- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
SINOPSE DOS PRINCIPAIS JORNAIS DO PAÍS

16 de março de 2010

O Globo
 


Manchete: COB: mudança no pré-sal inviabiliza Jogos no Rio
 

Para Nuzman, seria quebra do contrato assinado por Lula

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016 divulgou nota, assinada pelo presidente Carlos Arthur Nuzman, dizendo que, se o Estado do Rio perder recursos dos royalties do petróleo, com a aprovação da emenda Ibsen, ficará "sem condições de fazer as obras necessárias para os Jogos", e, se a situação "não for remediada, representará uma quebra de contrato". Com a emenda, o Rio deixará de receber cerca de R$ 7 bilhões por ano. O dossiê Rio 2016 estipula que "os três níveis de governo apresentaram ao Comitê Olímpico Internacional cartas de garantia assinadas". Se a emenda Ibsen prevalecer, o Rio, que hoje é o estado que mais recebe royalties e participações especiais do petróleo, perderá o posto, caindo para 22º lugar. A liderança ficaria com a Bahia, já que os recursos seriam divididos de acordo com as regras fixadas para o Fundo de Participação dos Estados. Hoje, a Assembleia Legislativa do Rio lidera um protesto, em frente à sua sede, no Centro, Contra a emenda Ibsen, às 14h30m. Amanhã, está prevista uma passeata entre a Candelária e a Cinelândia. (págs. 1, 17 e 18, Flávia Oliveira e editorial "Perdem todos")

Vereadores podem tomar medalha de Ibsen (págs. 1 e 17)

Serra não comenta porque só soube pelos jornais (págs. 1 e 17)

Ancelmo Gois
Do rock ao funk, de evangélicos a GLS: todos vão à Candelária. (pág. 1)

Chanceler boicota a visita de Lula
 

O chanceler israelense, Avigdor Lieberman, boicotou a visita do presidente Lula, alegando que protestava contra os laços brasileiros com o Irã e a recusa de Lula a colocar flores no túmulo do líder sionista Theodor Herzl. Lula enfrentou cobranças no Parlamento. O presidente Shimon Peres pediu a Lula que leve mensagem de paz ao líder palestino Mahmoud Abbas, hoje, em Belém. (págs. 1, 23 e 24)

Corretor detalha elo de fundos com mensalão
 

O corretor Lúcio Funaro denunciou ao Ministério Público Federal o desvio de recursos de fundos de pensão de estatais para o caixa dois do PT. Investigado no mensalão, Funaro foi beneficiado com a delação premiada. (págs. 1, 3 e 4 e editorial "Subir de nível")

Justiça veta propaganda de Dilma em SP
 

O TRE de São Paulo suspendeu propaganda do PT em que o presidente Lula elogia Dilma e diz que ela "tem a cara e a alma de São Paulo". Foi a primeira decisão do tipo na campanha. Para a Justiça, a propaganda ultrapassa limites legais. O PT vai recorrer. (págs. 1 e 8)

Agência de risco ameaça rebaixar EUA
 

Com dívidas cada vez maiores, as principais economias ocidentais ficaram mais próximas do rebaixamento, em especial EUA e Grã-Bretanha. Segundo a agência de classificação de risco Moody´s Investors Service, a lista inclui Alemanha, França, Espanha e países nórdicos. (págs. 1 e 22)

Regras da Anac não seguem as do governo
 

Após o governo ter enviado ao Congresso projeto criando indenização em caso de cancelamento, atrasos de voo e overbooking, a Anac divulgou norma que entra em vigor em junho. Enquanto o governo previu punição às empresas aéreas que atrasarem mais de duas horas, a Anac fixou acima de quatro horas. (págs. 1 e 22)

A estreia de Gabeira com Cesar
 

Pré-candidato ao governo do Rio, Fernando Gabeira (PV) estreou num evento do DEM ao lado do ex-prefeito Cesar Maia e com críticas ao governador Sérgio Cabral e a seu choro por causa dos royalties. Gabeira elogiou o ex-adversário Cesar, agora seu aliado. (págs. 1 e 8)

