- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 303

 

 
 
Edição nº 303, de 06  de novembro  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Pirassununga - SP
O site que está bombando na rede
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
 
06 de novembro de 2010
O Globo
Manchete: Ministro: ordem é conter gastos para ajudar Dilma
Paulo Bernardo reage à pressão de centrais por aumento real para o mínimo

Ministro do Planejamento do governo Lula e cotado para assumir a Casa Civil com a posse de Dilma Rousseff, Paulo Bernardo disse ontem que todo o Orçamento precisa de ajustes e que a ordem do presidente é conter gastos para não deixar a nova gestão numa situação ruim. Líderes no Congresso serão procurados pelo governo para tentar impedir que sejam incluídos no Orçamento de 2011 recursos extras para projetos em tramitaçã9 no Congresso que elevariam ainda mais os gastos, e cujo impacto é estimado em R$ 100 bilhões. “A ordem é preservar os investimentos”, disse ele, especialmente do PAC. Sobre o reajuste do salário mínimo, disse que “não dá para ter um critério que é bom, mas que muda quando o ano é ruim”, reagindo assim ã pressão de centrais sindicais e aliados por um aumento real. Ao falar de aposentadorias, defendeu um critério para preservar o valor real, mas sem aumento acima da inflação. (págs. 1, 3 e 4)
Sob o sol, na Bahia; e na ‘Economist’, à sombra de Lula
A presidente eleita, Dilma Rousseff, foi à praia em Itacaré (BA), onde um morador disse que ela está na casa do empresário paulista João Paiva Neto. A revista “The Economist” afirmou que Dilma precisa provar que não é “Lula de batom” e mostrar ideias próprias, para sair da sombra do presidente. (págs. 1, 4 e 12)
Empresários pressionam por mudanças cambiais
Empresários brasileiros estão pressionando o governo a adotar medidas para conter a valorização do real. Na reunião do G-20, de que Lula e Dilma participarão, o Brasil pedirá aos EUA e à União Europeia que façam esforços para reativar suas economias. (págs. 1, 29 e 30)
Diretor do Dnit é preso com propina
O diretor do Dnit Gledson Maia foi preso com R$ 50 mil de propina em uma operação da PF em Natal. Ele foi indicado pelo deputado federal João Maia e é sobrinho do ex-diretor do Senado Agaciel Maia. (págs. 1 e 14)
Enem: sem relógio, lápis e borracha
A Justiça manteve proibidos lápis, borracha e relógio para quem fizer o Enem, a partir de hoje. Respostas a lápis não são lidas pelo sistema de correção. (págs. 1, 13 e editorial “Educação impõe revisão de prioridades”)
História
A pioneira do poder feminino

Historiadores comparam as semelhanças e as diferenças entre a Princesa Isabel, a primeira mulher a governar o Brasil, e Dilma Rousseff, a primeira eleita presidente. (págs. 1 e 38)

Guarda-roupa novo no poder

Especialistas em moda comentam o estilo de Dilma e dão sugestões para aprimorar o visual da futura presidente.

A FORÇA DO NEUTRO: Tons de areia, cáqui e bege são a aposta para um verão mais elegante. (pág. 1)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
Manchete: Receita cresceu 2 CPMFs, mas gasto da saúde foi igual
Lula e Dilma querem nova fonte de receitas para o setor; gestão do presidente usou ganho em Bolsa Família e aposentadorias

A receita do governo federal cresceu, na gestão Lula, o equivalente a duas vezes a arrecadação da CPMF - o imposto do cheque, derrubado em 2007 pelo Congresso. Praticamente nada desse ganho, porém, significou aumento do gasto em saúde, informa Gustavo Patu.

O crescimento da receita foi usado para ampliar programas como o Bolsa Família e pagar aposentadorias.

O presidente Lula, a eleita Dilma Rousseff e parte dos novos governadores querem que o Congresso defina no ano que vem nova fonte de receitas para a saúde.

A opção pode ser a recriação do tributo, para a qual o governo não vê clima em 2010. Entidades empresariais como Fiesp e CNI já condenam a ideia. (pág. 1 e Poder)

Análise: Caminho de imposto será mais fácil com Congresso mais amigável ao governo que assume em 2011, escreve Valdo Cruz. (págs. 1 e A4)
Presidente eleita relaxa no litoral sul da Bahia
O “desaparecimento” de Dilma Rousseff durou menos de 48 horas. A Folha flagrou a presidente eleita, com assessores e seguranças, na praia de Patizeiro, em Itacaré (BA). Dilma deve retomar hoje para Brasília.

