- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 304

 

 
 
Edição nº 304, de 07  de novembro  de 2010
 
O mundo mágico da Internet
Pirassununga - SP
O site que está bombando na rede
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
 
SINOPSES - RESUMO DOS JORNAIS
07 de novembro de 2010
O Globo
 
Manchete: Lula deixa conta de R$ 50 bi para Dilma pagar em 2011
Dívida supera investimentos do PAC previstos para todo o ano que vem

Quando passar a faixa para a correligionária Dilma Rousseff, o presidente Lula também entrega a ela uma conta a ser quitada no primeiro ano do governo: pelo menos R$ 50,7 bilhões em restos a pagar, referentes a obras e serviços já encomendados. É um valor maior que a soma dos investimentos em obras do PAC para 2011, informa José Casado. Nos últimos sete anos, os restos a pagar cresceram 750%. Outros ponto sensível é a Previdência, que fechará 2010 com R$ 45,7 bilhões no negativo. Só com pagamentos indevidos, feitos em duplicidade ou a beneficiários já mortos, o prejuízo é de R$ 1 bilhão por ano. Na educação, o Brasil corre risco de começar 2010 sem um Plano Nacional definido. Os principais problemas estão na educação infantil e no ensino médio. (Págs. 3 a 10)
Na economia, desafios para antes da posse
Queda do dólar, nó dos aeroportos, concessões a vencer no setor elétrico, regras do pré-sal e ajuste fiscal são problemas que a presidente eleita, Dilma Rousseff, precisará encaminhar este ano e resolver até 2011. (Pág. 47)
“Dilma Rousseff sou eu”
Ao telefone, Dilma Jane, 86 anos, esclarece: “A verdadeira Dilma Rousseff sou eu, a Dilminha é Dilma Vana.” No núcleo familiar de Dilminha, a presidente eleita Dilma Rousseffr, a mãe, a tia Arilda e a filha Paula são fundamentais. As duas primeiras vão com Dilma para o Palácio da Alvorada. No governo, outras mulheres ajudarão a dar uma marca feminina à gestão da primeira presidente do país. Entre elas, a engenheira Graça Foster, diretora da Petrobras. (Págs. 16 e 17)
Charge - Chico Caruso - Psicotécnico
Ai meu Deus...será que eu consigo?
Impostos e margens de lucro fazem importado custar até 6 vezes mais. (Pág. 45)
 
Milícia domina mais favelas que a maior facção do tráfico. (Pág. 32)
 
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Empreiteiras dão mais que o triplo a congressistas
Setor declarou doações de R$ 99 milhões para 54% dos parlamentares eleitos; em 2006, foram R$ 32,6 milhões.

Um dos setores de intenso lobby por recursos de obras públicas, as empreiteiras brasileiras mais que triplicaram o volume de doações nas eleições deste ano para o Congresso. Elas abasteceram com R$ 99 milhões as campanhas de 54% dos eleitos, informam Silvio Navarro e Breno Costa.

O PT, partido de Dilma Rousseff, foi o que mais arrecadou: R$ 25 milhões. Em 2006, empresas do setor declararam ter doado R$ 32,6 milhões a candidatos congressistas. Além das 513 cadeiras para deputado federal, foram disputadas neste ano 27 vagas a mais no Senado do que em 2006.

As empreiteiras foram o ramo que mais desembolsou dinheiro para financiar campanhas, superando outros doadores tradicionais, como bancos. Há a expectativa de que obras do PAC 2 ganhem força a partir de 2011, na esteira da preparação para a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016. (Pág. A4)
Marqueteiro do PT diz que Erenice levou ao 2º turno
Responsável pelas campanhas da reeleição de Lula em 2006 e da vitória de Dilma Rousseff, o marqueteiro João Santana firma que o escândalo do esquema de tráfico de influência na Casa Civil, envolvendo Erenice Guerra, provocou o segundo turno da eleição de 2010.

Em entrevista a Fernando Rodrigues, Santana, 57, diz que a oposição “construiu, sistematicamente, lendas equivocadas” sobre Dilma, como a de que ela teria um péssimo desempenho na TV. (Pág. A10)
Elio Gaspari
Recriar a CPMF é um estelionato. (Pág. A16)
Vinícius Torres Freire
Trem-bala, só se houver subsídio. (Pág. B4)
Gilberto Dimenstein
“Vale-cultura” serve de circo no país. (Pág. C10)
Litoral terá menos veraneio e mais negócio no pré-sal
A exploração do pré-sal deve injetar R$ 209 bilhões na costa paulista até 2025, diz estudo do governo do Estado. Com a expansão econômica, a região vai perder o perfil de balneário e aumentar as residências fixas e o turismo de negócios.

