- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 295

 

 
 
Edição nº 295, de 29  de outubro  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Pirassununga - SP
O site que está bombando na rede
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
 
29 de outubro de 2010
O Globo
 
Manchete: Eleições 2010: Pressão de bispos dá certo e Papa interfere na eleição
Dilma diz que não será prejudicada; para Serra, orientação é legítima

Às vésperas da eleição presidencial, o Papa Bento XVI criticou as propostas de descriminalização do aborto - tema recorrente na campanha - e, em discurso para bispos brasileiros, disse que o episcopado do país tem o dever de emitir juízo moral sobre temas políticos. Sem citar a eleição brasileira, Bento XVI afirmou que projetos que descriminalizam o aborto e a eutanásia ferem o ideal democrático. A posição do Vaticano foi resultado da mobilização de bispos moderados e conservadores brasileiros. A petista Dilma Rousseff disse que não será prejudicada e minimizou a mensagem do Papa - que preocupou sua campanha. José Serra disse que Bento XVI tem o direito de orientar os fieis. (Págs. 1 e 3)

Dilma abriu 13 pontos sobre Serra, segundo pesquisa Ibope divulgada ontem. (Págs. 1 e 9)

Produção de petróleo cresce menos com Lula que com FH

A produção da Petrobras - um dos principais temas da reta final da eleição presidencial - cresceu menos no governo Lula que no de FH. Na era tucana, a produção diária de barris subiu 109%; na petista, o crescimento foi de 30%. A ANP divulga hoje as reservas do poço de Libra, na Bacia de Santos, que deverão ser as maiores do país. Consultoria as estima em até 16 bilhões de barris, contra até 8 bilhões de Tupi. (Págs. 1, 16 e 32)

Miriam Leitão

A excessiva politização do tema do pré-sal cria mitos e passa a ideia de que ganhamos na loteria. (Págs. 1 e 32)

Rogério F.Werneck

Numa campanha marcada pelo escapismo, o discurso que está dando certo ignora questões fundamentais. (Págs. 1 e 6)

Ministro livra deputado ficha suja de punição

O ministro da Previdência, Carlos Gabas (PT), extinguiu punição por fraude no INSS contra o deputado Cleber Verde (PRB-MA), o que o livrou da Lei da Ficha Limpa. Verde é aliado de Roseana Sarney. (Págs. 1, 13 e editorial "Primeira vitória da Lei da Ficha Limpa")

Tesoureiro do PT vira réu por lavagem de dinheiro (Págs. 1 e 15)

Dilma Rousseff repudia controle da mídia (Págs. 1 e 18)
Cristina em dia de Evita
Luto da presidente viúva une Argentina

A imagem da viúva enlutada se sobrepôs à da altiva presidente da Argentina. De óculos escuros, Cristina Kirchner não arredou pé do caixão do marido, na Casa Rosada, e, ao lado dos filhos, recebeu o apoio de milhares de argentinos, numa comoção que lembrou os dias de Evita Perón. Presidentes latino-americanos, entre eles o brasileiro, Luiz Inácio Lula Silva, prestaram homenagem a Nestor Kirchner. A oposição deu uma trégua e os principais adversários não foram ao velório. O corpo de Kirchner será enterrado hoje em cerimônia íntima. (Págs. 1, 37 e 38)

Foto legenda: Cristina. Ao lado do caixão do marido, cercada por Mães da Praça de Maio, sob o retrato de Che Guevara. (Pág. 1)
Ponte pode ter ´pardal´ devido a acidentes
O Tribunal de Contas da União determinou à Agencia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) um estudo para que a concessionária da Ponte instale "pardais". A iniciativa tem origem no aumento do número de acidentes na via. No primeiro semestre deste ano, houve 693 colisões - uma média de quatro casos por dia. (Págs. 1 e 21)
Vale dobra investimentos para US$ 24 bi
Após lucro recorde, a Vale investirá US$ 24 bilhões no próximo ano, sendo US$ 15,3 bilhões (63,8%) no Brasil. O Canadá terá US$ 1,9 bilhão e a Argentina, US$ 1,3 bilhão. A mineradora contratará 40 mil trabalhadores em cinco anos. (Págs. 1 e 31)
China supera os EUA em computador
A China construiu o computador mais rápido do mundo: 1,4 vez mais potente que o americano mais veloz. Batizado de Tianhel A, equivale a 175 mil laptops e (az 2,5 quatrilhões de operações matemáticas por segundo. (Págs. 1 e 35)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Papa cobra ação de bispos do Brasil contra o aborto
Bento 16 afirma a líderes religiosos que eles têm ´dever de emitir juízo moral´, mesmo nas questões políticas