Em Biarritz (França), o tucano José Serra acusou Lula de “populismo” de direita na economia e criticou a diplomacia do governo. Foi interrompido por manifestante que gritou “por qué no te callas?” (págs. 1, Al1 e A14)
Petista recorre ao nome de Dilma ao pedir mais doações
A campanha do PT enviou cartas a empresas solicitando doações. Texto do tesoureiro José de Filippi Jr. diz falar pela presidente eleita, Dilma Rousseff.

As contas apresentam déficit entre R$ 20 milhões e R$ 30 milhões. Filippi negou que o objetivo seja intimidar empresários que decidir em não doar. (págs. 1 e A7)
Dependentes vão manter plano após morte de titular
Nova norma do governo ordena que planos de saúde não excluam viúvos e outros dependentes após morte do titular. Os dependentes vão poder assumir o pagamento das mensalidades e manter o plano. (págs. 1 e C4)
Editoriais
Leia “De volta ao passado”, acerca da tentativa de reinstituir a CPMF; e “As palavras de Ingrid”, sobre as perspectivas do combate às Farc na Colômbia. (págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
Manchete: China fala em ´muralha de fogo´ para barrar dólar
Injeção de US$ 600 bilhões no mercado pelos EUA é criticada por vários países e será discutida no G-20

O governo da China prometeu erguer uma "muralha de fogo" para evitar a entrada de capital especulativo no país, em resposta à decisão dos EUA de injetar US$ 600 bilhões na economia, afirmou Xia Bin, do Comitê de Política Monetária do Banco Central chinês. Além da China, outros países criticaram o plano americana e planejam levar o tema para a reunião do G-20, em Seul. "O que foi feito nos EUA mina o espírito de cooperação multilateral que os líderes do G-20 lutaram tão duramente para manter durante a crise atual", afirmou o ministro das Finanças da África do Sul, Pravin Gordhan. Para o ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, a decisão do FED vai criar "problemas adicionais" para o mundo. (pág. 1 e Economia, págs. B1 e B4)
Governo pode impor IR e elevar IOF sobre investimentos
O governo vai aguardar os resultados do encontro do G-20 para definir medidas contra a valorização do real. Possíveis ações vão do incremento na compra de dólares à retomada da cobrança de IR sobre ganho de investidores estrangeiros que aplicam em títulos públicos a taxação maior do IOF nos investimentos externos em ações. (pág. 1 e Economia, pág. B8)
Aécio articula com aliados de Lula para presidir o Senado
Com o apoio informal de aliados da base de Lula, o senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) deflagrou articulação para presidir o Senado. PSDB e DEM contam com apoio de senadores do PSB e do PP, podendo ter adesão de PDT e PCdoB. Em troca, Aécio daria sustentação a projetos dos parceiros de controlar a Câmara. A movimentação preocupa Planalto e PMDB. (pág. 1 e Nacional, pág. A4)
Alunos do País fazem Enem hoje e amanhã
Cerca de 4,6 milhões de estudantes vão se submeter às 180 questões do Exame Nacional do Ensino Médio. As provas serão hoje, das 13h às 17h30, e amanhã, das 13h às 18h30. O gabarito sai na terça. (pág. 1 e Vida, pág. A34)
Estado quer CPMF, mas não gasta em saúde (pág. 1 e Nacional, pág. A10)
Sergio Augusto: Livros com bula
Monteiro Lobato, patrulhado pelo seu "racismo", não está em má companhia. Shakespeare e Mark Twain, entre outros, também foram. (pág. 1 e Sabático, pág. S2)

Notas e informações: O que faltou na fala de Lula
Ele deveria ter reconhecido que ninguém superou o PT em matéria do que agora diz condenar. (págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
Manchete: 13º salário joga R$ 102 bilhões na economia
Especialistas recomendam cuidado com os gastos

