- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 293

 

 
 
Edição nº 293, de 27  de outubro  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Pirassununga - SP
O site que está bombando na rede
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
27 de outubro de 2010
O Globo
 
Manchete: Governo faz manobra e cria superávit bilionário falso
Analistas criticam uso da capitalização da Petrobras em artifício contábil

Uma manobra fiscal da União na capitalização da Petrobras rendeu R$ 31,9 bilhões e levou o governo a registrar superávit primário recorde em setembro, de R$ 26,1 bilhões. Sem o reforço da estatal, o déficit seria o pior do ano: R$ 5,8 bilhões. A União usou só parte do pagamento da Petrobras, de R$ 74,8 bilhões no total, para participar da capitalização da empresa. A diferença entre o que recebeu e aportou na estatal engordou as receitas e produziu o superávit. Analistas criticam o artifício contábil. Para Raul Veloso, a "gambiarra" permitirá cumprir a meta fiscal do ano, mas esta já não inspira confiança. (Págs. 1, 23 e Miriam Leitão)

Meirelles: ação contra bolha

Em Nova York, o presidente do BC, Henrique Meirelles, disse que é preciso "tomar medidas imediatas" para evitar desequilíbrios na economia brasileira que criem "bolhas, de crédito, ativos ou mesmo de moeda". (Págs. 1 e 25)
Megaconsórcio em obras do Porto
Maior PPP do país tem valor de R$ 7,3 bilhões e 15 anos de concessão

O consórcio Porto Novo - formado pelas empreiteiras Norberto Odebrecht, OAS e Carioca Engenharia - foi escolhido ontem o vencedor para executar a segunda etapa do projeto Porto Maravilha, na maior parceria público-privada (PPP) do país, no valor de R$ 7,3 bilhões, por 15 anos de concessão. As obras que prometem mudar a cara da Zona Portuária do Rio, derrubando parte da E1evado da Perimetral, têm início previsto para janeiro 2011. Pelo cronograma da prefeitura, todas as obras viárias de reurbanização e infraestrutura do Porto terão que ficar prontas nos próximos cinco anos, a tempo das Olimpíadas de 2016. Além de fazer as obras, o consórcio ficará, como uma grande concessionária, responsável pela manutenção dos serviços públicos municipais em toda a área - da troca de lâmpada à coleta de lixo (Págs. 1 e 16)
Eleições 2010: Contratos suspensos no metro de SP
O governo de SP, suspendeu a contratação de empresas para obras de expansão da linha 5 do metrô, depois das denúncias de fraude na licitação. A concorrência começou quando José Serra era governador. (Págs. 1 e 3)

Zuenir Ventura

Às vezes, ficar indeciso é melhor do que ter aquela certeza burra. (Págs. 1 e 7)

Roberto DaMatta

Neutralidade é fatal quando o velho autoritarismo personalista ressurge. (Págs. 1 e 7)
Eleições 2010: Collor tem mesmo um diretor da BR Distribuidora
O diretor de Operações e Logística da BR Distribuidora, José Zonis, foi de fato indicado para o cargo pelo senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL). No debate de anteontem, José Serra constrangeu Dilma Rousseff ao afirmar que Collor, aliado do governo Lula, tem poder na subsidiária da Petrobras. Sobre outra denúncia do debate, esta feita por Dilma, a Secretaria de Segurança Pública de SP informou que a acusação de receptação de roubo contra Paulo Souza foi investigada e relatada à Justiça. Souza é apontado por petistas como arrecadador tucano. (Págs. 1 e 10 a 12)
Foto legenda: Na carreata de Dilma em Fortaleza, Ciro mostra a faixa "Serra não mamãe" (Pág. 1)
 
Chega ao fim era do otimismo ambiental
A Conferência da Biodiversidade foi paralisada em Nagoya (Japão) por nova disputa entre países ricos e em desenvolvimento. Para analistas, o fracasso da cúpula põe fim à era de otimismo verde. O presidente Lula disse que vai à reunião do clima, mas não espera avanços. (Págs. 1, 34 e editorial "Biodiversidade em perigo")
Controlador de voo é condenado por acidente da Gol (Págs. 1 e 15)
 
No andar de cima, fila para Porsche
Com dó1ar barato e expansão da economia, há fila de espera de até quatro meses para comprar carro importado, como Porsche e BMW. O problema afeta ainda os populares. (Págs. 1 e 27)
Obituário: De carcereiro de Lula a aliado
O senador Romeu Tuma morreu com falência múltipla dos órgãos. Como diretor do Dops, foi carcereiro de Lula - e morreu como seu aliado. (Págs. 1 e 15)
Elio Gaspari
EUA criam o agente 171, com licença para ludibriar a PF brasileira. (Págs. 1 e 6)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: SP para obras do metrô com licitação suspeita
Ministério Público e corregedoria vão investigar caso revelado pela Folha

O governo de São Paulo suspendeu a licitação de seis lotes da linha 5 - lilás do metrô, que teve resultado anunciado na semana passada. Ontem, a Folha revelou que sabia desde abril quais seriam os vencedores.