O papa Bento 16 afirmou a religiosos que o visitaram no Vaticano que é dever dos bispos intervir na campanha política para condenar o aborto - cuja descriminalização, segundo ele, é traição a ideais democráticos.

O aborto foi um dos principais pontos da campanha dos candidatos a Presidência. Segundo Bento 16, a igreja tem o "dever de emitir juízo moral, mesmo em matérias políticas", e não deve temer a impopularidade.

José Serra elogiou a orientação do papa, um "guia espiritual muito importante". Para Dilma Rousseff, a posição tem que ser respeitada: "É a crença dele". Líderes católicos prometeram espalhar o texto. (Págs. 1 e Eleições 2010)

Análise - Igor Gielow

Ratzinger asfixiou esquerda; Bento 16 promove agenda própria. (Págs. 1 e Eleições, 3)
Dilma segura vantagem; indecisos caem à metade
Pesquisa Datafolha feita ontem indicou estabilidade na corrida presidencial. Dilma Rousseff (PT) manteve 12 pontos sobre José Serra (PSDB) em votos válidos.

O percentual de indecisos recuou de 8% para 4% em dois dias, redução que reforça o favoritismo da petista.

Com 44% do eleitorado, o Sudeste foi determinante para Dilma. No começo do mês, a petista estava com 41% contra 44% do tucano na região. Agora, tem 47%, e Serra, 42%. (Págs. 1 e Eleições, 5)

Último debate, às 11h15 na Globo, terá confronto limitado. Propaganda na TV termina hoje. (Págs. 1 e Eleições, 6)

Foto legenda: Do alto do céu - Em campanha em Minas, José Serra (PSDB) beija uma imagem de N. S. Abadia; mais tarde, o candidato tucano citou a Bíblia em discurso (Págs 1 e 4)
A 2 dias da eleição, ANP anuncia poço de petróleo
A dois dias do segundo turno das eleições presidenciais, a Agência Nacional do Petróleo vai anunciar hoje o tamanho da descoberta do campo de Libra, em área não licitada pela União no pré-sal da bacia de Santos.

Estima-se que a reserva tenha até 16 bilhões de barris - caso se confirme, será a maior do pré-sal. Ontem, a Petrobras promoveu o quinto evento com a presença do presidente Lula desde o primeiro turno. (Págs. 1 e Eleições, 4)

Vinicius Torres Freire

Divulgação hoje pode confirmar que dado vazou

Se for anunciado que Libra tem mais barris que Tupi, estará confirmado mais um furo por onde se despeja informação privilegiada para o mercado. (Págs. 1 e B4)

Conselho quer vetar livro de Monteiro Lobato. (Págs. 1 e C1)

Foto legenda: Fundo do mar. Lula cheira óleo da área de Tupi, o 1º do pré-sal; ele disse que bebeu ´menos do que devia´ em seu aniversário, na véspera, para ir a evento. (Págs. 1 e Eleições, 4)
Expectativa de que Fed injete US$ 500 bi já faz dólar cair
A expectativa de que o Fed anuncie a injeção de US$ 500 bilhões (um terço do PIB brasileiro) em títulos de longo prazo na economia dos EUA já fez o dó1ar cair.