Com o salário extra que cerca de 74 milhões de trabalhadores vão receber até o dia 20 de dezembro, a economia brasileira levará uma injeção monetária de R$ 102 bilhões. Embora boa parte dos contemplados com o benefício vá usá-lo para aproveitar as férias de fim de ano e comprar presentes de Natal, especialistas aconselham a guardar parte do dinheiro para pagamento das dívidas contraídas em 2010. (pág. 1 e Economia, págs. 21 e 22)
Polêmicas esperam o 11º ministro do STF (pág. 1 e País, págs. 2 e 3)
Informe JB
A CSS (Contribuição Social para a Saúde) deve passar na Câmara em fevereito e chegar ao Senado. (pág. 1 e País, pág. 4)
Anna Ramalho
Três escolas de samba do Rio, entre elas a Beija-Flor, planejam enredos sobre o presidente Lula para 2012. (págs. 1 e 16)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: CPMF nem começou e juros aumentam
Enquanto os políticos debatem em Brasília o retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), o mercado se antecipou à cobrança do tributo. As taxas de juros dispararam na Bolsa de Mercadorias e de Futuros (BMF&Bovespa), prevendo a adoção do novo imposto.Nos contratos com vencimento em janeiro de 2012, a projeção dos juros subiu de 11,40% a 11,47% ao ano. Para 2013, a alta foi de 11,73% até 11,88%. Alheios à especulação financeira, petistas e tucanos dispensam a coerência no discurso. Quem antes condenava o imposto, como Jaques Wagner, governador eleito na Bahia, e José Eduardo Dutra, presidente do PT, agora é defensor da “ressurreição”. Entre os tucanos, boa parte do grupo que ajudou a aprovar a CPMF em 1996 se opõe à volta da contribuição. Ontem, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), disse que o Congresso pode legislar sobre a CPMF por conta própria. (págs. 1, 6 e 20)
Álcool terá mais um reajuste
O preço do combustível deve subir R$ 0,04 nos próximos dias, o terceiro aumento em apenas dois meses, e chegar a R$ 2,09 no DF. Na maioria das bombas, o etanol custa atualmente R$ 2,05. Donos de postos e de distribuidoras fazem “jogo do empurra” para assumir a culpa pela alta. O valor assusta e afasta os consumidores brasilienses. Em Goiás, por exemplo, o mesmo produto é vendido a R$ 1,64. (págs. 1 e 45)
200 mil vão ao Enem em Brasília (págs. 1 e 13)
Os crimes ao redor de Bandarra
O ex-chefe do Ministério Público do DF vai responder na Justiça pelos crimes de formação de quadrilha, violação do sigilo profissional e concussão — obtenção de vantagem por meio de influência do cargo. Após a apresentação da denúncia, o Conselho Nacional do Ministério Público estuda com mais rigor determinar a aposentadoria compulsória a Leonardo Bandarra. (págs. 1 e 35)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Mensalidade em escolas de BH sobe acima da inflação
O valor a ser pago em 2011 para manter os filhos nos ensinos fundamental e médio ficará de 7% a 8,15% mais alto, conforme os primeiros índices de reajuste divulgados por escolas da capital. Mas poderá haver correções maiores, já que cada colégio estabelece sua mensalidade. Os aumentos serão bem superiores ao da variação geral de preços do período, calculada pelo Banco Central em 4,87%. No acumulado desde 2005, a inflação medida pelo INPC é de 26,29%, segundo o IBGE, contra elevação média das mensalidades escolares de 40,11%. (págs. 1 e 11)
Os primeiros desafios do governo Dilma
Montagem de governo e consolidação da base aliada no Congresso estão entre as prioridades da presidente. (págs. 1 e 3)
CPMF faz os políticos mudarem de opinião
Levantamento mostra que 38 atuais e ex-parlamentares e governadores inverteram suas posições sobre o tributo. (págs. 1, 4, 5 e Editorial na 8)
Candidatos farão as provas do Enem com caneta preta, e só
A Justiça Federal manteve a proibição do uso de lápis, borracha, apontador e relógio. Os mais de 4,6 milhões de estudantes que prestarão o exame hoje devem levar, além da esferográfica, apenas um documento de identificação com foto e o cartão de inscrição. Confira as dicas para a redação e demais provas. (págs. 1, 18 e 19)
Copa 2014 dá nova vida a hotéis
Estabelecimentos tradicionais no Centro de BH devem ser revitalizados. O Del Rey, por exemplo, fechado há muitos anos, está sendo vendido por R$ 30 milhões. Já o Othon Palace planeja investimentos. (págs. 1 e 13)
------------------------------------------------------------------------------------
Zero Hora
 
Manchete: Congresso pode recriar a CPMF, admite Sarney
Diante da pressão de governadores eleitos para trazer de volta o imposto do cheque, presidente do Senado cogita que o parlamento tome a iniciativa. (págs. 1 e 16)
Ensino Médio evolui pouco no provão da SEC
Desempenho dos alunos é abaixo do ideal em mais de 75% das escolas estaduais.

