- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Balaio do Buya
Dizimista 154

 

 
 
Edição nº 154, de 31 de maio de 2010
 
O mundo mágico da Internet
O site mais visitado da região
Pirassununga,SP
O Dizimista– Primeiro jornal virtual de Pirassununga
A palavra que você não ouve, a notícia que você não lê, a realidade que você não enxerga.
 
MEU CARO AMIGO – Chico Buarque
Selecione o link abaixo e em seguida com o botão direito do mouse clique em “Abri hiperlink”
 
 
SINOPSE DOS PRINCIPAIS JORNAIS DO PAÍS
31 de maio de 2010
O Globo
Manchete: Candidato de Uribe surpreende na Colômbia
Santos tem o dobro dos votos de Mockus, mas eleição terá 2º- turno

O candidato do presidente Álvaro Uribe surpreendeu ontem ao conseguir ampla vitória sobre a oposição no primeiro turno das eleições presidenciais na Colômbia. Contrariando as últimas pesquisas, divulgadas uma semana antes com os dois candidatos em empate técnico, o ex-ministro Juan Manuel Santos obteve 46,6% dos votos, contra 21,5% do ex-prefeito de Bogotá Antanas Mockus. Por pouco, Santos não foi eleito presidente ontem. Eles se enfrentarão agora no segundo turno, no dia 20 de junho. Santos, segundo analistas, deve herdar os votos do terceiro colocado, Germán Vargas Lleras, que obteve 10% ontem. No interior do país, combates entre as Farc e o Exército deixaram cinco mortos. (Págs. 1 e 21)

Foto legenda: Santos comemora logo depois de votar, em Bogotá
Desmilitarização da aviação em estudo
Levantamento do governo recomenda que setor passe do Ministério da Defesa para os Transportes

Um estudo sobre o setor aéreo, encomendado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao BNDES, recomenda que a aviação civil seja subordinada ao Ministério dos Transportes, e não mais à Defesa. Propõe ainda uma nova agência, civil, para o controle do tráfego. E a Infraero perderia o monopólio na administração dos aeroportos. As medidas visam melhorar a infraestrutura e atrair mais 200 milhões de passageiros, o que exigiria investimentos de R$ 25 bilhões a R$ 34 bilhões em 20 anos. (Págs. 1 e 17)
Pais bandidos, estudantes assustados
Professores de escolas em áreas de risco contam como lidam com crianças vítimas da violência e com pais que integram milícias ou quadrilhas de tráfico. Em seu segundo dia, a série "O X da questão: rascunhos do futuro” mostra como o poder paralelo interfere na rotina das escolas. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo
 
Manchete: Quase metade dos médicos receita o que indústria quer
Pesquisa mostra que 93% dos profissionais da saúde em SP ganharam de laboratórios benefícios e valores de até R$ 500

Dos médicos que recebem visitas de propagandistas de laboratórios no Estado de São Paulo, 48% prescrevem medicamentos sugeridos pelos fabricantes, informa Cláudia Collucci.

Na área de equipamentos médico-hospitalares, o percentual de profissionais da saúde que acatam as recomendações feitas por fabricantes é ainda maior: 71%.

Os dados são de pesquisa inédita do Cremesp (Conselho Regional de Medicina de São Paulo), que avaliou o comportamento dos médicos perante as indústrias.

Realizado pelo Datafolha, o levantamento do Cremesp envolveu 600 médicos de várias especialidades, que representam o universo de 100 mil profissionais hoje atuantes em todo o Estado.

Segundo a pesquisa, 80% dos médicos recebem visitas dos propagandistas, e 93% obtiveram da indústria produtos, benefícios ou pagamento em valores até R$ 500 nos últimos 12 meses. (Págs. 1 e C1)
Petroleira não dá prazo para deter vazamento
A petroleira BP (British Petroleum) reconheceu que não teve sucesso na operação para conter o vazamento de ao menos 80 milhões de litros de óleo no golfo do México e admitiu que não conseguirá estancá-la nas próximas semanas.

A empresa anunciou ontem seu novo plano: instalar uma cúpula de contenção no local, o que falhou antes. Para o diretor-geral da BP, Bob Dudley, conter o fluxo até agosto será "positivo". A Casa Branca afirma se preparar "para o pior". (Págs. 1 e A13)
SNI espionou críticos do governo após a ditadura
Na gestão do ex-presidente José Sarney (1985-1990), o SNI (Serviço Nacional de Informações) espionou protagonistas da oposição, informa Rubens Valente.