No Brasil, a medida do BC americano pode aumentar a entrada de capitais e a valorização do real, que o país procura conter. (Págs. 1 e B1)
Cotidiano 1: Suspensão de licitação ameaça metrô para Copa, diz governo (Págs. 1 e 6)
 
Mundo: Multidão se despede de Nestor Kirchner; Lula vai ao velório (Págs. 1 e A12)
 
Editoriais
Leia "O Estado na economia", que comenta o debate eleitoral sobre privatizações; e "De Kirchner a Kirchner", acerca do ex-presidente argentino. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Ibope dá Dilma 13 pontos à frente
Petista tem 52% das intenções de voto, ante 39% do tucano, a dois dias da eleição; no Sudeste, a vantagem dela é de oito pontos

A dois dias da eleição, a candidata Dilma Rousseff (PT) tem 13 pontos porcentuais de vantagem sabre o tucano José Serra, mostra pesquisa de intenção de voto feita pelo Ibope para o Estado e a TV Globo. Em uma semana, ela oscilou um ponto para cima, de 51% para 52%, e ele, um ponto para baixo, de 40% para 39%. Levando-se em conta só votos válidos (excluídos brancos, nulos e indecisos), a petista lidera por 57% a 43%. Em relação ao levantamento anterior, do dia 20, sua vantagem subiu de 12 para 14 pontos. No Sudeste, Dilma abriu oito pontos. A petista lidera no Rio e em Minas e reduziu sua desvantagem em São Paulo, onde já há empate técnico. No Sul, Serra conseguiu abrir cinco pontos de vantagem. (Págs. 1 e Nacional A12)

Debate hoje tem só perguntas de indecisos

No último e mais esperado debate entre os candidatos à Presidência, que ocorre hoje à noite na TV Globo, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) estarão cercados par 80 eleitores indecisos e sem poder fazer perguntas um para o outro. As regras estabelecidas pela emissora prevêem que apenas as convidados, selecionados pelo Ibope, encaminharão questões. (págs. 1 e Nacional A13)
Milhares fazem homenagem a Kirchner
Milhares de argentinos foram ao velório do ex-presidente Nestor Kirchner, morto anteontem aos 60 anos, informa o correspondente Ariel Palácios. Houve emocionadas manifestações de apoio ao governo - que, segundo analistas, era exercido de fato por ele, e não por sua mulher, a presidente Cristina Kirchner. À cerimônia compareceram também dezenas de políticos, inclusive de oposição, celebridades e esportistas argentinos, além de diversos líderes sul-americanos. Maradona beijou o caixão e cruzou os braços sobre o peito, olhando para o infinito. (Págs. 1 e Internacional A25)

Foto legenda: Despedida. Maradona, Cristina Kirchner e Evo Morales no velório do ex-presidente argentino Nestor Kirchner (Pág. 1)
Tesoureiro do PT é réu por estelionato
A Justiça abriu ação penal contra João Vaccari Neto, ex-diretor da Bancoop, por formação de quadrilha, estelionato, falsidade ideo1ógica e lavagem de dinheiro. (Págs. 1 e Nacional A16)
Minas e Rio querem fiscalizar mídia
Começaram a tramitar em Minas e no Rio projetos para fiscalizar a mídia, como em Alagoas, Ceará, Bahia e Piauí. Em Mato Grosso, um esboço já foi preparado. (Págs. 1 e Nacional A23)
Reserva de petróleo pode ser recorde
A ANP deve anunciar hoje estimativas de reservas do poço Libra, no pré-sal da Bacia de Santos. A expectativa e que seja a maior descoberta já anunciada no País. (Págs. 1 e Economia B3)
Farmácia deve reter receita de antibiótico (Págs. 1 e Vida A30)
 
Dora Kramer: O voto a zelar
No caso dos fichas-sujas, o Supremo não tem nada com os partidos nem com a permissividade do eleitor que não faz sua parte. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações
Ficha Limpa divide o Supremo

A decisão do STF está longe de restabelecer a segurança jurídica nos meios políticos. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: Eleições 2010: Cientistas pressionam Dilma e Serra
Querem 2% do PIB aplicado em tecnologia