A concorrência foi aberta em outubro de 2008, quando o governador do Estado era Jose Serra (PSDB), que deixou o cargo para se candidatar à Presidência.

Seu sucessor, Alberto Goldman, solicitou investigações do Ministério Público Estadual e da Corregedoria-Geral do Estado.

Goldman não descartou a possibilidade de ter havido um acordo entre as construtoras participantes. As empreiteiras negaram irregularidades ou acertos prévios.

A campanha da petista Dilma Rousseff usou o caso na propaganda eleitoral. Serra apoiou a abertura de investigação. (Págs. 1 e Eleições, 3)
Presidente 40 Eleições 2010: Dilma se mantém 12 pontos à frente de Serra, diz Datafolha
Pesquisa Datafolha feita ontem em todo o país indica estabilidade na disputa pela Presidência, com Dilma Rousseff (PT) 12 pontos à frente de José Serra (PSDB), mesma diferença da última quinta-feira. Em votos válidos (excluindo brancos, nulos e indecisos), a petista tem 56%, e o tucano, 44%.

A margem de erro do levantamento, encomendado por Folha e Rede Globo, é de dois pontos percentuais.

Contando os votos totais, Dilma oscilou de 50% para 49%, e Serra, de 40% para 38%. Indecisos passaram de 6% a 8%, e os que votaram em branco, nulo ou nenhum agora são 5%. (Págs. 1 e Eleições, 1)
Foto legenda: Água, fogo e cinzas
Paramédicos carregam vítima do vulcão Merapi, que matou 18 pessoas na Indonésia; a 1.300 km dali, pelo menos 108 morreram em tsunami. (Págs. 1 e A11)
Romeu Tuma, senador do PTB, morre aos 79
Internado desde o início de setembro, o senador Romeu Tuma, 79, morreu no Hospital Sírio-Libanês, em SP, por falência múltipla de órgãos. Tuma iniciou a carreira política em 1994, mas se projetou como policial.

Trabalhou no Dops durante o regime militar. Chegou a diretor-geral da PF.

Para o presidente Lula, Tuma merece "o respeito dos brasileiros". (Págs. 1 e A10)
Alunos da Unesp criam īrodeio de gordasī em jogos de Araraquara
Estudantes da Unesp promoveram em Araraquara um "Rodeio das Gordas", em que alunas de maior peso eram agarradas como os peões fazem na arena. A universidade abrirá processo disciplinar. Um dos envolvidos diz que o "rodeio" era só brincadeira. (Págs. 1 e C1)
Camelô é preso em Manaus ao tentar sacar R$ 5 milhões
A PF prendeu o camelô Edivaldo Aguiar, que viajará de SP ao Amazonas para sacar R$ 5 milhões em dinheiro, na porta de um banco em Manaus. A verba foi transferida por empreiteira; a polícia suspeita que o dinheiro seria usado na compra de votos. (Págs. 1 e Eleições, 11)
Boa notícia: Juro médio para os consumidores é o menor desde 94 (Págs. 1 e B10)
 
Editoriais
Leia "Difícil competir", sobre o aumento do déficit externo; e
"Versões de Erenice", acerca de reuniões da ex-ministra com empresários, na Casa Civil. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Governo de SP susta obras do Metro por suspeita de fraude
Goldman manda investigar denúncia de que licitação pode ter sido dirigida

O governador Alberto Goldman (PSDB) determinou suspensão das ordens de serviço dos contratos relativos às obras da linha 5 do Metrô de São Paulo, orçadas em R$ 4 bilhões, por suspeita de fraude na licitação. A ordem impede o início do trabalho, previsto para 20 de novembro. Goldman também solicitou à Procuradoria-Geral de Justiça abertura de investigação quanto à revelação de que os vencedores da concorrência já eram conhecidos antecipadamente, conforme publicou o jornal Folha de S. Paulo. As providências anunciadas pelo Palácio dos Bandeirantes não foram suficientes para neutralizar o impacto da denúncia, que serviu de munição para a candidata presidencial Dilma Rousseff (PT). A oposição em São Paulo vai propor abertura de CPI. (Págs. 1 e Nacional A4)