O ranking dos 50 melhores colégios (págs. 1, 48 e 49)

Dia de exame: 10 dicas sobre o Enem (pág. 1 e 47)
Em vídeo Paim sofre ameaça neonazista
Material produzido por grupo da Capital foi apreendido pela polícia no Centro. (pág. 1 e 51)
Polêmica: Monteiro Lobato e a censura
Pesquisadora analisa o veto do Conselho Nacional de Educação (pág. 1 e Cultura)
05.11 - VEREADOR WALLACE RESPONDE A ELEITOR
 
Gente, segue abaixo uma lavação de roupa política que gostaria de compartilhar com vocês.
Trata-se de uma manifestação que enviei aos vereadores quanto à rejeição do pedido de abertura de investigação sobre os casos de assédio sexual por parte do prefeito.
Veja a resposta que recebi e a que enviei.
Abraços, Pavani. 
 
  
MEU EMAIL A TODOS OS VEREADORES:
 
Senhores Vereadores É com muita tristeza e indignação que vejo o resultado da votação que analisou a viabilidade de instalação de uma comissão, para investigar os casos de assédio sexual por parte do nosso nada digníssimo prefeito.Sabendo dos que votaram cronta e a favor das apurações dos fatos, (lembro que se não há nada a temer, bastar permitir que se investigue, não é mesmo? Qual o mal que há em apurar as denúncias, que não são poucas, visto o histórico do político em questão), aproveito para manifestar meu apreço aos que fizeram o seu verdadeiro papel de vereador, votando pela investigação.Já a vocês (6) que disseram NÂO À VERDADE DOS FATOS, quero lembrá-los que se elegeram com a promessa de representar a população, não os interesses pessoais.Por isso mesmo, vou me empenhar pessoalmente em divulgar ao maior número possível de eleitores como foram os votos de vocês, na tentativa de que conheçam melhor os veradores que costumam pedir os votos dos mesmos. Sei que a democracia permite que tomem esta ou aquela posição, mas ela também me garante o DIREITO e o DEVER de me manifestar a favor da transparência das ações dos políticos como vocês, pois em último caso, SOMOS NÒS que pagamos os seus salários para nos representar, não nos enganar.Sendo assim, reforço minha insatisfação com a atuação de vocês, lembrando que o assunto não foi encerrado. Outras portas serão abertas e a verdade deverá vir à tona, apesar do esforço inútil de vocês em ocultá-la.Marcos Pavani PS1: Wallace, recentemente você manifestou à minha famíla interesse em homenagear a pessoa do meu pai, homem honrado e decente, morto meses atrás. Saiba que antes de dar-lhe nome de rua, você poderia cumprir suas promessas de campanha. Não há melhor maneira de homenagear alguém que se preza, não acha? PS2: Léo, que saudade do tempo em que você era o Léo do PT! Tinha bem menos votos, mas ao menos, sabíamos de que lado você estava. PS3: Paulo Rosa, vejo que fui um péssimo professor para você. Não fui capaz de lhe ensinar como se colocar do lado da população. Desculpa a minha incompetência.
 