Em documento apresentado ontem, membros da Academia Brasileira de Ciência (ABC) e da Sociedade Brasileira para o
Progresso da Ciência (SBPC) pedem aos dois candidatos à Presidência compromisso com investimento de 2% do PIB em
ciência e tecnologia até 2020. Os cientistas querem ainda união entre empresas e universidades para o aperfeiçoamento
tecnológico. (Págs. 1, 2 e 3)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Até o Papa dá palpite na eleição brasileira
A três dias da votação em segundo turno para presidente e governador no Brasil, o papa Bento XVI convocou o clero a assumir um papel político nas eleições. O líder da Igreja Católica afirmou ser obrigação dos bispos alertarem os fiéis contra candidaturas favoráveis ao aborto. “Os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas”, defendeu Bento XVI. O papa se manifestou durante reunião com bispos brasileiros no Vaticano e criticou projetos políticos que “contemplam abertamente ou de forma oculta a descriminalização do aborto ou da eutanásia”. José Serra e Dilma Rousseff afirmaram que a Igreja tem direito de opinar durante o processo eleitoral e reiteraram suas posições sobre o tema. (Págs. 1 e 5)
Poucos ataques, muita defesa
Na única oportunidade em que ficaram frente a frente na TV neste segundo turno, Agnelo Queiroz e Weslian Roriz fizeram um debate morno. Mesmo sem ser questionado, o petista repudiou as denúncias divulgadas pela campanha da adversária. A candidata do PSC preferiu exaltar as realizações do marido no GDF. (Págs. 1 e 27)
Fichas sujas
Roriz, Paulo Octávio, Brunelli, Prudente e Passos só poderão disputar eleição depois de 2020. (Págs. 1, 6, 30 e Visão do Correio, 18)
Drama argentino
O velório do ex-presidente Néstor Kirchner reuniu milhares de pessoas em Buenos Aires e teve a presença de personalidades como o ex-jogador Maradona e o presidente da Bolívia, Evo Morales. Muitos argentinos levaram cinco horas para homenagear o ex-líder. A viúva e presidenta, Cristina, se disse “destruída”, mas garantiu estar pronta para manter o governo em meio a incertezas políticas . (Págs. 1, 20 e 21)
Terceira via: Marina critica vale-tudo no segundo turno
A ex-candidata do PV afirma ao Correio que Dilma Rousseff e José Serra desperdiçaram a oportunidade de aprofundar o debate sobre temas nacionais para renderem-se ao pugilato eleitoral. Ela espera que promessas ambientais dos presidenciáveis não sejam eleitoreiras. (Págs. 1 e 7)
Crime da 413 Sul: Polícia já identificou o assassino
O homem acusado de matar a tiros o professor de tênis Pedro dos Santos Soares, 26 anos, está sendo procurado. Pedro foi morto na quarta-feira após reagir a um assalto, quando estava no carro com a namorada. Dois menores envolvidos no crime já foram para o Caje. (Págs. 1 e 33)
Concurso: PF descobre fraude em dois exames
A Polícia Federal indiciou sete integrantes da corporação após concluir que eles ingressaram de forma fraudulenta nos concursos de 2001 e de 2004. À época, os candidatos tiveram acesso antecipado ao gabarito das provas. A PF já havia identificado irregularidades nos exames de 2009. (Págs. 1 e 17)
Saúde: Antibióticos sob controle em 30 dias
As farmácias do Distrito Federal têm até 28 de novembro para se adequar às normas mais rígidas na venda de antibióticos. Segundo a resolução da Anvisa, publicada ontem, estabelecimentos só fornecerão o remédio com retenção de receita médica e cadastro do consumidor. (Págs. 1 e 34)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: O que eles propõem para o país
Há mais semelhanças que divergências entre as propostas para o país feitas pelos dois candidatos que participam do segundo turno da eleição presidencial no domingo. Tanto Dilma Rousseff, do PT, quanto José Serra, do PSDB, prometem fazer uma política fiscal mais rigorosa que a do atual governo.

Se eleita, Dilma - que tem 57% das intenções de voto, contra 43% de Serra, segundo o Ibope - anunciará uma meta de redução da dívida pública para 30% do PIB até 2014. Hoje, essa relação é de 42%. Embora não tenha divulgado números, Serra também promete gastar melhor do que o atual governo, embora na campanha tenha feito promessas que resultariam em forte aumento de gastos, como o reajuste do salário mínimo para R$ 600 e a elevação dos benefícios da Previdência em 10%.