Delfim e Collor fazem duelo 20 anos depois
 

O ex-presidente e o ex-ministro deram versões diferentes sobre encontro em Brasília após o confisco. Segundo Collor, Delfim elogiou o bloqueio e disse que não acreditava na devolução do dinheiro. O ex-ministro nega e diz que sugeriu troca por títulos. (págs. 1 e 19)

Foto legenda: Atrás das grades
 

Carlos Eduardo, que confessou a morte do cartunista Glauco e de seu filho Raoni, detido na fronteira. (págs. 1 e 9)

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo
 


 

Manchete: Israelenses cobram de Lula distância do Irã
 

Brasil exigirá garantias sobre programa nuclear iraniano, diz Amorim

Israel pediu ontem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que adira a uma "frente internacional" contra o armamentismo do Irã.

"Você [Lula] representa valores diferentes. Eles [o Irã] usam a crueldade, amam a morte; você ama a vida", afirmou o premiê israelense, Binyamin Netanyahu. O assunto prosseguiu em uma reunião reservada entre os chefes de governo.

Ministro israelense boicotou a visita de Lula, que não foi ao túmulo do fundador do sionismo. Manifestações na Knesset, o Parlamento israelense, aludiram à visita que o brasileiro fará ao Irã. A viagem foi criticada pela líder da oposição, Tzipi Livni.

Em maio, Lula cobrará do líder Mahmoud Ahmadinejad a garantia de que o programa nuclear do Irã terá só fins pacíficos, disse o ministro Celso Amorim. "O vírus da paz está comigo", afirmou o presidente. (págs. 1 e A12)

Leia artigo de Eliane Cantanhêde na pág. A2

Acusado confessa ter matado Glauco a tiros
 

O estudante Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, 24, confessou à polícia ter matado a tiros o cartunista Glauco Vilas Boas, 53, e seu filho Raoni, 25, na última sexta, em Osasco (SP). "Foi eu" [sic], disse Nunes em entrevista à TV Bandeirantes.

Preso pela Polícia Federal em Foz do Iguaçu quando tentava entrar no Paraguai, Nunes disse que se escondeu até domingo na região do pico do Jaraguá (SP). Depois, pegou ônibus até o Butantã, onde roubou o carro com que tentou fugir. (págs. 1 e C1)

Foto legenda: Carlos Eduardo Nunes, que confessou ter matado o cartunista Glauco e seu filho Raoni, em cela da Polícia Federal em Foz do Iguaçu

Ganhe gibi do Glauco
Edição especial traz 32 páginas com uma seleção das tiras do cartunista

´Consórcios´ de empreiteiras inflam o valor de obras, vê PF
 

O esquema de empreiteiras para driblar licitações e repartir contratos "por fora", revelado anteontem pela Folha, prevê ainda o superfaturamento das obras, informam Renata Lo Prete e Leonardo Souza.

Perícia da PF aponta que os "consórcios paralelos" aumentaram artificialmente os preços cobrados do poder público em até 65%. Empresas negam. (págs. 1 e A4)

Dono da Natura hesita em ser vice de Marina
 

Filiado ao PV, o empresário Guilherme Leal, 60, fundador e presidente do Conselho de Administração da Natura, disse em entrevista a Malu Delgado que ainda não decidiu se aceita ser vice de Marina Silva: "É decisão difícil. Tenho dúvidas pessoais e políticas". (págs. 1 e A10)

Polícia Federal investiga Sadia por suspeita de fraude cambial
 

A Polícia Federal investiga a suspeita de que a Sadia, antes de se fundir à Perdigão, tenha usado operações bancárias ligadas à exportação para fraudes cambiais, relata Mario César Carvalho.

Segundo o inquérito, a Sadia recorreu a operação que antecipa recursos para quem exporta sem comprovar as vendas. Executivos negam fraude. A BR Foods, empresa resultante da fusão Perdigão-Sadia, disse que não comentaria. (págs. 1 e B1)

Opinião: José Simão
 

Presidente lança revista "Caras Israel", que lá se chama Çaras! (págs. 1 e E19)

Opinião: Carlos Heitor Cony
 

Serra e Dilma terão a sombra poderosa de Lula a todo instante (págs. 1 e A2)

Opinião: João Pereira Coutinho
 

Sociedade do país e Justiça romantizam visão da infância (págs. 1 e E20)