O bom deve pressionar a demanda por saúde, educação e moradia. (Pág. C1)
Estudante produz biodiesel a partir de microalga de esgoto. (Pág. A27)
 
Editoriais
Leia “O dever da ingratidão”, acerca do papel de Lula na vida pública como início do novo governo; e "No meio do caminho", sobre o IDH do Brasil.
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Dilma quer baixar juros e deve tirar Meirelles do BC
Embora reconheça o sucesso do combate à inflação, presidente eleita quer se cercar de desenvolvimentistas.

Embora avalie que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, foi importante na política de combate à inflação do governo Lula e certeiro nas medidas de contenção dos efeitos da crise mundial de 2008 e 2009 no Brasil, a presidente eleita Dilma Rousseff tende a não aproveitá-lo no posto, informa o repórter João Domingos. Para forçar a redução das taxas de juros, Dilma quer centralizar em torno de si todas as ações do início do governo e pretende colocar na área econômica vários desenvolvimentistas, como ela.
O plano estratégico da eleita prevê alcançar a meta de taxa real de 2% (descontada a inflação) em 2014 – hoje, a taxa básica está em 10,75%. Com isso, Meirelles, que sempre defendeu a alta dos juros contra a inflação, ficará em uma situação desconfortável. Uma solução para Meirelles – e ele já se mostrou simpático à ideia – seria nomeá-lo embaixador do Brasil em Washington. (Nacional, Pág. A4)
Governadores de oposição vão cobrar perdas com Lei Kandir
Estados governados pelo PSDB já elegeram o principal tema no embate com a gestão Dilma Rousseff (PT): além da discussão sobre a CPMF, a compensação das perdas com a Lei Kandir, que desonera as exportações de produtos primários, tornou-se tema prioritário – com respaldo de governadores aliados do Planalto. Eles alegam que as perdas causadas pela regra chegam a R$ 19,5 bilhões desde 2005. (Nacional/Pág. A10)
Commodities geram extra de R$ 40,3 bi
Exportadores brasileiros já garantiram este ano renda extra de R$ 40,3 bilhões com a disparada de preços de matérias-primas agrícolas e metálicas vendidas ao exterior. No país há grande otimismo nas áreas de produção de algodão, café, laranja e cana, cuja melhora de preços impulsiona a venda de máquinas agrícolas e imóveis. Na semana passada, a saca de café chegou a ser vendida por US$ 276 na Bolsa de Nova York, o melhor preço em 13 anos. (Economia/Pág. B1)
Fernando Henrique - Lunetas novas?
Que papel o Brasil desempenhará no mundo? Quem viver verá. No entretempo, é melhor manter um otimismo cauteloso. (Espaço aberto /Pág. A2)
O escasso capital humano
O Brasil continua a exibir péssimos indicadores de educação e saneamento. (Pág. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
Manchete: Sobram ´padrinhos´ para o Bolsa Família
Parlamentares propõe alterações no projeto de olho em bônus políticos