Serra nega irregularidade

O presidenciável José Serra (PSDB) descartou direcionamento na licitação do Metrô. Mas ele admitiu a hipótese de acordo entre as concorrentes. O tucano disse que não era mais governador quando a licitação foi concluída. (Págs. 1 e Nacional A4)
Falcão pôs espiões no comitê do PT, diz jornalista
O jornalista Amaury Ribeiro Jr. disse à Polícia Federal que Rui Falcão, coordenador da campanha de Dilma Rousseff (PT), infiltrou dois espiões no comitê eleitoral em Brasília. Por trás disso, segundo ele, estava a briga pelo dinheiro pago pelos serviços de comunicação da campanha. Segundo Amaury - pivô da quebra do sigilo fiscal de dirigentes tucanos e que integrou o comitê petista -, essas pessoas foram apresentadas por Falcão como "voluntários" e militantes do PT paulista. O jornalista afirmou acreditar que é nesse grupo que está a origem do vazamento dos dados obtidos na Receita. (Págs. 1 e Nacional A6)
Pelo PAC, Ibama ignora parecer e dá aval a desmate
A pressão para dar rapidez às obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) ganhou a forma de uma portaria no Ibama que deu superpoderes ao presidente do órgão, Abelardo Bayma. Com isso - e contrariando parecer de seis técnicos do Ibama -, Bayma autorizou o desmatamento de parte da mata que será transformada no futuro lago da Usina Hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia. (Págs. 1 e Nacional A13)

3,2 mil

hectares é o total da mata que será destruída para a obra da Usina de Jirau. (Pág. 1)
Vulcão, sismo e tsunami matam 126 na Indonésia
Um terremoto de 7,7 graus na escala Richter, seguido de um tsunami e uma erupção vulcânica, deixou pelo menos 126 mortos e centenas de desaparecidos na Indonésia. A seqüência de desastres naturais ocorreu seis anos após o tsunami que matou cerca de 168 mil pessoas no arquipélago. As ondas provocadas pelo abalo sísmico atingiram 3 metros de altura e avançaram mais de 600 metros em direção ao interior. A subida da maré ainda impede que as equipes de resgate tenham acesso a todas as zonas afetadas. (Págs. 1 e Internacional A11)

Foto legenda: Susto. Indonésios retirados de suas casas por causa da erupção do vulcão Merapi, o mais volátil do país. (Pág. 1)
Morre Romeu Tuma, 79 anos
O senador Romeu Tuma (PTB-SP), 79 anos, morreu ontem, por falência múltipla dos órgãos. Com 16 anos de bom trânsito no Senado e 20 como policial na ditadura, Tuma construiu imagem ambivalente. (Págs. 1 e Nacional A16)
Petrobras ajuda governo a registrar superávit (Págs. 1 e Economia B1)
 
Controlador é condenado por acidente da Gol (Págs. 1 e Cidades C3)
 
Roberto da Matta: De que lado você está?
Só os fascistas e os de má-fé podem achar que tudo é péssimo no processo eleitoral. Não esconda o seu medo de decidir. Diga de que lado você está. (Págs. 1, Caderno 2 e D12)
Dora Kramer: A luta continua
As tentativas mudam de feição, mas de um propósito Lula e o PT não desistiram nesses oito anos: o de controlar os meios de comunicação. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações
O caminho das pedras

Acredite quem quiser que Erenice não sabia dos périplos da parentela pelas alamedas do poder. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Na cidade do superferiado…
Saúde pública está sem vacina contra meningite