Opinião: Marcos Nobre
 

Situação em Cuba serve à polarização das eleições no Brasil (págs. 1 e A2)

Editoriais
 

Leia "Histórico de horrores", sobre prisões no ES; e "Marina, boa surpresa", acerca da candidata do PV. (págs. 1 e A2)

------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo
 


 

Manchete: Governo e oposição em Israel se unem e cobram Lula sobre Irã
 

No Parlamento israelense, presidente pede desarmamento nuclear global

No primeiro dia da visita do presidente Lula a Israel, o governo e a oposição israelenses, em raro momento de coesão, se uniram para criticar a aproximação do Brasil com o Irã e para pedir ao País que apoie as sanções contra Teerã. "Eles (o governo iraniano) adoram a morte, e vocês (brasileiros) adoram a vida", discursou o presidente do Parlamento, Reuven Rivlin, que sugeriu ao Brasil "acordar da sonolência" sobre o Irã. Na sua vez de discursar, Lula defendeu o fim da produção de armas nucleares, referindo-se às suspeitas sobre o Irã, mas também ao fato de que Israel tem arsenal atômico. O chanceler brasileiro, Celso Amorim, disse que a pressão israelense já era esperada. "Não acho que houve rolo compressor", afirmou. (págs. 1 e Internacional A10 e A11)

IPI reduzido faz carro ter espera de até 90 dias
 

A duas semanas do fim do desconto do IPI, os carros mais procurados estão em falta nas concessionárias. Para alguns modelos, como o Doblò, da Fiat, a previsão de entrega é de até 90 dias - período em que o benefício terá terminado. Em abril, os preços dos veículos devem aumentar de 3,5% a 4%. As montadoras dizem que se prepararam para demanda maior prevista para março, mas não estão dando conta dos pedidos. O setor espera vendas recordes, de cerca de 320 mil unidades. (págs. 1 e Economia B5)

Retaliação aos EUA inclui filmes e remédios
 

O governo iniciou ontem a segunda fase da retaliação aos EUA autorizada pela Organização Mundial do Comércio. Foi publicada uma lista com 21 itens na área de propriedade intelectual. Desta vez, a medida afeta o registro de marcas e patentes e a cobrança de direitos sobre obras audiovisuais e musicais. Podem ser prejudicados, por exemplo, o setor farmacêutico e as indústrias cinematográfica e fonográfica dos EUA. Nos casos anteriores em que a OMC autorizou sanções desse tipo, elas não chegaram a ser aplicadas. (págs. 1 e Economia B1)

Acusado de matar Glauco é preso
 

O estudante Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 24 anos, preso na noite de domingo pelo assassinato do cartunista Glauco Villas Boas e de seu filho Raoni, disse à polícia que cometeu o crime para cumprir um
"chamado de Deus". Nunes foi detido quando tentava atravessar a fronteira entre Brasil e Paraguai, por Foz do Iguaçu (PR). Ele chegou a atirar nos policiais que o prenderam. Para a PF, o estudante é lúcido e sabe o que faz. (págs. 1 e Cidades C1 e C3)

Foto legenda: Isolado em Foz. A transferência do estudante para São Paulo depende de uma decisão da Justiça Federal

Corretor diz que Dirceu e PT receberam R$ 5,5 milhões
 

Em depoimentos de 2005 ao Ministério Público, o corretor de valores Lúcio Funaro acusou José Dirceu de ter se beneficiado com negócios fechados por fundos de pensão ligados ao PT. Num caso, o ex-ministro e o PT teriam recebido R$ 5,5 milhões. Advogado de Dirceu disse que as acusações são "levianas". (págs. 1 e Nacional A4)

Professores fazem greve política, afirma secretário
 

O secretário da Educação de São Paulo, Paulo Renato Souza, disse ontem que a greve dos professores é "eminentemente eleitoral". "É uma politização, uma partidarização grande.” Muitas escolas continuam a funcionar. A presidente da Apeoesp, Maria Izabel Azevedo Noronha, afirmou que é uma "mentira" dizer que a adesão é pequena. (págs. 1 e Vida A16)

