele cogitou até mudanças para eleições futuras, como tornar responsáveis os marqueteiros nos casos de propagandas destinadas apenas a ofender adversários. (Págs. 1 e A5)
UE ataca ações protecionistas brasileiras
A União Européia (UE) acusa o Brasil de ampliar barreiras às importações e aumentar subsídios para as exportações que, junto com medidas de outros parceiros, estariam contribuindo para atrasar a recuperação econômica européia. A UE se queixa sobretudo dos financiamentos a juros abaixo de mercado concedidos pelo BNDES para exportações e da preferência “enorme" dada aos produtos nacionais no lucrativo mercado de compras governamentais.

A UE sinaliza que reagirá contra as medidas que afetariam principalmente suas exportações automotivas, de têxteis e vestuário, agrícolas e de serviços e atingiriam 1,7% do comércio. A Argentina é a campeã das medidas mais restritivas, com 62 barreiras, seguida pela Rússia. 0 Brasil teria imposto 12 medidas, de outubro de 2008 até o mês passado. (Págs. 1 e A3)
Venda da Plena à State Grid depende do BNDES
Cinco meses depois de ter anunciado a aquisição bilionária da Plena Transmissoras, de origem espanhola, que marcaria sua entrada no setor de energia do Brasil, a estatal chinesa State Grid ainda esbarra no BNDES para concluir a operação. 0 negócio já foi aprovado pelo órgão de concorrência, e pela agência de energia e1étrica, mas é na transferência da titularidade empréstimos, que somam cerca R$ l,5 bilhão tomado ao BNDES, que está a principal condicionante para o fechamento da transação.

Segundo o Valor apurou, os chineses acreditavam que assumiriam sem maiores dificuldades a titularidade dos empréstimos. Mas o BNDES abriu um processo de análise de crédito da empresa, até então desconhecida do banco. Quando há transferência de controle em uma aquisição, os empréstimos do banco são todos reavaliados. Cada caso é revisado e para aprovar a operação o banco faz algumas mudanças no contrato de financiamento, como a exigência de substituição de garantias e de fianças bancárias. (Págs. 1 e B11)
Foto legenda: Proteção lucrativa
A partir de 2011, veículos novos devem sair das montadoras equipados com rastreador, mas o consumidor poderá optar por ativá-lo ou não. A Sascar espera que as vendas do serviço para carros de passeio subam dos atuais 20% para 35% do faturamento, diz José Quintana, presidente. (Págs. 1 e B4)
Múltis já tem 40% dos genéricos
Dez anos depois do início da venda de genéricos no Brasil, a participação das multinacionais na fabricação desses medicamentos atinge 40% do total da receita com os produtos, que triplicou nos últimos dois anos. Há três anos, essa fatia era de 12%. 0 movimento de consolidação de grupos internacionais em países emergentes, sobretudo no Brasil, começou em 2007, quando muitas companhias internacionais reduziram seu portfólio de inovação e viram expirar a patente de alguns de seus campeões de vendas.

O segmento de genéricos movimenta 20% dos volumes totais de medicamentos no Brasil c 17% em valor, ou US$ 3,253 bilhões dos US$ 19,612 bilhões vendidos nos últimos 12 meses até setembro, de acordo com a consultoria IMS Health. Nos EUA, os volumes de genéricos chegam a 70% do total e na Alemanha, a 65%. "Nos países desenvolvidos, a participação dos genéricos cresce a taxas menores. No Brasil há muito espaço para avançar”, disse Nilton Paletta, presidente da IMS.

O último negócio importante foi a aquisição de 40% do laboratório Teuto pela Pfizer, dos EUA. Maior laboratório nacional, a EMS, de Hortolândia (SP), tenta avançar no mercado com o lançamento das versões genéricas e similares do Viagra e do Lipitor. (Págs. 1 e B1)
Argentina tem feriado para fazer censo
Amanhã é feriado nacional na Argentina. Mas não é dia santo nem se comemora uma data nacional. Os cidadãos foram convocados a ficar em casa para esperar um dos 600 mil representantes do Instituto Nacional de Estatística e Censos, o IBGE local, para responder as perguntas do censo de 2010.