Documentos liberados à Folha após 25 anos de sigilo revelam que o órgão investigou, com ajuda da Policia Federal, partidos de esquerda e movimentos dos sem-terra, entre outros. (Págs. 1 e A4)
Aliado de Uribe vence 1º turno na Colômbia
O candidato governista à Presidência da Colômbia, Juan Manuel Santos, obteve 46,6% dos votos válidos no primeiro turno das eleições.

O ex-ministro de Álvaro Uribe teve mais que o dobro da votação do rival Antanas Mockus. Pesquisas davam empate técnico entre os dois, que farão segundo turno em 20 de junho. (Págs. 1 e A10)
Entrevista da 2ª: Marcio Thomaz Bastos: ´Proibição de propaganda não abarca realidade´
Advogado do presidente Lula e da campanha de Dilma Rousseff (PT), Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça, diz que o veto à propaganda eleitoral antes de julho não "abarca a realidade" e nega uso da máquina pelo governo. (Págs. 1 e A14)
Editoriais
Leia "Voto facultativo", que propõe a realização de um referendo sobre o tema; e "Incertezas", acerca da economia global e seus efeitos sobre o Brasil. (Págs. 1 e A2)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo
 
Manchete: Vazamento pode durar até agosto, admitem EUA
British Petroleum fracassa ao tentar conter o maior desastre ambiental do país, e governo espera "o pior"

A nova operação para conter o vazamento de petróleo no Golfo do México fracassou, e as autoridades americanas já admitem que o óleo continuará fluindo pelo menos até agosto. O governo se diz
"preparado para o pior", no que é considerado o maior desastre ambiental da história dos EUA - e que arranha a imagem do presidente Barack Obama mesmo entre simpatizantes, informa o correspondente em Nova York, Gustavo Chacra. Estados da costa têm tentado evitar consequências ainda piores, construindo barreiras de areia próximo do litoral e queimando petróleo na superfície. Documentos da British Petroleum, responsável pela plataforma, mostram a existência de sérios problemas de segurança desde o ano passado. (Págs. 1 e Vida A12)

Até 19 mil barris é a quantidade de óleo que vaza por dia
PIB do Brasil cresce mais que o chinês
O Brasil deve ocupar o segundo lugar no ranking das maiores taxas de crescimento do mundo no primeiro trimestre, à frente até mesmo da China. O mercado estima uma expansão anualizada de até 12,6%, contra 11,2% dos chineses. O líder deve ser a Índia, com 13,4%. (Págs. 1 e Economia B1)
País suspende embarque de carne aos EUA
As exportações de carne bovina processada brasileira para os EUA estão suspensas. Na quinta-feira, o Ministério da Agricultura interrompeu os embarques após um recall de produtos do frigorífico JBS. Em junho, autoridades dos dois governos vão discutir o assunto. (Págs. 1 e Economia B10)
Candidato de Uribe vence, mas haverá segundo turno
Contrariando as pesquisas, que previam votação apertada, Juan Manuel Santos, candidato do presidente Alvaro Uribe, teve ampla vantagem na eleição presidencial colombiana. Ele obteve mais de 45% dos votos, contra cerca de 20% do verde Antanas Mockus, com quem disputará o segundo turno, dia 20 de junho. (Págs. 1 e Internacional A8)
Foto legenda: Negócios: Positivo mira mercado de TV s e smartphones
Líder do mercado de computadores, a Positivo, de Hélio Rotenberg, diversificará sua produção. Vai lançar TVs, smartphones, tablets e e-books, todos voltados para a classe C. (Pág. 1)
Sindicatos se digladiam por verba, filiados e ´território´ (Págs. 1 e Nacional A4)
 
Por votos, Serra e Dilma buscam alianças incômodas (Págs. 1 e Nacional A8)
 
Carlos A. Sardenberg: A conta dos Impostos
Tudo somado e subtraído, o governo leva R$ 837 em cima de um salário hipotético de R$ 2 mil. Ou quase 33% do total pago pela empresa. (Págs. 1 e Economia B2)
Notas & Informações: Mais bondades no orçamento
A Câmara continua empenhada na concessão de bondades pagas com dinheiro do contribuinte. (Págs. 1 e A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Brasil
 
Manchete: EUA têm seu pior desastre ecológico
"Há mais petróleo sendo derramado no Golfo do México do que em qualquer outro momento da nossa história", diz assessora de Obama