O Bolsa Família, menina dos olhos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e aliado da presidente eleita Dilma Rousseff nas urnas, completou sete anos. O crescimento do número de famílias atendidas é proporcional ao das propostas de alteração do programa que chegam ao Congresso. Cientistas políticos afirmam: o fato mostra que todos querem estar associados ao projeto. (Págs. 1, País,2)
Na África, mulher no poder não é mais novidade
(Pág. 1, Internacional 26 e 27
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
Manchete: Servidores - Farra com diárias no exterior é de R$ 86 mil
Esse rombo nas contas públicas é de 5,5 vezes maior do que o de 2000 e não inclui passagens aéreas. Maioria das viagens tem como objetivo a participação do funcionário em seminários e feiras. E, coincidentemente, maior parte das despesas é feita em meses que antecedem as férias, como junho, julho e dezembro. (Págs. 14 e 15)
Lixo movimenta disputa milionária
Três empresas acusadas de irregularidade nos serviços prestados em outros estados brigam na Justiça pelo controle da coleta de resíduos no Distrito Federal. (Pág. 32)
O desafio da ciência contra as bactérias super-resistentes. (Pág. 25)
Sobram vagas no mercado da alimentação. (Capa, Pág. 2)
O desafio de Dilma
A vendedora de panos de prato Iasmin Tenório ganha R$ 40 para sustentar o filho e o marido doente. Ela faz parte dos 5% da população que se encontram em extrema indigência. Para tirá-los da miséria, a presidente eleita terá que investir R$ 3,8 bilhões por ano, segundo cálculo do Ipea. Mas os brasileiros abaixo da linha da pobreza não querem apenas comida. Eles sonham com melhores condições de saúde, emprego e saneamento. (Págs. 2 e 8)
E o que se espera de Agnelo
Moradores do Cruzeiro, zona eleitoral onde o governador eleito teve a maior parte dos votos, querem que a nova gestão olhe mais para a segurança. Na região, parquinhos abandonados servem de ponto de encontro de drogados e deixam crianças, como o filho de Sandra Nunes, sem local para brincar. Melhorias na saúde pública, desenvolvimento de políticas para os jovens e para a habitação são outras questões que a população sonha em ver resolvidas. (Pág. 27)
------------------------------------------------------------------------------------
Estado de Minas
Manchete: Cara Miséria
Na ponta do lápis: R$ 15,4 bilhões para acabar com essa praga

A promessa da presidente eleita Dilma Rousseff de eliminar a extrema pobreza animou os 9,5 milhões de brasileiros (5% da população) que lutam pela sobrevivência com renda familiar mensal de apenas R$ 50. Segundo cálculos de especialistas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), pode custar menos do que se pensa o cumprimento dessa meta até o fim de 2014: R$ 3,8 bilhões por ano. Os candidatos a sair da miséria viem na periferia das grandes cidades e no interior do país. O Estado de Minas ouviu de vários deles as principais expectativas: saúde, saneamento e , principalmente, emprego e renda. (Págs. 1, 3 e 4)
Enem - Trapalhadas afetam de novo o teste
Primeiro dia de exames teve os tropeços que marcam a trajetória do Enem. Erro na impressão do gabarito provocou confusão entre as provas de ciências humanas e ciências da natureza. Falta de energia atrasou o início do teste em uma escola de BH. Exame termina hoje com matemática, redação e linguagens e códigos. (Págs. 1, 25 e 26)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
Manchete: Enem começa com erros e atropelos (Capa)
------------------------------------------------------------------------------------
Veja
 
Manchete: O primeiro super héroi brasileiro
Ele é incorruptível, implacável com bandidos e espanca políticos degenerados
Wagner Moura, como o tenente-coronel Nascimento, no filme Tropa de Elite 2
Que recado estão mandando os milhões de brasileiros que viram e aplaudiram o filme? (Capa, pág. 120)
Um golpe no mito
O partido de Obama é surrado nas urnas, mas, se a economia se recuperar, ele se salvará também. (Pág. 108)
------------------------------------------------------------------------------------
Época
 
Manchete: O vento vai soprar a favor de Dilma?
Para Lula, a economia mundial foi uma poderosa aliada. A nova presidente pode não ter a mesma sorte.

13 problemas que Dilma terá de resolver - e como enfrentá-los. (Pág. 48)
Racismo na rede
A odiosa campanha contra nordestinos no Twitter. (Pág. 96)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ
 
Manchete: O homem forte da transição
Como Antônio Palocci prepara os primeiros passos da gestão de Dilma Rousseff. Ele dialoga com todos os setores da sociedade, é respeitado por empresários, admirado até pela oposição e dá credibilidade à travessia dos dois governos.(Capa)
O futuro do PSDB
A briga na oposição (Pág. 50)
------------------------------------------------------------------------------------
ISTOÉ Dinheiro
 
Manchete: Dilma Rousseff – A primeira mulher presidente do Brasil
- Como fica a economia
- O que pensam os empresários
- Os principais desafios
- As peças-chave do próximo governo

“Tenho compromisso forte com os pilares da estabilidade” (Pág. 40)
------------------------------------------------------------------------------------
CartaCapital
Manchete: O bode expiatório
Estimulada por uma campanha raivosa, parte do eleitorado da oposição declara ódio aos nordestinos. A quem interessa dividir o Brasil? (Capa)

