- Links
» Página Inicial
» Estadão
» Revista Veja
» Revista Época
» Folha de São Paulo
» Revista Isto É
» Revista Carta Capital
» Prefeitura de Pirassununga
-
BALAIO DO BUYA
Jornal Virtual
-
» Contato
 
 
- Notícias
27.04 - TrÍs detidos confessam o assassinato da dentista

Share

Crime

Três suspeitos de matar dentista na Grande SP são presos

Jonathan Araújo é um dos detidos; os outros dois homens não tiveram seus nomes divulgados. Dentista foi brutalmente assassinada na última quinta-feira

Retrato falado de suspeitos de matar dentista em São Bernardo do Campo

Retrato falado de suspeitos de matar dentista em São Bernardo do Campo (Reprodução)

A Secretaria de Segurança de São Paulo confirmou, neste sábado, a prisão de três suspeitos de envolvimento na morte da dentista Cinthya de Souza, de 47 anos. Ela foi queimada viva durante um assalto ao seu consultório na cidade São Bernardo do Campo, no ABC paulista, na última quinta-feira.

Leia também:
Prender assassinos de dentista é questão de honra, diz delegado
Menor identifica suspeito de ter matado dentista
Bandidos ateiam fogo e matam dentista no ABC paulista


Conforme informações do jornal SP TV, da Rede Globo, os suspeitos foram detidos por volta das 3 horas nas imediações da favela São Jorge, em Diadema, e encaminhados ao Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP) da capital paulista. Um dos suspeitos, segundo a polícia, é Jonatas Cassiano Araújo, de 21 anos, que já havia sido identificado pelas câmeras de segurança de uma loja de conveniência. Os outros dois possíveis envolvidos na ação não tiveram seus nomes divulgados. 

O delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Luiz Mauricio Souza Blazeck, disse, em entrevista na sexta-feira, que as investigações apontam que o grupo cometeu mais dois assaltos similares nos últimos meses, também em consultórios odontológicos. A arma e o carro utilizados nos assaltos, bem como as descrições dos suspeitos são semelhantes nos três casos. Um deles ocorreu em outubro do ano passado, e o outro em 18 de abril.

"São elementos perigosos, que não podem permanecer soltos. Eles agem com violência costumeira. Não colocaram fogo nos outros casos, mas já ameaçaram", afirmou Blazeck, segundo quem os criminosos usaram “tortura psicológica” com outras vítimas.

Crime - Os suspeitos invadiram a clínica odontológica de Cinthya na quinta-feira, por volta de 12h30. Quatro pessoas teriam participado do crime. Três membros do grupo tocaram a companhia e um deles chegou a se passar por um paciente interessado em marcar uma consulta. A polícia desconfia que outro suspeito ficou aguardando no carro que transportou o grupo.

A paciente que estava com a dentista foi encapuzada e teve os pertences, dinheiro e celular, roubados. Como Cinthya não tinha dinheiro no local, os criminosos pegaram seu cartão do banco e a senha. Um dos criminosos ficou no consultório enquanto outros dois, entre eles estaria Jonathan Araújo, foram até um caixa eletrônico numa loja de conveniência próxima. Ao efetuarem o saque, os dois constataram que só havia 30 reais na conta.

De acordo com a polícia, os criminosos ficaram furiosos com o resultado do assalto. Eles voltaram até a clínica e, numa ação bárbara, atearam fogo na dentista. Em seguida, o trio fugiu. A paciente encapuzada afirmou que ouviu Cinthya pedir por socorro. Ela ainda tentou apagar o fogo, mas Cinthya morreu em menos de três minutos. O corpo da dentista foi enterrado no Cemitério da Vila Euclides, em São Bernardo do Campo


- Buya




Buya ©.Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta
página em qualquer meio de comunicação.