O vazamento de óleo da plataforma da British Petroleum (BP) no Golfo do México foi classificado ontem como o maior desastre ambiental dos Estados Unidos por Carol Browner, conselheira de alto nível da Casa Branca para os setores de meio ambiente e energia. O governo e a BP temem que o vazamento, que está fora de controle, se estenda até agosto. (Págs. 1 e Internacional A22)

Foto legenda: Paliativo - Equipe contratada pela BP faz limpeza na Louisiana
O desafio econômico nas urnas
Os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) prometem seguir as metas fiscais e de inflação, além do câmbio flutuante, do governo Lula. Até agora, entretanto, Dilma levaria vantagem pela maior clareza de suas propostas. (Págs. 1 e País A4)
Eleição na Colômbia fica para o 2° turno
O candidato governista Juan Manuel Santos, do Partido Social da Unidade Nacional, foi o mais votado nas eleições presidenciais da Colômbia. No segundo turno, ele enfrentará Antanas Mockus, do Partido Verde. Confrontos deixaram três mortos. (págs. 1 e Internacional A23)
Linha aberta a novos hábitos
O envio de textos, vídeos e músicas já supera as ligações de voz entre celulares nos EUA. A economia de tempo e dinheiro é um dos motivos para a mudança de hábito. (Págs. 1 e Vida, Saúde e Ciência A24)
------------------------------------------------------------------------------------
Correio Braziliense
 
Manchete: Governo quer reduzir áreas de embaixadas
Terracap pretende mudar destinação de lotes reservados às representações diplomáticas para abrigar empreendimentos, como hotéis e comércio. A alegação é que o espaço está ocioso. Itamaraty é contra (Págs. 1 e 19)
Farra com cargo público
Em pelo menos 10 unidades da Federação, tribunais de contas estaduais descumprem a determinação constitucional de preencher com auditores de carreira pelo menos uma das vagas de conselheiro. Em vez disso, as nomeações servem para abrigar apadrinhados de políticos, incluindo governadores. (Págs. 1 e 2)
Pandora: Eurides tinha R$ 100 mil no armário
Além da bolsa cheia, com R$ 9,8 mil, os agentes federais encontraram no closet da distrital afastada R$ 84 mil e US$ 9 mil durante a Operação Caixa de Pandora. Polícia Federal também apreendeu uma suposta agenda de campanha com registros de retiradas volumosas em dinheiro. Correio mostra fotos do “esconderijo” onde a deputada guardava os pacotes de cédulas. (Págs. 1 e 26)
Segundo turno na Colômbia (Págs. 1 e 14)
 
Extermínio: PF investiga “justiceiros” de Goiás
Ministério Público de Goiás precisou recorrer à Polícia Federal para apurar denúncias de que um grupo de extermínio, formado por policiais civis e militares, aterroriza a região de Goiânia. Pelo menos 24 pessoas — a maioria na capital — estão ameaçadas de morte pela quadrilha. Presos em regime semiaberto são os principais alvos dos bandidos de farda. (Págs. 1, 5 e 6)
Concurso: Gabaritos do IBGE saem hoje à tarde
Os mais de um milhão de candidatos a recenseador poderão avaliar o desempenho nas provas. Resultado final, só em 1º de julho. (Págs. 1 e 10)
------------------------------------------------------------------------------------
Valor Econômico
 
Manchete: Fisco leva 45% da ´riqueza´ das S.A.
Da riqueza gerada pelas cem maiores companhias abertas do país por valor de mercado em 2009, que somou R$ 558 bilhões, as três esferas de governo abocanharam 45% na forma de impostos, contribuições e taxas. As empresas retiveram 13,5% do total para engordar seu patrimônio e distribuíram 9,5% aos acionistas na forma de juros sobre capital próprio e dividendos. Os funcionários ficaram com 20% e os credores, com 12%.

Os dados foram coletados pelo Valor a partir da Demonstração do Valor Adicionado, peça que se tornou obrigatória nos balanços das companhias abertas com a edição da Lei nº 11.638/07, que mudou a contabilidade no país. (Págs. 1 e D1)
Ultrapar quer a operação de GLP da Shell
A Ultrapar deverá fazer amanhã uma oferta pelas operações de gás liquifeito de petróleo (GLP) da Shell na Europa, que a empresa pretende vender por até € 1 bilhão. O leilão também deverá atrair propostas de grupos de "private equity" e da companhia Zeta Gas, do México.