EUA
As lições da contundente derrota eleitoral de Obama. (Pág. 58)
Zero Hora
Manchete: Um Beatle em Porto Alegre
Paul McCartney está na Capital desde as 11h15min de sábado.(Pág. 36)
UFRGS 1977 - Yeda foi paraninfa de Dilma
ZH localiza a turma da presidente eleita, que não aparece na foto por ter se formado em gabinete. (Págs. 4 e 5)
Investimento escasso agrava riscos de seca
Estado mais uma vez assiste à chegada do La Nina sem ter se preparado o suficiente. (Págs. 43 a 45)
Apreensão Global
Como a guerra cambial afeta a economia (Caderno Dinheiro)
 
05.11 - VEREADOR WALLACE RESPONDE A ELEITOR
 
Gente, segue abaixo uma lavação de roupa política que gostaria de compartilhar com vocês.
Trata-se de uma manifestação que enviei aos vereadores quanto à rejeição do pedido de abertura de investigação sobre os casos de assédio sexual por parte do prefeito.
Veja a resposta que recebi e a que enviei.
Abraços, Pavani. 
   
MEU EMAIL A TODOS OS VEREADORES:
 
Senhores Vereadores É com muita tristeza e indignação que vejo o resultado da votação que analisou a viabilidade de instalação de uma comissão, para investigar os casos de assédio sexual por parte do nosso nada digníssimo prefeito.Sabendo dos que votaram cronta e a favor das apurações dos fatos, (lembro que se não há nada a temer, bastar permitir que se investigue, não é mesmo? Qual o mal que há em apurar as denúncias, que não são poucas, visto o histórico do político em questão), aproveito para manifestar meu apreço aos que fizeram o seu verdadeiro papel de vereador, votando pela investigação.Já a vocês (6) que disseram NÂO À VERDADE DOS FATOS, quero lembrá-los que se elegeram com a promessa de representar a população, não os interesses pessoais.Por isso mesmo, vou me empenhar pessoalmente em divulgar ao maior número possível de eleitores como foram os votos de vocês, na tentativa de que conheçam melhor os veradores que costumam pedir os votos dos mesmos. Sei que a democracia permite que tomem esta ou aquela posição, mas ela também me garante o DIREITO e o DEVER de me manifestar a favor da transparência das ações dos políticos como vocês, pois em último caso, SOMOS NÒS que pagamos os seus salários para nos representar, não nos enganar.Sendo assim, reforço minha insatisfação com a atuação de vocês, lembrando que o assunto não foi encerrado. Outras portas serão abertas e a verdade deverá vir à tona, apesar do esforço inútil de vocês em ocultá-la.Marcos Pavani PS1: Wallace, recentemente você manifestou à minha famíla interesse em homenagear a pessoa do meu pai, homem honrado e decente, morto meses atrás. Saiba que antes de dar-lhe nome de rua, você poderia cumprir suas promessas de campanha. Não há melhor maneira de homenagear alguém que se preza, não acha? PS2: Léo, que saudade do tempo em que você era o Léo do PT! Tinha bem menos votos, mas ao menos, sabíamos de que lado você estava. PS3: Paulo Rosa, vejo que fui um péssimo professor para você. Não fui capaz de lhe ensinar como se colocar do lado da população. Desculpa a minha incompetência.
 