Hospital de Base apura morte suspeita pela KPC

O fantasma da abstenção nas urnas assombra cada vez mais os candidatos neste segundo turno das eleições. Apenas no Distrito Federal, 14 mil servidores da Justiça trabalham só até amanhã. Os tribunais darão folga na sexta-feira e em 1º de novembro. Como terça-feira é Dia de Finados, uma parcela importante do eleitorado precisará estar em Brasília apenas na quarta. Especulações sobre ponto facultativo no GDF e até antecipação salarial ao funcionalismo agitaram a Câmara Legislativa, mas o governador Rogério Rosso reafirmou que o Dia do Servidor será comemorado na segunda-feira. Paralelamente à eleição, a situação da saúde pública no DF se agrava. Por uma falha de distribuição do governo federal, os postos de atendimento estão sem vacina contra meningite para crianças de até dois anos. O Ministério espera normalizar o repasse até o fim da semana. E o Hospital de Base investiga nova suspeita da superbactéria KPC após a morte do aposentado Nélson de Barros, 78 anos, no último domingo. Ele estava internado havia dois meses em razão de uma cirurgia cardíaca. (Págs. 1 e 30 a 32)
Foto legenda
Após um tenso debate na TV, Serra e Dilma mantiveram a artilharia pesada na campanha. O tucano recebeu o apoio do PV paulista e, no Rio, bateu bola no Maracanã. Disse que a inflação tornou a carne um “artigo de luxo”. Em Fortaleza, Dilma afirmou que o governo FHC deu as costas para o Nordeste e prometeu a continuidade dos programas de desenvolvimento na região. (Págs. 1, 3 e 5)
Casa própria: Mercado estica o prazo de entrega
A intensa procura por imóveis e a falta de trabalhadores podem levar as construtoras a definir períodos mais longos para obras. Hoje, em média, os projetos levam de 30 a 36 meses, mas devem passar para 40 a 48 meses. (Págs. 1 e 11)
Tragédia: Tsunami e vulcão matam na Indonésia
Pelo menos 113 pessoas morreram e 502 estavam desaparecidas no arquipélago asiático após o maremoto provocado por um tremor de terra. Na Ilha de Java, a erupção do Merapi causou a morte de um bebê e a retirada de 19 mil pessoas de suas casas. (Págs. 1 e 20)
Violência: Isabella e Joanna: uma triste semelhança
As mortes das duas meninas de cinco anos, uma em São Paulo, em 2008, e a outra no Rio, em agosto, têm como acusados os pais: Alexandre Nardoni e André Marins, respectivamente. E havia um histórico de conflitos nas famílias. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Com seis governadores, PSB será nova força nos Estados
A disputa do segundo turno nas eleições para governador não terá, no domingo, grandes reviravoltas em relação à primeira rodada de votação, mas deverá confirmar o PSB como o maior vitorioso das corridas estaduais.

Se os institutos errarem menos que na primeira rodada, o PSB deve eleger mais três governadores - na Paraíba, no Piauí e no Amapá. Eles se somariam aos três eleitos em 3 de outubro, sendo dois deles os campeões de voto do primeiro turno: Eduardo Campos (PE), que se reelegeu com 82,8% dos votos válidos, e Renato Casagrande (ES), que obteve 82,3%. (Págs. 1 e A11)
Energia livre de Jirau não atrai ofertas
Não houve compradores para a energia da usina de Jirau, no rio Madeira, no leilão realizado na semana passada. Os preços propostos, entre R$ 130 e R$ 136 o MWh, foram considerados muito altos diante da expectativa das empresas de que haverá sobra de energia no futuro. Sem nenhum contrato fechado no mercado livre de energia, a menos de dois anos do início das operações, a rentabilidade que o projeto proporcionará a seus acionistas é desconhecida e está à mercê do comportamento das chuvas e do crescimento da demanda, fatores que eventualmente poderão puxar os preços do mercado livre para cima.

A próxima tentativa da concessionária Energia Sustentável do Brasil, liderada pela GDF Suez, será vender parte da energia no leilão que será realizado pelo governo federal no fim do ano. (Págs. 1 e B11)
Balanços exibem lucro exuberante das mineradoras
Mineradoras como a Vale divulgarão resultados fantásticos, enquanto as siderúrgicas mostrarão um desempenho acanhado na safra de balanços do terceiro trimestre, a partir de hoje. Os preços do minério de ferro dobraram de US$ 60 para US$ 120 a tonelada em um ano e propiciaram ganhos recordes para a Vale. Já a combinação perversa, no curto prazo, de estoques altos e importações elevadas de aço forçou a queda de preços e arranhou a lucratividade das siderúrgicas. (Págs. 1 e D9)
Foto legenda: Gávea é do Morgan
Glenn Dubin, Armínio Fraga, Mary Erdoes e Luiz Fraga: o banco J.P. Morgan oficializa hoje a compra da Gávea Investimentos, criada por Armínio e que administra US$ 6 bilhões. O valor da compra pode atingir US$ 1 bilhão, dependendo da performance da gestora em cinco anos. (Págs. 1, C1 e C3)
EUA e China perto de acordo sobre câmbio
Um consultor do banco central chinês disse ontem que a China e os EUA definiram as bases de um acordo para a reunião do G-20, em novembro, sobre a adoção de metas para redução dos desequilíbrios comerciais. Li Daokui, do comitê de política monetária do banco central, disse que houve "um bom progresso" na reunião dos ministros das finanças do G-20 na Coreia do Sul, no fim de semana, que mudou as discussões da "questão superficial" das taxas de câmbio nominais para "discussões sobre a substância do reequilíbrio do comércio mundial".