Serra e Dilma vão a eventos eleitorais a cada 2 dias
 

Compromissos com potencial eleitoral dominam a agenda de Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), relata Luciana Nunes Leal. No caso da ministra, ela já foi a 27 eventos no ano, um a cada dois dias e meio. Já o governador foi a 32, um a cada dois dias. Foram 27 inaugurações com Serra e 22 com Dilma. (págs. 1 e Nacional A8)

Visão global: Pensando o pior com o Irã
 

Cedo ou tarde, Irã terá bomba. Resta saber o que virá depois: contenção ou ataque, avalia David Sanger. (págs. 1 e Internacional A14)

Celso Ming: É impossível distribuir os royalties de modo equânime
 

Políticos erram ao encarar as rendas do petróleo como uma teta enorme e inesgotável. (págs. 1 e Economia B2)

Aéreas terão de fornecer comida após atraso de 2h (págs. 1 e Cidades C7)
 


Notas & Informações: O ´vírus da paz´ de Lula
 

Em Israel, o presidente Lula exibe o grau de exacerbação da sua megalomania. (págs. 1 e A3)

------------------------------------------------------------------------------------

Jornal do Brasil
 


 

Manchete: “O Rio não troca direito por esmola”
 

Para Francisco Dornelles, compensação não serve

Em discurso na tribuna, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) atacou a manobra do deputado Ibsen Pinheiro (PMDB-RS), que já admite alterar o texto da emenda que reduz o repasse dos royalties do petróleo ao estado, incluindo uma compensação para Rio de Espírito Santo, os dois maiores produtores e principais prejudicados. Dornelles disse que a Constituição protege direitos sobre o que já foi licitado e chamou a medida de “esmola”. Ontem, o Comitê Olímpico Brasileiro deixou claro, em nota, que sem o repasse no volume atual não haverá como realizar a Olimpíada de 2016. (págs. 1 e Tema do dia A2 a A6)

Caras pintadas

Estudantes de várias séries já estão se organizando para participar da manifestação em defesa do Rio, amanhã. Só de secundaristas serão cem ônibus indo para o Centro da cidade.

Foto legenda: Afinado – Restaurado, o teatro municipal adere à campanha

Anac: reembolso deve ser na hora
 

Regras protegem passageiros de empresas que atrasam voos

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) finalmente regulamentou os direitos dos passageiros que viajam de avião. A partir de junho, em caso de voos atrasados, cancelados e de overbooking, acaba o prazo de quatro horas para que a companhia aérea comece a tomar providências para reacomodar o passageiro. A assistência passa a ser gradual, de acordo com o tempo de espera. Além disso, o reembolso previsto deverá ser similar à forma de compra do bilhete. Se foi à vista, será na hora. (págs. 1 e Economia A18)

Assassino de Glauco é preso no PR
 

Após fuga, perseguição e troca de tiros na Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, agentes da Policia Federal prenderam ontem o estudante Carlos Sundfeld, que confessou ter matado o cartunista Glauco Vilas Roas e o filho Raoni. (págs. 1 e País A7)

Lula cobra e é cobrado em Israel
 

Autoridades israelenses cobraram ontem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu primeiro dia no Oriente Médio, que o Brasil apoie sanções contra o Irã. Lula defendeu a soberania de Israel "e um Estado palestino igualmente soberano". (págs. 1 e Internacional A22)

Sociedade Aberta
 

Wilson Figueiredo
Jornalista

O presidente Lula no papel de Pigmalião. (págs. 1 e A11)

------------------------------------------------------------------------------------

Correio Braziliense
 


 

Manchete: CPI desafia Durval a detalhar propinas
 

Distritais da comissão que investiga contratos da Codeplan vão colher depoimento do ex-secretário de Arruda e pivô do escândalo. Empresários também serão ouvidos (págs. 1 e 23)

O dilema do TRE

Tribunal examina hoje pedido de cassação contra o ex-democrata Arruda por infidelidade partidária. Julgamento pode ser técnico ou político (págs. 1 e 24)

Agnelo X Magela

Pré-candidatos do PT se enfrentam hoje em debate restrito a filiados do partido. Disputa interna preocupa campanha de Dilma Rousseff (págs. 1 e 25)

Passageiro de avião ganha mais direitos
 

Anac vai punir com rigor as empresas aéreas que não respeitarem os horários dos embarques. Os usuários terão direito a benefícios e assistência já na primeira hora após o atraso dos voos. (págs. 1 e 12)