Mas a desconfiança da população e dos analistas, que suspeitam de maquiagem nas estatísticas sobre inflação, levou a criação de um movimento de boicote ao censo. (Págs. 1 e Al6)
Fundos perdem com o atraso de aceitação de papeis do FCVS pelo Tesouro Nacional (Págs. 1 e C1)
Trabalho degradante ainda é uma marca no setor rural, diz Campos (Págs. 1 e B14)
Equipamentos para banda larga
A Telebrás realizou ontem o primeiro pregão eletrônico de compra de equipamentos para o Plano Nacional de Banda Larga. As licitações somaram R$ 426,9 milhões, com desembolso até o fim de 2012. (Págs. 1 e B2)
Agências correm a África
Depois de China, Índia e América Latina, multinacionais da publicidade como WPP PLC, Publicis e Omnicom elegem a África como novo "campo de batalha" do setor. (Págs. 1 e B6)
´Bis in idem´ cambial
O câmbio é uma das maiores queixas das montadoras instaladas no Brasil, mas algumas, como a Toyota, sofrem duplamente, com perda de exportações e preços mais altos nos carros importados do Japão, devido a valorização do iene, diz Shozo Hasebe. (Págs. 1 e B10)
Petrobras ganha força na Copergás
Após mais de sete anos de disputa judicial, a Petrobras conseguiu retomar o poder de veto nas deliberações da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás). (Págs. 1 e B11)
Esra mira o mercado externo
A Esra, única empresa do hemisfério Sul homologada para a produção de capacetes de voo civis e militares, negocia acordo com a David Clark, dos EUA, para exportar para o mercado americano. (Págs. 1 e B11)
´Lei do Silêncio´ na berlinda
Recuo de ações da Petrobras após capitalização faz pequenos investidores e profissionais de mercado alertarem para perda causada pela regra que impede analistas e corretoras de falar durante ofertas de ações. (Págs. 1 e D1)
Taxa de administração abusiva
A CVM rejeitou proposta de termo de compromisso feita pelo HSBC para encerrar um processo que investiga a cobrança de taxa de administração excessiva em um fundo de investimento. (Págs. 1 e D3)
Ideias
Antonio Delfim Netto

A pesquisa econômica tem feito avanços importantes no estudo da "periferia" da macroeconomia, mas não no “core". (Págs. 1 e A2)
Ideias
Raymundo Costa

Lula exigiu a radicalização política da campanha de Dilma, mas foi decisão da candidata assumir ela mesma o ataque. (Págs. 1 e A11)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Eleições 2010: Feriado, colheita de cana e seca aumentam medo da abstenção
Preocupados, PT e PSDB passarão a semana ressaltando a importância do comparecimento às urnas. Em São Paulo, onde Serra tem maioria, os tucanos temem as viagens no feriadão. No Vale do Jequitinhonha, em Minas, e no Nordeste, redutos de Dilma, os problemas são, respectivamente, a migração de trabalhadores para colher cana no interior paulista e as romarias de finados. No Norte do país, o baixíssimo nível dos rios dificulta o acesso às seções eleitorais. (Págs. 1 e 3, 4 e 8)

Dilma lança programa

São 13 pontos. Ela promete fortalecer democracia, criar emprego, melhorar a educação, promover desenvolvimento sustentável e transformar o país em potência tecnológica. (Págs. 1 e 3, 4 e 8)

Serra se compara a Davi

Candidato do PSDB se compara a personagem bíblico e diz que vai à luta contra Golias. O tucano voltou a responsabilizar a petista pela baixaria na campanha. (Págs. 1 e 3, 4 e 8)
Superuniversidade: MEC dá aval à unificação
Documento que oficializa a fusão das sete universidades federais de Minas foi apresentado ontem ao ministro Fernando Haddad. (Págs. 1, 18, 27 e 30)
Viagens ao exterior: Brasileiro torra US$ 42 milhões por dia lá fora
As pessoas estão aproveitando a valorização do real diante do dólar para viajar e ir às compras. De janeiro a setembro, gastos chegaram a US$ 11 bilhões. (Págs. 1 e 17)
Pesquisa: USP testa veneno de abelha contra artrite (Págs. 1 e 24)
Superbactéria: Anvisa torna álcool gel obrigatório em hospitais (Págs. 1 e 15)
Jornal do Commercio
Manchete: Bispo da Universal é executado
Religioso foi emboscado e morto com um tiro por dois homens em uma moto, ontem pela manhã, quando ia ao Detran renovar sua habilitação. Vítima, natural do Rio de Janeiro, era casada e pregava no templo IURD do Ipsep. (Pág. 1)
Tempo quente em debate de presidenciáveis (Pág. 1)
Fraudadores do INSS são capturados (Pág. 1)
Pacientes com a superbactéria devem ser isolados (Pág. 1)
Inep divulga locais de provas do Enem (Pág. 1)
Zero Hora
Manchete: Plano de emergência em hospitais tenta conter superlotação
Alguns estabelecimentos de saúde da Capital estão com lotação equivalente a até 313% de sua capacidade, mobilizando as entidades médicas. (Págs. 1 e 35)
Foto legenda: Três meses depois
Reconstrução na serra gaúcha

Apenas com a doação de telhas da prefeitura, moradores de Canela refizeram as casas destruídas por tornado mesmo antes do auxílio federal prometido. (Págs. 1 e 33)
Eleições 2010; Dilma x Serra: Os nomes do front da campanha no Estado
Principais líderes das duas candidaturas recebem missões específicas para os últimos seis dias. (Págs. 1, 4, 5 e Rosane de Oliveira, 10)
Mudança de versão: Erenice admite ter recebido consultor
Após ter negado reunião, ex-ministra da Casa Civil se contradiz ao depor à PF. (Págs. 1 e 12)
Blitz noturna: Radar móvel flagra 194 motoristas por hora
Operação contra abuso de velocidade autuou mais de mil nas noites de sexta e sábado na Capital. (Págs. 1 e 31)
-
Jornal Bahia Notícias
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.