  
RESPOSTA DO VEREADOR WALLACE
 
ao cidadão de DIREITO e DEVER,
È com mutia honra e satisfação que respondo ao seu manisfesto,
Também é com muita tranquilidade que  digo com toda certeza, que nao lhe devo obrigação nenhuma, pois nunca pedi seu voto e muito menos esperei ele de você, mais sempre pedi voto sim, para pessoas que tivessem capacidade
de entender o que PIRASSUNUNGA NECESSITAVA,  diferente de você que como muita gente diz  sempre esteve complexado por suas atitudes e comportamento SEMPRE PENSANDO EM SI MESMO.
sobre PS1 :
a respeito da homenagem para o senhor Pavani, pode ter certeza que você não seria  a pessoa ideal para falar sobre honra e decencia, por se tratar de alguém tão respeitado e querido como ele foi e hoje é lembrado.
Digo isso apenas pelo fato dele saber realmente quem eram as pessoas que viviam ao seu redor ( mesmo camufladas), eu sim quando o via olha em seus olhos e prozeavamos olho no olho sem mentiras, e muitas vezes fui por ele
questionado porém nunca fugi, nem me escondi. repito a você, a homenagem é única e exclusivamente para o senhor pavani e
aqueles que nunca esconderam nada dele, infelismente, um ou outro parente se DÓI mesmo,  mais o seu caso eu entendo é pura dor de cotovelo, ou  medo por saber que nunca sera como meu PEQUENO e GRANDE AMIGO SENHOR PAVANI.
tomo a liberdade de defender o LÈO PS2: concordo em partes, quando ele era do PT, e que ele também tinha menos votos, Porém ao mudar de partido ele mateve sua postura e eu o vejo trabalhar e cumprir seu mandato com claresa e honestidade, caso nao tivesse mudado de partido talvez estaria ao seu lado só reclamando e nada fazendo para melhorar nossa cidade.
PS3: ao Paulo Rosa, concordo com você, e não é só ele não acho que todos aqueles que tiveram aula com você estao ainda sem rumo,
talvez seja pela incerteza que para eles era passada sobre  o prefessor que vos falavam. agora como Político e Professor eu também admiro O PAULO ROSA.
ESTOU A DISPOSIÇÃO PARA QUALQUER PROJETO QUE VOCÊ TENHA EM MENTE OU QUEIRA
APRESENTAR, SE TIVER ALGUM NÉ.
PODE ME CRITICAR MAIS  OU  SE PUDER TAMBÉM PODE ME AJUDAR ACESSE MEU SITE,
SEJA CIDADÃO PARTICIPE 
WWW.WALLACEPIRASSUNUNGA.COM.BR
MAIS UMA VEZ AGRADEÇO PELA SINCERIDADE E APREÇO.
 
MINHA RESPOSTA A ELE, WALLACE
 
Respondo a seu email, buscando retornar o teor da conversa, pois mandei email para todos os vereadores. Portanto, trata-se de uma manifestação de expressão de um cidadão no seu pleno direito, apesar de você ter respondido com ataques pessoais o que, aliás, lamento profundamente!
 
Acho que você está se esquecendo que deve satisfações a mim e a todos os eleitores de Pirassununga, pois além de já ter pedido o meu voto sim (que nunca dei, pois minha informação política não me permitiu que o fizesse), o SEU SALÁRIO é pago com os tributos que todos nós pagamos, não apenas dos seus eleitores. Trata-se de uma condição do político público. Achei que você já soubesse.
 
Quanto à minha atuação como professor, não acho que você seja a pessoa mais indicada para tal avaliação, mas pode falar com as pessoas que trabalham ou já trabalharam comigo, meus alunos, enfim, as pessoas para as quais devo satisfações. Pois ao contrário do seu salário PAGO por todos os moradores da cidade (inclusive eu), o meu é pago pelos meus patrões. Também quando afirma que todos os meus alunos estão sem rumo até hoje, espero que não esteja incluindo sua esposa (que foi minha aluna e pela qual tenho bastante consideração), seria como se auto-criticar. Além disso, que bom que todos estão sem rumo. Podeia ser pior: imagina se tivessem tomado rumo incerto, como fazem alguns?
 
Quanto ao meu pai, peço que evite usá-lo como referência. Só eu, minha mãe e meus irmãos estão moralmente autorizados para isso. Mas, saiba, ele estaria muito infeliz se aqui estivesse, pois nunca concordou com ASSÈDIO SEXUAL  e outras formas de desvio político, moral e ético.
 
Quanto a apresentar projetos, volto a lembrá-lo que VOCÊ ganha para isso, não eu. No entanto, mesmo assim, logo que você se elegeu  na primeira vez, apresentei abaixo-assinado com mais de mil assinaturas pedindo uma ciclovia, mais alguns projetos que visitei. Você disse que daria uma resposta à população, o que aguardo até agora. Espero que não seja aquela porcaria feita na nova avenida da Zona Norte a sua resposta. Não seria muito bom para a sua carreira política. Use-a uma vez e saberá do que estou falando.
 
Finalizando, quanto aos meus complexos e egoísmo, como você diz que muitos te disseram, agradeço a preocupação. Não sabia que além de pedreiro e vereador, você também possui conhecimento de psicologia. Eu, muito burro, fui pedir uma ciclovia para a cidade. Egoísta que sou, motorista de carro que sou, deveria ter pedido algo para minha casa, não acha?
 
Sem mais, Marcos Pavani
 
 
 
Repasse: se nos anos 40 existisse internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.