Concurso
 

Agência Nacional De Energia Elétrica (Aneel) abre 186 vagas para analistas, especialistas e técnicos. Salários variam de R$ 4.548 a R$ 9.378 (págs. 1 e 13)

Mistério ronda morte de cartunista
 

Apesar de Carlos Eduardo Sundfeld Júnior ter confessado o assassinato de Glauco e seu filho, polícia ainda apura as circunstâncias e os motivos para o crime. (págs. 1 e 8)

Desaparecidos: Testemunha aponta para envolvimento de policial
 

O destino de um dos seis jovens que sumiram em janeiro do Parque Estrela Dalva, em Luziânia, pode estar ligado à vingança pelo furto de galinhas. Um homem que recebeu proteção da polícia afirmou que o menino teria sido morto depois que invadiu o quintal de parentes de um PM da região. (págs. 1 e 31)

Israel faz crítica a Lula
 

Chanceler israelense boicota discurso do presidente, que é criticado pela aproximação com o Irã. Brasileiro defendeu a criação do Estado palestino. (págs. 1 e 18)

Polícia Civil faz a maior troca de chefias em 10 anos (págs. 1 e 32)
 


Metrô: Greve prejudica 150 mil brasilienses
 

Pegos de surpresa com o movimento dos servidores do Metrô, que reivindicam reajuste salarial, milhares de usuários tiveram que buscar alternativas de transporte para chegar ao trabalho ou à escola ontem. Com mais carros e ônibus nas ruas, o trânsito também ficou prejudicado. (págs. 1 e 26)

------------------------------------------------------------------------------------

Valor Econômico
 


 

Manchete: Avançam negociações para fusão Citrosuco-Citrovita
 

Os grupos Fischer e Votorantim negociam unir suas operações no segmento de suco de laranja, no qual atuam por meio das empresas Citrosuco e Citrovita, duas das maiores companhias do setor. O Valor apurou que as discussões avançaram nos dois últimos meses.

Em busca de escala em tempos de demanda estável, o plano envolve todo o negócio de suco das empresas, incluindo fábricas, estrutura logística e pomares de laranja em produção ou em desenvolvimento nas fazendas próprias de ambas. As terras pertencentes aos dois grupos não entrariam no negócio. A intenção é criar uma nova companhia cujo controle seria dividido em partes iguais por Fischer e Votorantim, ainda que, hoje, a Citrovita seja bem menor que a Citrosuco e tenha de ganhar musculatura para ter o mesmo peso na sociedade. (págs. 1 e B12)

United abre mercado a Embraer e Bombardier
 

Quando for às compras de uma nova frota de jatos de um corredor, neste ano, a United Airlines não vai escolher apenas entre Boeing e Airbus. Também analisará aviões da Embraer e da Bombardier. A concorrência na United é um sinal de grandes mudanças na indústria da aviação comercial. Durante anos, Airbus e Boeing dividiram o mercado de grandes jatos de passageiros.

Embora as mudanças devam ocorrer gradualmente, a perspectiva de maior concorrência já está forçando as duas gigantes a fazer alterações dispendiosas em seus modelos mais populares. Nos próximos meses, a Boeing decidirá se embarca numa modernização da linha 737 de jatos de corredor único. A Airbus também precisa decidir se vai atualizar a família A320. (págs. 1 e B9)

Foto legenda: Diversificação radical
 

Maior laboratório farmacêutico nacional, a EMS elegeu o setor imobiliário para sua estreia fora do segmento de remédios. Sua incorporadora, dirigida por Silvio Chaimovitz, nasce com um banco de terrenos estimado em R$ 2 bilhões, do próprio grupo e de seus controladores. (págs. 1 e B1)

Impasse na capitalização do BID
 

As negociações para recapitalizar o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) chegaram a um impasse, às vésperas do encontro anual do órgão, a partir de sexta-feira, em Cancún.