Ambos também concordam na adoção de medidas para aumentar os investimentos públicos em infraestrutura, desonerar o setor produtivo e estimular as exportações, além de defender a volta da independência das agências reguladoras, muito com prometida no governo Lula.

Na política externa, há convergência na proposta de desengajamento do Brasil em relação ao Irã. Dilma desaprova a ação do presidente Lula e do Itamaraty no Oriente Médio, especialmente a aproximação com o líder iraniano Mahmoud Ahmadinejad. Serra pretende pautar sua política externa pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. A candidata do PT discorda também da política para os Estados Unidos e a Europa. Nos últimos dois anos, incentivado pelo Ministério das Relações Exteriores, Lula se afastou dos americanos e de seu presidente, Barack Obama. A visão de Serra, nesse aspecto, também é semelhante.

As maiores divergências na política internacional se referem à integração latino-americana. Serra considera o Mercosul um obstáculo ao fechamento de acordos bilaterais com outros mercados, principalmente Estados Unidos e Europa, e não daria força ao acordo regional. Dilma insistiria no incentivo ao Mercosul. Outro ponto de divergência diz respeito à cooperação Sul-Sul. Enquanto Dilma daria continuidade aos esforços de aproximação entre os países do hemisfério, Serra adotaria estratégia inversa.

Há também convergências nas políticas sociais, especialmente sobre o Bolsa Família. Serra promete aumentar o benefício. E Dilma garante a continuidade do programa. (Págs. 1, A12 e Al3)

Como a religião dominou o 2º turno. (Págs. 1 e A5)

A eleição vista do lado de lá da fronteira. (Págs. 1 e A9)

Dilma tem apoio de 15 diretórios do PV. (Págs. 1 e A14)
Scioli surge como herdeiro de Kirchner
A maior dúvida dos argentinos desde a morte do ex-presidente Néstor Kirchner, na quarta-feira, pode estar começando a ser esclarecida. Daniel Scioli, governador da Província de Buenos Aires e pupilo dileto dos Kirchner, entrou com força na lista dos pré-candidatos à sucessão na Casa Rosada. "Ele representa o peronismo renovador", diz a analista de opinião pública Graciela Römer, ao destacar que Scioli é mais propenso ao diálogo do que seus mentores.

Scioli é bem-visto pela mídia e interlocutor do empresariado. Aos 53 anos, dificilmente fala sobre convicções ideológicas, mas suas atitudes recentes o identificaram como um moderado. Na ofensiva do governo contra o Grupo Clarín, por exemplo, ele se manteve distante dos ataques aos meios de comunicação. (Págs. 1 e A17)
Para Mallory, importar não é vantajoso
Diferentemente de outros grupos que têm aumentado a importação mesmo de itens fabricados no Brasil, a Mallory vai elevar a produção doméstica com sua terceira unidade no país, em Maranguape (CE), de onde sairão liquidificadores, batedeiras e ferros de passar. "É mais interessante ter fábrica aqui do que importar da nossa planta na China porque temos mais agilidade e podemos fazer produtos mais direcionados", explica Àngel Riudalbàs, presidente do grupo espanhol Taurus, que controla a Mallory desde 2002. Nestes oito anos, a Taurus, que opera em 27 países, registra no Brasil sua maior expansão. No país, investe US$ 30 milhões para triplicar de tamanho até 2015 e prevê aquisições. (Págs. 1 e B4)
Móveis Gazin é a melhor na gestão de pessoas
Preparar a internacionalização da empresa, abrir fábrica, inaugurar lojas e, ao mesmo tempo, avançar na sucessão. Esses foram alguns dos desafios enfrentados em 2010 pela Móveis Gazin. Com um acordo de não demissão firmado com os colaboradores em 2009, a empresa conseguiu o engajamento necessário para enfrentar as dificuldades na economia e conseguiu superar as metas traçadas internamente. O faturamento esperado para 2010 era de R$ 1,445 bilhão e deve chegar a R$ 1,550 bilhão. Além disso, foi considerada a melhor na gestão de pessoas em 2010 pela revista "Valor Carreira". O prêmio foi entregue ontem, em São Paulo. (Págs. 1 e D14)

Foto legenda: Mário Gazin, presidente e fundador do grupo, já estabeleceu metas para os funcionários até 2014 (Pág. 1)
Mercado terá de dobrar apoio a investimentos
O mercado de capitais terá de, no mínimo, dobrar sua participação na composição dos investimentos nos próximos quatro anos para sustentar o ritmo acelerado de crescimento do país. O Centro de Estudos de Mercado de Capitais fez, pela primeira vez, um exercício para tentar quantificar essa necessidade adicional e mostrar a importância do desenvolvimento contínuo nessa área.