Embora Li não seja um formulador de política monetária, seus comentários sugerem que há apoio na China à proposta das EUA de estabelecer limites aos superávits e déficits em conta corrente de cerca de 4% do PIB. "Fiquei bastante encorajado com a reunião do G-20", disse Li. "Agora será possível para os dois governos [EUA e China] e outros países chegarem a bom entendimento". (Págs. 1 e C8)
Fundos de ações deixam para trás o Ibovespa
Os fundos de ações livres estão ganhando com folga do Índice Bovespa em 12 meses. De um total de 489 fundos, 338 superam o índice e, entre os 20 maiores, com mais de mil cotistas, 17 tiveram desempenho superior. Muitos gestores buscam empresas menores ("small caps"), voltadas para o mercado interno, reduzindo a exposição às chamadas "blue chips", mais negociadas. Como foi a economia local que impulsionou a bolsa nos últimos 12 meses, esses papéis tiveram ganhos expressivos. (Págs. 1 e D1)
Mulheres que chefiam as maiores empresas dos Estados Unidos são quase todas mães (Págs. 1 e B9)
 
Bancos aumentam a oferta de crédito para as empresas (Págs. 1 e C2)
 
SP terá fundo com receita do pré-sal
Governo paulista pretende criar um fundo com os futuros recursos arrecadados pelo Estado com o pré-sal para investimentos em infraestrutura e atenuação dos impactos da atividade petroleira no litoral. (Págs. 1 e A4)
Califórnia leva maconha às urnas
Os eleitores da Califórnia decidem na próxima semana se o uso, cultivo e venda de maconha por maiores de 21 anos devem ser legalizados. A proposta recebe críticas dos governos do México e da Colômbia. (Págs. 1 e Al3)
Crescimento ameaçado
Relatórios de bancos apontam desafios à manutenção do crescimento do setor imobiliário no país: escassez de fontes baratas de financiamento e gargalos para execução e entrega das obras no prazo. (Págs. 1 e B1)
Expansão do merchandising
Ações de merchandising ganham cada vez mais espaço na te1evisão e no faturamento das emissoras. Avanço da TV digital deve reforçar essa tendência. (Págs. 1 e B6)
Femsa reforça não carbonatados
Após entrar no setor de lácteos no Panamá, a mexicana Femsa estuda novas aquisições para impulsionar sua divisão engarrafadora da Coca- Cola no segmento de bebidas sem gás. (Págs. 1 e B6)
Blau no México
A farmacêutica paulista Blau (ex-Blausigel) fechou acordo com o laboratório mexicano Iqsa (Indústrias Químico Farmacêuticas Americanas) para produzir medicamentos naquele país. (Págs. 1 e B10)
ALL revê planos para Santos
A ALL redesenhou seu projeto para aumentar o transporte de contêineres em Santos. A nova proposta, mais barata, descarta mudança nos túneis da Serra do Mar e pode ser adotada mais rapidamente. (Págs. 1 e B11)
MT adia acordo ambiental
O governo do Mato Grosso decidiu adiar por dois anos, até 16 de novembro de 2012, o prazo para adequação das reservas legais nas propriedades rurais do Estado. (Págs. 1 e B13)
SLC terá empresa de terras
A SLC Agrícola vai criar uma empresa voltada exclusivamente à negociação de terras. A LandCo deve iniciar operações no primeiro trimestre de 2011 e a meta é agregar 150 mil hectares em três anos. (Págs. 1 e B14)
ADM pode deixar usina no Brasil
A Archer Daniel Midland (ADM), maior produtor de etanol de milho do mundo, estuda vender sua participação de 49% na usina Limeira do Oeste, em Minas, sociedade com o ex-ministro Antonio Cabrera. (Págs. 1 e B14)
Ideias
Rosângela Bittar

Eleitor que está dando a dianteira à candidata do PT irá às urnas sem ter ideia sobre como seria o futuro governo. (Págs. 1 e A6)
Ideias
Martin Wolf

Barack Obama não ganha crédito pelas calamidades evitadas e recebe grande parte da culpa pelo que não se evitou. (Págs. 1 e Al5)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Eleições 2010: Por que a eleição vai ser decidida em Minas
A quatro dias da eleição, o estado — segundo maior colégio eleitoral do país, com 14,5 milhões de eleitores — é apontado por historiadores e cientistas políticos como o fiel da balança.