Se a Ultrapar tiver sucesso, essa será uma das maiores aquisições já feitas por uma companhia brasileira na Europa. A Shell enfrenta a oposição de sindicatos franceses à venda da divisão de GLP na Europa, que é dominada pela Butagaz, de Paris, a maior fornecedora de botijões de GLP da França, com um terço do mercado. A Ultrapar é a maior distribuidora de GLP do Brasil, através de sua subsidiária Ultragaz, com receitas equivalentes a US$ 20 bilhões. As partes envolvidas não quiseram fazer comentários. (Págs. 1 e B10)
Seguranças do Citi ajudam a prender sequestradores
A analista de fraudes liga para a casa de um cliente cujo cartão de crédito apresenta uma transação suspeita. Mas quem atende é a polícia. O dono do cartão foi sequestrado e investigadores estão na casa, em São Paulo, esperando um contato com a família. Em vez de bloquear o cartão roubado, a instituição passa a monitorar os gastos. Quando um pagamento é autorizado em uma boate de Campinas, a polícia prende os criminosos e resgata a vítima.

O episódio foi vivenciado pelas equipes de prevenção e de investigação do Citi. Quando algo errado é observado pelos analistas, é o laboratório forense que é acionado, divisão identificada pela sugestiva sigla CSIS (Citi Security and Investigative Service) e que, globalmente, é chefiada por um ex-funcionário da CIA. (Págs. 1 e C8)
Faculdades da Argentina atraem brasileiros
Estimativas do setor privado indicam que cerca de 15 mil brasileiros estudam medicina em países do Mercosul. Na Argentina, o número aumenta a cada ano, porque é possível entrar no curso sem vestibular e a mensalidade está em torno de R$ 800, em comparação com até R$ 5 mil nas faculdades privadas brasileiras.

A maioria dos estudantes recorre à ajuda de empresas que regularizam documentos. Dos 170 alunos do primeiro ano de medicina na Universidade de Morón, na periferia de Buenos Aires, 48 são brasileiros. Na próxima temporada, a universidade pretende destinar até cem vagas a estudantes do Brasil.

Para validar o diploma estrangeiro é preciso ser aprovado em uma prova no Brasil. Haverá uma em julho, com 632 inscritos. (Págs. 1 e A14)
Governo dos EUA admite que óleo pode vazar por meses no Golfo do México (Págs. 1 e A10)
 
Após ajuste fiscal, RS volta a investir (Págs. 1 e Valor Estados)
 
Desaceleração da Indústria
Após forte crescimento no primeiro trimestre, a indústria deve ter uma acomodação em abril e fechar em queda frente a março. Mas o resultado não deve comprometer o bom desempenho previsto para o ano. (Págs. 1 e A3)
A Copa da globalização
Operadoras móveis se preparam para o aumento de demanda provocado pela Copa do Mundo, a primeira em que o celular será usado intensivamente para transmissão de voz, dados e vídeo. (Págs. 1 e B2)
Investimentos do Algar
Com atuação nas áreas de turismo, serviços e agropecuária, mas principalmente em telecomunicações e tecnologia, o grupo Algar prepara investimentos de R$ 1,5 bilhão até 2014. (Págs. 1 e B3)
Otimismo no setor de plásticos
Aquecimento da economia traz boas perspectivas para a indústria de plásticos, que deve investir R$ 4,1 bilhões neste ano e crescer entre 8% e 10%. (Págs. 1 e B11)
RJ incentiva a agropecuária
Programa de incentivo do governo fluminense fez a produção leiteira no Estado aumentar de 470 milhões de litros em 2007 para 600 milhões. Próximo alvo deve ser a pecuária de corte. (Págs. 1 e B13)
Justiça ordena renegociação
A Justiça do Mato Grosso determinou aos bancos credores a renegociação de dívidas de seis produtores rurais na aquisição de máquinas e equipamentos. A apelação será analisada pelo Tribunal do Estado. (Págs. 1 e B14)
HSBC foca a alta renda
O HSBC aposta nos clientes de alta renda para reformular sua atuação no varejo brasileiro, que ficará a cargo do executivo argentino Sebastian Arcuri, até então responsável pela área de varejo do banco em Hong Kong. (Págs. 1 e C1)
Maio negro
Até sexta-feira, o Ibovespa acumulava queda de 8,27% em maio, o pior desempenho desde o auge da crise americana, em outubro de 2008. A expectativas dos analistas para junho é de melhora gradual. (Págs. 1 e D2)
CVM investiga ´Barretão´
O cineasta Luiz Carlos Barreto responde a processos na CVM e na Justiça por irregularidades na emissão de Certificados de Investimentos Audiovisuais para produção do filme "O casamento de Romeu e Julieta". (Págs. 1 e D4)
Ideias
Carlos Lessa
Ambientalismo míope brasileiro mutilou o projeto da usina hidrelétrica de Belo Monte. (Págs. 1 e A12)
Ideias
Helzo Takenaka
Com dívida equivalente a 170% do PIB, Japão corre sério risco de enfrentar uma grave crise fiscal. (Págs. 1 e A13)
------------------------------------------------------------------------------------
Jornal do Commercio
 