De 2004 a 2009, os recursos captados no mercado representavam, em média, 1,8% do Produto Interno Bruto (PIB). Para que a economia cresça entre 4,5% e 5,5% de 2010 a 2013, esse percentual terá de subir para um intervalo entre 3,5% e 5,5%, mantida a participação histórica das demais fontes de financiamento ao investimento. Em valores absolutos, isso significa que terá de contribuir com cerca de R$ 100 bilhões ao ano, num intervalo crescente (por conta da evolução do PIB) de R$ 84,2 bilhões a R$ 133,8 bilhões - considerando a previsão de 4,5% de expansão da economia. (Págs. 1 e C8)
Eztec tem bom desempenho à moda antiga
É em um ambiente literalmente familiar, com uma típica administração à moda antiga, que Ernesto Zarzur dá as diretrizes da Eztec, construtora que fundou há 30 anos e que hoje está listada na bolsa. Seus sócios não têm motivos para queixas. A margem líquida da Eztec chegou a 43,6% no terceiro trimestre, quase três vezes a média do setor.

É a personalidade inquieta, conservadora e exigente de Zarzur, aos 76 anos, que molda a gestão da companhia. Até abrir o capital, em 2007, ele nunca tinha feito um empréstimo - sequer tinha ficha cadastral em banco. E continua avesso a dívidas. A dívida total da empresa é de R$ 56 milhões, ante um patrimônio líquido de R$ 1,09 bilhão. (Págs. 1 e B1)
Arrendamento de terminais sem licitação divide Antaq e Secretaria de Portos (Págs. 1 e A2)
 
PT aumenta sua fatia no capital da Telemar Participações (Págs. 1 e D8)
 
Campeão de votos, Reguffe é candidato à solidão na Câmara (Págs. 1 e Eu & Fim de Semana)
 
Câmbio e protecionismo comercial
Câmara de Comércio Internacional teme que ´guerra cambial" leve a protecionismo. Segundo a OMC, a adição de taxas antidumping aumentou no primeiro semestre. (Págs. 1 e A17)
Mais dinheiro para universidades
A execução orçamentária das universidades federais vai encerrar o ano em R$ 19,7 bilhões - excluídas aposentadorias e pensões -, maior valor em duas décadas. (Págs. 1 e A20)
Supercomputador chinês
A Universidade de Tecnologia de Defesa da China pode ter criado o supercomputador mais rápido do mundo, apto a fazer mais de dois quatrilhões de cálculos por segundo. (Págs. 1 e B2)
Negócios sustentáveis
Um pedaço ainda desconhecido da Amazônia, correspondente a 1,8 milhão de quilômetros quadrados, começa a ser rastreado por aeronaves dotadas de radares e sensores para a delimitação precisa de suas características e potencialidades, diz Wougrão Galvão, do Censispam. (Págs. 1 e Especial)
Mais concorrência na aftosa
A segunda etapa da campanha nacional de vacinação contra a aftosa neste ano começa na próxima semana com dois novos fornecedores brasileiros: Inova e Ourofino. (Págs. 1 e Bl2)
Saneamento
Autorizada pela legislação há 13 anos, a cobrança pela captação de água nas bacias hidrográficas para abastecimento e uso nos setores produtivos avança lentamente no país e as tarifas também são subavaliadas, diz Patrick Thomas, da ANA. (Págs. 1 e Especial)
Ideias
Claudia Safatle

Governo acredita que com superávit primário de 3,3% do PIB ao ano, taxa de juro real pode cair para 2% em 2014. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Maria Cristina Fernandes