  
RESPOSTA DO VEREADOR WALLACE
 
ao cidadão de DIREITO e DEVER,
È com mutia honra e satisfação que respondo ao seu manisfesto,
Também é com muita tranquilidade que  digo com toda certeza, que nao lhe devo obrigação nenhuma, pois nunca pedi seu voto e muito menos esperei ele de você, mais sempre pedi voto sim, para pessoas que tivessem capacidade
de entender o que PIRASSUNUNGA NECESSITAVA,  diferente de você que como muita gente diz  sempre esteve complexado por suas atitudes e comportamento SEMPRE PENSANDO EM SI MESMO.
sobre PS1 :
a respeito da homenagem para o senhor Pavani, pode ter certeza que você não seria  a pessoa ideal para falar sobre honra e decencia, por se tratar de alguém tão respeitado e querido como ele foi e hoje é lembrado.
Digo isso apenas pelo fato dele saber realmente quem eram as pessoas que viviam ao seu redor ( mesmo camufladas), eu sim quando o via olha em seus olhos e prozeavamos olho no olho sem mentiras, e muitas vezes fui por ele
questionado porém nunca fugi, nem me escondi. repito a você, a homenagem é única e exclusivamente para o senhor pavani e
aqueles que nunca esconderam nada dele, infelismente, um ou outro parente se DÓI mesmo,  mais o seu caso eu entendo é pura dor de cotovelo, ou  medo por saber que nunca sera como meu PEQUENO e GRANDE AMIGO SENHOR PAVANI.
tomo a liberdade de defender o LÈO PS2: concordo em partes, quando ele era do PT, e que ele também tinha menos votos, Porém ao mudar de partido ele mateve sua postura e eu o vejo trabalhar e cumprir seu mandato com claresa e honestidade, caso nao tivesse mudado de partido talvez estaria ao seu lado só reclamando e nada fazendo para melhorar nossa cidade.
PS3: ao Paulo Rosa, concordo com você, e não é só ele não acho que todos aqueles que tiveram aula com você estao ainda sem rumo,
talvez seja pela incerteza que para eles era passada sobre  o prefessor que vos falavam. agora como Político e Professor eu também admiro O PAULO ROSA.
ESTOU A DISPOSIÇÃO PARA QUALQUER PROJETO QUE VOCÊ TENHA EM MENTE OU QUEIRA
APRESENTAR, SE TIVER ALGUM NÉ.
PODE ME CRITICAR MAIS  OU  SE PUDER TAMBÉM PODE ME AJUDAR ACESSE MEU SITE,
SEJA CIDADÃO PARTCIPE 
WWW.WALLACEPIRASSUNUNGA.COM.BR
MAIS UMA VEZ AGRADEÇO PELA SINCERIDADE E APREÇO.
 
MINHA RESPOSTA A ELE, WALLACE
 
Respondo a seu email, buscando retornar o teor da conversa, pois mandei email para todos os vereadores. Portanto, trata-se de uma manifestação de expressão de um cidadão no seu pleno direito, apesar de você ter respondido com ataques pessoais o que, aliás, lamento profundamente!
 
Acho que você está se esquecendo que deve satisfações a mim e a todos os eleitores de Pirassununga, pois além de já ter pedido o meu voto sim (que nunca dei, pois minha informação política não me permitiu que o fizesse), o SEU SALÁRIO é pago com os tributos que todos nós pagamos, não apenas dos seus eleitores. Trata-se de uma condição do político público. Achei que você já soubesse.
 
Quanto à minha atuação como professor, não acho que você seja a pessoa mais indicada para tal avaliação, mas pode falar com as pessoas que trabalham ou já trabalharam comigo, meus alunos, enfim, as pessoas para as quais devo satisfações. Pois ao contrário do seu salário PAGO por todos os moradores da cidade (inclusive eu), o meu é pago pelos meus patrões. Também quando afirma que todos os meus alunos estão sem rumo até hoje, espero que não esteja incluindo sua esposa (que foi minha aluna e pela qual tenho bastante consideração), seria como se auto-criticar. Além disso, que bom que todos estão sem rumo. Podeia ser pior: imagina se tivessem tomado rumo incerto, como fazem alguns?
 
Quanto ao meu pai, peço que evite usá-lo como referência. Só eu, minha mãe e meus irmãos estão moralmente autorizados para isso. Mas, saiba, ele estaria muito infeliz se aqui estivesse, pois nunca concordou com ASSÈDIO SEXUAL  e outras formas de desvio político, moral e ético.
 
Quanto a apresentar projetos, volto a lembrá-lo que VOCÊ ganha para isso, não eu. No entanto, mesmo assim, logo que você se elegeu  na primeira vez, apresentei abaixo-assinado com mais de mil assinaturas pedindo uma ciclovia, mais alguns projetos que visitei. Você disse que daria uma resposta à população, o que aguardo até agora. Espero que não seja aquela porcaria feita na nova avenida da Zona Norte a sua resposta. Não seria muito bom para a sua carreira política. Use-a uma vez e saberá do que estou falando.
 
Finalizando, quanto aos meus complexos e egoísmo, como você diz que muitos te disseram, agradeço a preocupação. Não sabia que além de pedreiro e vereador, você também possui conhecimento de psicologia. Eu, muito burro, fui pedir uma ciclovia para a cidade. Egoísta que sou, motorista de carro que sou, deveria ter pedido algo para minha casa, não acha?
 
Sem mais, Marcos Pavani
 
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.