- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Promotoria investiga 16 pessoas por supostas fraudes em Limeira (SP)

Promotoria investiga 16 pessoas por supostas fraudes em Limeira (SP)

Oito empresas também serão investigadas pelo Ministério Público Estadual.

 
Os promotores do Ministério Público Estadual (MPE) de Limeira vão investigar 16 pessoas e o prefeito afastado da cidade, Silvio Félix (PDT), por suposto direcionamento e fraudes em licitações. Os documentos foram apreendidos na segunda-feira (13) na Prefeitura, após cerco ao prédio. Entre os envolvidos estão um atual secretário de governo, além de três ex-secretários e um presidente de autarquia. Oito empresas também serão investigadas pelo MP.

Na segunda, os promotores fizeram buscar por documentos fechados durante a administração do prefeito afastado. Foram apreendidas 55 cópias de licitação, em diversas áreas, como compra de remédios, construção de creches, contratação de empresas de segurança e até serviços de tapa buraco. As licitações recolhidas são de processos de diversos anos, desde 2005, quando Félix assumiu a Prefeitura de Limeira.

A reportagem da EPTV não conseguiu localizar os investigados na noite de segunda para comentar o caso.

Nomes investigados
Sérgio Sterzo (secretário de Governo e Desenvolvimento)
Flávio Pardi (ex-secretário de Administração)
Ítalo Ponzo Júnior (ex-secretário de Planejamento e Transportes)
Marcos Camargo (ex-secretário de Turismo)
Renê Soares (presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto - Semae)
Benedito José Rosada (ex-funcionário que trabalhou na campanha de Félix e na Prefeitura)
João Carlos Ferreira (irmão do ex-jogador Neto, que trabalhou na prefeitura e foi convocado para depois na CPI da Merenda)
Carlos Henrique Pinheiro, o Ricko (ex-assessor de Félix)
Émerson Luis Davoli (ex-diretor de suprimentos da Prefeitura)
Cassiana Pessatti de Toledo (ex-presidente da Comissão de Licitação da Prefeitura)
Milton Caram (empresário)
José Josué dos Santos, o Messias
Val Brito (advogado)
Valter Giglio Júnior (diretor da Estação Brasil)
Thulio Caminhoto Nassa (ex-advogado da Prefeitura e da SP Alimentação)
Vera Lucia Mattiazzo Pinto Ferraz (corretora que intermediou compra de imóveis da família Félix)

Empresas investigadas
As empresas investigadas, segundo o MP, são: Ribeiro e Mecatti de Limeira; Verus Engenharia e Construções; Conplan Construções e Planejamento Urbano; Prime Engenharia e Construções; Bonk Engenharia e Construções; JCM Construtora; SP Alimentação e Serviços; e Estação Brasil ID Publicidade Incentivo e Marketing Direto.
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.