- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
26.03 - Papa Bento XVI em Cuba

Raúl Castro recebe o Papa Bento XVI em Cuba

 

Cubanos que fugiram para os EUA voltam à ilha para acompanhar a visita

 

Agências internacionais


Papa cumprimentas crianças na chegada à Cuba, onde foi recebido pelo presidente Raúl Castro
Foto: Rodrigo Arangua/AFP

Papa cumprimentas crianças na chegada à Cuba, onde foi recebido pelo presidente Raúl CastroRodrigo Arangua/AFP

HAVANA — O Papa Bento XVI acaba de desembarcar em Cuba, onde é recebido pelo presidente Raúl Castro. A presença do pontífice atraiu mesmo filhos fugitivos do regime, que foram ao país para acompanhar a visita.

Mais de 300 cubanos americanos e outros peregrinos foram a Cuba. Alguns beijaram o solo ao chegar ao aeroporto de Santiago. Muitos do grupo, que leva 16 mil rosários para distribuir no país, não haviam voltado à ilha desde que suas famílias fugiram há mais de 50 anos.

A chegada do Papa coincide com a prisão de 22 mulheres participantes do Damas de Branco, um grupo de ativistas cujas ações normalmente são toleradas pelo regime, mas que vem sofrendo um maior controle com a aproximação da visita. É a segunda vez em um intervalo de 15 dias que as Damas sofrem detenções.

A expectativa do grupo é poder falar com o Papa sobre direitos humanos. Entretanto, o encontro que solicitaram ao Vaticano em carta e em reiteradas declarações à imprensa estrangeira dificilmente será atendido.

— Fizemos uma lista com 46 presos políticos para que, se houver a possibilidade de indulto, eles possam ser beneficiados, ou todos ou pelo menos a maioria deles — disse ao GLOBO Berta Soler, porta-voz das Damas de Branco.

A visita do Papa é vista como uma tentativa de Cuba de obter o peso político do Vaticano a favor do regime controlado pelos irmãos Castro há 50 anos. Já para a Igreja, trata-se de uma tentativa de estimular o catolicismo em um país no qual a religião é praticada regularmente por cerca de 10 % da população.



 

- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.