Manchete: “Por favor, me prendam”
Viciado em crack foi à Delegacia de Santo Amaro, ontem à noite, e fez o pelo dramático. Ele afirma ter certeza de que se voltar às ruas será assassinado. (Pág. 1)
Colômbia (Pág. 1)
 
------------------------------------------------------------------------------------
 
 
DILMA SOBE NAS PESQUISAS E CAUSA TURBULÊNCIA AO PSDB
 
Selecione o link abaixo e clique com o botão direito do mouse em “Abrir hiperlink”
 
 
Queda de Serra expõe atritos DEM-PSDB
CATIA SEABRA
BRENO COSTA
DE SÃO PAULO
Enfrentando trajetória descendente nas pesquisas de intenção de votos, o palanque PSDB-DEM começa a expor suas fissuras.
Contidas quando o pré-candidato tucano, José Serra, liderava com ampla vantagem a disputa pela Presidência, as divergências vêm à tona especialmente agora, na discussão do vice.
Integrantes da cúpula do DEM se dizem excluídos da coordenação da campanha e preteridos em negociações nos Estados. Para completar, discordam das alternativas ao nome de Aécio Neves, caso ele resista mesmo aos apelos para que ocupe a vice.
Apesar da falta de um nome que unifique o partido, os democratas já avisaram ao PSDB que só cederiam a posição para Aécio.
Até mesmo os mais afinados com Serra reagem à indicação do presidente do PP, Francisco Dornelles (RJ).
Cotado para a vaga mesmo após apresentar emenda que atenua o projeto Ficha Limpa, ele sofre resistência do PP e do DEM. Dornelles, que já foi filiado ao antigo PFL, desfalcou o partido quando saiu.
No DEM, não há consenso sobre a indicação de Kátia Abreu (TO), José Carlos Aleluia (BA) ou José Agripino Maia (RN).
Os democratas resistem ao senador Tasso Jereissati (CE), mas, no PSDB, não impõem tantas restrições ao ex-ministro Pimenta da Veiga.
Há trepidações em Estados como Santa Catarina e Goiás. Mas a tensão promete ser acirrada em São Paulo.
Sob o patrocínio do prefeito Gilberto Kassab (DEM), candidatos a deputado federal do DEM que disputam vagas contra tucanos têm o apoio formal de vereadores e diretórios do PSDB.
O próprio Geraldo Alckmin reagiu com surpresa ao ouvir a manifestação da presidente de um diretório do PSDB em favor de um candidato democrata."Há casos de diretórios inteiros. É um salve-se quem puder", diz o coordenador de programa de Alckmin, José Aníbal (PSDB).
Avarias
O DEM terá de lidar, nas eleições deste ano, com avarias internas. O partido deverá ter candidato próprio em apenas quatro Estados. Em outros sete não deve concorrer nem para o Senado.
O escândalo do mensalão no DF, que culminou na prisão e renúncia de José Roberto Arruda, único governador do partido eleito em 2006, levou o Democratas a perder influência na definição das coligações. O partido defende-se dizendo que expurgou Arruda de seus quadros com rapidez.
ESTEREÓTIPO DOS CANDIDATOS
 
 Dilma Rousseff é a que "mais defenderá os pobres", segundo 37% dos eleitores (contra 21% dos que enxergam essa qualidades em Serra). Há também 45% que enxergam Dilma como a candidata que mais “defenderá o interesse das mulheres” (Serra tem 22%).
 
 
Repasse. Se nos anos 40 existisse Internet, Hitler não teria assassinado milhões de judeus.
 
Buya neles!!!
 
 
 
 
- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.