Historicamente, quem vence em Minas ganha as eleições. A vitória aqui é considerada fundamental. Não é à toa que Dilma e Serra deverão encerrar a campanha sábado na Grande BH. O desafio do tucano é tirar a diferença em favor da petista, que no primeiro turno foi de 46,9% a 30,7%. Nas duas últimas eleições, os mineiros deram vantagem a Lula no primeiro turno e a confirmaram no segundo. (Págs. 1 e 3)

Serra no ataque no Maracanã

Em visita às obras do estádio para a Copa de 2014, tucano elevou o tom dos ataques a Lula e Dilma. Serra afirmou que está ocorrendo uma alta nos preços dos alimentos “como havia muito tempo não se via no país” e criticou a falta de ações do governo diante do problema. (Págs. 1, 4 e 5)

Dilma investe no voto nordestino

Petista percorreu ontem três cidades da região, onde tem ampla maioria contra Serra. Dilma esteve em Fortaleza, Caruaru (PE) e Vitória da Conquista (BA). Em seu primeiro ato de campanha na capital cearense, ela foi à Praça do Ferreira, no Centro. (Págs. 1 e 6)
Foto legenda: Tsunami mata e destrói na Indonésia
Onda gigante foi causada por terremoto de magnitude 7,7 e arrasou vilas costeiras nas ilhas que integram o país, matando mais de 100 pessoas. Para piorar, na Ilha de Java, o vulcão Merapi entrou em erupção e provocou outras 18 mortes, além de obrigar famílias a fugir às pressas das aldeias mais próximas. (Págs. 1 e 18)
A morte do xerife
O senador Romeu Tuma (PTB-SP), 79 anos, morreu de falência múltipla de órgãos. Ele foi diretor do Dops de São Paulo, na década de 1970, e da Polícia Federal, nos anos 1990. (Págs. 1 e 12)
Saúde: Minas acende alerta para a superbactéria
Anvisa aponta em Minas 12 casos de contaminação pela bactéria KPC, que já matou 42 pessoas no país. Secretaria de Estado da Saúde descarta surto. (Págs. 1 e 23)
Tragédia aérea: Controlador é condenado por acidente
Sargento Jomarcelo Fernandes Santos, que trabalhou no tráfego aéreo no dia do acidente que matou 154 pessoas em voo da Gol, pega 14 meses de prisão. (Págs. 1 e 9)
Transporte: Inaugurado novo viaduto na BR-040
Demorou 12 anos para que obra saísse do papel. Mas agora é realidade: o Viaduto das Almas saiu de cena. Elevado que o substituiu foi inaugurado ontem. (Págs. 1 e 21)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Morre no Estado vítima da superbactéria
Foi confirmada, ontem, a morte de uma mulher de 57 anos, internada em hospital particular, infectada pela KPC. Outras cinco pessoas estão com a bactéria resistente a antibióticos. Nomes dos doentes e hospitais não foram divulgados. (Pág. 1)
Pernambuco na rota dos presidenciáveis
 
Foto legenda: Fúria da natureza
Vulcão, terremoto e tsunami devastam a Indonésia (Pág. 1)
Romeu Tuma (Pág. 1)
 
Sargento é condenado por queda de avião (Pág. 1)
 
Revitalização (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Transporte lidera pedidos gaúchos para Dilma e Serra
Consulta de ZH aos líderes de entidades dos principais segmentos revela os desafios a serem enfrentados no RS por quem vencer no domingo. (Págs. 1, 4 e 5)
(1931-2010): A política perde um delegado polêmico
O senador Romeu Tuma investigou casos de repercussão e atuou no regime militar. (Págs. 1 e 22)
Equipe: Novos nomes dão forma ao governo Tarso (Págs. 1, 8 e 16)
 
Metrô: Denúncia força SP a suspender obra (Págs. 1 e 20)
 
VIOLÊNCIA POLÍTICA EM ANALÂNDIA
 
Após assassinato de vereador, o Presidente da Câmara Municipal de Analândia renuncia ao cargo em virtude de ameaças e pressão política que vem recebendo.
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.