Os EUA querem aumentar o capital do BID em US$ 60 bilhões, bem abaixo dos US$ 100 bilhões defendidos pelos sócios da América Latina. Querem ainda que a injeção de dinheiro vivo no organismo seja de apenas 1,7% do aporte de capital, menos da metade dos 4,3% usados em operações anteriores. (págs. 1 e C4)

Bolsa Família eleva emissão de moeda
 

A Casa da Moeda do Brasil tem de suprir uma demanda por dinheiro que cresce de 15% a 20% ao ano desde o Plano Real, em 2004. Além da estabilidade, outros fatores recentes intensificaram a tendência: os programas sociais, como o Bolsa Família e os reajustes do salário mínimo e das aposentadorias. O Banco Central elevou em 54% seus pedidos de moedas metálicas em 2009, de 1,3 bilhão de unidades em 2008 para pouco mais de 2 bilhões. A quantidade de cédulas e moedas em circulação aumentou de 0,5% do Produto Interno Bruto para 4% em 2009.

Para atender a demanda, a Casa da Moeda concluiu em 2009 a primeira parte de um programa de investimentos em modernização tecnológica que consumiu R$ 380 milhões de um total de R$ 457 milhões. Agora, a estatal vai voltar a produzir dinheiro para outros países, como fazia até os anos 80. (págs. 1 e C12)

A cruzada de Bo Xilai, um populista que ganha espaço na China (págs. 1 e A12)
 


Contratos com Oi e Nextel realçam papel do Brasil nos negócios da Nokia Siemens, diz Suri (págs. 1 e B3)
 


Expansão da InterCity
 

A rede gaúcha de hotéis InterCity; voltada ao público corporativo, planeja assumir a gestão de mais cinco unidades neste ano. (págs. 1 e B1)

Restrições aeroportuárias
 

Após limitar operações de pouso e decolagem em Congonhas e Guarulhos, a Anac vai importações a mais seis aeroportos: Brasília, Confins, Salvador, Fortaleza, Cuiabá e Viracopos. (págs. 1 e B4)

Cobrança eletrônica
 

Com quatro meses, o Débito Direto Autorizado (DDA) já conta com quase 60 milhões de boletos cadastrados. A meta é eliminar a emissão de 50% dos 5 bilhões de documentos que circulam no país. "Todos ganham", diz Sandra Boteguim, do Itaú Unibanco. (pág. 1)

Queda do álcool
 

Queda nos preços do álcool nas usinas repercute mais fortemente nó varejo e devolve a competitividade em relação à gasolina em quatro Estados, inclusive São Paulo. (págs. 1 e B11)

Café brasileiro na Colômbia
 

Renovação do parque cafeeiro, problemas climáticos e queda de renda reduziram a produção da Colômbia, que em fevereiro importou 5 mil sacas de arábica brasileiro para suprir o mercado interno. (págs. 1 e B11)

Reunião do Copom
 

Deterioração das expectativas da inflação - o boletim Focus trouxe ontem a oitava elevação constcutiva, para 5,03% - reforçou apostas em alta da Selic amanhã. (págs. 1 e C1 e C2)

Emissão da Bovespa
 

A BM&FBovespa analisa realizar uma captação de US$ 500 milhões a US$ 600 milhões. Na mira, poderia estar a aquisição de outras bolsas na América Latina. (págs. 1 e C3)

Ideias
 

Delfim Netto: consolidação da União Europeia é, certamente, o mais relevante evento político do século 21. (págs. 1 e A2)

Ideias
 

Cláudio Couto: visita do presidente Lula a Israel é empreitada de risco. (págs. 1 e A5)

------------------------------------------------------------------------------------

Estado de Minas
 


 

Manchete: Vagas de até R$ 9,3 mil no setor de energia (pág. 1)
 


Foto legenda: Greves infernizam BH (pág. 1)
 


------------------------------------------------------------------------------------

Jornal do Commercio
 


 

Manchete: TRE anula concurso
 

Presidente do Tribunal, desembargador Roberto Ferreira Lins, apontou irregularidades que motivaram o cancelamento. Ele também quebrou o contrato com a empresa organizadora da seleção, com 85.721 inscritos para preencher 16 vagas. (pág. 1)

PF captura acusado de matar cartunista Glauco e o filho (pág. 1)
 

Foto legenda: Fuga abortada (pág. 1)

Rapaz diz ter oferta para assumir a morte de alemã (pág. 1)
 


------------------------------------------------------------------------------------

- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.