PT está a um passo de renovar seu contrato, mas o terá feito numa campanha presidencial sem ousadia ou utopia. (Págs. 1 e A4)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
 
Manchete: Papa pede que bispos orientem o voto dos católicos no Brasil (Pág. 1)
Num encontro com 14 bispos do Maranhão no Vaticano, o papa Bento XVI disse que os sacerdotes têm o dever de emitir juízos morais sobre a política quando estiverem se dirigindo aos fiéis. Sem se referir diretamente às eleições brasileiras,o pontífice conclamou os religiosos a pregar contra o aborto. Ao comentar as declarações de Bento XVI, José Serra afirmou que é bom que o mundo ouça essa defesa da vida. Para Dilma Rousseff, a posição do papa deve ser respeitada. (Págs. 1 e 3 a 5)

Foto legenda: Serra na cola de Aécio. Em desvantagem nas pesquisas, José Serra prioriza Minas na reta final e cola sua imagem aos senadores eleitos Aécio Neves e Itamar Franco e ao governador reeleito Antonio Anastasia. O tucano fez campanha com eles em Montes Claros e Uberlândia, onde recebeu imagem de Nossa Senhora da Abadia. (Págs. 1 e 3 a 5)

Foto legenda: Dilma prioriza Minas. A candidata do PT, Dilma Rousseff, encerra a campanha em Minas com caminhada no Centro de BH amanhã. Ela recebeu apoio de petroleiros ontem, em Brasília, enquanto o presidente Lula visitava a Bacia de Santos, onde deu início à exploração comercial do pré-sal. (Págs. 1 e 3 a 5)
Foto legenda: O adeus a Kirchner
Maradona e o presidente boliviano, Evo Morales, com a viúva Cristina Kirchner, compareceram ao velório do ex-presidente Néstor Kirchner. Milhares de pessoas se despediram do líder argentino, que morreu de infarto na quarta-feira. (Págs. 1 e 2)
Inovação: Liberado uso de celular em voo
Companhia aérea TAM põe no ar o primeiro avião com sistema tecnológico que permite uso de telefone e navegação na internet durante o percurso. Serviço deve ser ampliado até o início de 2012. (Págs. 1, 16 e Editorial, 6)
Petróleo: Petrobras acha reserva gigante
Deve ser confirmada hoje a descoberta da maior jazida de óleo do Brasil, na área de Libra, na Bacia de Santos. Pode conter de 8 bilhões a 12 bilhões de barris a 6,9 mil metros de profundidade. (Págs. 1 e 21)
Evolução: Ancestrais do homem são da Ásia
Estudo publicado na revista Nature revela que a África pode perder o status de mãe dos antepassados do homem. Teoria ganhou força com a descoberta na Líbia de fósseis de antropoides que se ramificaram em macacos e humanos. Eles são similares a antropoides asiáticos. (Págs. 1 e 24)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: Inferno e céu de Kauã
A polícia capturou ontem, um taxista e um foragido do Hospital de Custódia Psiquiátrico, acusados de sequestrar o garoto do Coque. Foram 53 dias de horror vividos pela criança, entre maus tratos e abusos, até voltar ao aconchego da família. (Pág. 1)
Antibióticos, agora, só com receita (Pág. 1)
 
Recado do Papa aos bispos entra na campanha (Pág. 1)
 
Ibope: Dilma tem 52% dos votos totais contra 39% de Serra (Pág. 1)
 
Estudantes organizam protesto contra novas regras do Enem (Pág. 1)
 
TAM libera uso de celular em alguns dos seus voos (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Papa entra na polêmica eleitoral sobre o aborto
Ao orientar bispos a influírem na decisão dos fiéis, Bento XVI recolocou na campanha presidencial tema controvertido, a três dias da eleição. (Págs. 1 e 16)
Foto legenda: Argentina unida na dor
Enviado a Buenos Aires descreve união em torno de Cristina, viúva de Kirchner. (Págs. 1, 32 e 33)
Governo Tarso: PTB exige “19,3%” dos cargos (Págs. 1 e 6)
 
Nova norma: Antibióticos terão de ser com receita (Págs. 1 e 40)
 
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.